Etofibrato

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI com Advertência na Insuficiência Renal
O que é
O etofibrato é um pró-fármaco da classe dos fibratos utilizado no tratamento de colesterol elevado.
Usos comuns
Hiperlipidemia primária que não responde à modificacção da dieta.

Hipercolesterolemias.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Etofibrato está indicado como hipolipemiante àqueles pacientes que não respondem a uma dieta adequada.
Classificação CFT

03.07 : Antidislipidémicos

Mecanismo De Ação
É uma molécula híbrida (pró-fármaco) que se metaboliza no fígado, originando por hidrólise o clofibrato e o ácido nicotínico.

Por essa razão reúne as acções terapêuticas de ambos os fármacos, reduzindo tanto os níveis plasmáticos de triglicerídeos como os de colesterol.

Absorve-se bem por via oral, sua acção começa rapidamente e prolonga-se por 24 horas.

Liga-se às proteínas (80%) e sofre biotransformacção hepática liberando os metabólitos activos.

Seu mecanismo de acção devido ao metabólito clofibrato implica a inibição da síntese hepática de colesterol e a alteração da síntese de triglicerídeos, além disso, a secreção e excreção fecal de esteróides neutros resultam incrementadas. O metabólito ácido nicotínico origina a nicotinamida, que forma parte de duas coenzimas: o dinucleotídeo de adenina e nicotinamida (NAD) e o fosfato de dinucleotídeo de adenina e nicotinamida (NADP), necessários para o metabolismo lipídico, a respiracção tissular e a glicogenólise.
Posologia Orientativa
Adultos 500mg/dia.
Administração
Via oral, de preferência após o jantar.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao etofibrato, clofibrato ou ácido nicotínico.

Insuficiência renal ou hepática.

Insuficiência cardíaca descompensada.

Enfarto de miocárdio recente.

Hemorragias agudas.

Hipoalbuminemia.

Cirrose primária.

Cirrose biliar primária.

A relacção risco-benefício deverá ser avaliada na preseça de cálculos biliares, hipotireoidismo e úlcera péptica.

Efeitos Indesejáveis/Adversos
Eritema, angústia, palpitações, alopecia, impotência, diminuição da libido.

Hematúria, micção dolorosa, edema de membros inferiores, febre, calafrios, arritmias cardíacas, náuseas, vómitos.

Requerem atenção médica: diarréia, náuseas, cãibras musculares, cansaço ou debilidade, cefaléia.

O uso prolongado pode predispor a doença vascular periférica, tromboflebite, angina pectoris, claudicacção intermitente.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Embriotoxicidade em estudos animais; o produtor recomenda não usar. Risco fetal desconhecido, por falta de estudos alargados.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:O promotor recomenda evitar; não há informação disponível.
Insuf. Renal
Insuf. Renal
Insuf. Renal:Dose máxima – 500 mg/dia para 1.6 < cr < 2.5 mg/dl e 500 mg / 2 dias para 2.6 < cr < 6.0 mg/dl.
Precauções Gerais
Em pacientes com disfunção hepática deve-se reduzir a dose.

Se após 3 meses de tratamento a resposta é inadequada ou se ocorrer um aumento da amilase sérica ou um incremento paradoxal das concentrações plasmáticas de colesterol ou de LDL, recomenda-se suspendê-lo.

Os metabólitos do etofibrato atravessam a placenta, por isso, embora não existam provas conclusivas recomenda-se não administrar em gestantes a menos que o benefício para a mãe supere o risco potencial para o feto.

A lactacção deve ser suspensa caso a mãe precise receber o fármaco.

Cuidados com a Dieta
Não interfere com alimentos e bebidas.
Terapêutica Interrompida
Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Não administrar durante a amamentação.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 26 de Novembro de 2020