Bromofenac

DCI com Advertência na Gravidez DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica)
O que é
Bromofenac é um fármaco anti-inflamatório não esteroide (AINE) para o uso oftálmico.


Os AINEs oftalmológicos estão a tornar-se a pedra angular para o tratamento da dor e inflamação oculares

A sua bem caracterizada atividade anti-inflamatória, propriedades analgésicas e registo de segurança também estabelecido fizeram dos AINEs uma ferramenta importante para otimizar os resultados cirúrgicos.
Usos comuns
Bromofenac oftálmica (para os olhos) é utilizado para tratar edema e dor causada por cirurgia de catarata.
Tipo
pequena molécula
História
Bromofenac é um fármaco anti-inflamatório não-esteróide (AINE) comercializado nos EUA como um solução oftálmica (com os nomes de marca Prolensa e Bromday, antes com a marca Xibrom, que já foi interrompida.)
Para uso oftálmico, bromfenac foi receitado mais de 20.000.000 vezes em todo o mundo.


Como colírio, está disponível desde 2000, começando no Japão, onde foi vendido como Bronuck.


Foi o primeiro a ser aprovado pela FDA para uso nos Estados Unidos em 2005, e foi comercializado como Xibrom.


Em outubro de 2010 Bromday recebeu aprovação do FDA como uma nova formulação.


Mais recentemente, em 2013, Prolensa também foi aprovado pela FDA.


A molécula bromfenac será comercializado na Europa e em outros mercados em todo o mundo com acordos de Bausch & Lomb, Croma Pharma, e outras empresas.
Indicações
Tratamento da inflamação ocular pós-operatória a seguir à extracção de cataratas no adulto
Classificação CFT
15.02.02     Anti-inflamatórios não esteroides
Mecanismo De Ação
Bromofenac é um fármaco anti-inflamatório não esteróide (AINE) que possui uma actividade anti-inflamatória que se pensa dever-se à sua capacidade de bloquear a síntese das prostaglandinas através da inibição primária da cicloxigenase 2 (COX-2).

A cicloxigenase 1 (COX-1) é inibida apenas em pequena escala.

In vitro, o bromofenac inibiu a síntese das prostaglandinas no corpo ciliar e na íris do coelho.

Os valores IC50 foram mais baixos para bromofenac (1,1 μM) do que para indometacina (4,2 μM) e pranoprofeno (11,9 μM).

O bromofenac em concentrações de 0,02%, 0,05%, 0,1% e 0,2% inibiu quase todos os sinais de inflamação ocular num modelo experimental de uveíte em coelhos.
Posologia Orientativa
Utilização em adultos, incluindo idosos
A dose é de uma gota no(s) olho(s) afectado(s) duas vezes ao dia, com início no dia a seguir à cirurgia das cataratas e continuando durante as primeiras 2 semanas do período pós-operatório.


O tratamento não deve exceder 2 semanas uma vez que não estão disponíveis dados de segurança para além deste período.
Administração
Para uso oftálmico.

Se estiver a ser utilizado mais de um medicamento oftálmico tópico, cada um deve ser administrado com pelo menos 5 minutos de intervalo.

Para evitar a contaminação da ponta do conta-gotas e da solução, deve ter-se cuidado para não tocar nas pálpebras, nas áreas circundantes ou outras superfícies coma ponta do conta-gotas do frasco.


Instrua o doente a manter o frasco bem fechado quando não o está a utilizar.


Durante o tratamento não devem ser utilizadas lentes de contacto.
Contraindicações
Não deve ser utilizado em doentes com sensibilidade conhecida ao bromofenac ou a outros medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINE).

Bromofenac é contraindicado em doentes nos quais os ataques de asma, a urticária ou a rinite aguda são precipitados pelo ácido acetilsalicílico ou por outro medicamento com actividade inibidora da síntese das prostaglandinas.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Efeitos secundários pouco frequentes (afectam 1 a 10 utilizadores em 1.000)
Sensação de corpo estranho no olho, vermelhidão e inflamação do olho, danos e inflamação na superfície do olho, descarga ocular, comichão, irritação ou dor ocular, inchaço ou sangramento na pálpebra, visão diminuída devido a inflamação, manchas ou pontos em movimento em frente aos olhos ou visão diminuída que podem indicar hemorragia ou danos na parte de trás do olho (retina), desconforto ocular, sensibilidade à luz, visão diminuída ou desfocada, inchaço da face, tosse, sangramento nasal ou nariz a pingar.


