Galactose + Ácido palmítico

DCI com Advertência na Gravidez DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica)
O que é
Meios de contraste para ultra-sonografia.
Usos comuns
Representação sonográfica Doppler uni e bidimensional do fluxo sanguíneo quando há intensidade de sinal Doppler insuficiente.

Ecocardiografia de contraste modo B.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Representação sonográfica Doppler uni e bidimensional do fluxo sanguíneo quando há intensidade de sinal Doppler insuficiente.

Ecocardiografia de contraste modo B.
Classificação CFT
n.d.     n.d.
Mecanismo De Ação
Sem Informação.
Posologia Orientativa
Orientações para a escolha da dose:
recomendam-se as seguintes doses: sonografia Doppler uni e bidimensional: sonografia Doppler vascular:
adultos: no caso de sinais Doppler moderadamente bem detetáveis, mas diagnosticamente insatisfatórios: 10-16 ml da concentração de 200 mg/ml;
no caso de sinais Doppler fracos, por exemplo, de vasos pequenos, fluxo sanguíneo baixo ou condições de exploração desfavoráveis: 5-10 ml da concentração de 300 mg/ml;
no caso de sinais Doppler muito fracos ou não detetáveis: 5-8 ml da concentração de 400 mg/ml.

Crianças: 1 mês: 0,5 ml da concentração de 200 mg/ml; 1 a 12 meses: 1-2 ml da concentração de 200 mg/ml; 1 a 5 anos: 2 ml da concentração de 200 mg/ml; 6 a 12 anos: 3-4 ml da concentração de 200 mg/ml; > 12 anos: 4-10 ml da concentração de 200 mg/ml.

A injeção intravenosa deve ser feita sem interrupção (aproximadamente 1-2 ml/s) para obter efeitos homogéneos de realce no registro Doppler.

Em casos especiais pode ser necessária outra injeção de Galactose + Ácido palmítico, por exemplo, para examinar vários planos seccionais.

Para obter realce mais intenso ou duração mais longa, a dose pode ser aumentada, especialmente se for escolhida uma concentração mais elevada.

O aumento de força de sinal geralmente perdura por 2 a 4 minutos.

Dose máxima recomendada: 6 injeções da dose única.

Ecocardiografia Doppler das câmaras cardíacas direita e esquerda.

Adultos: 10-16 ml da concentração de 200 mg/ml.

Em pacientes com sinais Doppler muito fracos ou não detetáveis e para esclarecimento de insuficiência mitral: 5-10 ml da concentração de 300 mg/ml; exame apenas das câmaras cardíacas direitas: 4-10 ml da concentração de 200 mg/ml.

Crianças: 1 mês: 0,5 ml da concentração de 200 mg/ml; 1 a 12 meses: 1-2 ml da concentração de 200 mg/ml; 1 a 5 anos: 2 ml da concentração de 200 mg/ml; 6 a 12 anos: 3 ml da concentração de 200 mg/ml; > 12 anos: 3-4 ml da concentração de 200 mg/ml.

A injeção intravenosa deve ser feita sem interrupção (aproximadamente 1-2 ml/s) para obter efeitos homogéneos de realce no registro Doppler.

Em casos especiais pode ser necessária outra injeção de Galactose + Ácido palmítico, por exemplo, para examinar vários planos seccionais.

Para obter realce mais intenso ou duração mais longa, a dose pode ser aumentada, especialmente se for escolhida uma concentração mais elevada.

O aumento de força de sinal geralmente perdura por 1 a 2 minutos.

Dose máxima recomendada: 6 injeções da dose única.

Ecocardiografia de contraste modo B.

Adultos: 10 ml da concentração de 300 mg/ml.

Se as condições de condução de som forem desfavoráveis e para ecocardiografia de sobrecarga: 5-8 ml da concentração de 400 mg/ml.

Exame apenas das câmaras cardíacas direitas: 4-10 ml da concentração de 300 mg/ml.

Crianças: 1 mês: 0,5 ml da concentração de 200 mg/ml; 1 a 12 meses: 1-2 ml da concentração de 200 mg/ml; 1 a 5 anos: 2 ml da concentração 200 mg/ml; 6 a 12 anos: 3 ml da concentração de 300 mg/ml; > 12 anos: 3-4 ml da concentração de 300 mg/ml.

A injeção intravenosa deve ser feita em bolo.

Administração de 5 a 10 ml de soro fisiológico, em seguida, assegura a administração da dose total e pode, caso desejado (por exemplo, para avaliações quantitativas), melhorar a reprodutibilidade do contraste mensurável.

Com a finalidade de facilitar a injeção de solução fisiológica sem demora, recomenda-se utilizar um dispositivo da conexão de 3 vias.

Dose máxima recomendada: 6 injeções da dose única.
Administração
Sem Informação.
Contraindicações
Galactosemia.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Podem ocorrer ocasionalmente, durante ou logo após a administração, dor passageira e sensação de calor ou frio no local da injeção.

Em casos isolados, têm sido observadas sensações de sabor, dispneia, alterações de pressão arterial ou pulso, náusea e vómito, assim como cefaleia, tontura e manifestações cutâneas.

A hiperosmolalidade deste medicamento pode causar irritação transitória, não específica, do endotélio vascular.

A injeção paravascular acidental pode causar dor e irritação tecidular.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Não administrar durante a gravidez
Precauções Gerais
Em pacientes com insuficiência cardiovascular grave (por exemplo, NYA estágio IV), deve-se considerar cuidadosamente a carga osmótica total promovida pelas injeções deste medicamento.

Gestação e lactação: não existem quaisquer objeções médicas à administração intravenosa de Galactose + Ácido palmítico no que se refere às substâncias contidas no produto.

Entretanto, não existe nenhuma experiência com o uso deste medicamento em gestação e lactação.

Não se conhece, até o momento, qualquer interação com outras substâncias ou outras formas de interação.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Não aplicável.
Cuidados no Armazenamento
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Deve informar o médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 10 de Março de 2016