Nistatina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
Nistatina é um fármaco antifúngico de tipo polieno a que muitos bolores e leveduras são sensíveis, incluindo Cândida spp.

A Nistatina tem alguma toxicidade associada com ele, quando administrado por via intravenosa, mas que não é absorvido através da pele intata ou membranas mucosas.

É considerado um fármaco relativamente seguro para tratamento de infeções fúngicas orais ou gastrointestinais.
Usos comuns
Nistatina pertence ao grupo de medicamentos chamados antifúngicos.

O pó seco, pastilha e formas líquidas de nistatina são usados ​​para tratar infeções por fungos na boca.

Nistatina só está disponível com prescrição médica.

Uma vez que um medicamento foi aprovado para comercialização para um determinado uso, a experiência pode mostrar que ele também é útil para outros problemas médicos.

Embora esta utilização não está incluída no rótulo do produto, nistatina é utilizado em certos casos, com a seguinte condição médica:
Candidíase, oral (infeção por fungo da boca) (prevenção)
Tipo
Molécula pequena.
História
Sem informação.
Indicações
Profilaxia e tratamento de candidíases orais, esofágicas e intestinais (utilização exclusivamente tópica).

A nistatina é também utilizada em ginecologia e dermatologia.

A nistatina é um antifúngico indicado na profilaxia e tratamento de infeções por Candida albicans.

A associação com nifuratel poderá conferir as formulações das propriedades antibacterianas e tricomonicidas.
Classificação CFT

01.02 : Antifúngicos

Mecanismo De Ação
Nistatina exerce a sua atividade antifúngica por ligação a ergosterol encontrada em membranas de células fúngicas.

A ligação a ergosterol provoca a formação de poros na membrana.

Potássio e outros constituintes celulares vazam dos poros, causando morte celular.
Posologia Orientativa
Adultos - Uso tópico bucal: 100.000 UI, 4 vezes/dia na profilaxia da candidíase oral.

Via oral: 500.000 UI a 1.000.000 UI de 6 em 6 horas no tratamento das candidíases esofágicas e intestinais.

Crianças - Via oral: 100.000 UI de 6 em 6 horas no tratamento das candidíases esofágicas e intestinais.
Administração
Via oral.

A suspensão oral deve ser bochechada e deixada o máximo de tempo possível na boca antes de engolir.
Contraindicações
Gravidez e aleitamento.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Náuseas, vómitos, epigastralgias e diarreia.

Erupções cutâneas e prurido ocorrem muito raramente.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Não se dispõe de informação útil; o produtor recomenda que se use só se não houver uma terapêutica mais segura; a absorção intestinal é desprezível. Ausência de risco fetal, demonstrada em experimentação animal ou em estudos humanos.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:Não há informação útil, mas a absorção digestiva é desprezível.
Precauções Gerais
Seleção e uso de antifúngicos: Nistatina cremes, pomadas ou pós não devem ser utilizado para o tratamento de infeções sistémicas, bucal, oftálmico ou intravaginal.

Nistatina suspensão oral ou comprimidos orais revestidos por película não deve ser utilizado para o tratamento de infeções fúngicas sistémicas.

Antes do uso de nistatina tópica para o tratamento de infeções cutâneas ou mucocutâneas Candida e antes do uso de comprimidos intravaginais nistatina para o tratamento de candidíase vulvovaginal, o diagnóstico deve ser confirmado por exame microscópico e/ou cultura.

Se os sintomas persistirem após o tratamento inicial, confirmar o diagnóstico e descartar outros patógenos antes de iniciar outro curso de nistatina.

O uso de combinações fixas que contenha corticosteroides: Quando a nistatina é usada em combinação fixa com um corticosteroide, considere os cuidados, precauções e contraindicações associadas à terapia corticosteroide tópico.
Cuidados com a Dieta
Tome, independentemente das refeições.
Terapêutica Interrompida
Tome a dose assim que se lembrar.

No entanto, se estiver quase hora da sua próxima dose regularmente agendada, ignore a dose esquecida e tomar a próxima como indicado.

Não tome uma dose dupla dessa medicação salvo indicação do médico.
Cuidados no Armazenamento
Tópico:
Creme ou pomada:
15-30° C; evitar o congelamento e excesso de calor (40° C).

Pó:
Recipiente bem fechado a 15-30° C; evitar excesso de calor (40° C).

Oral tópica:
Pó para suspensão oral:
Recipiente resistente bem fechado, 2-8° C.

A potência do pó só pode ser assegurada por até 90 dias após o recipiente ser aberto pela primeira vez.

Não contém conservantes; usar suspensão oral imediatamente após o pó ser misturado na água.

Suspensão:
15-30° C; evitar congelamento.

Oral:
Tablets, revestido por película
15-30° C.

Intravaginal:

Comprimidos:
15-30° C.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Importância de não interromper ou descontinuar o tratamento com nistatina oral ou tópica, até que o regime prescrito fique completo embora alívio sintomático pode ocorrer dentro de alguns dias.

Importância de não interromper ou suspender o tratamento com nistatina vaginal durante um regime prescrito, mesmo durante a menstruação ou se o alívio sintomático ocorrer depois de apenas alguns dias de tratamento, salvo instruções em contrário pelo médico.

Importância da descontinuação do tratamento clínico e consultoria em caso de irritação ou sensibilização (vermelhidão, comichão, ardor, bolhas, inchaço, inchaço) ocorre no local do tratamento.

Aconselhar os pacientes de medidas preventivas para evitar a reinfeção.

Importância de instruir paciente em preparação adequada e uso de suspensões orais extemporâneas preparadas a partir de pó para suspensão oral.

Aconselhar o paciente que suspensões orais extemporaneamente preparadas não contêm conservantes e deve ser utilizado imediatamente após a preparação e não deve ser armazenado.

Importância das mulheres informarem os clínicos se estão ou se planeiam engravidar ou planeiam amamentar.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 08 de Setembro de 2020