Lípidos

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
Lípidos são biomoléculas compostas por carbono (C), hidrogénio (H) e oxigénio (O), fisicamente caracterizadas por serem insolúveis em água, e solúveis em solventes orgânicos, como o álcool, benzina, éter, clorofórmio e acetona.

A família de compostos designados por lípidos é muito vasta.

Cada grama de lípido armazena 9 quilocalorias de energia, enquanto cada grama de glícido ou proteína armazena somente 4 quilocalorias.
Usos comuns
A emulsão representa uma fonte calórica, na qual se inclui um substrato energético de rápida oxidação e facilmente disponível sob a forma de triglicéridos de cadeia média.

Esta emulsão é ainda fonte de ácidos gordos essenciais e de fluidos enquanto parte integrante da nutrição parentérica total.

Está, por estas razões, indicada nos seguintes casos:
- Alterações nutritivas no pré e pós-operatório: nos casos em que é necessário ou desejável um grande fornecimento de energia para melhorar o balanço nitrogenado;
- Alterações nutritivas ou perturbações do balanço nitrogenado devidas a uma deficiente ou nula absorção intestinal, provocada por tumores do tracto gastrointestinal ou patologias intestinais agudas ou crónicas;
- Queimados: nos indivíduos com grandes extensões de queimaduras, todo o fornecimento adicional de energia é de grande valor, como meio de reduzir as normalmente excessivas perdas de azoto;
- Estados de inconsciência prolongados, depois de um traumatismo craniano ou envenenamento, naqueles casos em que a alimentação por sonda se torna inadequada ou impossível;
- Quando a função renal está alterada: nestas condições, é essencial um fornecimento adequado de energia para reduzir o catabolismo proteico;
- Caquexia.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Fornecimento de energia e de ácidos gordos essenciais e de ácido gordos ómega-3 a doentes, como parte de um regime para nutrição parentérica, quando a nutrição por via oral ou entérica é impossível, insuficiente ou contra-indicada.
Classificação CFT

11.02.01.03 : Lípidos

Mecanismo De Acção
Triglicéridos de cadeia média, triglicéridos de cadeia longa (óleo de soja), fosfolípidos (lecitina de ovo) e glicerol.

Os triglicéridos de cadeia média são mais rapidamente hidrolisados, mais rapidamente eliminados da corrente circulatória e mais rápida e completamente oxidados comparativamente aos triglicéridos de cadeia longa.

Consequentemente constituem um substrato energético preferencial, particularmente quando há alterações na degradação e/ou utilização dos triglicéridos de cadeia longa, como por exemplo em casos de deficiência da lipoproteína lipase, deficiência em cofactores da lipoproteína lipase, défice de carnitina e alterações no transporte de carnitina.

Os triglicéridos de cadeia longa fornecem ácidos gordos insaturados, que são primariamente utilizados na profilaxia e terapêutica da deficiência em ácidos gordos essenciais e, secundariamente, como fonte calórica de energia.

Os fosfolípidos são componentes das membranas celulares garantindo a respetiva fluidez e funções biológicas.

O glicerol, um produto intermediário natural no metabolismo da glucose e dos lípidos, é metabolizado por glicólise de forma a providenciar energia ou é utilizado na síntese de glucose, glicogénio e triglicéridos.

Investigações farmacológicas seguras não demonstraram nenhuns efeitos específicos em particular para além dos referenciados em epígrafe como efeitos nutritivos, situação que de resto é de forma idêntica aplicável quando o substrato em causa é administrado por via oral.
Posologia Orientativa
Adultos: A dose estandardizada é 1.0- 2.0 g lípidos/kg peso corporal (p.c.)/dia, correspondendo a 5-10 ml/kg p.c./dia.

Neonatos e bebés: A dose inicial deve ser de 0,5-1,0g lípidos/kg p.c./dia seguido de um aumento sucessivo de 0,5-1,0g lípidos/kg p.c./dia até 3,0 lípidos/kg p.c./dia.

É recomendado não exceder a dose diária de 3 g lípidos/kg p.c./dia, correspondendo a 15 ml de Smoflipid/kg p.c./dia.
Administração
Via IV.
Contra-Indicações
Não utilize nos seguintes casos:
- Alergia (hipersensibilidade) aos lípidos
- Alterações do metabolismo lipídico, patologias hepáticas, alterações no RES, pancreatite necrosante hemorrágica.
- Alterações graves da coagulação, estados de choque e colapso, gravidez, estados de tromboembolismo agudo, estados graves de sepsis com acidose e hipoxia, embolismo lipídico, fases agudas do enfarte do miocárdio, coma cetoacidótico, coma de etiologia desconhecida, alterações metabólicas e metabolismo instável.

