Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI com Advertência na Condução Uso Hospitalar DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica) DCI/Medicamento sujeito a Monitorização Adicional
O que é
A associação (Efavirenze, Emtricitabina, Tenofovir) é utilizada para tratar a infeção pelo vírus da imunodeficiência humana (VIH):
- o efavirenz é um análogo não nucleosídeo inibidor da transcriptase reversa (NNRTI)
- a emtricitabina é um análogo nucleosídeo inibidor da transcriptase reversa (NRTI)
- o tenofovir é um análogo nucleótido inibidor da transcriptase reversa (NtRTI).

Cada uma destas substâncias ativas, também conhecidas como medicamentos antirretrovirais, atuam interferindo com uma enzima (transcriptase reversa) que é fundamental para que o vírus se possa multiplicar.
Usos comuns
Utilizado para o tratamento da infeção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) em adultos com 18 anos de idade ou mais que foram previamente tratados com outros medicamentos antirretrovirais e têm a sua infeção pelo VIH-1 controlada há pelo menos três meses.

Os doentes não devem ter tido um insucesso com uma terapêutica prévia contra o VIH.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Utilizado no tratamento da infeção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) em adultos com 18 anos de idade ou mais.
Classificação CFT
01.03.02     Outros antivíricos
Mecanismo De Ação
O efavirenz é um NNRTI do VIH-1.

O efavirenz inibe não competitivamente a transcriptase reversa (TR) do VIH-1 e não inibe significativamente a TR do vírus da imunodeficiência humana do tipo 2 (VIH-2) nem as polimerases (α, β, γ, e δ) do ácido desoxirribonucleico (ADN) celular.

A emtricitabina é um análogo nucleosídeo da citidina.

O tenofovir disoproxil fumarato é convertido in vivo em tenofovir, que é um análogo nucleosídeo monofosfatado (nucleótido) do monofosfato de adenosina.

A emtricitabina e o tenofovir são fosforilados por enzimas celulares para formar o trifosfato de emtricitabina e o difosfato de tenofovir, respetivamente.

Estudos in vitro demonstraram que tanto a emtricitabina como o tenofovir podem ser totalmente fosforilados quando ambos estão presentes nas células.

O trifosfato de emtricitabina e o difosfato de tenofovir inibem competitivamente a transcriptase reversa do VIH-1, por terminação da cadeia de ADN.

Tanto o trifosfato de emtricitabina como o difosfato de tenofovir são fracos inibidores das ADN polimerases dos mamíferos e não houve evidência de toxicidade mitocondrial, in vitro e in vivo.
Posologia Orientativa
Um comprimido por dia, tomado por via oral.

O medicamento deve ser tomado com o estômago vazio (geralmente define-se 1 hora antes ou 2 horas após uma refeição) de preferência ao deitar.
Administração
Via oral.
Contraindicações
- se tem alergia a efavirenz, emtricitabina, tenofovir, tenofovir disoproxil fumarato.
- se tiver doença grave do fígado.

- se estiver atualmente a tomar qualquer um dos seguintes medicamentos:
- astemizol ou terfenadina (utilizados para tratar febre dos fenos ou outras alergias)
- bepridilo (utilizado para tratar doenças cardíacas)
- cisaprida (utilizada para tratar a azia)
- alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina) (utilizados para tratar enxaquecas e dor de cabeça em salva)
- midazolam ou triazolam (utilizado para ajudar a adormecer)
- pimozida (utilizada para tratar determinadas doenças mentais)
- hipericão (Hypericum perforatum) (um remédio à base de plantas medicinais utilizado para a depressão e ansiedade)
- voriconazol (utilizado para tratar infeções fúngicas).
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Efeitos secundários graves possíveis: informe imediatamente o médico
- A acidose láctica (excesso de ácido láctico no sangue) é um efeito secundário raro (que pode afetar até 1 em cada 1.000 doentes) mas grave, que pode ser fatal.

Os seguintes efeitos secundários podem ser sinais de acidose láctica:
- respiração rápida e profunda
- cansaço
- sentir-se enjoado (náuseas), vómitos e dor de estômago.

Caso pense que possa ter acidose láctica, contacte imediatamente o seu médico.

Outros efeitos secundários graves possíveis:
Os seguintes efeitos secundários são pouco frequentes (estes podem afetar até 1 em cada 100 doentes):
– reação alérgica (hipersensibilidade) que pode causar reações graves na pele (síndrome de Stevens-Johnson, eritema multiforme.
– inchaço da face, lábios, língua ou garganta.
– comportamento agressivo, pensamentos suicidas, pensamentos estranhos, paranoia, incapacidade de pensar com clareza, alterações do humor, ver ou ouvir coisas que não estão lá (alucinações), tentativas de suicídio, alteração da personalidade (psicose)
– dor no abdómen (barriga) causada por inflamação do pâncreas
– esquecimento, confusão, crises convulsivas, discurso incoerente, tremor
– pele ou olhos de cor amarelada, comichão ou dor no abdómen (barriga) causadas por inflamação do fígado.

Os efeitos secundários psiquiátricos, para além daqueles descritos anteriormente, incluem delírio (convicções falsas), neurose.

Alguns doentes cometeram suicídio.

Estes problemas tendem a ocorrer mais frequentemente em indivíduos com antecedentes de doença mental.

Informe sempre o seu médico imediatamente se sentir estes sintomas.

Efeitos indesejados no fígado: se também está infetado pelo vírus da hepatite B, pode ocorrer um agravamento da hepatite após interrupção do tratamento.

Os seguintes efeitos secundários são raros (estes podem afetar até 1 em cada 1.000 doentes):
– insuficiência hepática, em alguns casos levando à morte ou a um transplante de fígado.

A maioria dos casos ocorreu em doentes que já tinham uma doença no fígado, mas também foram notificados casos em doentes sem doença do fígado preexistente.

– inflamação do rim, aumento da quantidade de urina e sensação de sede, lesão das células tubulares do rim.
– dor nas costas causada por problemas de rins, incluindo insuficiência renal.

O médico pode pedir-lhe análises ao sangue para verificar se os seus rins estão a funcionar corretamente.

– perda de resistência dos ossos (com dor nos ossos e por vezes resultando em fraturas) que pode ocorrer devido a lesão das células tubulares do rim;
– fígado gordo.

A terapêutica antirretroviral combinada (como este medicamento) pode alterar a forma do seu corpo, devido a alterações na redistribuição da gordura corporal.

Estas alterações podem incluir perda da gordura das pernas, dos braços e da cara; aumento da gordura à volta do abdómen (barriga) e dos órgãos internos; aumento do peito e bossas de gordura na parte de trás do pescoço (“bossa de búfalo”).

Desconhece-se a causa e os efeitos a longo prazo destas alterações.

Se pensa que pode sentir qualquer destes efeitos secundários graves, fale com o seu médico.

Efeitos secundários mais frequentes
Os seguintes efeitos secundários são muito frequentes (podem afetar mais de 1 em cada 10 doentes):
– tonturas, dor de cabeça, diarreia, sentir-se enjoado (náuseas), vómitos
– erupções na pele (incluindo manchas vermelhas ou pústulas algumas vezes com bolhas e inchaço da pele), que poderão ser reações alérgicas
– sensação de fraqueza.

As análises também podem revelar:
– diminuição dos níveis de fosfato no sangue
– aumento dos níveis de creatina cinase no sangue que podem resultar em dores musculares e fraqueza muscular.

Outros efeitos secundários possíveis:
Os seguintes efeitos secundários são frequentes (estes podem afetar até 1 em cada 10 doentes):
– reações alérgicas
– perturbações da coordenação e do equilíbrio
– sentir-se preocupado ou deprimido
– dificuldade em dormir, sonhos anormais, dificuldade em concentrar-se, sonolência
– dor, dor de estômago
– problemas digestivos que podem resultar em desconforto após as refeições, enfartamento, gases (flatulência)
– perda de apetite
– cansaço
– comichão
– alterações na cor da pele incluindo escurecimento da pele em manchas que começam frequentemente nas mãos e nas plantas dos pés.

As análises também podem revelar:
– contagem baixa de glóbulos brancos (uma diminuição dos seus glóbulos brancos pode torná-lo mais sujeito a infeções)
– alterações no fígado e pâncreas
– aumento dos ácidos gordos (triglicéridos), dos níveis de bilirrubina ou de açúcar no sangue.

Os seguintes efeitos secundários são pouco frequentes (estes podem afetar até 1 em cada 100 doentes):
– perda de força muscular, dor muscular ou fraqueza muscular
– anemia (contagem baixa de glóbulos vermelhos sanguíneos)
– sensação de tonturas e desiquilíbrio (vertigem), assobios, zumbidos, ou outro ruído persistente nos ouvidos
– visão turva
– arrepios
– aumento da mama nos homens
– diminuição do impulso sexual
– vermelhidão
– boca seca
– aumento do apetite.

As análises também podem revelar:
– diminuição do potássio no sangue
– elevação da creatinina no sangue
– proteínas na urina
– aumento do colesterol no sangue.

A perda de força muscular, perda de resistência dos ossos (com dor nos ossos e por vezes resultando em fraturas), dor muscular, fraqueza muscular e diminuição do potássio ou fosfato no sangue podem ocorrer devido a lesão nas células tubulares do rim.

Os seguintes efeitos secundários são raros (estes podem afetar até 1 em cada 1.000 doentes):
– erupção na pele com comichão causada pela reação à luz solar.

A terapêutica antirretroviral combinada pode também causar aumento dos níveis da gordura no sangue (hiperlipidemia) e resistência à insulina.

O seu médico irá avaliar estas alterações.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Não administrar durante a gravidez
Aleitamento
Aleitamento:Não deverá amamentar durante o tratamento.
Conducao
Conducao:Pode causar tonturas, incapacidade de concentração e sonolência. No caso de se sentir afetado, não conduza.
Precauções Gerais
Pode ainda transmitir o VIH enquanto toma este medicamento, portanto, é importante tomar precauções adequadas para evitar infetar outras pessoas através do contacto sexual ou de transferência de sangue.

Este medicamento não é uma cura para a infeção pelo VIH.

Enquanto tomar o medicamento pode desenvolver, na mesma, infeções ou outras doenças associadas com a infeção pelo VIH.

- Tem de continuar sob os cuidados do seu médico enquanto estiver a tomar a medicação.

Deve informar o médico:
- se estiver a tomar outros medicamentos que contenham efavirenz, emtricitabina,
tenofovir disoproxil, lamivudina ou adefovir dipivoxil.

Não deve ser tomado com qualquer um destes medicamentos.

- se tem ou tiver tido uma doença nos rins
- se tiver antecedentes de doença mental
- se tiver antecedentes de convulsões (ataques ou crises convulsivas)
- se tiver antecedentes de doença no fígado, incluindo hepatite crónica ativa
- se é diabético, tem excesso de peso ou tem o colesterol elevado
- se tem mais de 65 anos.
Cuidados com a Dieta
Recomenda-se que seja tomado com o estômago vazio.
Terapêutica Interrompida
É importante que não falhe nenhuma dose.

Caso se tenha esquecido de tomar uma dose no período de 12 horas após a hora em que é habitualmente tomada, tome-a o mais rapidamente possível, e depois tome a dose seguinte à hora do costume.

Se já for quase hora (menos de 12 horas) da sua próxima dose, não tome a dose que falhou.

Espere e tome a dose seguinte à hora do costume.

Não tome uma dose a dobrar para compensar um comprimido que se esqueceu de tomar.

Se vomitar o comprimido (no período de 1 hora após a toma), deve tomar outro comprimido.

Não espere até à hora da próxima dose.

Não terá de tomar outro comprimido se tiver vomitado após 1 hora da toma.
Cuidados no Armazenamento
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Conservar na embalagem de origem para proteger da humidade.

Manter o frasco bem fechado.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
 Sem significado Clínico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Estavudina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando a emtricitabina foi administrada com estavudina, zidovudina ou famciclovir.
 Sem significado Clínico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Famciclovir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando a emtricitabina foi administrada com estavudina, zidovudina ou famciclovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Ribavirina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando o tenofovir disoproxil fumarato foi coadministrado com emtricitabina, nelfinavir ou ribavirina.

Sofosbuvir + Velpatasvir + Voxilaprevir + Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir

Observações: n.d.
Interações: Interações entre Sofosbuvir / Velpatasvir / Voxilaprevir e outros medicamentos: ANTIVÍRICOS ANTI-VIH: INIBIDORES DA TRANSCRIPTASE REVERSA Efavirenz/emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato (600/200/300 mg uma vez por dia) + sofosbuvir/velpatasvir (400/100 mg uma vez por dia) (Indução das CYPs) Interação apenas estudada com sofosbuvir/velpatasvir A coadministração de Sofosbuvir / Velpatasvir / Voxilaprevir com efavirenz/emtricitabina /tenofovir disoproxil fumarato não é recomendada.

