Inositol

O que é
O inositol (C6H12O6) é uma substância que atua como fator de crescimento de animais e microrganismos, frequentemente utilizada como vitamina do complexo B.

Também é chamada de dambose.

Os carboidratos que pertencem ao grupo de hexose, também possuem fórmula semelhante (C6H12O6), como a Glicose, Frutose e Galactose.


Inositol (é encontrado de modo mais abundante na forma de mio-inositol, cis-1,2,3,4-trans-4,6-cicloexanoexol) é um poliálcool cíclico que desempenha um importante papel como base estrutural para mensageiros secundários em células eucarióticas tais como inositol fosfatos (IPn).

O Inositol é encontrado em muitos alimentos, de modo especial, em cereais e frutas.

O Mio-inositol era considerado uma vitamina pertencente ao complexo B, mas não é mais considerado porque pode ser sintetizado pelo corpo humano.


Inositol é base de inúmeros sinalizadores celulares e mensageiros secundários, estando envolvido em vários processos biológicos, tais como: montagem do citoesqueleto; controle da concentração intracelular do íon Ca2+; manutenção do potencial de membrana das células; modulador da atividade da insulina; quebra das gorduras; redução dos níveis de colesterol no sangue.

Usos comuns
Fortalece a saúde dos cabelos: é um membro da família do complexo B, que são conhecidos por fortalecer e deixar mais saudáveis os cabelos, além de acelerar seu crescimento;

Reduz os níveis de colesterol: um dos principais benefícios de saúde do inositol é que, quando combinado com colina, ele produz lecitina no corpo.

A lecitina é fundamental para diminuir as gorduras no corpo.

Havendo menos gordura nas artérias, há diminuição do colesterol;

Ajuda a tratar a depressão e alterações de humor: o inositol é conhecido por participar na produção de serotonina no sistema nervoso central, que atua como estabilizador de humor.

Portanto, age como um antidepressivo natural;

Auxiliar contra a neuropatia diabética: outra grande vantagem de inositol (como parte do complexo B) é que ele pode ter um impacto positivo sobre as células do corpo.

A neuropatia diabética consiste no dano aos nervos do corpo, que ocorre devido aos altos níveis de açúcar no sangue em decorrência de diabetes.

É a complicação mais comum naqueles que sofrem com diabetes, e pode ser tratada com o uso de suplementos de inositol.

Como a maior parte da perda de função do nervo deve-se ao descréscimo de inositol na célula, aumentar a sua ingestão pode aliviar os sintomas.

Não vai curar a doença, mas vai torná-la mais suportável quando combinado com outros tratamentos da neuropatia.


Melhora a obstipação intestinal: a falta de inositol no corpo pode causar relaxamento excessivo dos músculos do intestino e canal alimentar, o que pode levar à obstipação.

O Inositol trabalha para estimular a ação muscular e pode aliviar a prisão de ventre.



O inositol pode ser encontrado em vários grupos de alimentos.

- Leite e derivados: leite (0.04mg/g) e iogurte (0.06-0.16mg/g);

- Frutas: ameixas secas (4.7mg/g), melão cantalupo (3.55mg/g), laranja (3.07mg/g), nectarina (1.18mg/g), toranja (1.99mg/g), limão (1.94mg/g), amora preta (1.73mg/g), kiwi (1.36mg/g), manga (0.99mg/g), cereja (1.27mg/g), pera (0.73mg/g), pêssego (0.53mg/g), damasco (0.52mg/g), melancia (0.31-0.46mg/g), melão honeydew (0.46mg/g), abacaxi (0.33mg/g), maça (0.24mg/g), mamão (0.08mg/g) e abacate (0.46mg/g);

