Bromexina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
A Bromexina é um fármaco com propriedades mucolíticas, utilizado na bronquite, bronquiecstasia, pneumoconiose, laparatomias e torocotomias.
Além disso, a bromexina tem propriedades antioxidantes.

A Bromexina destina-se a apoiar os mecanismos do corpo na limpeza do muco do tracto respiratório.

É secretolítico, o que aumenta a produção de muco seroso no tracto respiratório e torna o muco mais fino e menos viscoso.
Isto contribui para um efeito secretomotor ajudando os cílios a transportar o muco para fora dos pulmões.
Por esta razão, é frequentemente adicionado aos xaropes da tosse.
A Bromexina é um derivado sintético do ingrediente activo do herbal vasicina.

Está demonstrado que aumenta a proporção de secreção brônquica serosa, tornando-a mais facilmente expectorada.
Usos comuns
Cloridrato de Bromexina é indicado como secretolítico e expectorante no tratamento de doenças broncopulmonares agudas e crónicas associadas à secreção mucosa anormal e transtornos do transporte mucoso.
Tipo
Sem informação.
História
Bromexina foi patenteada em 1961 e entrou em uso médico em 1966.
Indicações
A Bromexina está indicada como adjuvante mucolítico do tratamento antibacteriano das infecções respiratórias em presença de hipersecreção brônquica.
Classificação CFT

05.02.02 : Expetorantes

Mecanismo De Ação
A bromexina actua por aumento da quantidade das secreções, enquanto reduz a sua viscosidade.

A seguir à administração oral, a bromexina aumenta o volume da expectoração e reduz a viscosidade das secreções brônquicas.

A bromexina exerce a sua acção através da despolimerizacção das fibras de mucoproteínas e estimula a actividade do epitélio ciliado; isto é, interfere nas ligações sulfuradas das mucoproteínas, fluidificando as secreções brônquicas.

Possui assim uma acção secretolítica e secretomotora no aparelho brônquico, aliviando a tosse irritativa e facilitando a expectoração.

Existem dados que apoiam uma acção da bromexina facilitadora da actividade dos lisossomas.
Posologia Orientativa
Xarope:
Adultos e crianças com mais de 12 anos: 10 ml (2 colheres de chá) 3 vezes ao dia até um máximo de 60 ml (equivalente a 48 mg de bromexina) ao dia.

Crianças dos 6 aos 12 anos: 5 ml (1 colher-medida completa), 3 vezes ao dia, até um máximo de 20 ml (equivalente a 16 mg de bromexina) ao dia.

Crianças dos 2 aos 6 anos: 2,5 ml (1 colher-medida aferida até à marca de 1/2), 3 vezes ao dia, até um máximo de 10 ml (equivalente a 8 mg de bromexina) ao dia.

Comprimidos:
Adultos e crianças com mais de 12 anos: 8 mg (1 comprimido) 3 vezes ao dia.
Administração
Via oral.
Contraindicações
Hipersensibilidade à Bromexina.

Bromexina não deve ser usada em doentes que sofram de úlcera gastroduodenal.

No caso de doenças hereditárias raras em que haja incompatibilidade com um excipiente do medicamento, o uso do medicamento está contra-indicado.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Náuseas, vómitos, diarreia, dor epigástrica, cefaleias, vertigem, rash cutâneo.
Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
Não associar com um antitússico nem com um secante de secreções.

O uso do mucolítico implica a diminuição da viscosidade do muco e o aumento da remoção do mesmo, quer através da actividade ciliar do epitélio, quer pelo reflexo da tosse, sendo portanto de esperar um aumento da expectoração e da tosse.

Convém chamar a atenção dos doentes para a possibilidade de um aumento notório da secreção brônquica durante o tratamento.

Devido aos mucolíticos possuírem a capacidade de afectar a barreira mucosa gástrica, estes deverão ser utilizados com precaução em indivíduos susceptíveis a úlceras gastroduodenais.

Bromexina não deve ser administrado concomitantemente com qualquer outro medicamento/xarope para a tosse ou para a constipação (excluindo o paracetamol e/ou ibuprofeno).

A eliminação da bromexina ou dos seus metabólitos encontra-se reduzida em caso de doença hepática ou de insuficiência renal.

A sua administração em doentes com estas patologias deverá ser efectuada com aconselhamento médico.

Recomenda-se uma administração igualmente cuidadosa aos doentes asmáticos.

Muito raramente foram notificadas lesões cutâneas graves, tais como síndrome de Stevens-Johnson e síndrome de Lyell, em associação temporária com a administração de substâncias mucolíticas, tal como a bromexina.

A maioria pode ser explicada pela gravidade da doença subjacente ou da medicação concomitante.

Caso ocorram novas lesões cutâneas ou das mucosas, deve-se consultar imediatamente um médico e, como precaução, o tratamento com bromexina deve ser descontinuado.
Cuidados com a Dieta
Bromexina deverá ser tomado após as refeições.
Terapêutica Interrompida
Se se esquecer de tomar uma dose de Bromexina, deve esperar e tomar a dose seguinte à hora habitual.

Não tomar uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
O medicamento não necessita de qualquer temperatura especial de conservação.
Conservar na embalagem de origem para proteger da luz.

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Contraindicado

Bromexina + Antitússicos

Observações: Nenhuma interação clinicamente relevante com outros medicamentos foi relatada.
Interações: Não associar antitússicos nem secantes de secreções, pois possuem um efeito contrário ao pretendido. - Antitússicos
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações da Bromexina
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

A bromexina passa para o leite materno e por isso deve ser evitado durante a lactação.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 22 de Janeiro de 2021