Anidulafungina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
A Anidulafungina é uma equinocandina semi-sintética usada como um medicamento antifúngico.

Há evidência preliminar de que tem um perfil de segurança semelhante à caspofungina.

Tem eficácia comprovada contra a candidíase esofágica, mas o seu uso principal será, provavelmente, nos casos de infecção invasiva por Cândida. Também pode ter aplicação no tratamento de infecção invasiva por Aspergillus.

É um dos membros da classe de medicamentos antifúngicos conhecidos como as equinocandinas; o seu mecanismo de acção é por inibição de (1 → 3)-β-D-glucano-sintase, uma enzima importante na síntese da parede celular dos fungos.
Usos comuns
No tratamento de certos tipos de infecções fúngicas.
A Anidulafungina é um antifúngico equinocandina.
Funciona eliminando os fungos sensíveis.
Tipo
Molécula pequena.
Indicações
Para uso no tratamento das seguintes infecções fúngicas: candidémia e outras formas de infecções por Candida (abcesso intra-abdominal e peritonite), infecções por Aspergillus, e candidíase esofágica.

Também considerado um tratamento alternativo na canaidiasis orofaríngea.
Classificação CFT

01.02 : Antifúngicos

Mecanismo de ação
A Anidulafungina é uma equinocandina semi-sintética com actividade antifúngica.
A Anidulafungina inibe a glucano-sintase, uma enzima presente nas células dos fungos, mas não das células dos mamíferos.

Daqui resulta a inibição da formação do 1,3-β-D-glucano, um componente essencial da parede das células fúngicas, levando à instabilidade osmótica e morte da célula.
Posologia orientativa
População adulta (posologia e duração do tratamento)
Deve ser administrada uma dose de carga única de 200mg no Dia 1, seguida de 100mg diários a partir daí.
A duração do tratamento deve ser baseada na resposta clínica do doente.
Geralmente, a terapêutica antifúngica deve ser mantida pelo menos durante 14 dias após a última cultura positiva.
Administração
Via intravenosa.

O tratamento com Anidulafungina deve ser iniciado por um médico com experiência no tratamento de infecções fúngicas invasivas.
Contraindicações
Hipersensibilidade à Anidulafungina.
Hipersensibilidade a outros medicamentos da classe das equinocandinas.
Efeitos indesejáveis/adversos
Efeitos indesejáveis graves
- informe o médico ou outro profissional de saúde imediatamente se ocorrer alguma das seguintes situações:
- Convulsões (ataque)
- Vermelhidão
- Erupção na pele, prurido (comichão)
- Rubor com calor
- Urticária
- Contracção repentina dos músculos ao redor das vias aéreas, resultando em respiração ruidosa ou tosse
- Dificuldade em respirar

Outros efeitos indesejáveis
Os efeitos indesejáveis muito frequentes (podem afetar mais de 1 em 10 pessoas) são:
- Potássio sérico baixo (hipocaliemia)
- Diarreia
- Náusea

Os efeitos indesejáveis frequentes(podem afetar até 1 em 10 pessoas) são:
- Convulsão (ataque)
- Dor de cabeça
- Vómito
- Alterações nos testes de função do fígado
- Erupção na pele, prurido (comichão)
- Alterações nos testes sanguíneos de função do rim
- Fluxo anómalo da bílis da vesícula para o intestino (colestase)
- Açúcar no sangue elevado
- Pressão arterial elevada
- Pressão arterial baixa
- Contracção repentina dos músculos ao redor das vias aéreas, resultando em respiração ruidosa ou tosse
- Dificuldade em respirar

Os efeitos indesejáveis pouco frequentes(podem afetar até 1 em 100 pessoas) são:
- Perturbação do sistema de coagulação
- Vermelhidão
- Rubor com calor
- Dor de estômago
- Urticária
- Dor no local de injeção

Desconhecido (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis) são:
- Reações alérgicas com risco de vida
Advertências
Gravidez
Gravidez:
Gravidez:Anidulafungina não é recomendado durante a gravidez.
Aleitamento
Aleitamento:
Aleitamento:Desconhece-se o efeito de Anidulafungina em mulheres a amamentar. Consulte o médico ou farmacêutico antes de tomar Anidulafungina enquanto amamenta.
Precauções gerais
Fale com o médico, farmacêutico ou enfermeiro antes de utilizar Anidulafungina.
O médico pode decidir monitorizá-lo:
- quanto à função hepática mais atentamente se desenvolveu problemas no fígado durante o seu tratamento
- se lhe foram administrados anestésicos durante o seu tratamento com Anidulafungina, quanto a sinais de uma reacção alérgica, tais como comichão, pieira, pele manchada
- quanto a sinais de uma reacção relacionada com a perfusão que podem incluir erupção na pele, urticária, comichão, vermelhidão
- quanto à falta de ar/dificuldades ao respirar, tonturas ou sensação de desmaio

Anidulafungina não deve ser administrado a doentes com idade inferior a 1 mês.

Informe o médico ou farmacêutico se você ou o seu filho estiver a tomar, tiver tomado recentemente, ou se vier a tomar outros medicamentos.
Cuidados com a dieta
Sem informação.
Resposta à overdose
Procurar atendimento médico de emergência, ou ligue para o Centro de Intoxicações.