- Vegetais: feijão (2.83mg/g), nabo (2.52mg/g), alcachofra (0,6 mg/g), quiabo (1.17mg/g), berinjela (0,84mg/g), couve (0.81mg/g), repolho (0.70mg/g), aspargos (0.68mg/g), espinafre (0.66mg/g), pimentão (0.57mg/g), tomate (0.54mg/g), cebola (0.27mg/g), alface (0,16Mg/g), pepino (0,15 mg/g), couve-flor (0,15 mg/g), cogumelo (0.09-0.29mg/g), cenoura (0,12 mg/g) e beterraba (0,12 mg/g);

- Grãos: centeio integral (1,6 mg/g), trigo (1.42mg/g, farelo de Raisin (1.07mg/g), centeio (0.39-0.47mg/g), aveia (0.34-0.42mg/g), macarrão (0.31mg/g) , arroz integral (0.27-0.30mg/g), arroz branco (0.02-0.17mg/g) e pão branco (0.25-0.26mg/g);

- Carnes e afins: fígado bovino (0.64mg/g), carne moída (0.37mg/g), bife do lombo (0.30mg/g), ovos (0.09mg/g) principalmente na gema (0.34mg/g), peito de frango (0.30mg/g), peru (0,08 mg/g), costelas de porco (0,42mg/g), atum (0.12-0.15mg/g), sardinha (0,12 mg/g), caranguejos (0,05 mg/g), moluscos (0,03 mg/g) e ostras (0,25 mg/g)

Tipo
Molécula pequena
História
Sem informação.
Indicações
Fortalece a saúde dos cabelos: é um membro da família do complexo B, que são conhecidos por fortalecer e deixar mais saudáveis os cabelos, além de acelerar seu crescimento;

Reduz os níveis de colesterol: um dos principais benefícios de saúde do inositol é que, quando combinado com colina, ele produz lecitina no corpo.

A lecitina é fundamental para diminuir as gorduras no corpo.

Havendo menos gordura nas artérias, há diminuição do colesterol;

Ajuda a tratar a depressão e alterações de humor: o inositol é conhecido por participar na produção de serotonina no sistema nervoso central, que atua como estabilizador de humor.

Portanto, age como um antidepressivo natural;

Auxiliar contra a neuropatia diabética: outra grande vantagem de inositol (como parte do complexo B) é que ele pode ter um impacto positivo sobre as células do corpo.

A neuropatia diabética consiste no dano aos nervos do corpo, que ocorre devido aos altos níveis de açúcar no sangue em decorrência de diabetes.

É a complicação mais comum naqueles que sofrem com diabetes, e pode ser tratada com o uso de suplementos de inositol.

Como a maior parte da perda de função do nervo deve-se ao descréscimo de inositol na célula, aumentar a sua ingestão pode aliviar os sintomas.

Não vai curar a doença, mas vai torná-la mais suportável quando combinado com outros tratamentos da neuropatia.


Melhora a obstipação intestinal: a falta de inositol no corpo pode causar relaxamento excessivo dos músculos do intestino e canal alimentar, o que pode levar à obstipação.

O Inositol trabalha para estimular a ação muscular e pode aliviar a prisão de ventre.



O inositol pode ser encontrado em vários grupos de alimentos.

- Leite e derivados: leite (0.04mg/g) e iogurte (0.06-0.16mg/g);

- Frutas: ameixas secas (4.7mg/g), melão cantalupo (3.55mg/g), laranja (3.07mg/g), nectarina (1.18mg/g), toranja (1.99mg/g), limão (1.94mg/g), amora preta (1.73mg/g), kiwi (1.36mg/g), manga (0.99mg/g), cereja (1.27mg/g), pera (0.73mg/g), pêssego (0.53mg/g), damasco (0.52mg/g), melancia (0.31-0.46mg/g), melão honeydew (0.46mg/g), abacaxi (0.33mg/g), maça (0.24mg/g), mamão (0.08mg/g) e abacate (0.46mg/g);

