Pirlindol

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência na Condução
O que é
Pirlindol é um inibidor reversível da monoamina-oxidase A (RIMA), que é utilizado como um antidepressivo.

É estruturalmente e farmacologicamente relacionado com metralindole.
Usos comuns
Tratamento da depressão.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Depressão.

A escassa informação disponível não autoriza uma recomendação para o uso generalizado.
Classificação CFT

02.09.03 : Antidepressores

Mecanismo De Ação
O Pirlindol é um antidepressivo tetracíclico.

Apresenta como atividades farmacológicas a inibição seletiva, reversível e competitiva da MAO do tipo A, a inibição da recaptação da serotonina e o aumento da afinidade para os recetores adrenérgicos que só se dá em administração crónica.

Pirlindol combina, assim, propriedades farmacológicas dos antidepressivos de estrutura tricíclica e dos I.M.A.O.

No entanto, os efeitos I.M.A.O. do Pirlindol são seletivos e reversíveis.

Pirlindol mostra escassos ou nulos efeitos anticolinérgicos e não promove a redução da atividade psicomotora.

Pirlindol não modifica os parâmetros cardiovasculares e tem boa tolerância bio-hematológica.
Posologia Orientativa
100 a 200 mg/dia, em 2 tomas.
Administração
Sem informação.
Contraindicações
Epilepsia, gravidez, IH ou IR.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Náuseas, vómitos, cefaleias, taquicardia, alterações do sono, tremores, hipotensão.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:contraindicado na gravidez. Evidência fetal em animais, mas a necessidade pode justificar o risco.
Condução
Condução
Condução:Altera a capacidade de condução.
Precauções Gerais
Não tome:
- Se tem hipersensibilidade (alergia) ao Pirlindol
- Se tem doenças hemotológicas graves
- Se tem alterações hepáticas ou renais graves.
Cuidados com a Dieta
Sem informação.
Terapêutica Interrompida
Administrar a dose omitida logo que possível; se estiver próxima da administração seguinte não duplicar as doses.
Cuidados no Armazenamento
Não conservar acima de 25°C.
Conservar na embalagem de origem.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)

Observações: N.D.
Interações: Não administrar Pirlindol simultaneamente com I.M.A.O. nem com aminas simpaticomiméticas (dopamina, metaraminol, epinefrina, norepinefrina, isoproterenol), pois corre-se o risco de hipertensão. Recomenda-se um intervalo de 14 dias entre a administração de I.M.A.O. e o início de um tratamento com Pirlindol. - Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Simpaticomiméticos

Observações: N.D.
Interações: Não administrar Pirlindol simultaneamente com I.M.A.O. nem com aminas simpaticomiméticas (dopamina, metaraminol, epinefrina, norepinefrina, isoproterenol), pois corre-se o risco de hipertensão. Recomenda-se um intervalo de 14 dias entre a administração de I.M.A.O. e o início de um tratamento com Pirlindol. - Simpaticomiméticos
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Dopamina

Observações: N.D.
Interações: Não administrar Pirlindol simultaneamente com I.M.A.O. nem com aminas simpaticomiméticas (dopamina, metaraminol, epinefrina, norepinefrina, isoproterenol), pois corre-se o risco de hipertensão. Recomenda-se um intervalo de 14 dias entre a administração de I.M.A.O. e o início de um tratamento com Pirlindol. - Dopamina
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Metaraminol

Observações: N.D.
Interações: Não administrar Pirlindol simultaneamente com I.M.A.O. nem com aminas simpaticomiméticas (dopamina, metaraminol, epinefrina, norepinefrina, isoproterenol), pois corre-se o risco de hipertensão. Recomenda-se um intervalo de 14 dias entre a administração de I.M.A.O. e o início de um tratamento com Pirlindol. - Metaraminol
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Adrenalina (epinefrina)

Observações: N.D.
Interações: Não administrar Pirlindol simultaneamente com I.M.A.O. nem com aminas simpaticomiméticas (dopamina, metaraminol, epinefrina, norepinefrina, isoproterenol), pois corre-se o risco de hipertensão. Recomenda-se um intervalo de 14 dias entre a administração de I.M.A.O. e o início de um tratamento com Pirlindol. - Adrenalina (epinefrina)
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Noradrenalina (Norepinefrina)

Observações: N.D.
Interações: Não administrar Pirlindol simultaneamente com I.M.A.O. nem com aminas simpaticomiméticas (dopamina, metaraminol, epinefrina, norepinefrina, isoproterenol), pois corre-se o risco de hipertensão. Recomenda-se um intervalo de 14 dias entre a administração de I.M.A.O. e o início de um tratamento com Pirlindol. - Noradrenalina (Norepinefrina)
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Isoprenalina

Observações: N.D.
Interações: Não administrar Pirlindol simultaneamente com I.M.A.O. nem com aminas simpaticomiméticas (dopamina, metaraminol, epinefrina, norepinefrina, isoproterenol), pois corre-se o risco de hipertensão. Recomenda-se um intervalo de 14 dias entre a administração de I.M.A.O. e o início de um tratamento com Pirlindol. - Isoprenalina
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Antihipertensores

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de Pirlindol com antihipertensores (metildopa, guanetidina, reserpina) poderá potenciar o efeito destes, pelo que se desaconselha a sua associação. - Antihipertensores
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Metildopa

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de Pirlindol com antihipertensores (metildopa, guanetidina, reserpina) poderá potenciar o efeito destes, pelo que se desaconselha a sua associação. - Metildopa
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Guanetidina

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de Pirlindol com antihipertensores (metildopa, guanetidina, reserpina) poderá potenciar o efeito destes, pelo que se desaconselha a sua associação. - Guanetidina
Não recomendado/Evitar

Pirlindol + Reserpina

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de Pirlindol com antihipertensores (metildopa, guanetidina, reserpina) poderá potenciar o efeito destes, pelo que se desaconselha a sua associação. - Reserpina
Usar com precaução

Pirlindol + Antidepressores (Tricíclicos)

Observações: N.D.
Interações: A administração simultânea de Pirlindol e de antidepressores tricíclicos não revela uma incidência de efeitos adversos superior à dos fármacos administrados isoladamente, no entanto, recomendamse as seguintes precauções: - aconselha-se que a associação dos dois fármacos seja feita em simultâneo, iniciando-se a terapêutica com doses mais baixas que as usuais; - em caso de substituição da terapêutica com Pirlindol, o doente que o esteja a tomar deveria fazer um período de washout de 7 dias antes de iniciar um antidepressor tricíclico; - administrar, preferencialmente, a amitriptilina a outros antidepressores tricíclicos. - Antidepressores (Tricíclicos)
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações do Pirlindol
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 08 de Setembro de 2020