Efeitos secundários raros (afectam 1 a 10 utilizadores
Danos na superfície do olho, vermelhidão do olho, asma.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Todos os trimestres: C - Não há estudos adequados em mulheres. Em experiências animais ocorreram alguns efeitos colaterais no feto, mas o benefício do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.
Precauções Gerais
Todos os AINE tópicos podem abrandar ou atrasar a cura como os corticosteróides tópicos.

A utilização concomitante de AINE e de esteróides tópicos pode aumentar o potencial para problemas na cura.

Yellox contém sulfito de sódio que pode causar reacções do tipo alérgicas, incluindo sintomas anafilácticos e episódios de asma com perigo de vida ou menos graves em doentes susceptíveis.

Sensibilidade cruzada
Existe um potencial para sensibilidade cruzada ao ácido acetilsalicílico, a derivados do ácido fenilacético e a outros AINE.

Por isso, deve exercer-se precaução durante o tratamento de indivíduos que tenham anteriormente exibido sensibilidade a estes medicamentos e os possíveis riscos e benefícios devem ser avaliados cuidadosamente.

Pessoas susceptíveis
Em doentes susceptíveis, a utilização contínua de AINE tópicos, incluindo Yellox, pode resultar em rotura epitelial, diminuição da espessura da córnea, erosão corneana, ulceração e perfuração da córnea.

Estes acontecimentos podem colocar em risco a visão.

Os doentes com evidência de rotura epitelial da córnea devem suspender imediatamente a utilização de AINE tópicos e devem ser monitorizados atentamente relativamente à integridade da córnea.

Consequentemente, em doentes em risco, a utilização concomitante de corticosteróides oftálmicos com AINE pode conduzir a um risco mais elevado de acontecimentos adversos na córnea.

Experiência após a comercialização
A experiência após a comercialização com AINE tópicos sugere que os doentes submetidos a cirurgia complicada da córnea, denervação da córnea, defeitos epiteliais da córnea, diabetes mellitus e doenças da superfície ocular, p. ex., síndrome do olho seco, artrite reumatóide ou cirurgia ocular repetida num curto espaço de tempo, podem ter um risco aumentado de acontecimentos adversos na córnea que podem colocar em risco a visão.

Os AINE tópicos devem ser utilizados com precaução nestes doentes.

Existem comunicações de que os AINE oftálmicos podem provocar um aumento das hemorragias nos tecidos oculares (incluindo hifema) em combinação com a cirurgia ocular.

Este medicamento deve ser utilizado com precaução em doentes com tendência hemorrágica conhecida ou que estejam a ser submetidos a outros medicamentos que possam prolongar o tempo da hemorragia.

Tem sido observado em casos raros, que após a retirada deste medicamentopode ocorrer um aumento repentino de resposta inflamatória, por exemplo, sob a forma de edema macular, devido à cirurgia da catarata.

Infecção ocular
A utilização tópica de medicamentos anti-inflamatórios pode mascarar uma infecção ocular aguda.

Uso de lentes de contacto
Em geral, não se recomenda o uso de lentes de contacto durante o período pós-operatório a seguir à cirurgia das cataratas.

Por conseguinte, os doentes devem ser aconselhados a não usarem lentes de contacto durante o tratamento com Bromofenac.
Cuidados com a Dieta
Não interfere com alimentos e bebidas.
Terapêutica Interrompida
Utilize uma única dose logo que se lembre.

Se já forem quase horas da próxima dose, omita a dose em falta.

Continue com a próxima dose habitual planeada.

Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de utilizar.
Cuidados no Armazenamento
Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não conservar acima de 25°C.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Durante o tratamento não devem ser utilizadas lentes de contacto.

Bromofenac não deve ser utilizado durante os últimos três meses de gravidez.

A sua visão pode ficar desfocada durante um breve período de tempo depois de ter utilizado Bromofenac.

Se notar a visão desfocada depois da utilização deste medicamento, não conduza nem utilize máquinas até a sua visão estar nítida.

Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017