Ledipasvir + Sofosbuvir + Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir

Observações: Quaisquer interações que tenham sido identificadas com cada uma destas substâncias ativas individualmente podem ocorrer com a associação de Ledipasvir/Sofosbuvir.
Interações: Interações entre Ledipasvir/sofosbuvir e outros medicamentos ANTIVIRICOS ANTI-VIH: INIBIDORES DA TRANSCRIPTASE REVERSA Efavirenz/ emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato (600 mg/ 200 mg/ 300 mg/uma vez por dia)/ ledipasvir (90 mg uma vez por dia)/sofosbuvir (400 mg uma vez por dia) Não são necessários ajustes da dose de Ledipasvir/sofosbuvir ou de efavirenz/ emtricitabina/ tenofovir disoproxil fumarato.

Dasabuvir + Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir

Observações: Os estudos de interação medicamentosa só foram realizados em adultos. Dasabuvir deve ser sempre administrado em conjunto com ombitasvir/paritaprevir/ritonavir. Quando coadministrados, exercem efeitos recíprocos um sobre o outro. Por conseguinte, o perfil de interação dos compostos tem de ser considerado como uma associação.
Interações: Interações entre Dasabuvir com ombitasvir/paritaprevir/ritonavir e outros medicamentos: ANTIVIRAIS ANTI-VIH: INIBIDORES NÃO NUCLEÓSIDOS DA TRANSCRIPTASE REVERSA: Efavirenz/emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato 600/300/200 mg uma vez por dia: Administrado com: Dasabuvir+ombitasvir/paritaprevir/ritonavir Mecanismo: Possível indução enzimática pelo efavirenz. A utilização concomitante com regimes contendo efavirenz está contraindicada

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Tenofovir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Como associação fixa, este medicamento não deve ser administrado concomitantemente com outros medicamentos que contenham os componentes, emtricitabina ou tenofovir disoproxil como fumarato.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Emtricitabina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Como associação fixa, este medicamento não deve ser administrado concomitantemente com outros medicamentos que contenham os componentes, emtricitabina ou tenofovir disoproxil como fumarato. Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando o tenofovir disoproxil fumarato foi coadministrado com emtricitabina, nelfinavir ou ribavirina.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Efavirenz

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Este medicamento não deve ser coadministrado com medicamentos que contenham efavirenz a menos que seja necessário para o ajuste da dose, por ex., com rifampicina.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Análogos da citidina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Devido a semelhanças com a emtricitabina, este medicamento não deve ser administrado concomitantemente com outros análogos da citidina, tais como a lamivudina.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Lamivudina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Devido a semelhanças com a emtricitabina, este medicamento não deve ser administrado concomitantemente com outros análogos da citidina, tais como a lamivudina. ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH NRTIs e NNRTIs: NRTIs/Efavirenz: Não foram realizados estudos de interações específicas com efavirenz e outros NRTIs além da lamivudina, zidovudina e tenofovir disoproxil fumarato. Não foram encontradas nem serão de prever interações clinicamente significativas visto que os NRTIs são metabolizados através de uma via diferente da do efavirenz e é improvável que competissem para as mesmas enzimas metabólicas e vias de eliminação. Devido à semelhança entre lamivudina e emtricitabina, um componente deste medicamento, não deve ser administrado concomitantemente com lamivudina.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Adefovir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Não deve ser administrado concomitantemente com adefovir dipivoxil.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Substratos do CYP3A4

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: O efavirenz é um indutor in vivo do CYP3A4, CYP2B6 e UGT1A1. Os compostos que são substratos destas enzimas podem apresentar concentrações plasmáticas diminuídas quando coadministrados com efavirenz.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Substratos do CYP2B6

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: O efavirenz é um indutor in vivo do CYP3A4, CYP2B6 e UGT1A1. Os compostos que são substratos destas enzimas podem apresentar concentrações plasmáticas diminuídas quando coadministrados com efavirenz.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Substratos do UGT1A1

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: O efavirenz é um indutor in vivo do CYP3A4, CYP2B6 e UGT1A1. Os compostos que são substratos destas enzimas podem apresentar concentrações plasmáticas diminuídas quando coadministrados com efavirenz.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Substratos do CYP2C19

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: O efavirenz pode ser um indutor do CYP2C19 e do CYP2C9; contudo, também se observou inibição in vitro e o efeito prático da coadministração com substratos destas enzimas não é claro.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Substratos do CYP2C9

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: O efavirenz pode ser um indutor do CYP2C19 e do CYP2C9; contudo, também se observou inibição in vitro e o efeito prático da coadministração com substratos destas enzimas não é claro.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Ritonavir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: A exposição ao efavirenz pode aumentar quando administrado com medicamentos (por exemplo ritonavir) ou alimentos (por exemplo, sumo de toranja) que inibem a atividade do CYP3A4 ou do CYP2B6. Utilização concomitante não recomendada Atazanavir/ritonavir: Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica de atazanavir/ritonavir em associação com este medicamento. Por conseguinte, não se recomenda a coadministração de atazanavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Atazanavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg q.d./100 mg q.d./ 300 mg q.d.). A coadministração de atazanavir/ritonavir com tenofovir resultou num aumento da exposição ao tenofovir. Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar os acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não se recomenda a coadministração de atazanavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Atazanavir/ritonavir/Efavirenz: 400 mg q.d./200 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos 400 mg q.d./100 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos. Não é recomendada a coadministração de efavirenz com atazanavir/ritonavir. Atazanavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Darunavir/ritonavir/Efavirenz: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 600 mg q.d.) *inferior às doses recomendadas; são esperados resultados semelhantes com as doses recomendadas. Darunavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). *inferior à dose recomendada. Darunavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Uma vez que as vias de eliminação são diferentes, não são esperadas interações. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em combinação com darunavir/ritonavir 800/100 mg uma vez por dia pode resultar numa Cmin subótima de darunavir. Se Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir for utilizado em combinação com darunavir/ritonavir, deve utilizar-se o regime de darunavir/ritonavir 600/100 mg duas vezes por dia. Darunavir/ritonavir deve ser usado com precaução em combinação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. A monitorização da função renal pode estar indicada, particularmente em doentes com doença renal ou sistémica subjacente ou em doentes a tomar medicamentos nefrotóxicos. Fosamprenavir/ritonavir/Efavirenz: (700 mg b.i.d./100 mg b.i.d./600 mg q.d.). Ausência de interações farmacocinéticas clinicamente significativas. Fosamprenavir/ritonavir/ Emtricitabina: Interação não estudada. Fosamprenavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e fosamprenavir/ritonavir podem ser coadministrados sem ajuste da dose. Ritonavir/Efavirenz: (500 mg b.i.d./600 mg q.d.). Quando se administrou efavirenz com 500 mg ou 600 mg de ritonavir duas vezes por dia, a associação não foi bem tolerada (ocorreram, por exemplo, tonturas, náuseas, parestesias e enzimas hepáticas elevadas). Não estão disponíveis dados suficientes relativos à tolerabilidade do efavirenz com ritonavir em baixa dose (100 mg, uma ou duas vezes por dia). Não se recomenda a coadministração de ritonavir em doses de 600 mg e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Quando se usa este medicamento com uma baixa dose de ritonavir, deve ser considerada a possibilidade de aumento da incidência dos acontecimentos adversos associados ao efavirenz, devido à possível interação farmacodinâmica. Ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Saquinavir/ritonavir/Efavirenz: Interação não estudada. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção acima sobre ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Não existem interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando tenofovir disoproxil fumarato foi coadministrado com saquinavir potenciado pelo ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para saquinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de saquinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a utilização de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em associação com saquinavir como único inibidor da protease. Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Sumo de toranja

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: A exposição ao efavirenz pode aumentar quando administrado com medicamentos (por exemplo ritonavir) ou alimentos (por exemplo, sumo de toranja) que inibem a atividade do CYP3A4 ou do CYP2B6.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Hipericão

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Os compostos ou preparações de plantas medicinais (por exemplo extratos de Ginkgo biloba e hipericão) que induzem estas enzimas podem dar origem a uma diminuição das concentrações plasmáticas do efavirenz. A utilização concomitante de hipericão está contraindicada. Não se recomenda a utilização concomitante de extratos de Ginkgo biloba. Hipericão (Hypericum perforatum): A coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e de hipericão ou de preparações de plantas medicinais contendo hipericão está contraindicada. Os níveis plasmáticos de efavirenz podem ser diminuídos pelo uso concomitante de hipericão devido à indução das enzimas metabolizadoras e/ou proteínas de transporte do fármaco pelo hipericão. Se um doente estiver já a tomar hipericão, deve interromper a toma de hipericão, confirmar os níveis virais e, se possível, os níveis de efavirenz. Os níveis de efavirenz podem aumentar quando a toma de hipericão é interrompida. O efeito indutor do hipericão pode persistir até pelo menos 2 semanas após a interrupção do tratamento.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Ginkgo biloba

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Os compostos ou preparações de plantas medicinais (por exemplo extratos de Ginkgo biloba e hipericão) que induzem estas enzimas podem dar origem a uma diminuição das concentrações plasmáticas do efavirenz. A utilização concomitante de hipericão está contraindicada. Não se recomenda a utilização concomitante de extratos de Ginkgo biloba.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Canabinóides

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Os estudos de interação farmacocinética in vitro e clínica demonstraram que o potencial para interações mediadas pelo CYP, envolvendo a emtricitabina e o tenofovir disoproxil fumarato com outros medicamentos, é baixo. Interação com o doseamento de canabinoides: O efavirenz não se liga aos recetores dos canabinoides. Foram notificados resultados falsos positivos do doseamento de canabinoides na urina com alguns métodos de doseamento para rastreio em indivíduos não infetados e infetados pelo VIH a tomar efavirenz. Recomendam-se, nestes casos, testes de confirmação por um método mais específico como cromatografia gasosa/espetrometria de massa.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Terfenadina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Astemizol

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Cisaprida

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Midazolam

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Triazolam

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Pimozida

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Bepridilo

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Alcalóides da cravagem do centeio

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Ergotamina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Mesilato de di-hidroergotamina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Ergonovina (ergometrina)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Metilergometrina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Contraindicações da utilização concomitante com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir: Não pode ser administrado concomitantemente com terfenadina, astemizol, cisaprida, midazolam, triazolam, pimozida, bepridilo ou alcaloides da cravagem de centeio (por exemplo, ergotamina, di-hidroergotamina, ergonovina e metilergonovina), uma vez que a inibição dos respetivos metabolismos pode levar a acontecimentos graves, potencialmente fatais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Voriconazol

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Voriconazol: A coadministração de doses padrão de efavirenz e voriconazol está contraindicada. Como este medicamento é um medicamento de associação de doses fixas, a dose de efavirenz não pode ser alterada. Por conseguinte, voriconazol e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir não devem ser coadministrados. ANTI-INFECCIOSOS: Antifúngicos: Voriconazol/Efavirenz: (200 mg b.i.d./400 mg q.d.). A coadministração de doses padrão de efavirenz e voriconazol está contraindicada. Voriconazol/Emtricitabina: Interação não estudada. Voriconazol/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Como Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir é um medicamento de associação de doses fixas, a dose de efavirenz não pode ser alterada. Por conseguinte, voriconazol e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir não devem ser coadministrados.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Atazanavir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Utilização concomitante não recomendada Atazanavir/ritonavir: Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica de atazanavir/ritonavir em associação com este medicamento. Por conseguinte, não se recomenda a coadministração de atazanavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Atazanavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg q.d./100 mg q.d./ 300 mg q.d.). A coadministração de atazanavir/ritonavir com tenofovir resultou num aumento da exposição ao tenofovir. Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar os acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não se recomenda a coadministração de atazanavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Atazanavir/ritonavir/Efavirenz: 400 mg q.d./200 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos 400 mg q.d./100 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos. Não é recomendada a coadministração de efavirenz com atazanavir/ritonavir. Atazanavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Didanosina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Didanosina: Não se recomenda a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e didanosina. ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH NNRTIs/Efavirenz: Interação não estudada. Didanosina/Tenofovir disoproxil fumarato: A coadministração de tenofovir disoproxil fumarato e didanosina resulta num aumento de 40-60% da exposição sistémica à didanosina, o que pode aumentar o risco para reações adversas relacionadas com a didanosina. Raramente, foram notificadas pancreatite e acidose láctica, ocasionalmente fatais. A coadministração de tenofovir disoproxil fumarato e didanosina numa dose diária de 400 mg tem sido associada a uma diminuição significativa na contagem de células CD4, possivelmente devido a um aumento da didanosina fosforilada (i.e. ativa) por interação intracelular. A coadministração de uma dose reduzida de 250 mg de didanosina com tenofovir disoproxil fumarato tem sido associada a notificações de elevada frequência de falência virológica com as várias associações testadas. Didanosina/Efavirenz: Interação não estudada. Didanosina/Emtricitabina: Interação não estudada. Não se recomenda a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e didanosina.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Aminoglicosídeos

