Olsalazina

DCI com Advertência na Gravidez
O que é
A Olsalazina é um fármaco anti-inflamatório utilizado no tratamento da doença inflamatória intestinal e colite ulcerosa.

A Olsalazina é um derivado de ácido salicílico. Inativo por si só (é um profármaco), que é convertido pelas bactérias no cólon em mesalamina.

A Mesalamina funciona como um agente anti-inflamatório no tratamento de doenças inflamatórias dos intestinos.
Usos comuns
A Olsalazina é um fármaco anti-inflamatório utilizado no tratamento da doença inflamatória intestinal e colite ulcerosa.

A Olsalazina reduz a inflamação do intestino, diarréia (frequência de fezes), sangramento retal e dor abdominal.

Crê-se que a Olsalazina tal como a Balsalazida, é usada para entregar mesalazina, ou ácido 5-aminossalicílico (5-ASA), passando o intestino delgado directamente para o intestino grosso, o que é o local activo da doença na colite ulcerosa.
Tipo
Molécula pequena.
História
A Olsalazina obteve a aprovação da Food and Drug Administration (FDA) em 1990.
Indicações
A Olsalazina está indicada para o tratamento da doença inflamatória intestinal e colite ulcerativa.
Classificação CFT

06.08 : Anti-inflamatórios intestinais

Mecanismo De Ação
A Olsalazina administrada por via oral é convertida em mesalamina, que se pensa ser o agente terapeuticamente activo para o tratamento de colite ulcerativa.

O mecanismo de acção da mesalazina (e sulfassalazina) é desconhecida, mas parece ser tópica, em vez de sistémica.

A Produção de metabólitos da mucosa do ácido araquidónico (AA), tanto através dos caminhos da ciclo-oxigenase, ou seja, prostanóides e através das vias lipoxigenase, ou seja, os leucotrienos (LTs) e ácidos (hidroxielcosatetraenoico HETEs) está aumentada em pacientes com doença inflamatória intestinal crónica, e é possível que a mesalamina diminui a inflamação, bloqueando ciclo-oxigenase e inibição da prostaglandina (PG) de produção no cólon.
Posologia Orientativa
Dose adulta usual para a colite ulcerosa - activa:
500 mg - 1 g por dia por via oral, uma vez em duas doses igualmente divididas. Alternativamente, as doses de 500 mg até 4 vezes por dia têm sido usadas em casos graves.
Dose adulta usual para a colite ulcerosa - Manutenção:
500 mg por via oral duas vezes por dia.

Dose adulta usual para Espondilite Anquilosante:
Estudo (n = 4)
500 mg, duas vezes por dia durante uma semana, se incrementaram de 500 mg por semana, até um máximo de 1 g três vezes por dia, para um total de 6 meses.

Usual Dose pediátrica para a colite ulcerosa:
Estudo (n = 56)
Igual ou superior a 2 anos: 30 mg / kg / dia (no máximo, 2 g / dia), começando em 25% da dose diária calculada, e o aumento de uma dose a cada terceiro dia, a quatro doses por dia.
Administração
Tome Olsalazina com um copo cheio de água.
Contraindicações
Não use Olsalazina se:
– é alérgico a qualquer ingrediente em Olsalazina
– é alérgico a aspirina ou medicamentos semelhantes à aspirina (por exemplo, salicilatos)
– que tenha recebido a vacina contra a varicela nos últimos 6 semanas.

Contacte o médico ou Profissional de Saúde imediatamente se algum destes se aplicar a si.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Obtenha ajuda médica de emergência se tiver algum destes sinais de reacção alérgica: urticária, dificuldade em respirar, inchaço do rosto, lábios, língua ou garganta.

Pare de usar Olsalazina e chame seu Médico imediatamente se tiver algum destes efeitos secundários graves:
– colite agravamento (febre, dor de estômago, cólicas ou diarreia com sangue);
– dor no peito, falta de ar, batimentos cardíacos rápidos e fortes.
– náuseas, dor de estômago, perda de apetite, comichão, urina escura, fezes cor de barro, icterícia (amarelecimento da pele ou olhos).

Efeitos secundários menos graves podem incluir:
– leve desconforto no estômago;
– náuseas, azia;
– erupção cutânea, comichão;
– dor de cabeça;
– dores musculares ou articulares, ou
– urinar mais frequentemente do que o habitual.

Esta não é uma lista completa dos efeitos secundários e outros podem ocorrer. Informe o médico sobre qualquer efeito colateral incomum ou incómodo.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Todos os trimestres: C - Não há estudos adequados em mulheres. Em experiências animais ocorreram alguns efeitos colaterais no feto, mas o benefício do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.
Precauções Gerais
É muito importante que o médico verifique o seu progresso em visitas regulares, especialmente se vai tomar a Olsalazina por um longo período de tempo.
Cuidados com a Dieta
Pode ser administrado independentemente das refeições.
Terapêutica Interrompida
Tome a dose assim que se lembrar. Se for quase altura da sua próxima dose, esperar até lá para tomar o medicamento e salte essa dose. Não tome medicamentos extra para compensar a dose esquecida.
Cuidados no Armazenamento
Guarde Olsalazina à temperatura ambiente longe da humidade e calor.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Usar com precaução

Mercaptopurina + Olsalazina

Observações: N.D.
Interações: Dada a existência de evidência in vitro de que os derivados dos aminosalicilatos (por exemplo, olsalazina, messalazina ou sulfassalazina) inibem a enzima TPMT, que metaboliza a 6-mercaptopurina, é aconselhável proceder-se à sua administração com precaução no caso dos doentes que estejam a receber terapêutica concomitante com mercaptopurina. - Olsalazina
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Azatioprina + Olsalazina

Observações: Os doentes devem ser aconselhados no sentido de informar o seu anestesiologista do tratamento com Azatioprina antes de uma cirurgia.
Interações: Há um risco de um efeito mielossupressor aumentado de azatioprina, em resultado da inibição do seu metabolismo hepático, se azatioprina for administrado concomitantemente com derivados do ácido aminossalicílico, como por exemplo olsalazina, mesalazina e sulfalazina. - Olsalazina
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações da Olsalazina
Informe o médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 26 de Novembro de 2020