Fitomenadiona (Vitamina K1)

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento Uso Hospitalar DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica)
Fórmula Estrutural
Nome IUPAC 2-methyl-3-[(E)-3,7,11,15-tetramethylhexadec-2-enyl]naphthalene-1,4-dione
Número CAS 84-80-0
PubChem 5280483
DrugBank DB01022
ChemSpider 4447652
Código ATC | B02 | B02BA01 |
DCB 04060
UNII A034SE7857
KEGG D00148
ChEBI CHEBI:18067
ChEMBL ChEMBL18067
Fórmula química C31H46O2
Massa molar 450.69574
SMILES CC1=C (C (=O) C2=CC=CC=C2C1=O) CC=C (C) CCCC (C) CCCC (C) CCCC (C) C
InChI 1S/C31H46O2/c1-22 (2) 12-9-13-23 (3) 14-10-15-24 (4) 16-11-17-25 (5) 20- 21-27-26 (6) 30 (32) 28-18-7-8-19-29 (28) 31 (27) 33/h7-8, 18-20, 22-24H, 9-17, 21H2, 1-6H3/b25-20+
Key MBWXNTAXLNYFJB-LKUDQCMESA-N
Ponto de fusão -20°C
Ponto de ebulição 142.5 °C at 1.00E-03 mm Hg
Solubilidade solubilidade em água Insolúvel em água
Biodisponibilidade Fitomenadiona: A vitamina K1 é absorvida no intestino delgado. A absorção, na ausência de bílis, é limitada
Metabolismo Fitomenadiona: A vitamina K1 acumula-se, predominantemente, no fígado. A vitamina K1 é convertida em metabolitos com maior polaridade tais como o 2,3-epóxido de fitomenadiona.
Meia-vida biológica Fitomenadiona: A semi-vida plasmática da vitamina K1 é de cerca de 1,5 a 3 horas.
Ligação plasmática Fitomenadiona: Liga-se, em cerca de 90%, às lipoproteínas plasmáticas
Excreção Fitomenadiona: A vitamina K1 é excretada na bílis e na urina sob a forma de conjugados glucorónicos e sulfatados.
Classificação legal Sem informação
Nome Comercial de Referência Kanakion
Licença Roche Farmacêutica Química, Lda.
Cat. Gravidez Só deve ser usado na mulher grávida se o benefício para a mãe compensar o risco para o feto.
Estado Legal MSRM restrita - Alínea b) do Artigo 118º do D.L. 176/2006
Via de Adm. IM, IV, Oral
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017