Além destas, devem ser consideradas as contra-indicações gerais da nutrição parentérica:
- Acidose metabólica de diversas etiologias
- Alterações electrolíticas e do equilíbrio ácido-base por corrigir (desidratação hipotónica, hipocaliemia, hiper-hidratação)
- Colestase intra-hepática
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Em situações excepcionais, poderão ocorrer reacções agudas, tais como dispneia, cianose, reacções alérgicas, hiperlipidemia, hipercoagulabilidade, náuseas, vómitos, cefaleias, rubor, hipertermia, suores, tremores, tonturas ou dores no peito e nas costas durante a perfusão de emulsões lipídicas.

Nestes casos a perfusão deve ser interrompida.

Quando os sintomas tiverem desaparecido e as concentrações séricas dos triglicéridos (ou a turvação lipémica do soro) tenham normalizado, poder-se-á recomeçar a perfusão, com uma velocidade e dose mais baixas que anteriormente.

Os doentes deverão ser cuidadosamente monitorizados, especialmente no início e as concentrações séricas dos glicéridos (turvação sérica) deve ser controlada em curtos intervalos de tempo.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:A nutrição parentérica pode tornar-se necessária durante a gravidez. Os Lípidos deve ser administrada a mulheres grávidas apenas após consideração cuidadosa do benefício-risco.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:Os Lípidos são excretados no leite humano, mas em doses terapêuticas não são esperados quaisquer efeitos em recém-nascidos/lactentes amamentados. De uma forma geral, a amamentação não está recomendada a mães a receberem nutrição parentérica.
Precauções Gerais
Tome especial cuidado:
Quando as emulsões lipídicas são administradas em doses elevadas, deverão ser efectuados controlos diários dos níveis séricos de triglicéridos e, se necessário, da glicemia, equilíbrio ácido-base e ionograma sérico com uma frequência, se possível, diária.

O balanço hídrico e o peso corporal devem ser controlados diariamente.

O suplemento calórico, quando feito apenas à custa de lípidos, pode conduzir a uma acidose metabólica.

Esta situação pode ser evitada com a administração simultânea de hidratos de carbono, constituindo estes, pelo menos, 40% do aporte calórico.

Recomenda-se portanto a administração concomitante de soluções de hidratos de carbono ou de soluções de aminoácidos contendo hidratos de carbono.

Quando se administram lípidos, aconselha-se a monitorização da capacidade de eliminação de gorduras por parte do doente.

Deve ainda controlar-se o hemograma, factores de coagulação, função hepática e contagem de plaquetas, sobretudo nos doentes submetidos a regimes muito longos.

Rejeitar a emulsão se esta não se encontrar homogénea (fases separadas).
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Não aplicável.
Cuidados no Armazenamento
Não conservar acima de 25°C.
Não congelar.
Armazenado em meio hospitalar.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Consultar informação actualizada

Lípidos + Heparina

Observações: N.D.
Interacções: A heparina administrada em doses clínicas causa uma libertação transitória de lipoproteína lipase para a circulação. Isto pode resultar inicialmente numa lipólise aumentada no plasma, seguida de uma diminuição transitória na depuração de triglicéridos. - Heparina
Usar com precaução

Lípidos + Anticoagulantes orais (Derivados da Cumarina)

Observações: N.D.
Interacções: O óleo de soja tem um conteúdo natural de vitamina K1. O estado da coagulação deve ser monitorizado em doentes tratados concomitantemente com cumarínicos. - Anticoagulantes orais (Derivados da Cumarina)
Usar com precaução

Lípidos + Óleo de soja

Observações: N.D.
Interacções: O óleo de soja tem um conteúdo natural de vitamina K1. O estado da coagulação deve ser monitorizado em doentes tratados concomitantemente com cumarínicos. - Óleo de soja
Usar com precaução

Lípidos + Fitomenadiona (Vitamina K1)

Observações: N.D.
Interacções: O óleo de soja tem um conteúdo natural de vitamina K1. O estado da coagulação deve ser monitorizado em doentes tratados concomitantemente com cumarínicos. - Fitomenadiona (Vitamina K1)
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cetirizina + Pseudoefedrina + Lípidos

Observações: N.D.
Interacções: Uma refeição rica em lípidos evidenciou não modificar a biodisponibilidade de ambas as substâncias activas, mas resultou, contudo, numa redução e atraso da concentração plasmática máxima da cetirizina. Assim, embora a eficácia global do medicamento se mantenha inalterada, pode ser observado um atraso no efeito anti-histamínico, se Cetirizina/Pseudoefedrina for administrado concomitantemente com alimentos. - Lípidos
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções dos Lípidos
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

A quantidade de dados sobre a utilização de Lípidos em mulheres grávidas, é limitada ou inexistente. Os estudos em animais são insuficientes no que respeita à toxicidade reprodutiva.
A nutrição parentérica pode tornar-se necessária durante a gravidez.
Os Lípidos deve ser administrada a mulheres grávidas apenas após consideração cuidadosa do benefício-risco.

Os Lípidos são excretados no leite humano, mas em doses terapêuticas não são esperados quaisquer efeitos em recém-nascidos/lactentes amamentados. De uma forma geral, a amamentação não está recomendada a mães a receberem nutrição parentérica.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Novembro de 2021