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Medicamentos eliminados por via renal: Uma vez que a emtricitabina e o tenofovir são principalmente eliminados pelos rins, a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com medicamentos que reduzem a função renal ou que competem pela secreção tubular ativa (p.ex., cidofovir) pode aumentar as concentrações séricas de emtricitabina, tenofovir e/ou dos medicamentos administrados concomitantemente. Deve evitar-se a utilização deste medicamento concomitantemente ou pouco tempo após a utilização de medicamentos nefrotóxicos. Alguns exemplos incluem, mas não estão limitados a, aminoglicosídeos, anfotericina B, foscarneto, ganciclovir, pentamidina, vancomicina, cidofovir ou interleucina-2.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Anfotericina B

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Medicamentos eliminados por via renal: Uma vez que a emtricitabina e o tenofovir são principalmente eliminados pelos rins, a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com medicamentos que reduzem a função renal ou que competem pela secreção tubular ativa (p.ex., cidofovir) pode aumentar as concentrações séricas de emtricitabina, tenofovir e/ou dos medicamentos administrados concomitantemente. Deve evitar-se a utilização deste medicamento concomitantemente ou pouco tempo após a utilização de medicamentos nefrotóxicos. Alguns exemplos incluem, mas não estão limitados a, aminoglicosídeos, anfotericina B, foscarneto, ganciclovir, pentamidina, vancomicina, cidofovir ou interleucina-2.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Foscarneto sódico

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Medicamentos eliminados por via renal: Uma vez que a emtricitabina e o tenofovir são principalmente eliminados pelos rins, a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com medicamentos que reduzem a função renal ou que competem pela secreção tubular ativa (p.ex., cidofovir) pode aumentar as concentrações séricas de emtricitabina, tenofovir e/ou dos medicamentos administrados concomitantemente. Deve evitar-se a utilização deste medicamento concomitantemente ou pouco tempo após a utilização de medicamentos nefrotóxicos. Alguns exemplos incluem, mas não estão limitados a, aminoglicosídeos, anfotericina B, foscarneto, ganciclovir, pentamidina, vancomicina, cidofovir ou interleucina-2.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Ganciclovir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Medicamentos eliminados por via renal: Uma vez que a emtricitabina e o tenofovir são principalmente eliminados pelos rins, a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com medicamentos que reduzem a função renal ou que competem pela secreção tubular ativa (p.ex., cidofovir) pode aumentar as concentrações séricas de emtricitabina, tenofovir e/ou dos medicamentos administrados concomitantemente. Deve evitar-se a utilização deste medicamento concomitantemente ou pouco tempo após a utilização de medicamentos nefrotóxicos. Alguns exemplos incluem, mas não estão limitados a, aminoglicosídeos, anfotericina B, foscarneto, ganciclovir, pentamidina, vancomicina, cidofovir ou interleucina-2.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Pentamidina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Medicamentos eliminados por via renal: Uma vez que a emtricitabina e o tenofovir são principalmente eliminados pelos rins, a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com medicamentos que reduzem a função renal ou que competem pela secreção tubular ativa (p.ex., cidofovir) pode aumentar as concentrações séricas de emtricitabina, tenofovir e/ou dos medicamentos administrados concomitantemente. Deve evitar-se a utilização deste medicamento concomitantemente ou pouco tempo após a utilização de medicamentos nefrotóxicos. Alguns exemplos incluem, mas não estão limitados a, aminoglicosídeos, anfotericina B, foscarneto, ganciclovir, pentamidina, vancomicina, cidofovir ou interleucina-2.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Vancomicina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Medicamentos eliminados por via renal: Uma vez que a emtricitabina e o tenofovir são principalmente eliminados pelos rins, a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com medicamentos que reduzem a função renal ou que competem pela secreção tubular ativa (p.ex., cidofovir) pode aumentar as concentrações séricas de emtricitabina, tenofovir e/ou dos medicamentos administrados concomitantemente. Deve evitar-se a utilização deste medicamento concomitantemente ou pouco tempo após a utilização de medicamentos nefrotóxicos. Alguns exemplos incluem, mas não estão limitados a, aminoglicosídeos, anfotericina B, foscarneto, ganciclovir, pentamidina, vancomicina, cidofovir ou interleucina-2.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Cidofovir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Medicamentos eliminados por via renal: Uma vez que a emtricitabina e o tenofovir são principalmente eliminados pelos rins, a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com medicamentos que reduzem a função renal ou que competem pela secreção tubular ativa (p.ex., cidofovir) pode aumentar as concentrações séricas de emtricitabina, tenofovir e/ou dos medicamentos administrados concomitantemente. Deve evitar-se a utilização deste medicamento concomitantemente ou pouco tempo após a utilização de medicamentos nefrotóxicos. Alguns exemplos incluem, mas não estão limitados a, aminoglicosídeos, anfotericina B, foscarneto, ganciclovir, pentamidina, vancomicina, cidofovir ou interleucina-2.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Aldesleucina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Medicamentos eliminados por via renal: Uma vez que a emtricitabina e o tenofovir são principalmente eliminados pelos rins, a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com medicamentos que reduzem a função renal ou que competem pela secreção tubular ativa (p.ex., cidofovir) pode aumentar as concentrações séricas de emtricitabina, tenofovir e/ou dos medicamentos administrados concomitantemente. Deve evitar-se a utilização deste medicamento concomitantemente ou pouco tempo após a utilização de medicamentos nefrotóxicos. Alguns exemplos incluem, mas não estão limitados a, aminoglicosídeos, anfotericina B, foscarneto, ganciclovir, pentamidina, vancomicina, cidofovir ou interleucina-2.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Anti-infecciosos

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Atazanavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg q.d./100 mg q.d./ 300 mg q.d.). A coadministração de atazanavir/ritonavir com tenofovir resultou num aumento da exposição ao tenofovir. Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar os acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não se recomenda a coadministração de atazanavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Atazanavir/ritonavir/Efavirenz: 400 mg q.d./200 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos 400 mg q.d./100 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos. Não é recomendada a coadministração de efavirenz com atazanavir/ritonavir. Atazanavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Darunavir/ritonavir/Efavirenz: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 600 mg q.d.) *inferior às doses recomendadas; são esperados resultados semelhantes com as doses recomendadas. Darunavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). *inferior à dose recomendada. Darunavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Uma vez que as vias de eliminação são diferentes, não são esperadas interações. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em combinação com darunavir/ritonavir 800/100 mg uma vez por dia pode resultar numa Cmin subótima de darunavir. Se Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir for utilizado em combinação com darunavir/ritonavir, deve utilizar-se o regime de darunavir/ritonavir 600/100 mg duas vezes por dia. Darunavir/ritonavir deve ser usado com precaução em combinação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Ver linha do ritonavir abaixo. A monitorização da função renal pode estar indicada, particularmente em doentes com doença renal ou sistémica subjacente ou em doentes a tomar medicamentos nefrotóxicos. Fosamprenavir/ritonavir/Efavirenz: (700 mg b.i.d./100 mg b.i.d./600 mg q.d.). Ausência de interações farmacocinéticas clinicamente significativas. Fosamprenavir/ritonavir/ Emtricitabina: Interação não estudada. Fosamprenavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e fosamprenavir/ritonavir podem ser coadministrados sem ajuste da dose. Ver linha do ritonavir abaixo. Indinavir/Efavirenz: (800 mg q8h/200 mg q.d.). Observou-se uma redução semelhante na exposição ao indinavir quando se administrou 1.000 mg q8h de indinavir com 600 mg q.d. de efavirenz. (indução do CYP3A4) Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção abaixo sobre ritonavir. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para indinavir quando administrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Enquanto não for estabelecido o significado clínico da redução das concentrações de indinavir, deverá ter-se em consideração a dimensão da interação farmacocinética observada quando se escolhe um regime contendo efavirenz, um componente deste medicamento, e indinavir. Indinavir/Emtricitabina: (800 mg q8h/200 mg q.d.). Indinavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (800 mg q8h/300 mg q.d.). Lopinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (400 mg b.i.d./100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para lopinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de lopinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Lopinavir/ritonavir cápsulas moles ou solução oral/Efavirenz: Diminuição substancial na exposição ao lopinavir, necessitando de um ajuste da dose de lopinavir/ritonavir. Quando se associou ao efavirenz e a dois NRTIs, 533/133 mg de lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) duas vezes por dia, originou concentrações plasmáticas de lopinavir semelhantes às verificadas com lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) 400/100 mg duas vezes por dia sem efavirenz (dados já descritos). Lopinavir/ritonavir comprimidos/ Efavirenz: (400/100 mg b.i.d./600 mg q.d.). (500/125 mg b.i.d./600 mg q.d.). Concentrações de lopinavir: semelhantes a 400/100 mg de lopinavir/ritonavir duas vezes por dia sem efavirenz. São necessários ajustes de dose de lopinavir/ritonavir quando administrados com efavirenz. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção abaixo sobre ritonavir. Lopinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Ritonavir/Efavirenz: (500 mg b.i.d./600 mg q.d.). Quando se administrou efavirenz com 500 mg ou 600 mg de ritonavir duas vezes por dia, a associação não foi bem tolerada (ocorreram, por exemplo, tonturas, náuseas, parestesias e enzimas hepáticas elevadas). Não estão disponíveis dados suficientes relativos à tolerabilidade do efavirenz com ritonavir em baixa dose (100 mg, uma ou duas vezes por dia). Não se recomenda a coadministração de ritonavir em doses de 600 mg e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Quando se usa este medicamento com uma baixa dose de ritonavir, deve ser considerada a possibilidade de aumento da incidência dos acontecimentos adversos associados ao efavirenz, devido à possível interação farmacodinâmica. Ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Saquinavir/ritonavir/Efavirenz: Interação não estudada. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção acima sobre ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Não existem interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando tenofovir disoproxil fumarato foi coadministrado com saquinavir potenciado pelo ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para saquinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de saquinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a utilização de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em associação com saquinavir como único inibidor da protease. Antagonista dos recetores CCR5: Maraviroc/Efavirenz: (100 mg b.i.d./600 mg q.d.). As concentrações de efavirenz não foram determinadas, nenhum efeito é esperado. Maraviroc/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg b.i.d./300 mg q.d.). As concentrações de tenofovir não foram determinadas, nenhum efeito é esperado. Maraviroc/Emtricitabina: Interação não estudada. Consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento que contém maraviroc. Inibidor da transferência de cadeia da integrase: Raltegravir/Efavirenz: (400 mg dose única/-). Raltegravir/Tenofovir disoproxil fumarato: (400 mg b.i.d./-). Raltegravir/Emtricitabina. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovire raltegravir podem ser coadministrados sem ajuste da dose. NRTIs e NNRTIs: NRTIs/Efavirenz: Não foram realizados estudos de interações específicas com efavirenz e outros NRTIs além da lamivudina, zidovudina e tenofovir disoproxil fumarato. Não foram encontradas nem serão de prever interações clinicamente significativas visto que os NRTIs são metabolizados através de uma via diferente da do efavirenz e é improvável que competissem para as mesmas enzimas metabólicas e vias de eliminação. Devido à semelhança entre lamivudina e emtricitabina, um componente de deste medicamento, não deve ser administrado concomitantemente com lamivudina. NNRTIs/Efavirenz: Interação não estudada. Como a utilização de dois NNRTIs provou não ser benéfica em termos de eficácia e de segurança, não se recomenda a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovire de outro NNRTI. Didanosina/Tenofovir disoproxil fumarato: A coadministração de tenofovir disoproxil fumarato e didanosina resulta num aumento de 40-60% da exposição sistémica à didanosina, o que pode aumentar o risco para reações adversas relacionadas com a didanosina. Raramente, foram notificadas pancreatite e acidose láctica, ocasionalmente fatais. A coadministração de tenofovir disoproxil fumarato e didanosina numa dose diária de 400 mg tem sido associada a uma diminuição significativa na contagem de células CD4, possivelmente devido a um aumento da didanosina fosforilada (i.e. ativa) por interação intracelular. A coadministração de uma dose reduzida de 250 mg de didanosina com tenofovir disoproxil fumarato tem sido associada a notificações de elevada frequência de falência virológica com as várias associações testadas. Didanosina/Efavirenz: Interação não estudada. Didanosina/Emtricitabina: Interação não estudada. Não se recomenda a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e didanosina. Antivirais para a hepatite C: Boceprevir/Efavirenz: (800 mg q8h/600 mg q.d.). As concentrações plasmáticas mínimas de boceprevir diminuíram quando administrado com efavirenz, um componente deste medicamento. O resultado clínico desta redução nas concentrações mínimas de boceprevir observada não foi diretamente avaliada. Telaprevir/Efavirenz: (1.125 mg q8h/600 mg q.d.). Se Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e telaprevir forem coadministrados, deve utilizar-se telaprevir 1.125 mg q8h. Simeprevir/Efavirenz: (150 mg q.d./600 mg q.d.). Simeprevir/Emtricitabina: Interação não estudada. Não são esperadas interações clinicamente significativas, uma vez que o simeprevir e a emtricitabina são eliminados através de diferentes vias. Simeprevir/Tenofovir disoproxil fumarato: (150 mg q.d./300 mg q.d.). A administração concomitante de simeprevir com efavirenz, um componente de deste medicamento, diminuiu significativamente as concentrações plasmáticas de simeprevir devido à indução do CYP3A pelo efavirenz, o que pode resultar em perda do efeito terapêutico do simeprevir. Não se recomenda a coadministração de simeprevir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Antibióticos: Claritromicina/Efavirenz: (500 mg b.i.d./400 mg q.d.). Desenvolveu-se erupção cutânea em 46% de voluntários não infetados que receberam efavirenz e claritromicina. Claritromicina/Emtricitabina: Interação não estudada. Claritromicina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Desconhece-se o significado clínico destas alterações nos níveis plasmáticos de claritromicina. Podem considerar-se alternativas à claritromicina (p.ex. azitromicina). Outros antibióticos macrólidos, como a eritromicina, não foram estudados em associação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Antimicobacterianos: Rifabutina/Efavirenz: (300 mg q.d./600 mg q.d.). Rifabutina/Emtricitabina: Interação não estudada. Rifabutina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. A dose diária de rifabutina deve ser aumentada em 50% quando é administrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Deve considerar-se a duplicação da dose de rifabutina em regimes nos quais a rifabutina seja administrada 2 ou 3 vezes por semana em associação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Os efeitos clínicos deste ajuste posológico não foram ainda adequadamente avaliados. A tolerabilidade individual e a resposta virológica devem ser consideradas quando se faz o ajuste posológico. Rifampicina/Efavirenz: (600 mg q.d./600 mg q.d.). Rifampicina/Tenofovir disoproxil fumarato: (600 mg q.d./300 mg q.d.). Rifampicina/Emtricitabina: Interação não estudada. Quando este medicamento é tomado com rifampicina por doentes com 50 kg ou mais de peso, uma dose adicional de 200 mg/dia (800 mg no total) de efavirenz pode produzir uma exposição semelhante à dose diária de efavirenz de 600 mg, quando tomado sem rifampicina. Os efeitos clínicos deste ajuste posológico não foram ainda adequadamente avaliados. A tolerabilidade individual e a resposta virológica devem ser consideradas quando se faz o ajuste posológico. Não se recomendam ajustes da dose da rifampicina quando administrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Antifúngicos: Itraconazol/Efavirenz: (200 mg b.i.d./600 mg q.d.) Itraconazol/Emtricitabina: Interação não estudada. Itraconazol/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Uma vez que não se pode fazer uma recomendação posológica para o itraconazol, deve ser considerado um tratamento antifúngico alternativo quando utilizado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Posaconazol/Efavirenz: (-/400 mg q.d.). Posaconazol/Emtricitabina: Interação não estudada. Posaconazol/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Voriconazol/Efavirenz: (200 mg b.i.d./400 mg q.d.). A coadministração de doses padrão de efavirenz e voriconazol está contraindicada. Voriconazol/Emtricitabina: Interação não estudada. Voriconazol/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Como Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir é um medicamento de associação de doses fixas, a dose de efavirenz não pode ser alterada. Por conseguinte, voriconazol e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir não devem ser coadministrados. Antimaláricos: Arteméter/Lumefantrina/Efavirenz: (comprimido de 20/120 mg, 6 doses de 4 comprimidos cada durante 3 dias/600 mg q.d.). Arteméter/Lumefantrina/Emtricitabina: Interação não estudada. Arteméter/Lumefantrina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Como a diminuição das concentrações de arteméter, di- hidroartemisinina ou lumefantrina pode resultar numa diminuição da eficácia antimalárica, recomenda-se precaução quando este medicamento e os comprimidos de arteméter/lumefantrina são coadministrados. Atovaquona e cloridrato de proguanilo/Efavirenz: (dose única de 250/100 mg/600 mg q.d.). Atovaquona e cloridrato de proguanilo/Emtricitabina: Interação não estudada. Atovaquona e cloridrato de proguanilo/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Sempre que possível deve evitar-se a administração concomitante de atovaquona/proguanilo com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Antivíricos

