REUMÁTICO

Covid-19: SPR cria plataforma para registo de doentes reumáticos

Perante a pandemia causada pelo SARS-CoV-2, a Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR), através do Reuma.pt, deu prioridade à compreensão de como é que este vírus afeta os doentes reumáticos e em particular se as terapêuticas imunomoduladoras (corticoides, csDMARDs, bDMARDs, tsDMARDs) influenciam a evolução da infeção.

Covid-19: SPR cria plataforma para registo de doentes reumáticos
DIREITOS DO DOENTE

DOENÇAS E TRATAMENTOS

DIREITOS DO DOENTE

Assim, o Reuma.pt desenvolveu em tempo recorde um formulário específico para registo da infeção por SARS-CoV-2 em colaboração com a EULAR-COVID-19 Database. Este formulário contém os mesmos campos que o registo europeu e os casos serão partilhados, de forma segura e anonimizada, com a plataforma europeia que, por sua vez, irá alimentar o registo global de doentes reumáticos COVID-19 Global Rheumatology Alliance (rheum-covid.org).

“Os dados têm de sair das salas da Direção-Geral da Saúde para a comunidade científica e com isto a SPR garante dados nacionais de qualidade relativamente a doentes reumáticos com COVID-19”, afirma Luís Cunha Miranda, presidente da SPR.

O conhecimento dos dados nacionais e a partilha com os outros países europeus, no âmbito da EULAR (European League Against Rheumatism), tem sido desde sempre uma estratégia da reumatologia portuguesa, através do Reuma.pt.

“Neste caso, pudemos, em um curto espaço de tempo, responder às dúvidas clínicas e à necessidade de informação que esta pandemia nos impõe”, explica Luís Cunha Miranda.

Fonte: Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR)

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS