Óleo essencial de hortelã pimenta

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
Extraído do caule, folhas e flores da planta Mentha piperita L., o óleo de hortelã-pimenta (Mentha piperita) é um óleo essencial popular usado em aromaterapia para uso externo e interno.
Mentha piperita é um híbrido de hortelã (Mentha spicata) e hortelã da água (Mentha aquatica).
O uso medicinal de ingredientes à base de ervas, como óleo de hortelã-pimenta, tem uma longa história de tratamento de distúrbios digestivos e sintomas respiratórios superiores e tosse.
Existem várias formas de uso comercial e de venda livre de óleo de hortelã-pimenta devido às suas ações carminativas, colagogas, antibacterianas, secretolíticas e coleréticas.
O óleo de hortelã-pimenta contém pulegone, que é um pesticida de ocorrência natural. Outros constituintes activos do óleo de hortelã-pimenta incluem mentol, mentona, cineol e vários outros óleos voláteis.
Usos comuns
O óleo de hortelã-pimenta é usado como um agente aromatizante em alimentos e fragrâncias em produtos higiénicos ou cosméticos, e como um agente anticomichão e resfriamento em produtos farmacêuticos tópicos.
É também um ingrediente activo em analgésicos tópicos para o alívio de dores musculares e articulares.
O óleo de hortelã-pimenta pode ser aplicado topicamente para aliviar temporariamente a dor de cabeça do tipo tensional.
O uso de óleo de hortelã-pimenta no tratamento da síndrome do intestino irritável (SII) foi investigado em muitos estudos clínicos devido aos seus efeitos relaxantes no músculo liso; no entanto, as evidências que apóiam esse uso não são claras.
Devido à sua eficácia no relaxamento do músculo liso GI, mas capacidade de induzir refluxo gastroesofágico, formulações com revestimento entérico de óleo de hortelã-pimenta foram estabelecidas para contornar o trato GI superior sem metabolizar, facilitando assim seu efeito no trato GI inferior sem efeitos no trato superior.
O óleo de hortelã-pimenta é seguro e bem tolerado na dosagem comumente recomendada.
Tipo
Biotecnologia.
História
Sem informação.
Indicações
Medicamento à base de plantas para o alívio sintomático de dor abdominal, espasmos ligeiros do trato gastrointestinal e flatulência, especialmente em doentes com síndrome de intestino irritável.
Classificação CFT

06.03.02.02.01 : Obstipantes

Mecanismo De Acção
O revestimento entérico retarda a libertação do óleo de hortelã-pimenta até este atingir o intestino delgado distal, exercendo efeitos locais de relaxamento colónico.
Posologia Orientativa
Uma cápsula gastrorresistente 3 vezes por dia para doentes que pesem pelo menos 40 kg.
Administração
Via oral.
As cápsulas não devem ser mastigadas, esmagadas ou partidas antes de serem ingeridas.
Devem ser tomadas 30 minutos antes da refeição com muito líquido.
Contra-Indicações
Hipersensibilidade à substância ativa, ao mentol.
Doentes com doença hepática, colangite, acloridria, cálculos biliares e qualquer outra doença biliar.
Doentes com peso corporal inferior a 40 kg devido a preocupações de segurança.
Crianças com idade inferior a 12 anos e adolescentes com peso corporal inferior a 40 kg devido a preocupações de segurança.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
A frequência é desconhecida (a frequência não pode ser calculada a partir dos dados disponíveis):
- reação alérgica ao mentol, por exemplo choque anafilático, batimento cardíaco anormalmente lento (bradicardia), erupção vermelha da pele (erupção cutânea eritematosa), tremores (tremor muscular), falta de coordenação (ataxia) e dor de cabeça
- visão turva
- ingestão ácida (azia), irritação perianal
- náuseas e vómitos •odor a mentol nas fezes e urina
- inflamação da glande do pénis
- dor ao urinar (disúria)
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Na ausência de dados suficientes em humanos, não é recomendada a toma de Óleo de hortelã pimenta durante a gravidez.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:O uso de Óleo de hortelã pimenta não é recomendado durante a lactação.
Precauções Gerais
Fale com o médico ou farmacêutico antes de tomar Óleo de hortelã pimenta, cápsulas:
Se já sofre de azia (ingestão ácida) ou hérnia do hiato (protrusão da parte superior do estômago), os sintomas podem por vezes piorar após a toma de Óleo de hortelã pimenta, cápsulas.
Neste caso, o tratamento deve ser descontinuado.
O óleo essencial de hortelã-pimenta dentro das cápsulas pode causar irritação local na boca e garganta (esófago), e por isso as cápsulas devem ser engolidas inteiras e não devem ser partidas ou mast igadas.
Se dor abdominal inexplicável persistir ou agravar, ou caso ocorra em conjunto com sintomas como febre, icterícia, vómitos, alterações na frequência dos movimentos intestinais, ou sangue nas fezes deverá procurar imediatamente aconselhamento médico.