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Atazanavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg q.d./100 mg q.d./ 300 mg q.d.). A coadministração de atazanavir/ritonavir com tenofovir resultou num aumento da exposição ao tenofovir. Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar os acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não se recomenda a coadministração de atazanavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Atazanavir/ritonavir/Efavirenz: 400 mg q.d./200 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos 400 mg q.d./100 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos. Não é recomendada a coadministração de efavirenz com atazanavir/ritonavir. Atazanavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Darunavir/ritonavir/Efavirenz: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 600 mg q.d.) *inferior às doses recomendadas; são esperados resultados semelhantes com as doses recomendadas. Darunavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). *inferior à dose recomendada. Darunavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Uma vez que as vias de eliminação são diferentes, não são esperadas interações. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em combinação com darunavir/ritonavir 800/100 mg uma vez por dia pode resultar numa Cmin subótima de darunavir. Se Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir for utilizado em combinação com darunavir/ritonavir, deve utilizar-se o regime de darunavir/ritonavir 600/100 mg duas vezes por dia. Darunavir/ritonavir deve ser usado com precaução em combinação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Ver linha do ritonavir abaixo. A monitorização da função renal pode estar indicada, particularmente em doentes com doença renal ou sistémica subjacente ou em doentes a tomar medicamentos nefrotóxicos. Fosamprenavir/ritonavir/Efavirenz: (700 mg b.i.d./100 mg b.i.d./600 mg q.d.). Ausência de interações farmacocinéticas clinicamente significativas. Fosamprenavir/ritonavir/ Emtricitabina: Interação não estudada. Fosamprenavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e fosamprenavir/ritonavir podem ser coadministrados sem ajuste da dose. Ver linha do ritonavir abaixo. Indinavir/Efavirenz: (800 mg q8h/200 mg q.d.). Observou-se uma redução semelhante na exposição ao indinavir quando se administrou 1.000 mg q8h de indinavir com 600 mg q.d. de efavirenz. (indução do CYP3A4) Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção abaixo sobre ritonavir. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para indinavir quando administrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Enquanto não for estabelecido o significado clínico da redução das concentrações de indinavir, deverá ter-se em consideração a dimensão da interação farmacocinética observada quando se escolhe um regime contendo efavirenz, um componente deste medicamento, e indinavir. Indinavir/Emtricitabina: (800 mg q8h/200 mg q.d.). Indinavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (800 mg q8h/300 mg q.d.). Lopinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (400 mg b.i.d./100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para lopinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de lopinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Lopinavir/ritonavir cápsulas moles ou solução oral/Efavirenz: Diminuição substancial na exposição ao lopinavir, necessitando de um ajuste da dose de lopinavir/ritonavir. Quando se associou ao efavirenz e a dois NRTIs, 533/133 mg de lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) duas vezes por dia, originou concentrações plasmáticas de lopinavir semelhantes às verificadas com lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) 400/100 mg duas vezes por dia sem efavirenz (dados já descritos). Lopinavir/ritonavir comprimidos/ Efavirenz: (400/100 mg b.i.d./600 mg q.d.). (500/125 mg b.i.d./600 mg q.d.). Concentrações de lopinavir: semelhantes a 400/100 mg de lopinavir/ritonavir duas vezes por dia sem efavirenz. São necessários ajustes de dose de lopinavir/ritonavir quando administrados com efavirenz. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção abaixo sobre ritonavir. Lopinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Ritonavir/Efavirenz: (500 mg b.i.d./600 mg q.d.). Quando se administrou efavirenz com 500 mg ou 600 mg de ritonavir duas vezes por dia, a associação não foi bem tolerada (ocorreram, por exemplo, tonturas, náuseas, parestesias e enzimas hepáticas elevadas). Não estão disponíveis dados suficientes relativos à tolerabilidade do efavirenz com ritonavir em baixa dose (100 mg, uma ou duas vezes por dia). Não se recomenda a coadministração de ritonavir em doses de 600 mg e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Quando se usa este medicamento com uma baixa dose de ritonavir, deve ser considerada a possibilidade de aumento da incidência dos acontecimentos adversos associados ao efavirenz, devido à possível interação farmacodinâmica. Ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Saquinavir/ritonavir/Efavirenz: Interação não estudada. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção acima sobre ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Não existem interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando tenofovir disoproxil fumarato foi coadministrado com saquinavir potenciado pelo ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para saquinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de saquinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a utilização de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em associação com saquinavir como único inibidor da protease. Antagonista dos recetores CCR5: Maraviroc/Efavirenz: (100 mg b.i.d./600 mg q.d.). As concentrações de efavirenz não foram determinadas, nenhum efeito é esperado. Maraviroc/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg b.i.d./300 mg q.d.). As concentrações de tenofovir não foram determinadas, nenhum efeito é esperado. Maraviroc/Emtricitabina: Interação não estudada. Consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento que contém maraviroc. Inibidor da transferência de cadeia da integrase: Raltegravir/Efavirenz: (400 mg dose única/-). Raltegravir/Tenofovir disoproxil fumarato: (400 mg b.i.d./-). Raltegravir/Emtricitabina. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovire raltegravir podem ser coadministrados sem ajuste da dose. NRTIs e NNRTIs: NRTIs/Efavirenz: Não foram realizados estudos de interações específicas com efavirenz e outros NRTIs além da lamivudina, zidovudina e tenofovir disoproxil fumarato. Não foram encontradas nem serão de prever interações clinicamente significativas visto que os NRTIs são metabolizados através de uma via diferente da do efavirenz e é improvável que competissem para as mesmas enzimas metabólicas e vias de eliminação. Devido à semelhança entre lamivudina e emtricitabina, um componente de deste medicamento, não deve ser administrado concomitantemente com lamivudina. NNRTIs/Efavirenz: Interação não estudada. Como a utilização de dois NNRTIs provou não ser benéfica em termos de eficácia e de segurança, não se recomenda a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovire de outro NNRTI. Didanosina/Tenofovir disoproxil fumarato: A coadministração de tenofovir disoproxil fumarato e didanosina resulta num aumento de 40-60% da exposição sistémica à didanosina, o que pode aumentar o risco para reações adversas relacionadas com a didanosina. Raramente, foram notificadas pancreatite e acidose láctica, ocasionalmente fatais. A coadministração de tenofovir disoproxil fumarato e didanosina numa dose diária de 400 mg tem sido associada a uma diminuição significativa na contagem de células CD4, possivelmente devido a um aumento da didanosina fosforilada (i.e. ativa) por interação intracelular. A coadministração de uma dose reduzida de 250 mg de didanosina com tenofovir disoproxil fumarato tem sido associada a notificações de elevada frequência de falência virológica com as várias associações testadas. Didanosina/Efavirenz: Interação não estudada. Didanosina/Emtricitabina: Interação não estudada. Não se recomenda a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e didanosina. Antivirais para a hepatite C: Boceprevir/Efavirenz: (800 mg q8h/600 mg q.d.). As concentrações plasmáticas mínimas de boceprevir diminuíram quando administrado com efavirenz, um componente deste medicamento. O resultado clínico desta redução nas concentrações mínimas de boceprevir observada não foi diretamente avaliada. Telaprevir/Efavirenz: (1.125 mg q8h/600 mg q.d.). Se Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e telaprevir forem coadministrados, deve utilizar-se telaprevir 1.125 mg q8h. Simeprevir/Efavirenz: (150 mg q.d./600 mg q.d.). Simeprevir/Emtricitabina: Interação não estudada. Não são esperadas interações clinicamente significativas, uma vez que o simeprevir e a emtricitabina são eliminados através de diferentes vias. Simeprevir/Tenofovir disoproxil fumarato: (150 mg q.d./300 mg q.d.). A administração concomitante de simeprevir com efavirenz, um componente de deste medicamento, diminuiu significativamente as concentrações plasmáticas de simeprevir devido à indução do CYP3A pelo efavirenz, o que pode resultar em perda do efeito terapêutico do simeprevir. Não se recomenda a coadministração de simeprevir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Inibidores da Protease (IP)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Atazanavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg q.d./100 mg q.d./ 300 mg q.d.). A coadministração de atazanavir/ritonavir com tenofovir resultou num aumento da exposição ao tenofovir. Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar os acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não se recomenda a coadministração de atazanavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Atazanavir/ritonavir/Efavirenz: 400 mg q.d./200 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos 400 mg q.d./100 mg q.d./600 mg q.d., todos administrados com alimentos. Não é recomendada a coadministração de efavirenz com atazanavir/ritonavir. Atazanavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Darunavir/ritonavir/Efavirenz: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 600 mg q.d.) *inferior às doses recomendadas; são esperados resultados semelhantes com as doses recomendadas. Darunavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). *inferior à dose recomendada. Darunavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Uma vez que as vias de eliminação são diferentes, não são esperadas interações. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em combinação com darunavir/ritonavir 800/100 mg uma vez por dia pode resultar numa Cmin subótima de darunavir. Se Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir for utilizado em combinação com darunavir/ritonavir, deve utilizar-se o regime de darunavir/ritonavir 600/100 mg duas vezes por dia. Darunavir/ritonavir deve ser usado com precaução em combinação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Ver linha do ritonavir abaixo. A monitorização da função renal pode estar indicada, particularmente em doentes com doença renal ou sistémica subjacente ou em doentes a tomar medicamentos nefrotóxicos. Fosamprenavir/ritonavir/Efavirenz: (700 mg b.i.d./100 mg b.i.d./600 mg q.d.). Ausência de interações farmacocinéticas clinicamente significativas. Fosamprenavir/ritonavir/ Emtricitabina: Interação não estudada. Fosamprenavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e fosamprenavir/ritonavir podem ser coadministrados sem ajuste da dose. Ver linha do ritonavir abaixo. Indinavir/Efavirenz: (800 mg q8h/200 mg q.d.). Observou-se uma redução semelhante na exposição ao indinavir quando se administrou 1.000 mg q8h de indinavir com 600 mg q.d. de efavirenz. (indução do CYP3A4) Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção abaixo sobre ritonavir. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para indinavir quando administrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Enquanto não for estabelecido o significado clínico da redução das concentrações de indinavir, deverá ter-se em consideração a dimensão da interação farmacocinética observada quando se escolhe um regime contendo efavirenz, um componente deste medicamento, e indinavir. Indinavir/Emtricitabina: (800 mg q8h/200 mg q.d.). Indinavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (800 mg q8h/300 mg q.d.). Lopinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (400 mg b.i.d./100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para lopinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de lopinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Lopinavir/ritonavir cápsulas moles ou solução oral/Efavirenz: Diminuição substancial na exposição ao lopinavir, necessitando de um ajuste da dose de lopinavir/ritonavir. Quando se associou ao efavirenz e a dois NRTIs, 533/133 mg de lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) duas vezes por dia, originou concentrações plasmáticas de lopinavir semelhantes às verificadas com lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) 400/100 mg duas vezes por dia sem efavirenz (dados já descritos). Lopinavir/ritonavir comprimidos/ Efavirenz: (400/100 mg b.i.d./600 mg q.d.). (500/125 mg b.i.d./600 mg q.d.). Concentrações de lopinavir: semelhantes a 400/100 mg de lopinavir/ritonavir duas vezes por dia sem efavirenz. São necessários ajustes de dose de lopinavir/ritonavir quando administrados com efavirenz. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção abaixo sobre ritonavir. Lopinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Ritonavir/Efavirenz: (500 mg b.i.d./600 mg q.d.). Quando se administrou efavirenz com 500 mg ou 600 mg de ritonavir duas vezes por dia, a associação não foi bem tolerada (ocorreram, por exemplo, tonturas, náuseas, parestesias e enzimas hepáticas elevadas). Não estão disponíveis dados suficientes relativos à tolerabilidade do efavirenz com ritonavir em baixa dose (100 mg, uma ou duas vezes por dia). Não se recomenda a coadministração de ritonavir em doses de 600 mg e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Quando se usa este medicamento com uma baixa dose de ritonavir, deve ser considerada a possibilidade de aumento da incidência dos acontecimentos adversos associados ao efavirenz, devido à possível interação farmacodinâmica. Ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Saquinavir/ritonavir/Efavirenz: Interação não estudada. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção acima sobre ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Não existem interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando tenofovir disoproxil fumarato foi coadministrado com saquinavir potenciado pelo ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para saquinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de saquinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a utilização de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em associação com saquinavir como único inibidor da protease.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Darunavir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Darunavir/ritonavir/Efavirenz: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 600 mg q.d.) *inferior às doses recomendadas; são esperados resultados semelhantes com as doses recomendadas. Darunavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg b.i.d.*/100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). *inferior à dose recomendada. Darunavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Uma vez que as vias de eliminação são diferentes, não são esperadas interações. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em combinação com darunavir/ritonavir 800/100 mg uma vez por dia pode resultar numa Cmin subótima de darunavir. Se Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir for utilizado em combinação com darunavir/ritonavir, deve utilizar-se o regime de darunavir/ritonavir 600/100 mg duas vezes por dia. Darunavir/ritonavir deve ser usado com precaução em combinação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. A monitorização da função renal pode estar indicada, particularmente em doentes com doença renal ou sistémica subjacente ou em doentes a tomar medicamentos nefrotóxicos.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Fosamprenavir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Fosamprenavir/ritonavir/Efavirenz: (700 mg b.i.d./100 mg b.i.d./600 mg q.d.). Ausência de interações farmacocinéticas clinicamente significativas. Fosamprenavir/ritonavir/ Emtricitabina: Interação não estudada. Fosamprenavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e fosamprenavir/ritonavir podem ser coadministrados sem ajuste da dose. Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Indinavir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Indinavir/Efavirenz: (800 mg q8h/200 mg q.d.). Indinavir/Emtricitabina: (800 mg q8h/200 mg q.d.). Indinavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (800 mg q8h/300 mg q.d.). Observou-se uma redução semelhante na exposição ao indinavir quando se administrou 1.000 mg q8h de indinavir com 600 mg q.d. de efavirenz. (indução do CYP3A4) Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para indinavir quando administrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Enquanto não for estabelecido o significado clínico da redução das concentrações de indinavir, deverá ter-se em consideração a dimensão da interação farmacocinética observada quando se escolhe um regime contendo efavirenz, um componente deste medicamento, e indinavir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Lopinavir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Lopinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (400 mg b.i.d./100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para lopinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de lopinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Lopinavir/ritonavir cápsulas moles ou solução oral/Efavirenz: Diminuição substancial na exposição ao lopinavir, necessitando de um ajuste da dose de lopinavir/ritonavir. Quando se associou ao efavirenz e a dois NRTIs, 533/133 mg de lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) duas vezes por dia, originou concentrações plasmáticas de lopinavir semelhantes às verificadas com lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) 400/100 mg duas vezes por dia sem efavirenz (dados já descritos). Lopinavir/ritonavir comprimidos/ Efavirenz: (400/100 mg b.i.d./600 mg q.d.). (500/125 mg b.i.d./600 mg q.d.). Concentrações de lopinavir: semelhantes a 400/100 mg de lopinavir/ritonavir duas vezes por dia sem efavirenz. São necessários ajustes de dose de lopinavir/ritonavir quando administrados com efavirenz. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção abaixo sobre ritonavir. Lopinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Lopinavir + Ritonavir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Lopinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: (400 mg b.i.d./100 mg b.i.d./ 300 mg q.d.). Concentrações mais elevadas de tenofovir podem potenciar acontecimentos adversos associados ao tenofovir, incluindo doenças renais. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para lopinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de lopinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Lopinavir/ritonavir cápsulas moles ou solução oral/Efavirenz: Diminuição substancial na exposição ao lopinavir, necessitando de um ajuste da dose de lopinavir/ritonavir. Quando se associou ao efavirenz e a dois NRTIs, 533/133 mg de lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) duas vezes por dia, originou concentrações plasmáticas de lopinavir semelhantes às verificadas com lopinavir/ritonavir (cápsulas moles) 400/100 mg duas vezes por dia sem efavirenz (dados já descritos). Lopinavir/ritonavir comprimidos/ Efavirenz: (400/100 mg b.i.d./600 mg q.d.). (500/125 mg b.i.d./600 mg q.d.). Concentrações de lopinavir: semelhantes a 400/100 mg de lopinavir/ritonavir duas vezes por dia sem efavirenz. São necessários ajustes de dose de lopinavir/ritonavir quando administrados com efavirenz. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção abaixo sobre ritonavir. Lopinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Saquinavir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidores da protease Saquinavir/ritonavir/Efavirenz: Interação não estudada. Para informação sobre a coadministração de efavirenz com doses baixas de ritonavir em associação com um inibidor da protease, consultar a secção acima sobre ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Tenofovir disoproxil fumarato: Não existem interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando tenofovir disoproxil fumarato foi coadministrado com saquinavir potenciado pelo ritonavir. Saquinavir/ritonavir/Emtricitabina: Interação não estudada. Não estão disponíveis dados suficientes para fazer uma recomendação posológica para saquinavir/ritonavir quando administrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a coadministração de saquinavir/ritonavir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Não se recomenda a utilização de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir em associação com saquinavir como único inibidor da protease.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Maraviroc

