Fatores maternos ajudam a prever trajetória da depressão pós-parto

100


Fatores maternos ajudam a prever trajetória da depressão pós-parto

  Tupam Editores

Quatro características maternas podem prever trajetórias de 12 meses para mulheres com depressão pós-parto com precisão de 72,8 por cento, de acordo com um estudo publicado na revista Depression & Anxiety.

Cientistas da Universidade Northwestern Feinberg School of Medicine, em Chicago, nos Estados Unidos, avaliaram trajetórias de 12 meses de sintomas depressivos pós-parto para identificar características preditivas.

Os autores identificaram 507 mulheres com transtorno depressivo pós-parto de uma coorte num hospital urbano de mulheres em Pittsburgh que completaram a avaliação da gravidade dos sintomas em quatro a oito semanas, três meses, seis meses e 12 meses.

Entrevistas foram realizadas para avaliar a gravidade dos sintomas depressivos, história médica e psiquiátrica, avaliação da função, experiência obstétrica e estado do bebé.

Depressão pós-parto

Os investigadores identificaram três trajetórias distintas de sintomas depressivos entre as mulheres: remissão gradual da depressão (50,4 por cento), melhoria parcial da depressão (41,8 por cento) e depressão crónica grave (7,8 por cento).

Características preditivas da trajetória crónica grave em comparação com as trajetórias de remissão gradual e melhoria parcial incluíram paridade, educação, estado basal global e gravidade da depressão. Essas características previram a trajetória com 72,8 por cento de precisão.

Assim, quando uma futura mãe chega para sua consulta de seis semanas, existe o potencial de prever a gravidade de sua depressão nos próximos 12 meses. Desta forma, seria possível encorajar a intervenção precoce, para que as mães tenham melhores probabilidades de sucesso com o tratamento ao longo do tempo, afirmaram os autores.

ARTIGO

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
05 de Junho de 2019

Referências Externas:

Relacionados

RECÉM-NASCIDOS: Bolçar! - É normal?

Cuidar de uma criança no seu primeiro ano de vida é um verdadeiro desafio. É um novo elemento na família. É o ano da vida em que ocorrem maiores aquisições, em que todos os dias surgem mudanças e por...

CÓLICAS DO BEBÉ - Como identificá-las?

Ser mãe pela primeira vez é sem dúvida uma experiência gratificante para a maioria das mulheres, mas também algo assustadora. Durante os primeiros 3 meses de vida, primeira etapa do seu desenvolviment...

Destaques

CONHECE O PODER DO SORRISO?

Dias cansativos, trabalho que nunca mais acaba, stress, correrias, casa para arrumar, filhos para acompanhar, contas para pagar, para além daqueles problemas ou situações mais negativas que, por vezes...

BIOTECNOLOGIA: A ALQUIMIA DOS TEMPOS MODERNOS

O toque de alvorada da indústria da biotecnologia soou quando se realizaram as primeiras experiências de splicing genético, isto é, a modificação da informação genética do DNA para o RNA após a transc...
0 Comentários