Óleo de hortelã pimenta não deve ser utilizado em crianças com idade inferior a 12 anos e em adolescentes com peso corporal inferior a 40 kg devido a preocupações de segurança.

Outros medicamentos e Óleo de hortelã pimenta, cápsulas
Não foram realizados estudos de interação.
Informe o médico ou farmacêutico se estiver a tomar, ou tiver tomado recentemente, ou se vier a tomar, outros medicamentos.

Outros medicamentos usados para diminuir a acidez do estômago, como os bloqueadores H2, os inibidores da bomba de protões ou antiácidos podem causar a dissolução prematura do revestimento da cápsula e devem ser evitados.
Cuidados com a Dieta
Se ingerir alimentos ao mesmo tempo que toma este medicamento, o conteúdo da cápsula pode ser libertado precocemente.
Terapêutica Interrompida
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Conservar a temperatura inferior a 25°C.
Conservar na embalagem original, ao abrigo da luz directa.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Não recomendado/Evitar

Óleo essencial de hortelã pimenta Antiácidos

Observações: A ingestão de alimentos ou a administração de antiácidos em simultâneo pode causar a libertação precoce do conteúdo da cápsula.
Interacções: Outros medicamentos utilizados para diminuir a acidez do estômago, como os bloqueadores H2 e os inibidores da bomba de protões, devem ser evitados porque podem causar a dissolução prematura do revestimento gartrorresistente. - Antiácidos
Não recomendado/Evitar

Óleo essencial de hortelã pimenta Antagonistas dos Receptores H2 da Histamina

Observações: A ingestão de alimentos ou a administração de antiácidos em simultâneo pode causar a libertação precoce do conteúdo da cápsula.
Interacções: Outros medicamentos utilizados para diminuir a acidez do estômago, como os bloqueadores H2 e os inibidores da bomba de protões, devem ser evitados porque podem causar a dissolução prematura do revestimento gartrorresistente. - Antagonistas dos Receptores H2 da Histamina
Não recomendado/Evitar

Óleo essencial de hortelã pimenta Inibidores da Bomba de Protões (IBP)

Observações: A ingestão de alimentos ou a administração de antiácidos em simultâneo pode causar a libertação precoce do conteúdo da cápsula.
Interacções: Outros medicamentos utilizados para diminuir a acidez do estômago, como os bloqueadores H2 e os inibidores da bomba de protões, devem ser evitados porque podem causar a dissolução prematura do revestimento gartrorresistente. - Inibidores da Bomba de Protões (IBP)
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções do Óleo essencial de hortelã pimenta
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o médico antes de tomar este medicamento.

A segurança durante a gravidez não foi estabelecida.
Na ausência de dados suficientes em humanos, não é recomendada a toma de Óleo de hortelã pimenta, cápsulas durante a gravidez.

Dados clínicos mostraram que o 1,8-cineol, um constituinte do óleo essencial de hortelã-pimenta, pode ser excretado no leite materno humano.
O uso de Óleo de hortelã pimenta não é recomendado durante a lactação.

Não foram realizados estudos sobre o impacto na capacidade de condução e utilização de máquinas.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Novembro de 2021