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Antagonista dos recetores CCR5: Maraviroc/Efavirenz: (100 mg b.i.d./600 mg q.d.). As concentrações de efavirenz não foram determinadas, nenhum efeito é esperado. Maraviroc/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg b.i.d./300 mg q.d.). As concentrações de tenofovir não foram determinadas, nenhum efeito é esperado. Maraviroc/Emtricitabina: Interação não estudada. Consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento que contém maraviroc.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Inibidores da Transferência de Cadeia da Integrase

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidor da transferência de cadeia da integrase: Raltegravir/Efavirenz: (400 mg dose única/-). Raltegravir/Tenofovir disoproxil fumarato: (400 mg b.i.d./-). Raltegravir/Emtricitabina. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovire raltegravir podem ser coadministrados sem ajuste da dose.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Antagonistas do CCR5

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Antagonista dos recetores CCR5: Maraviroc/Efavirenz: (100 mg b.i.d./600 mg q.d.). As concentrações de efavirenz não foram determinadas, nenhum efeito é esperado. Maraviroc/Tenofovir disoproxil fumarato: (300 mg b.i.d./300 mg q.d.). As concentrações de tenofovir não foram determinadas, nenhum efeito é esperado. Maraviroc/Emtricitabina: Interação não estudada. Consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento que contém maraviroc.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Raltegravir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH Inibidor da transferência de cadeia da integrase: Raltegravir/Efavirenz: (400 mg dose única/-). Raltegravir/Tenofovir disoproxil fumarato: (400 mg b.i.d./-). Raltegravir/Emtricitabina. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovire raltegravir podem ser coadministrados sem ajuste da dose.
 Sem significado Clínico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Inibidores nucleosídeos da transcriptase inversa (reversa) (NRTIs)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH NRTIs e NNRTIs: NRTIs/Efavirenz: Não foram realizados estudos de interações específicas com efavirenz e outros NRTIs além da lamivudina, zidovudina e tenofovir disoproxil fumarato. Não foram encontradas nem serão de prever interações clinicamente significativas visto que os NRTIs são metabolizados através de uma via diferente da do efavirenz e é improvável que competissem para as mesmas enzimas metabólicas e vias de eliminação. Devido à semelhança entre lamivudina e emtricitabina, um componente deste medicamento, não deve ser administrado concomitantemente com lamivudina.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Inibidores não nucleosídeos da transcriptase inversa (reversa) (NNRTIs)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para o VIH NNRTIs/Efavirenz: Interação não estudada. Como a utilização de dois NNRTIs provou não ser benéfica em termos de eficácia e de segurança, não se recomenda a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovire de outro NNRTI. Didanosina/Tenofovir disoproxil fumarato: A coadministração de tenofovir disoproxil fumarato e didanosina resulta num aumento de 40-60% da exposição sistémica à didanosina, o que pode aumentar o risco para reações adversas relacionadas com a didanosina. Raramente, foram notificadas pancreatite e acidose láctica, ocasionalmente fatais. A coadministração de tenofovir disoproxil fumarato e didanosina numa dose diária de 400 mg tem sido associada a uma diminuição significativa na contagem de células CD4, possivelmente devido a um aumento da didanosina fosforilada (i.e. ativa) por interação intracelular. A coadministração de uma dose reduzida de 250 mg de didanosina com tenofovir disoproxil fumarato tem sido associada a notificações de elevada frequência de falência virológica com as várias associações testadas. Didanosina/Efavirenz: Interação não estudada. Didanosina/Emtricitabina: Interação não estudada. Não se recomenda a coadministração de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e didanosina.

