Betacaroteno

O que é
O betacaroteno é um pigmento carotenóide antioxidante. Natural, é uma das formas de se obter indiretamente a vitamina A.

Têm sido descobertas importantes propriedades para o betacaroteno nas pesquisas das quais é alvo. Sabe-se hoje que é um antioxidante (inibe radicais livres, prevenindo o envelhecimento), beneficia a visão noturna, aumenta a imunidade, dá elasticidade à pele, aumenta o brilho dos cabelos e o fortalecimento das unhas, além de atuar no metabolismo de gorduras.

O betacaroteno também é favorável na obtenção do bronzeamento da pele.

Quando transformado em vitamina A no organismo, auxília na formação de melanina, pigmento responsável por proteger a pele dos raios ultravioleta e conferir o bronzeamento.

As principais fontes de betacaroteno são o damasco, cenoura, abóbora, beterraba, mamão, manga e a batata doce.

Em quantidades menores, pode ser encontrado nos vegetais folhosos como couve, repolho, espinafre, agrião e brócolos.

Consumir grande quantidade de betacaroteno não é perigoso para o organismo.

O único efeito colateral conhecido pelo excesso do mesmo é o aparecimento de uma coloração amarelada na pele, que é inócua e não deixa sequelas, e que desaparece com a redução do consumo, denominada por hipercarotenodermia.

Contudo,o consumo de quantidades diárias de 30mg sob a forma de suplementação farmacológica de betacaroteno, por parte de fumadores, foi associado a um aumento de risco de cancro de pulmão.

Por outro lado a ingestão fisiológica de betacaroteno, pela alimentação, não tem este efeito.
Usos comuns
Sem informação.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Sem informação.
Classificação CFT
n.d.     n.d.
Mecanismo De Ação
Sem informação.
Posologia Orientativa
Sem informação.
Administração
Via oral.
Contraindicações
Hipersensibilidade à piretanida ou a derivados sulfonamídicos.

Não deve ser usado em insuficiência renal com anúria, hipopotassemia ou hiponatremia graves, hipovolemia com ou sem redução concomitante da pressão arterial, insuficiência hepática associada com alterações do estado de consciência.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
O efeito secundário mais comum de consumo excessivo de β-caroteno é carotenodermia, uma condição fisicamente inofensiva que se apresenta como uma tonalidade laranja visível da pele resultante da deposição de carotenóide na camada mais externa da epiderme.

Doses altas, crónicas, de suplementos de β-caroteno sintéticos têm sido associadas a uma maior taxa de cancro de pulmão em fumadores.

Além disso, a suplementação de β-caroteno pode aumentar o risco de cancro da próstata, hemorragia intracerebral e mortalidade cardiovascular e total em fumadores ou que têm um historial de exposição de alto nível ao amianto.

O β-caroteno tem uma elevada tendência para oxidar, mais do que a maioria dos óleos e gorduras alimentares, e pode, assim, em certa medida, acelerar a oxidação mais do que outros corantes alimentares, tais como o urucu.
Advertências
Precauções Gerais
Sem informação.
Cuidados com a Dieta
Sem informação.
Terapêutica Interrompida
Não utilizar uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.

Orlistato + Betacaroteno

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Porfímero sódico + Betacaroteno

Observações: Não foram realizados estudos formais com o Porfímero sódico e outros fármacos.
Interações: A TFD com Porfímero sódico origina lesão intracelular directa ao iniciar reacções em cadeia de radicais que danificam as membranas intracelulares e as mitocôndrias. Ocorre também lesão dos tecidos devido à isquemia secundária a vasoconstrição, activação das plaquetas, agregação e coagulação. A investigação em animais e em culturas de células sugere que muitos fármacos podem influenciar os efeitos da TFD, apresentando-se a seguir possíveis exemplos. Não existem dados em humanos que apoiem ou rejeitem estas possibilidades. Espera-se que os compostos que extinguem as espécies de oxigénio activo ou radicais scavenge, tais como o dimetilsulfóxido, β-caroteno, etanol, formato e manitol diminuam a acção da TFD. Os dados pré-clínicos sugerem também que a isquemia tecidular, o alopurinol, os bloqueadores dos canais de cálcio e alguns inibidores da síntese de prostaglandinas possam interferir com a TFD com Porfímero sódico. Os fármacos que diminuem a coagulação, a vasoconstrição ou a agregação plaquetária, p.ex. inibidores do tromboxano A2, podem diminuir a eficácia da TFD. As hormonas glucocorticóides administradas antes ou concomitantemente com a TFD podem diminuir a eficácia do tratamento.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Verteporfina + Betacaroteno

Observações: Não foram realizados estudos de interação em seres humanos.
Interações: Eliminadores de radicais livres: Ainda que não exista evidência clínica, dados teóricos sugerem que os antioxidantes (por ex.: betacaroteno) ou os medicamentos que eliminam radicais livres (por ex.: dimetilsulfóxido (DMSO), formato, manitol ou álcool) possam extinguir as espécies ativadas de oxigénio geradas pela verteporfina, resultando numa diminuição da atividade da verteporfina.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico
Deve informar o médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017