Cloro-hexidina + Álcool isopropílico

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
Anti-sépticos e desinfectantes.

A clorexidina (comumente conhecida pelas formas de sal gluconato de clorexidina (CHG) ou acetato de clorexidina), é um desinfetante e anti-séptico usado para desinfecção da pele antes da cirurgia e para esterilizar instrumentos cirúrgicos. Pode ser usado para desinfectar a pele do paciente e as mãos dos profissionais de saúde. Também é usado para limpar feridas, prevenir a placa dentária, tratar infecções por fungos na boca e para impedir que cateteres urinários bloqueiem.

O álcool isopropílico (nome IUPAC propan-2-ol; comumente chamado de isopropanol ou 2-propanol) é um composto químico incolor e inflamável (fórmula química CH3CHOHCH3) com um odor forte. Como um grupo isopropila ligado a um grupo hidroxila, é o exemplo mais simples de um álcool secundário, onde o átomo de carbono do álcool está ligado a dois outros átomos de carbono. É um isómero estrutural de 1-propanol e éter etilmetílico.
É usado na fabricação de uma ampla variedade de produtos químicos industriais e domésticos e é um ingrediente comum em produtos químicos, como anti-sépticos, desinfetantes e detergentes.
Usos comuns
É uma solução anti-séptica de acção rápida e persistente utilizada na desinfecção da pele antes de procedimentos médicos invasivos (cirurgias, colocação de cateteres, etc.) e na desinfecção de cateteres e seus acessórios, auxiliando na prevenção de infecções.
Tipo
Sem informação.
História
A clorexidina entrou em uso médico na década de 1950. Está na Lista de Medicamentos Essenciais da Organização Mundial de Saúde.

Em 1920, a Standard Oil produziu pela primeira vez álcool isopropílico hidratando o propeno. Seu principal uso na época não era álcool para fricção, mas para oxidação em acetona, cujo primeiro uso importante foi na Primeira Guerra Mundial para a preparação de cordite, um propelente sem fumaça e de baixo explosivo.
Indicações
Antissepsia e desinfecção pré-cirúrgica da pele.

Na colocação e manutenção de cateteres.

Na desinfecção das membranas dos conectores de cateteres.

Na desinfecção das conexões em DPCA (diálise peritoneal contínua ambulatória).
Classificação CFT

13.01.01 : anti-sépticos e desinfectantes

Mecanismo De Acção
Interacção não específica electrostática entre o caráter catiónico da molécula de cloro-hexidina e a carga negativa da membrana citoplasmática fosfolipídica dos micro-organismos.

O álcool isopropílico actua rapidamente por desnaturação das proteínas e dissolução das estruturas lipídicas das células microbianas.

Uma vez que a absorção percutânea tanto do álcool isopropílico como da cloro-hexidina é mínima, e atendendo às indicações terapêuticas de Isoxidina, a caracterização das suas propriedades farmacodinâmicas não é relevante.
Posologia Orientativa
Pulverizar a zona a desinfectar e deixar actuar: 1 a 3 minutos na desinfecção da pele; 30 segundos a 1 minuto na desinfecção de cateteres e seus acessórios.
Administração
Via tópica.
Contra-Indicações
Não utilizar:
Se tiver alergia (hipersensibilidade) ao gluconato de clorexidina, ou álcool isopropílico.

Em crianças com menos de 2 meses de idade (pode irritar a pele do bebé e ser absorvido).

Junto aos olhos e zonas delicadas, pois pode ocorrer irritação; se entrar em contacto com os olhos ou zonas delicadas do corpo (membranas mucosas) lavar rápida e abundantemente com água.

Em feridas abertas.

Em punções lombares.

Sempre que haja o risco da solução entrar em contacto com o cérebro, meninges e ouvido médio.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Raramente pode ocorrer irritação ou alergia cutânea.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Cloro-hexidina + Álcool isopropílico pode ser usado durante a gravidez.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:Cloro-hexidina + Álcool isopropílico pode ser usado durante a amamentação.
Precauções Gerais
Apenas para uso externo.

A Isoxidina é irritante para os olhos e membranas mucosas, pelo que deve manter-se afastado destas áreas.

Se a solução entrar em contacto com os olhos ou membranas mucosas lavar rápida e abundantemente com água.

Não usar sempre que haja risco da solução entrar em contacto com o cérebro, meninges ou ouvido médio.

É um produto facilmente inflamável.

Não usar ou aproximar aparelhos eléctricos antes de assegurar uma boa secagem.

Remover todo o material humedecido com o produto antes de continuar os procedimentos.

A cloro-hexidina é incompatível com sabões e outros produtos aniónicos.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Não aplicável.
Cuidados no Armazenamento
Não conservar acima de 25ºC.

Não congelar.

Conservar na embalagem de origem para proteger da luz.

Manter o frasco bem fechado.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Consultar informação actualizada

Cloro-hexidina + Álcool isopropílico Testes Laboratoriais/Diagnóstico

Observações: n.d.
Interacções: O álcool não deve interferir com algumas vacinas e injecções de teste cutâneos (testes epicutâneos). - Testes Laboratoriais/Diagnóstico
Consultar informação actualizada

Cloro-hexidina + Álcool isopropílico Vacinas vivas

Observações: n.d.
Interacções: O álcool não deve interferir com algumas vacinas e injecções de teste cutâneos (testes epicutâneos). - Vacinas vivas
Consultar informação actualizada

Cloro-hexidina + Álcool isopropílico Vacinas inactivadas

Observações: n.d.
Interacções: O álcool não deve interferir com algumas vacinas e injecções de teste cutâneos (testes epicutâneos). - Vacinas inactivadas
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções do Cloro-hexidina + Álcool isopropílico
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Não são esperados quaisquer efeitos durante a gravidez, porque a exposição sistémica do gluconato de cloro-hexidina é negligenciável. Cloro-hexidina + Álcool isopropílico pode ser usado durante a gravidez.

Não são esperados quaisquer efeitos sobre os recém-nascidos/lactentes amamentados, porque a exposição sistémica da mulher a amamentar ao gluconato de cloro-hexidina é negligenciável. Cloro-hexidina + Álcool isopropílico pode ser usado durante a amamentação.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Novembro de 2021