Ombitasvir + Paritaprevir + Ritonavir + Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir

Observações: Os estudos de interação medicamentosa só foram realizados em adultos. Ombitasvir/Paritaprevir/Ritonavir com ou sem dasabuvir foi administrado em doses múltiplas em todos os estudos de interação medicamentosa, com exceção dos estudos de interação medicamentosa com carbamazepina, gemfibrozil e cetoconazol.
Interações: Interações entre Ombitasvir/Paritaprevir/Ritonavir com ou sem dasabuvir e outros medicamentos ANTIVIRAIS ANTI-VIH: INIBIDORES NÃO NUCLEÓSIDOS DA TRANSCRIPTASE REVERSA: Efavirenz/emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato 600/300/200 mg uma vez por dia: Mecanismo: possível indução do CYP3A4 Pelo efavirenz. Administrado com: Ombitasvir/Paritaprevir/Ritonavir com ou sem dasabuvir. A coadministração de regimes à base de efavirenz (indutor enzimático) com paritaprevir/ritonavir + dasabuvir resultou em aumentos de ALT e portanto, na descontinuação precoce do estudo. A utilização concomitante com efavirenz está contraindicada.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Boceprevir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para a hepatite C: Boceprevir/Efavirenz: (800 mg q8h/600 mg q.d.). As concentrações plasmáticas mínimas de boceprevir diminuíram quando administrado com efavirenz, um componente deste medicamento. O resultado clínico desta redução nas concentrações mínimas de boceprevir observada não foi diretamente avaliada.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Telaprevir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para a hepatite C: Telaprevir/Efavirenz: (1.125 mg q8h/600 mg q.d.). Se Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e telaprevir forem coadministrados, deve utilizar-se telaprevir 1.125 mg q8h.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Simeprevir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antivirais para a hepatite C: Simeprevir/Efavirenz: (150 mg q.d./600 mg q.d.). Simeprevir/Emtricitabina: Interação não estudada. Não são esperadas interações clinicamente significativas, uma vez que o simeprevir e a emtricitabina são eliminados através de diferentes vias. Simeprevir/Tenofovir disoproxil fumarato: (150 mg q.d./300 mg q.d.). A administração concomitante de simeprevir com efavirenz, um componente de deste medicamento, diminuiu significativamente as concentrações plasmáticas de simeprevir devido à indução do CYP3A pelo efavirenz, o que pode resultar em perda do efeito terapêutico do simeprevir. Não se recomenda a coadministração de simeprevir e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Antibióticos

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antibióticos: Claritromicina/Efavirenz: (500 mg b.i.d./400 mg q.d.). Desenvolveu-se erupção cutânea em 46% de voluntários não infetados que receberam efavirenz e claritromicina. Claritromicina/Emtricitabina: Interação não estudada. Claritromicina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Desconhece-se o significado clínico destas alterações nos níveis plasmáticos de claritromicina. Podem considerar-se alternativas à claritromicina (p.ex. azitromicina). Outros antibióticos macrólidos, como a eritromicina, não foram estudados em associação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Claritromicina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antibióticos: Claritromicina/Efavirenz: (500 mg b.i.d./400 mg q.d.). Desenvolveu-se erupção cutânea em 46% de voluntários não infetados que receberam efavirenz e claritromicina. Claritromicina/Emtricitabina: Interação não estudada. Claritromicina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Desconhece-se o significado clínico destas alterações nos níveis plasmáticos de claritromicina. Podem considerar-se alternativas à claritromicina (p.ex. azitromicina). Outros antibióticos macrólidos, como a eritromicina, não foram estudados em associação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Eritromicina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antibióticos: Claritromicina/Efavirenz: (500 mg b.i.d./400 mg q.d.). Desenvolveu-se erupção cutânea em 46% de voluntários não infetados que receberam efavirenz e claritromicina. Claritromicina/Emtricitabina: Interação não estudada. Claritromicina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Desconhece-se o significado clínico destas alterações nos níveis plasmáticos de claritromicina. Podem considerar-se alternativas à claritromicina (p.ex. azitromicina). Outros antibióticos macrólidos, como a eritromicina, não foram estudados em associação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Rifabutina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antimicobacterianos: Rifabutina/Efavirenz: (300 mg q.d./600 mg q.d.). Rifabutina/Emtricitabina: Interação não estudada. Rifabutina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. A dose diária de rifabutina deve ser aumentada em 50% quando é administrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Deve considerar-se a duplicação da dose de rifabutina em regimes nos quais a rifabutina seja administrada 2 ou 3 vezes por semana em associação com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Os efeitos clínicos deste ajuste posológico não foram ainda adequadamente avaliados. A tolerabilidade individual e a resposta virológica devem ser consideradas quando se faz o ajuste posológico.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Rifampicina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antimicobacterianos: Rifampicina/Efavirenz: (600 mg q.d./600 mg q.d.). Rifampicina/Tenofovir disoproxil fumarato: (600 mg q.d./300 mg q.d.). Rifampicina/Emtricitabina: Interação não estudada. Quando este medicamento é tomado com rifampicina por doentes com 50 kg ou mais de peso, uma dose adicional de 200 mg/dia (800 mg no total) de efavirenz pode produzir uma exposição semelhante à dose diária de efavirenz de 600 mg, quando tomado sem rifampicina. Os efeitos clínicos deste ajuste posológico não foram ainda adequadamente avaliados. A tolerabilidade individual e a resposta virológica devem ser consideradas quando se faz o ajuste posológico. Não se recomendam ajustes da dose da rifampicina quando administrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Antifúngicos

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antifúngicos: Itraconazol/Efavirenz: (200 mg b.i.d./600 mg q.d.) Itraconazol/Emtricitabina: Interação não estudada. Itraconazol/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Uma vez que não se pode fazer uma recomendação posológica para o itraconazol, deve ser considerado um tratamento antifúngico alternativo quando utilizado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir. Posaconazol/Efavirenz: (-/400 mg q.d.). Posaconazol/Emtricitabina: Interação não estudada. Posaconazol/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Voriconazol/Efavirenz: (200 mg b.i.d./400 mg q.d.). A coadministração de doses padrão de efavirenz e voriconazol está contraindicada. Voriconazol/Emtricitabina: Interação não estudada. Voriconazol/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Como Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir é um medicamento de associação de doses fixas, a dose de efavirenz não pode ser alterada. Por conseguinte, voriconazol e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir não devem ser coadministrados.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Itraconazol

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antifúngicos: Itraconazol/Efavirenz: (200 mg b.i.d./600 mg q.d.) Itraconazol/Emtricitabina: Interação não estudada. Itraconazol/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Uma vez que não se pode fazer uma recomendação posológica para o itraconazol, deve ser considerado um tratamento antifúngico alternativo quando utilizado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Posaconazol

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antifúngicos: Posaconazol/Efavirenz: (-/400 mg q.d.). Posaconazol/Emtricitabina: Interação não estudada. Posaconazol/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. O uso concomitante de posaconazol com este medicamento deve ser evitado a não ser que o benefício para o doente ultrapasse o risco.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Antimaláricos (antipalúdicos)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antimaláricos: Arteméter/Lumefantrina/Efavirenz: (comprimido de 20/120 mg, 6 doses de 4 comprimidos cada durante 3 dias/600 mg q.d.). Arteméter/Lumefantrina/Emtricitabina: Interação não estudada. Arteméter/Lumefantrina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Como a diminuição das concentrações de arteméter, di- hidroartemisinina ou lumefantrina pode resultar numa diminuição da eficácia antimalárica, recomenda-se precaução quando este medicamento e os comprimidos de arteméter/lumefantrina são coadministrados. Atovaquona e cloridrato de proguanilo/Efavirenz: (dose única de 250/100 mg/600 mg q.d.). Atovaquona e cloridrato de proguanilo/Emtricitabina: Interação não estudada. Atovaquona e cloridrato de proguanilo/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Sempre que possível deve evitar-se a administração concomitante de atovaquona/proguanilo com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Arteméter + Lumefantrina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antimaláricos: Arteméter/Lumefantrina/Efavirenz: (comprimido de 20/120 mg, 6 doses de 4 comprimidos cada durante 3 dias/600 mg q.d.). Arteméter/Lumefantrina/Emtricitabina: Interação não estudada. Arteméter/Lumefantrina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Como a diminuição das concentrações de arteméter, di- hidroartemisinina ou lumefantrina pode resultar numa diminuição da eficácia antimalárica, recomenda-se precaução quando este medicamento e os comprimidos de arteméter/lumefantrina são coadministrados.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Atovaquona + Proguanilo

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTI-INFECCIOSOS: Antimaláricos: Atovaquona e cloridrato de proguanilo/Efavirenz: (dose única de 250/100 mg/600 mg q.d.). Atovaquona e cloridrato de proguanilo/Emtricitabina: Interação não estudada. Atovaquona e cloridrato de proguanilo/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Sempre que possível deve evitar-se a administração concomitante de atovaquona/proguanilo com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Anticonvulsivantes

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICONVULSIVANTES: Carbamazepina/Efavirenz: (400 mg q.d./600 mg q.d.). Não foi estudada a coadministração de doses superiores de efavirenz ou de carbamazepina. Carbamazepina/Emtricitabina: Interação não estudada. Carbamazepina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Não podem ser feitas recomendações posológicas para a utilização de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com carbamazepina. Deve ser instituído um anticonvulsivante alternativo. Os níveis plasmáticos de carbamazepina devem ser monitorizados periodicamente. Fenitoína, Fenobarbital e outros anticonvulsivantes que sejam substratos das isozimas do CYP: Interação não estudada com efavirenz, emtricitabina ou tenofovir disoproxil fumarato. Com efavirenz existe um potencial de redução ou aumento das concentrações plasmáticas de fenitoína, fenobarbital e de outros anticonvulsivantes que sejam substratos das isozimas do CYP. Quando Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir é coadministrado com um anticonvulsivante que é um substrato de isozimas do CYP, deve ser efetuada a monitorização periódica dos níveis de anticonvulsivantes. Ácido valpróico/Efavirenz: (250 mg b.i.d./600 mg q.d.). Ausência de efeito clinicamente significativo na farmacocinética do efavirenz. Dados limitados sugerem a ausência de efeito clinicamente significativo na farmacocinética do ácido valpróico. Ácido valpróico/Emtricitabina: Interação não estudada. Ácido valpróico/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e ácido valpróico podem ser coadministrados sem ajuste da dose. Os doentes devem ser monitorizados para controlo de crises convulsivas. Vigabatrina/Efavirenz, Gabapentina/Efavirenz: Interação não estudada. Não são esperadas interações clinicamente significativas, uma vez que a vigabatrina e a gabapentina são exclusivamente eliminadas inalteradas na urina e é improvável que compitam para as mesmas enzimas metabólicas e vias de eliminação do efavirenz Vigabatrina/Emtricitabina; Gabapentina/Emtricitabina: Interação não estudada. Vigabatrina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Gabapentina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a vigabatrina ou a gabapentina podem ser coadministrados sem ajuste da dose.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Carbamazepina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICONVULSIVANTES: Carbamazepina/Efavirenz: (400 mg q.d./600 mg q.d.). Não foi estudada a coadministração de doses superiores de efavirenz ou de carbamazepina. Carbamazepina/Emtricitabina: Interação não estudada. Carbamazepina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Não podem ser feitas recomendações posológicas para a utilização de Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir com carbamazepina. Deve ser instituído um anticonvulsivante alternativo. Os níveis plasmáticos de carbamazepina devem ser monitorizados periodicamente.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Fenitoína

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICONVULSIVANTES: Fenitoína, Fenobarbital e outros anticonvulsivantes que sejam substratos das isozimas do CYP: Interação não estudada com efavirenz, emtricitabina ou tenofovir disoproxil fumarato. Com efavirenz existe um potencial de redução ou aumento das concentrações plasmáticas de fenitoína, fenobarbital e de outros anticonvulsivantes que sejam substratos das isozimas do CYP. Quando Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir é coadministrado com um anticonvulsivante que é um substrato de isozimas do CYP, deve ser efetuada a monitorização periódica dos níveis de anticonvulsivantes.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Fenobarbital

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICONVULSIVANTES: Fenitoína, Fenobarbital e outros anticonvulsivantes que sejam substratos das isozimas do CYP: Interação não estudada com efavirenz, emtricitabina ou tenofovir disoproxil fumarato. Com efavirenz existe um potencial de redução ou aumento das concentrações plasmáticas de fenitoína, fenobarbital e de outros anticonvulsivantes que sejam substratos das isozimas do CYP. Quando Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir é coadministrado com um anticonvulsivante que é um substrato de isozimas do CYP, deve ser efetuada a monitorização periódica dos níveis de anticonvulsivantes.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Ácido Valpróico (Valproato de sódio)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICONVULSIVANTES: Ácido valpróico/Efavirenz: (250 mg b.i.d./600 mg q.d.). Ausência de efeito clinicamente significativo na farmacocinética do efavirenz. Dados limitados sugerem a ausência de efeito clinicamente significativo na farmacocinética do ácido valpróico. Ácido valpróico/Emtricitabina: Interação não estudada. Ácido valpróico/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Este medicamento e ácido valpróico podem ser coadministrados sem ajuste da dose. Os doentes devem ser monitorizados para controlo de crises convulsivas. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e ácido valpróico podem ser coadministrados sem ajuste da dose. Os doentes devem ser monitorizados para controlo de crises convulsivas.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Vigabatrina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICONVULSIVANTES: Vigabatrina/Efavirenz, Gabapentina/Efavirenz: Interação não estudada. Não são esperadas interações clinicamente significativas, uma vez que a vigabatrina e a gabapentina são exclusivamente eliminadas inalteradas na urina e é improvável que compitam para as mesmas enzimas metabólicas e vias de eliminação do efavirenz. Vigabatrina/Emtricitabina; Gabapentina/Emtricitabina: Interação não estudada. Vigabatrina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Gabapentina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a vigabatrina ou a gabapentina podem ser coadministrados sem ajuste da dose.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Gabapentina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICONVULSIVANTES: Vigabatrina/Efavirenz, Gabapentina/Efavirenz: Interação não estudada. Não são esperadas interações clinicamente significativas, uma vez que a vigabatrina e a gabapentina são exclusivamente eliminadas inalteradas na urina e é improvável que compitam para as mesmas enzimas metabólicas e vias de eliminação do efavirenz. Vigabatrina/Emtricitabina; Gabapentina/Emtricitabina: Interação não estudada. Vigabatrina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Gabapentina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a vigabatrina ou a gabapentina podem ser coadministrados sem ajuste da dose.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Anticoagulantes orais

