Electrólitos + Glucose

DCI com Advertência na Gravidez Uso Hospitalar DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica)
O que é
Soluções hipertónicas.
Usos comuns
É utilizado para depurar o sangue.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Correção de alterações hidroeletrolíticas em que as necessidades nos diferentes iões estão em proporções idênticas às do plasma.

Desidratações isotónicas eventualmente associadas a acidose metabólica.
Classificação CFT
11.03.02.04     Associação de sais para rehidratação oral 12.02.08     Outros 12.03.01     Soluções isotónicas 12.03.02     Soluções hipertónicas 12.04     Soluções para hemodiálise 12.05     Soluções para hemofiltração
Mecanismo De Ação
O perfil eletrolítico da solução é basicamente similar ao do soro fisiológico.

Foi adaptado (por ex., teor em potássio) para uso em doentes urémicos, para permitir o tratamento de substituição renal mediante troca de fluido e substância intraperitoneal.

As substâncias que são normalmente eliminadas na urina, tais como a ureia, a creatinina e água, são removidas do organismo na solução de diálise.

Deve ter-se em consideração que as substâncias terapêuticas podem também ser eliminadas durante a diálise e que pode ser necessário um ajuste posológico das mesmas.

Os parâmetros individuais (altura e peso do doente, parâmetros laboratoriais, função renal residual, ultra-filtração, dose de diálise necessária) devem ser considerados para determinar a dose adequada e a associação de soluções com osmolaridade diferente (concentração de glucose) e concentrações diferentes de potássio, de sódio e cálcio.

A eficácia do tratamento deve ser controlada regularmente com base nestes parâmetros.
Posologia Orientativa
Adultos - Via IV: 500 a 3.000 ml/dia em perfusão gota a gota a 60-100 ml/hora.

Crianças - Via IV: 50 ml/kg/dia até 150 ml/kg/dia.
Administração
Sem Informação.
Contraindicações
Hipercaliemia.

Oligoanúria.

Alcalose metabólica.

HTA grave.

IC descompensada.

Edemas generalizados.

IR grave.

Hipertensão intracraniana.

Diabetes mellitus descompensada.

Monitorizar ionograma e glicemia.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Sobrecarga hídrica.

Edema.

Dispneia.

Agravamento de IC e/ou IR.

Irritação venosa no local da punção.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Não administrar durante a gravidez
Precauções Gerais
Se tem uma grave perda de eletrólitos (sais) devido a vómitos e/ou diarreia;
se tem uma inflamação do peritoneu, reconhecida por dialisado turvo, dor abdominal, febre, mal-estar ou, em casos muito raros, toxemia.

Mostre o saco com o dialisado drenado ao seu médico.

A diálise peritoneal pode originar perda de proteínas e de vitaminas hidrossolúveis.

Para evitar deficiências deve ser assegurada uma dieta equilibrada ou a toma de suplementos nutricionais adequados.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Tentar repor o volume total de solução para diálise peritoneal prescrito para 24 horas para evitar pôr em risco a própria vida.

Em caso de dúvida, não hesite em contactar o seu médico.
Cuidados no Armazenamento
Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Conservar a temperatura entre 4°C e 25ºC.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.

Electrólitos + Glucose + Outros medicamentos

Observações: N.D.
Interações: O uso desta solução de diálise peritoneal pode levar a perda da eficácia de outros medicamentos se estes forem dialisados através da membrana peritoneal. Torna-se necessário o ajuste da posologia.

Electrólitos + Glucose + Glicósideos digitálicos

Observações: N.D.
Interações: A diminuição significativa do nível sérico de potássio pode aumentar a frequência de efeitos secundários associados aos digitálicos. Os níveis de potássio devem ser particularmente controlados com rigor durante o tratamento concomitante com digitálicos.

Electrólitos + Glucose + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de compostos contendo cálcio e/ou vitamina D pode provocar excesso de cálcio (hipercalcemia).

Electrólitos + Glucose + Colecalciferol (ou Vitamina D3)

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de compostos contendo cálcio e/ou vitamina D pode provocar excesso de cálcio (hipercalcemia).

Electrólitos + Glucose + Ergocalciferol (vitamina D2)

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de compostos contendo cálcio e/ou vitamina D pode provocar excesso de cálcio (hipercalcemia).

Electrólitos + Glucose + Diuréticos

Observações: N.D.
Interações: A administração de diuréticos pode contribuir para manter uma função residual renal, mas pode resultar também num desequilíbrio hídrico e electrolítico.

Electrólitos + Glucose + Antidiabéticos Orais

Observações: N.D.
Interações: Nos doentes diabéticos a dose diária de medicamentos que diminuem o açúcar no sangue, deve ser ajustada ao aumento da glucose.
Deve informar o médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 10 de Março de 2016