Tal como em qualquer sobredosagem, devem ser utilizadas as medidas gerais de suporte necessárias.
Em caso de sobredosagem, podem ocorrer as reações adversas.
Durante os ensaios clínicos administrou-se inadvertidamente uma dose única de 400mg de anidulafungina como dose de carga.
Não se notificaram reações adversas clínicas.
Não se observou toxicidade limitante da dose num estudo com 10 voluntários saudáveis, a quem foi administrada uma dose de carga de 260mg, seguida de 130 mg diárias; 3 dos 10 indivíduos relataram um aumento transitório, assintomático das transaminases (≤ 3 x o Limite Superior Normal).
Durante um ensaio clínico pediátrico, um indivíduo recebeu duas doses de anidulafungina correspondente a 143% da dose esperada.
Não foram notificadas quaisquer reações adversas clínicas.
Terapêutica interrompida
Uma vez que este medicamento lhe será administrado sob cuidadosa supervisão médica, é pouco provável que não lhe tenha sido administrada uma dose. No entanto, deverá informar o médico ou farmacêutico se pensar que não lhe foi administrada uma dose. Não lhe deve ser administrada uma dose a dobrar pelo médico.
Cuidados no armazenamento
Guarde os frascos de solução reconstituída e solução diluída para perfusão entre 2° e 8° C.
Não congelar.
A solução reconstituída pode ser armazenada até 1 hora, a solução diluída para perfusão deve ser administrado dentro de 24 horas.
Este medicamento é armazenado em meio hospitalar.
Espectro de susceptibilidade e tolerância bacteriológica
Sem informação.
Sem efeito descrito

Anidulafungina + Ciclosporina

Observações: A anidulafungina não é um substrato indutor ou inibidor clinicamente relevante das isoenzimas do citocromo P450 (1A2, 2B6, 2C8, 2C9, 2C19, 2D6, 3A). De notar que os estudos in vitro não excluem por completo a possibilidade de interações in vivo. Foram realizados estudos de interacção medicamentosa com a anidulafungina e outros fármacos passíveis de serem coadministrados. Apenas foram realizados estudos de interacção em adultos.
Interacções: Não é recomendado o ajuste da dose de nenhum dos fármacos quando a anidulafungina é coadministrada com a ciclosporina, voriconazol ou tacrolimus, e não é recomendado ajuste da dose de anidulafungina quando é coadministrada com anfotericina B ou rifampicina. - Ciclosporina
Sem efeito descrito

Anidulafungina + Tacrolímus

Observações: A anidulafungina não é um substrato indutor ou inibidor clinicamente relevante das isoenzimas do citocromo P450 (1A2, 2B6, 2C8, 2C9, 2C19, 2D6, 3A). De notar que os estudos in vitro não excluem por completo a possibilidade de interações in vivo. Foram realizados estudos de interacção medicamentosa com a anidulafungina e outros fármacos passíveis de serem coadministrados. Apenas foram realizados estudos de interacção em adultos.
Interacções: Não é recomendado o ajuste da dose de nenhum dos fármacos quando a anidulafungina é coadministrada com a ciclosporina, voriconazol ou tacrolimus, e não é recomendado ajuste da dose de anidulafungina quando é coadministrada com anfotericina B ou rifampicina. - Tacrolímus
Sem efeito descrito

Anidulafungina + Voriconazol

Observações: A anidulafungina não é um substrato indutor ou inibidor clinicamente relevante das isoenzimas do citocromo P450 (1A2, 2B6, 2C8, 2C9, 2C19, 2D6, 3A). De notar que os estudos in vitro não excluem por completo a possibilidade de interações in vivo. Foram realizados estudos de interacção medicamentosa com a anidulafungina e outros fármacos passíveis de serem coadministrados. Apenas foram realizados estudos de interacção em adultos.
Interacções: Não é recomendado o ajuste da dose de nenhum dos fármacos quando a anidulafungina é coadministrada com a ciclosporina, voriconazol ou tacrolimus, e não é recomendado ajuste da dose de anidulafungina quando é coadministrada com anfotericina B ou rifampicina. - Voriconazol
Sem efeito descrito

Anidulafungina + Anfotericina B

Observações: A anidulafungina não é um substrato indutor ou inibidor clinicamente relevante das isoenzimas do citocromo P450 (1A2, 2B6, 2C8, 2C9, 2C19, 2D6, 3A). De notar que os estudos in vitro não excluem por completo a possibilidade de interações in vivo. Foram realizados estudos de interacção medicamentosa com a anidulafungina e outros fármacos passíveis de serem coadministrados. Apenas foram realizados estudos de interacção em adultos.
Interacções: Não é recomendado o ajuste da dose de nenhum dos fármacos quando a anidulafungina é coadministrada com a ciclosporina, voriconazol ou tacrolimus, e não é recomendado ajuste da dose de anidulafungina quando é coadministrada com anfotericina B ou rifampicina. - Anfotericina B
Sem efeito descrito

Anidulafungina + Rifampicina (rifampina)

Observações: A anidulafungina não é um substrato indutor ou inibidor clinicamente relevante das isoenzimas do citocromo P450 (1A2, 2B6, 2C8, 2C9, 2C19, 2D6, 3A). De notar que os estudos in vitro não excluem por completo a possibilidade de interações in vivo. Foram realizados estudos de interacção medicamentosa com a anidulafungina e outros fármacos passíveis de serem coadministrados. Apenas foram realizados estudos de interacção em adultos.
Interacções: Não é recomendado o ajuste da dose de nenhum dos fármacos quando a anidulafungina é coadministrada com a ciclosporina, voriconazol ou tacrolimus, e não é recomendado ajuste da dose de anidulafungina quando é coadministrada com anfotericina B ou rifampicina. - Rifampicina (rifampina)
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções da Anidulafungina
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 28 de Janeiro de 2022