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICOAGULANTES: Varfarina/Efavirenz; Acenocumarol/Efavirenz: Interação não estudada. As concentrações plasmáticas e os efeitos da varfarina ou do acenocumarol são potencialmente aumentados ou diminuídos pelo efavirenz. Podem ser necessários ajustes da dose da varfarina ou do acenocumarol quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Varfarina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICOAGULANTES: Varfarina/Efavirenz; Acenocumarol/Efavirenz: Interação não estudada. As concentrações plasmáticas e os efeitos da varfarina ou do acenocumarol são potencialmente aumentados ou diminuídos pelo efavirenz. Podem ser necessários ajustes da dose da varfarina ou do acenocumarol quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Acenocumarol

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTICOAGULANTES: Varfarina/Efavirenz; Acenocumarol/Efavirenz: Interação não estudada. As concentrações plasmáticas e os efeitos da varfarina ou do acenocumarol são potencialmente aumentados ou diminuídos pelo efavirenz. Podem ser necessários ajustes da dose da varfarina ou do acenocumarol quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Antidepressores

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTIDEPRESSORES: Inibidores Selectivos da Recaptação da Serotonina (ISRS): Sertralina/Efavirenz: (50 mg q.d./600 mg q.d.). Sertralina/Emtricitabina: Interação não estudada. Sertralina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir, os aumentos da dose de sertralina deverão ser efetuados de acordo com a resposta clínica. Paroxetina/Efavirenz: (20 mg q.d./600 mg q.d.). Paroxetina/Emtricitabina: Interação não estudada. Paroxetina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a paroxetina podem ser coadministrados sem ajustes da dose. Fluoxetina/Efavirenz: Interação não estudada. Uma vez que a fluoxetina tem um perfil metabólico semelhante ao da paroxetina, i.e., um forte efeito inibidor do CYP2D6, poder-se-á esperar uma semelhante ausência de interação para a fluoxetina. Fluoxetina/Emtricitabina: Interação não estudada. Fluoxetina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a fluoxetina podem ser coadministrados sem ajustes da dose. Inibidores da recaptação da norepinefrina e da dopamina: Bupropiona/Efavirenz: [dose única de 150 mg (libertação prolongada)/600 mg q.d.]. Bupropiona/Emtricitabina: Interação não estudada. Bupropiona/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os aumentos da posologia da bupropiona devem ser efetuados de acordo com a resposta clínica, mas a dose máxima recomendada de bupropiona não deve ser excedida. Não é necessário ajuste da dose para o efavirenz.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Inibidores Selectivos da Recaptação da Serotonina (ISRS) (SSRIs)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTIDEPRESSORES: Inibidores Selectivos da Recaptação da Serotonina (ISRS): Sertralina/Efavirenz: (50 mg q.d./600 mg q.d.). Sertralina/Emtricitabina: Interação não estudada. Sertralina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir, os aumentos da dose de sertralina deverão ser efetuados de acordo com a resposta clínica. Paroxetina/Efavirenz: (20 mg q.d./600 mg q.d.). Paroxetina/Emtricitabina: Interação não estudada. Paroxetina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a paroxetina podem ser coadministrados sem ajustes da dose. Fluoxetina/Efavirenz: Interação não estudada. Uma vez que a fluoxetina tem um perfil metabólico semelhante ao da paroxetina, i.e., um forte efeito inibidor do CYP2D6, poder-se-á esperar uma semelhante ausência de interação para a fluoxetina. Fluoxetina/Emtricitabina: Interação não estudada. Fluoxetina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a fluoxetina podem ser coadministrados sem ajustes da dose.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Inibidores seletivos da recaptação da serotonina-norepinefrina (ISRSNs)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTIDEPRESSORES: Inibidores da recaptação da norepinefrina e da dopamina: Bupropiona/Efavirenz: [dose única de 150 mg (libertação prolongada)/600 mg q.d.]. Bupropiona/Emtricitabina: Interação não estudada. Bupropiona/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os aumentos da posologia da bupropiona devem ser efetuados de acordo com a resposta clínica, mas a dose máxima recomendada de bupropiona não deve ser excedida. Não é necessário ajuste da dose para o efavirenz.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Sertralina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTIDEPRESSORES: Inibidores Selectivos da Recaptação da Serotonina (ISRS): Sertralina/Efavirenz: (50 mg q.d./600 mg q.d.). Sertralina/Emtricitabina: Interação não estudada. Sertralina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir, os aumentos da dose de sertralina deverão ser efetuados de acordo com a resposta clínica.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Paroxetina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTIDEPRESSORES: Inibidores Selectivos da Recaptação da Serotonina (ISRS): Paroxetina/Efavirenz: (20 mg q.d./600 mg q.d.). Paroxetina/Emtricitabina: Interação não estudada. Paroxetina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a paroxetina podem ser coadministrados sem ajustes da dose.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Fluoxetina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTIDEPRESSORES: Inibidores Selectivos da Recaptação da Serotonina (ISRS): Fluoxetina/Efavirenz: Interação não estudada. Uma vez que a fluoxetina tem um perfil metabólico semelhante ao da paroxetina, i.e., um forte efeito inibidor do CYP2D6, poder-se-á esperar uma semelhante ausência de interação para a fluoxetina. Fluoxetina/Emtricitabina: Interação não estudada. Fluoxetina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a fluoxetina podem ser coadministrados sem ajustes da dose.
 Sem significado Clínico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Bupropiom (Bupropiona)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: ANTIDEPRESSORES: Inibidores da recaptação da norepinefrina e da dopamina: Bupropiona/Efavirenz: [dose única de 150 mg (libertação prolongada)/600 mg q.d.]. Bupropiona/Emtricitabina: Interação não estudada. Bupropiona/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os aumentos da posologia da bupropiona devem ser efetuados de acordo com a resposta clínica, mas a dose máxima recomendada de bupropiona não deve ser excedida. Não é necessário ajuste da dose para o efavirenz.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Medicamentos cardiovasculares

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS CARDIOVASCULARES: Bloqueadores dos Canais do Cálcio: Diltiazem/Efavirenz: (240 mg q.d./600 mg q.d.). O aumento dos parâmetros farmacocinéticos do efavirenz não é considerado clinicamente significativo. Os ajustes da dose do diltiazem quando coadministrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir devem basear-se na resposta clínica (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento diltiazem). Diltiazem/Emtricitabina: Interação não estudada. Diltiazem/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os ajustes da dose do diltiazem quando coadministrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir devem basear-se na resposta clínica (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento diltiazem). Verapamilo, Felodipina, Nifedipina e Nicardipina: Interação não estudada com efavirenz, emtricitabina ou tenofovir disoproxil fumarato. Quando o efavirenz é coadministrado com um bloqueador dos canais de cálcio que é um substrato do complexo enzimático CYP3A4, existe a possibilidade de redução nas concentrações plasmáticas do bloqueador dos canais de cálcio. Os ajustes da dose dos bloqueadores dos canais de cálcio quando coadministrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir devem basear-se na resposta clínica (consultar o Resumo das Características do Medicamento dos medicamentos bloqueadores dos canais de cálcio).
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Bloqueadores da entrada de cálcio (antagonistas de cálcio)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS CARDIOVASCULARES: Bloqueadores dos Canais do Cálcio: Diltiazem/Efavirenz: (240 mg q.d./600 mg q.d.). O aumento dos parâmetros farmacocinéticos do efavirenz não é considerado clinicamente significativo. Os ajustes da dose do diltiazem quando coadministrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir devem basear-se na resposta clínica (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento diltiazem). Diltiazem/Emtricitabina: Interação não estudada. Diltiazem/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os ajustes da dose do diltiazem quando coadministrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir devem basear-se na resposta clínica (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento diltiazem). Verapamilo, Felodipina, Nifedipina e Nicardipina: Interação não estudada com efavirenz, emtricitabina ou tenofovir disoproxil fumarato. Quando o efavirenz é coadministrado com um bloqueador dos canais de cálcio que é um substrato do complexo enzimático CYP3A4, existe a possibilidade de redução nas concentrações plasmáticas do bloqueador dos canais de cálcio. Os ajustes da dose dos bloqueadores dos canais de cálcio quando coadministrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir devem basear-se na resposta clínica (consultar o Resumo das Características do Medicamento dos medicamentos bloqueadores dos canais de cálcio).

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Diltiazem

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS CARDIOVASCULARES: Bloqueadores dos Canais do Cálcio: Diltiazem/Efavirenz: (240 mg q.d./600 mg q.d.). O aumento dos parâmetros farmacocinéticos do efavirenz não é considerado clinicamente significativo. Os ajustes da dose do diltiazem quando coadministrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir devem basear-se na resposta clínica (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento diltiazem). Diltiazem/Emtricitabina: Interação não estudada. Diltiazem/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os ajustes da dose do diltiazem quando coadministrado com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir devem basear-se na resposta clínica (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento diltiazem).

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Verapamilo

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS CARDIOVASCULARES: Bloqueadores dos Canais do Cálcio: Verapamilo, Felodipina, Nifedipina e Nicardipina: Interação não estudada com efavirenz, emtricitabina ou tenofovir disoproxil fumarato. Quando o efavirenz é coadministrado com um bloqueador dos canais de cálcio que é um substrato do complexo enzimático CYP3A4, existe a possibilidade de redução nas concentrações plasmáticas do bloqueador dos canais de cálcio. Os ajustes da dose dos bloqueadores dos canais de cálcio quando coadministrados com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir devem basear-se na resposta clínica (consultar o Resumo das Características do Medicamento dos medicamentos bloqueadores dos canais de cálcio).
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Hipolipemiantes

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS HIPOLIPEMIANTES: Inibidores da Redutase da HMG-CoA: Atorvastatina/Efavirenz: (10 mg q.d./600 mg q.d.). Atorvastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Atorvastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os níveis de colesterol devem ser monitorizados periodicamente. Podem ser necessários ajustes da dose da atorvastatina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento atorvastatina). Pravastatina/Efavirenz: (40 mg q.d./600 mg q.d.). Pravastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Pravastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os níveis de colesterol devem ser monitorizados periodicamente. Podem ser necessários ajustes da dose da pravastatina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento pravastatina). Sinvastatina/Efavirenz: (40 mg q.d./600 mg q.d.). A coadministração de efavirenz com atorvastatina, pravastatina ou sinvastatina não afetou os valores da AUC ou da Cmax do efavirenz. Sinvastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Sinvastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os níveis de colesterol devem ser monitorizados periodicamente. Podem ser necessários ajustes da dose da sinvastatina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento sinvastatina). Rosuvastatina/Efavirenz: Interação não estudada. A rosuvastatina é amplamente excretada nas fezes na forma inalternada, pelo que não é esperada uma interação com o efavirenz. Rosuvastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Rosuvastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a rosuvastatina podem ser coadministrados sem ajustes da dose.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Inibidores da HMG-CoA redutase (Estatinas)

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS HIPOLIPEMIANTES: Inibidores da Redutase da HMG-CoA: Atorvastatina/Efavirenz: (10 mg q.d./600 mg q.d.). Atorvastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Atorvastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os níveis de colesterol devem ser monitorizados periodicamente. Podem ser necessários ajustes da dose da atorvastatina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento atorvastatina). Pravastatina/Efavirenz: (40 mg q.d./600 mg q.d.). Pravastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Pravastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os níveis de colesterol devem ser monitorizados periodicamente. Podem ser necessários ajustes da dose da pravastatina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento pravastatina). Sinvastatina/Efavirenz: (40 mg q.d./600 mg q.d.). A coadministração de efavirenz com atorvastatina, pravastatina ou sinvastatina não afetou os valores da AUC ou da Cmax do efavirenz. Sinvastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Sinvastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os níveis de colesterol devem ser monitorizados periodicamente. Podem ser necessários ajustes da dose da sinvastatina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento sinvastatina). Rosuvastatina/Efavirenz: Interação não estudada. A rosuvastatina é amplamente excretada nas fezes na forma inalternada, pelo que não é esperada uma interação com o efavirenz. Rosuvastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Rosuvastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a rosuvastatina podem ser coadministrados sem ajustes da dose.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Atorvastatina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS HIPOLIPEMIANTES: Inibidores da Redutase da HMG-CoA: Atorvastatina/Efavirenz: (10 mg q.d./600 mg q.d.). Atorvastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Atorvastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os níveis de colesterol devem ser monitorizados periodicamente. Podem ser necessários ajustes da dose da atorvastatina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento atorvastatina).

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Pravastatina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS HIPOLIPEMIANTES: Inibidores da Redutase da HMG-CoA: Pravastatina/Efavirenz: (40 mg q.d./600 mg q.d.). Pravastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Pravastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os níveis de colesterol devem ser monitorizados periodicamente. Podem ser necessários ajustes da dose da pravastatina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento pravastatina).