- Vegetais: feijão (2.83mg/g), nabo (2.52mg/g), alcachofra (0,6 mg/g), quiabo (1.17mg/g), berinjela (0,84mg/g), couve (0.81mg/g), repolho (0.70mg/g), aspargos (0.68mg/g), espinafre (0.66mg/g), pimentão (0.57mg/g), tomate (0.54mg/g), cebola (0.27mg/g), alface (0,16Mg/g), pepino (0,15 mg/g), couve-flor (0,15 mg/g), cogumelo (0.09-0.29mg/g), cenoura (0,12 mg/g) e beterraba (0,12 mg/g);

- Grãos: centeio integral (1,6 mg/g), trigo (1.42mg/g, farelo de Raisin (1.07mg/g), centeio (0.39-0.47mg/g), aveia (0.34-0.42mg/g), macarrão (0.31mg/g) , arroz integral (0.27-0.30mg/g), arroz branco (0.02-0.17mg/g) e pão branco (0.25-0.26mg/g);

- Carnes e afins: fígado bovino (0.64mg/g), carne moída (0.37mg/g), bife do lombo (0.30mg/g), ovos (0.09mg/g) principalmente na gema (0.34mg/g), peito de frango (0.30mg/g), peru (0,08 mg/g), costelas de porco (0,42mg/g), atum (0.12-0.15mg/g), sardinha (0,12 mg/g), caranguejos (0,05 mg/g), moluscos (0,03 mg/g) e ostras (0,25 mg/g)

Classificação CFT

N.D.

Mecanismo De Ação
Inositol é um açúcar natural encontrado em fosfolipidos da membrana celular, lipoproteínas do plasma, e (como a forma de fosfato) no núcleo com potenciais propriedades quimiopreventivos.

Como um de um número de compostos de fosfato intracelulares, inositol está envolvido na sinalização celular e pode estimular a diferenciação de células tumorais.


Inositol é um mensageiro que desencadeia a libertação de cálcio nas células.

Também está envolvido na transmissão de mensagens entre células neurais e o transporte de gorduras dentro das células.

Os canais de cálcio são fundamentais para que os neurotransmissores possam ser libertos e comecem a agir.

Um dos neurotransmissores que tem maior atividade ao consumir inositol é a serotonina.

O inositol parece estar presente em maior concentração nas células do sistema nervoso central, incluindo as células do cérebro, células da retina, e em outras células especializadas, tais como a medula óssea e as células intestinais.

Posologia Orientativa
O inositol também pode ser encontrado na forma de suplementos.

Portanto, tem duas maneiras para seu consumo, embora seja mais complicado manter determinados níveis simplesmente com a alimentação.

Dependendo de sua razão para tomar este nootrópico, existem diferentes dosagens de inositol recomendadas.

A maioria dos usuários deve consumir entre 500 mg a alguns gramas por dia.

É recomendado que o uso seja feito em várias administrações ao longo do dia.

É aceitável determinar o seu nível de dosagem baseado em tentativa e erro.

Você pode começar com uma dose baixa e, em seguida, ir aumentando, se julgar necessário.

A principal coisa é prestar muita atenção em como seu corpo responde e se surgirá algum efeito colateral.

Se realmente tiver dúvidas, procure um nutricionista.


Administração
Via oral.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao inositol.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Embora o inositol seja muito bem tolerado geralmente, com poucos efeitos secundários, há alguns alertas para o seu consumo.

Podem acontecer sintomas como dores de cabeça, náuseas, diarreia, fadiga, nervosismo, e alguns outros problemas gastrointestinais.

Se sentir qualquer um destes efeitos secundários no consumo do inositol, a melhor ação é reduzir a dosagem, ou mesmo suspender o consumo, se os sintomas se tornarem mais severos.

Lembre-se, nessas situações é importante considerar uma consulta ao médico.


Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
Não exceder a dose diária recomendada.
Cuidados com a Dieta
Não interfere com alimentos e bebidas.
Terapêutica Interrompida
Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Sem Resultados
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 31 de Outubro de 2019