Naftidrofurilo

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI com Advertência na Condução DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica)
O que é
A droga utilizada no tratamento de doenças vasculares periféricas e cerebrais.

Alega-se a aumentar a capacidade oxidativa celular e ser um espasmolítico.
Usos comuns
Este medicamento encontra-se recomendado em situações de:

Arteriopatias dos membros superiores e inferiores e suas manifestações:
- claudicação intermitente,
- dores noturnas,
- distúrbios tróficos das extremidades,
- síndroma de Raynaud (dificuldades circulatórias nas extremidades).
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Arteriopatias dos membros superiores e inferiores e suas manifestações: claudicação intermitente, dores noturnas, distúrbios tróficos das extremidades, síndrome de Raynaud.
Classificação CFT
03.05.02     Outros vasodilatadores
Mecanismo De Ação
O Naftidrofurilo, espasmolítico e vasoativo, tem uma ação ao nível do metabolismo energético retardando a passagem para um metabolismo anaeróbico em caso de isquémia.

O naftidrofurilo apresenta-se por outro lado como um inibidor dos recetores S2 da serotonina, donde se lhe atribui um papel importante na prevenção da iniciação e/ou agravamento das doenças vasculares periféricas e cerebrais.

Sob o ponto de vista da hemodinâmica, a ação anti-vasoconstritora e anti-agregante plaquetar do naftidrofurilo explica-se pela inibição seletiva (demonstrada em experimentação animal) dos recetores serotoninérgicos S2, localizados ao nível das plaquetas e da musculatura lisa das paredes dos vasos.

A fixação da serotonina sobre os recetores S2 induz uma vasoconstrição e uma agregação plaquetária (por libertação da serotonina plaquetária) ao nível da zona vascular isquémica.

Este mecanismo seletivo previne o efeito de roubo, inerente aos vasodilatadores clássicos e à diminuição da resistência vascular periférica.

O naftidrofurilo não tem qualquer influência ao nível da pressão arterial.

A ação metabólica (estimulação do Ciclo de Krebs ao nível da succinodesi-drogenase, evidenciada "in vitro") do naftidrofurilo favorece a oxigenação tecidular aeróbia, o que se traduz por um aumento significativo dos substratos energéticos (ATP, ADP, AMP) e da relação piruvato-lactato no compartimento pericelular a nível cerebral (líquido cefalo-raquidiano, demonstrado no animal e no homem) e periférico (arteriopatias clínicas estadios III e IV, músculos estriados).

A ação metabólica (anti-acidose celular) é tida como responsável pelo efeito antiedematoso cerebral do naftidrofurilo.
Posologia Orientativa
A dose habitual é 1 comprimido 3 vezes por dia ou seja 600 mg de oxalato de naftidrofurilo por dia.
Administração
Sem informação.
Contraindicações
- Hipersensibilidade ao naftidrofurilo ou a qualquer dos excipientes.
- Hiperoxalúria conhecida.
- História de cálculos renais recorrentes contendo cálcio.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
- Em casos raros podem observar-se perturbações digestivas (diarreia, vómitos, dor epigástrica), rash cutâneo.

- Excecionalmente foram referidos casos de perturbações hepáticas.

- Nalguns doentes, que tomaram o medicamento ao deitar, sem qualquer líquido, observou-se uma paragem do trânsito do comprimido que provocou uma esofagite local.

Raramente foram referidos casos de formação de cristais de oxalato de cálcio a nível renal.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detetar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Usar de precaução; evitar. Risco fetal desconhecido, por falta de estudos alargados.
Aleitamento
Aleitamento:Usar com precaução ou mesmo evitar.
Conducao
Conducao:Não altera a capacidade de condução.
Precauções Gerais
Não se pode excluir a possibilidade de a absorção deste fármaco contribuir para a formação de cálculos renais de oxalato de cálcio.

Um comprimido de 200 mg contém 38 mg de oxalato.

Durante o tratamento deverá ser ingerida uma quantidade suficiente de líquidos a fim de assegurar níveis adequados de diurese.

Nalguns doentes que, quando deitados, tomaram o medicamento sem qualquer líquido, observou-se uma paragem do trânsito do comprimido que provocou uma esofagite local.

Por este motivo os comprimidos deverão ser ingeridos preferencialmente durante as refeições, e com auxílio de bastante água.

O naftidrofurilo não constitui tratamento para a hipertensão arterial.

Este medicamento contém lactose.

Doentes com problemas hereditários raros de intolerância à galactose, deficiência de lactase ou malabsorção de glucose-galactose não devem tomar este medicamento.

Poderá aparecer nas fezes uma estrutura semelhante ao comprimido.

Os doentes devem estar informados de que é uma situação normal.
Cuidados com a Dieta
Os comprimidos deverão ser tomados com refeições.
Terapêutica Interrompida
Não tome uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

Retome a toma de acordo com a posologia que lhe foi prescrita pelo seu médico.
Cuidados no Armazenamento
Não conservar acima de 25°C.
Conservar na embalagem de origem.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.

Naftidrofurilo + Antiarrítmicos

Observações: N.D.
Interações: Utilizar Naftidrofurilo com prudência em casos de associação com antiarrítmicos ou betabloqueantes, cujo efeito depressor cardíaco pode ser aumentado.

Naftidrofurilo + Bloqueadores beta-adrenérgicos

Observações: N.D.
Interações: Utilizar Naftidrofurilo com prudência em casos de associação com antiarrítmicos ou betabloqueantes, cujo efeito depressor cardíaco pode ser aumentado.
Não tome Naftidrofurilo:

- Se tem alergia (hipersensibilidade) ao Naftidrofurilo.

- Se tem hiperoxalúria conhecida (presença aumentada de ácido oxálico na urina).

- Se tem uma história anterior de cálculos renais recorrentes contendo cálcio.

Tome especial cuidado com Naftidrofurilo:

- Não se pode excluir a possibilidade de a absorção deste fármaco contribuir para a formação de cálculos renais de oxalato de cálcio.

- Um comprimido contém 38 mg de oxalato.

Durante o tratamento deverá ser ingerida uma quantidade suficiente de líquidos a fim de assegurar níveis adequados de diurese.

- Nalguns doentes que, quando deitados, tomaram o medicamento sem qualquer líquido, observou-se uma paragem do trânsito do comprimido que provocou uma esofagite local.

Por este motivo os comprimidos deverão ser ingeridos preferencialmente durante as refeições e com auxílio de bastante água.

- O naftidrofurilo não constitui tratamento para a hipertensão arterial.

- Poderá aparecer nas fezes uma estrutura semelhante ao comprimido.

Isto é uma situação normal.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017