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Sinvastatina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS HIPOLIPEMIANTES: Inibidores da Redutase da HMG-CoA: Sinvastatina/Efavirenz: (40 mg q.d./600 mg q.d.). A coadministração de efavirenz com atorvastatina, pravastatina ou sinvastatina não afetou os valores da AUC ou da Cmax do efavirenz. Sinvastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Sinvastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Os níveis de colesterol devem ser monitorizados periodicamente. Podem ser necessários ajustes da dose da sinvastatina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir (consultar o Resumo das Características do Medicamento do medicamento sinvastatina).

Glecaprevir + Pibrentasvir + Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir

Observações: N.D.
Interações: AGENTES ANTIVIRAIS ANTI-VIH Efavirenz/emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato 600/200/300 mg uma vez por dia O efeito de efavirenz/emtricitabina/tenofovir disoproxil fumarato em glecaprevir e pibrentasvir não foi diretamente quantificado neste estudo, mas as exposições de glecaprevir e pibrentasvir foram significativamente mais baixas do que os controlos históricos. A coadministração com efavirenz pode levar a uma redução do efeito terapêutico de Glecaprevir / Pibrentasvir e não é recomendada. Não se esperam interações clinicamente significativas com tenofovir disoproxil fumarato.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Rosuvastatina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: MEDICAMENTOS HIPOLIPEMIANTES: Inibidores da Redutase da HMG-CoA: Rosuvastatina/Efavirenz: Interação não estudada. A rosuvastatina é amplamente excretada nas fezes na forma inalternada, pelo que não é esperada uma interação com o efavirenz. Rosuvastatina/Emtricitabina: Interação não estudada. Rosuvastatina/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir e a rosuvastatina podem ser coadministrados sem ajustes da dose.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Contracetivos hormonais

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: CONTRACETIVOS HORMONAIS: Orais: Etinilestradiol+Norgestimato/ Efavirenz: (0,035 mg+0,25 mg q.d./ 600 mg q.d.). Efavirenz: ausência de interação clinicamente significativa. Desconhece-se o significado clínico destes efeitos. Etinilestradiol/Tenofovir disoproxil fumarato: (-/300 mg q.d.). Norgestimato/Etinilestradiol/ Emtricitabina: Interação não estudada. Terá que ser utilizado um método de contraceção de barreira fiável para além dos contracetivos hormonais. Injectáveis: Acetato de depomedroxiprogesterona (DMPA)/Efavirenz: (dose única de 150 mg IM DMPA): Num estudo, de 3 meses, de interação medicamentosa, não se observaram diferenças significativas nos parâmetros farmacocinéticos de MPA entre indivíduos a receber tratamento antirretroviral contendo efavirenz e indivíduos sem tratamento antirretroviral. Outros investigadores encontraram resultados semelhantes, apesar dos níveis plasmáticos de MPA serem mais variáveis no segundo estudo. Em ambos os estudos, os níveis de progesterona no plasma em indivíduos a receber efavirenz e DMPA permaneceram baixos consistentes com a supressão da ovulação. DMPA/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. DMPA/Emtricitabina: Interação não estudada. Como a informação disponível é limitada, terá que ser utilizado um método de contraceção de barreira fiável para além dos contracetivos hormonais. Implantes: Etonogestrel/Efavirenz: Interação não estudada. Pode ser esperada uma diminuição da exposição ao etonogestrel (indução do CYP3A4). Ocorreram ocasionalmente notificações pós-comercialização de falência do contracetivo com etonogestrel em doentes expostos ao efavirenz. Etonogestrel/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Etonogestrel/Emtricitabina: Interação não estudada. Terá que ser utilizado um método de contraceção de barreira fiável para além dos contracetivos hormonais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Etinilestradiol + Norgestimato

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: CONTRACETIVOS HORMONAIS: Orais: Etinilestradiol+Norgestimato/ Efavirenz: (0,035 mg+0,25 mg q.d./ 600 mg q.d.). Efavirenz: ausência de interação clinicamente significativa. Desconhece-se o significado clínico destes efeitos. Etinilestradiol/Tenofovir disoproxil fumarato: (-/300 mg q.d.). Norgestimato/Etinilestradiol/ Emtricitabina: Interação não estudada. Terá que ser utilizado um método de contraceção de barreira fiável para além dos contracetivos hormonais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Medroxiprogesterona

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: CONTRACETIVOS HORMONAIS: Injectáveis: Acetato de depo-medroxiprogesterona (DMPA)/Efavirenz: (dose única de 150 mg IM DMPA): Num estudo, de 3 meses, de interação medicamentosa, não se observaram diferenças significativas nos parâmetros farmacocinéticos de MPA entre indivíduos a receber tratamento antirretroviral contendo efavirenz e indivíduos sem tratamento antirretroviral. Outros investigadores encontraram resultados semelhantes, apesar dos níveis plasmáticos de MPA serem mais variáveis no segundo estudo. Em ambos os estudos, os níveis de progesterona no plasma em indivíduos a receber efavirenz e DMPA permaneceram baixos consistentes com a supressão da ovulação. DMPA/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. DMPA/Emtricitabina: Interação não estudada. Como a informação disponível é limitada, terá que ser utilizado um método de contraceção de barreira fiável para além dos contracetivos hormonais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Etonogestrel

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: CONTRACETIVOS HORMONAIS: Implantes: Etonogestrel/Efavirenz: Interação não estudada. Pode ser esperada uma diminuição da exposição ao etonogestrel (indução do CYP3A4). Ocorreram ocasionalmente notificações pós-comercialização de falência do contracetivo com etonogestrel em doentes expostos ao efavirenz. Etonogestrel/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Etonogestrel/Emtricitabina: Interação não estudada. Terá que ser utilizado um método de contraceção de barreira fiável para além dos contracetivos hormonais.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Imunossupressores

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: IMUNOSSUPRESSORES: Imunossupressores metabolizados pelo CYP3A4 (por ex., ciclosporina, tacrolímus, sirolímus)/Efavirenz: Interação não estudada. Pode esperar-se uma ↓ exposição do imunossupressor (indução CYP3A4). Não se antecipa que estes imunossupressores tenham impacto na exposição do efavirenz. Tacrolimus/Emtricitabina/Tenofovir disoproxil fumarato: (0,1 mg/kg q.d./200 mg/ 300 mg q.d.) Podem ser necessários ajustes de dose do imunossupressor. Recomenda-se uma cuidadosa monitorização das concentrações de imunossupressor quando se inicia ou interrompe o tratamento com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir, durante pelo menos duas semanas (até se atingirem concentrações estáveis).

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Tacrolímus

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: IMUNOSSUPRESSORES: Imunossupressores metabolizados pelo CYP3A4 (por ex., ciclosporina, tacrolímus, sirolímus)/Efavirenz: Interação não estudada. Pode esperar-se uma ↓ exposição do imunossupressor (indução CYP3A4). Não se antecipa que estes imunossupressores tenham impacto na exposição do efavirenz. Tacrolimus/Emtricitabina/Tenofovir disoproxil fumarato: (0,1 mg/kg q.d./200 mg/ 300 mg q.d.) Podem ser necessários ajustes de dose do imunossupressor. Recomenda-se uma cuidadosa monitorização das concentrações de imunossupressor quando se inicia ou interrompe o tratamento com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir, durante pelo menos duas semanas (até se atingirem concentrações estáveis).

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Ciclosporina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: IMUNOSSUPRESSORES: Imunossupressores metabolizados pelo CYP3A4 (por ex., ciclosporina, tacrolímus, sirolímus)/Efavirenz: Interação não estudada. Pode esperar-se uma ↓ exposição do imunossupressor (indução CYP3A4). Não se antecipa que estes imunossupressores tenham impacto na exposição do efavirenz. Tacrolimus/Emtricitabina/Tenofovir disoproxil fumarato: (0,1 mg/kg q.d./200 mg/ 300 mg q.d.) Podem ser necessários ajustes de dose do imunossupressor. Recomenda-se uma cuidadosa monitorização das concentrações de imunossupressor quando se inicia ou interrompe o tratamento com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir, durante pelo menos duas semanas (até se atingirem concentrações estáveis).

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Sirolímus

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: IMUNOSSUPRESSORES: Imunossupressores metabolizados pelo CYP3A4 (por ex., ciclosporina, tacrolímus, sirolímus)/Efavirenz: Interação não estudada. Pode esperar-se uma ↓ exposição do imunossupressor (indução CYP3A4). Não se antecipa que estes imunossupressores tenham impacto na exposição do efavirenz. Tacrolimus/Emtricitabina/Tenofovir disoproxil fumarato: (0,1 mg/kg q.d./200 mg/ 300 mg q.d.) Podem ser necessários ajustes de dose do imunossupressor. Recomenda-se uma cuidadosa monitorização das concentrações de imunossupressor quando se inicia ou interrompe o tratamento com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir, durante pelo menos duas semanas (até se atingirem concentrações estáveis).
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Opiáceos

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: OPIÁCEOS: Metadona/Efavirenz: (35-100 mg q.d./600 mg q.d.). Num estudo realizado em utilizadores de drogas intravenosas infetados pelo VIH, a coadministração de efavirenz com metadona conduziu a uma diminuição dos níveis plasmáticos de metadona e a sinais de privação de opiáceos. A dose de metadona foi aumentada, em média, 22% para aliviar os sintomas de privação. Metadona/Tenofovir disoproxil fumarato: (40-110 mg q.d./300 mg q.d.). Metadona/Emtricitabina: Interação não estudada. Os doentes a receberem metadona e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir concomitantemente devem ser monitorizados em relação a sinais de privação e a sua dose de metadona deve ser aumentada de modo a aliviar os sintomas de privação. Buprenorfina/naloxona/Efavirenz: Efavirenz: Ausência de interações farmacocinéticas clinicamente significativas. Buprenorfina/naloxona/ Emtricitabina: Interação não estudada. Buprenorfina/naloxona/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Apesar da diminuição da exposição à buprenorfina, nenhum doente apresentou sintomas de privação. Podem não ser necessários ajustes da dose de buprenorfina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Metadona

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: OPIÁCEOS: Metadona/Efavirenz: (35-100 mg q.d./600 mg q.d.). Num estudo realizado em utilizadores de drogas intravenosas infetados pelo VIH, a coadministração de efavirenz com metadona conduziu a uma diminuição dos níveis plasmáticos de metadona e a sinais de privação de opiáceos. A dose de metadona foi aumentada, em média, 22% para aliviar os sintomas de privação. Metadona/Tenofovir disoproxil fumarato: (40-110 mg q.d./300 mg q.d.). Metadona/Emtricitabina: Interação não estudada. Os doentes a receberem metadona e Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir concomitantemente devem ser monitorizados em relação a sinais de privação e a sua dose de metadona deve ser aumentada de modo a aliviar os sintomas de privação.
 Sem significado Clínico

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Buprenorfina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: OPIÁCEOS: Buprenorfina/naloxona/Efavirenz: Efavirenz: Ausência de interações farmacocinéticas clinicamente significativas. Buprenorfina/naloxona/ Emtricitabina: Interação não estudada. Buprenorfina/naloxona/Tenofovir disoproxil fumarato: Interação não estudada. Apesar da diminuição da exposição à buprenorfina, nenhum doente apresentou sintomas de privação. Podem não ser necessários ajustes da dose de buprenorfina quando coadministrada com Efavirenz / Emtricitabina / Tenofovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Azitromicina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Cetirizina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Lorazepam

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Nelfinavir

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol. Não se observaram interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando o tenofovir disoproxil fumarato foi coadministrado com emtricitabina, nelfinavir ou ribavirina.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Zidovudina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol. Não se observaram interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando a emtricitabina foi administrada com estavudina, zidovudina ou famciclovir.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Hidróxido de Alumínio

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Hidróxido de magnésio

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Famotidina

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Fluconazol

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se observaram quaisquer interações farmacocinéticas clinicamente significativas quando efavirenz foi administrado com azitromicina, cetirizina, fosamprenavir/ritonavir, lorazepam, nelfinavir, zidovudina, antiácidos de hidróxido de alumínio/magnésio, famotidina ou fluconazol.

Efavirenz + Emtricitabina + Tenofovir + Cetoconazol

Observações: As interações que foram identificadas com Efavirenz, Emtricitabina e Tenofovir individualmente podem ocorrer com esta associação. Os estudos de interação com estes medicamentos só foram realizados em adultos.
Interações: Estudos conduzidos com outros medicamentos: Não se estudou o potencial de interações com efavirenz e outros antifúngicos azólicos, tais como o cetoconazol.
Deve informar o médico imediatamente, se estiver a tomar algum destes medicamentos.

A toma destes medicamentos aumenta a possibilidade de ocorrerem efeitos secundários graves ou potencialmente fatais, ou impedir que estes medicamentos atuem convenientemente.

Não deverá amamentar durante o tratamento.

Pode causar tonturas, incapacidade de concentração e sonolência.

No caso de se sentir afetado, não conduza e não utilize quaisquer ferramentas ou máquinas.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017