Abacavir + Lamivudina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI com Advertência na Insuficiência Hepática DCI com Advertência na Condução
O que é
O abacavir / lamivudina (DCI) é uma combinação de medicamentos para o tratamento da infeção por HIV.

É uma combinação de dose fixa de lamivudina e abacavir.

Lamivudina e abacavir são ambos inibidores nucleosídeos da transcriptase reversa (NRTIs).
Usos comuns
Tratamento da infeção por HIV.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Tratamento de infeções pelo VIH em associação a outros fármacos anti-retrovirais.
Classificação CFT

01.03.01.03 : Análogos nucleosídeos inibidores da transcriptase inversa (reversa)

Mecanismo De Ação
Mecanismo de ação: o abacavir e a lamivudina são NRTIs e inibidores seletivos e potentes do VIH-1 e do VIH-2 (LAV2 e EHO).

Ambos, abacavir e lamivudina, são metabolizados sequencialmente pelo 5’-trifosfato (TP) respetivo, que é a fração ativa, pelas cinases intracelulares.

A lamivudina-TP e o carbovir-TP (forma trifosfatada ativa do abacavir) são substratos para, e inibidores competitivos da transcriptase reversa (TR) do VIH.

No entanto, pensa-se que a sua principal atividade antivírica consiste na incorporação da forma monofosfatada na cadeia de ADN vírica, resultando no término da cadeia.

Os trifosfatos de abacavir e lamivudina mostram afinidade significativamente inferior para as ADN-polimerases das células do hospedeiro.

A lamivudina tem mostrado ser altamente sinérgica com a zidovudina, inibindo a replicação do VIH em culturas celulares.

O abacavir mostra sinergismo in vitro em associação com amprenavir, nevirapina e zidovudina.

A associação com a didanosina, estavudina e lamivudina tem demonstrado ter efeito aditivo.
Posologia Orientativa
Adultos - Via oral: 600 mg de abacavir + 300 mg de lamivudina (1 comprimido), 1 vez/dia.

Nota: Não administrar a adultos ou adolescentes de peso menos de 40 Kg.

Crianças - Não recomendada a sua utilização em crianças de idade inferior a 12 anos.
Administração
Via oral.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao Abacavir ou à Lamivudina.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Efeitos secundários frequentes
Estes podem afetar até 1 em 10 pessoas:
• reação de hipersensibilidade
• dor de cabeça
• ficar enjoado (vomitar)
• sentir-se enjoado (náuseas)
• diarreia
• dores de estômago
• perda de apetite
• cansaço, falta de energia
• febre (temperatura elevada)
• sensação geral de mal-estar
• dificuldades em adormecer (insónia)
• dor e desconforto muscular
• dor nas articulações
• tosse
• nariz irritado ou com corrimento
• erupção cutânea
• perda de cabelo.

Efeitos secundários pouco frequentes
Estes podem afetar até 1 em 100 pessoas e podem aparecer em análises ao sangue:
• contagem baixa de glóbulos vermelhos (anemia) ou contagem baixa de glóbulos brancos (neutropenia)
• um aumento na quantidade de enzimas do fígado
• uma diminuição do número das células envolvidas na coagulação sanguínea (trombocitopenia).

Efeitos secundários raros
Estes podem afetar até 1 em 1000pessoas:
• alterações do fígado, como icterícia, fígado aumentado ou fígado gordo, inflamação (hepatite)
• inflamação do pâncreas (pancreatite)
• degradação do tecido muscular.

Efeitos secundários raros que podem aparecer em análises ao sangue:
• aumentode uma enzima chamada amilase.

Efeitos secundários muito raros
Estes podem afetar até 1 em 10000 pessoas:
• formigueiro, sensação de picadas na pele (alfinetes e agulhas)
• sensação de fraqueza nos membros
• erupção cutânea, que pode formar bolhas e que se assemelha a pequenos alvos (mancha escura central cercada por uma área mais pálida, com um anel escuro ao redor da borda) (eritema multiforme)
• erupção cutânea generalizada com bolhas e descamação da pele, particularmenteao redor da boca, nariz, olhos e órgãos genitais (síndrome de Stevens-Johnson), e uma forma mais grave que provoca a descamação da pele em mais do que 30% da superfície do corpo (necrólise epidérmica tóxica)
• acidose láctica (excessode ácido lácticono sangue)

Se notar algum destes sintomas contate um médico urgentemente.

Efeitos secundários muito raros que podem aparecer em análises ao sangue:
• falha na capacidade da medula óssea em produzir novos glóbulos vermelhos (anemia aplástica pura dos glóbulos vermelhos).
Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
Algumas pessoas que tomam Abacavir / Lamivudina ou outras combinações terapêuticas para o VIH correm mais riscos de sofrer efeitos secundários graves.

É necessário ter conhecimento destes riscos acrescidos:
• se tem doença moderada ou grave do fígado
• se tiver antecedentes dedoença do fígado, incluindo hepatite B ou C (se tem infeção por hepatite B não interrompa o tratamento com Abacavir / Lamivudina sem aconselhamento médico pois a sua hepatite pode regressar)
• se sofre de obesidade (especialmente se for mulher)
• se tiverum problema nos rins

Fale com o médico antes de tomar Abacavir / Lamivudinase alguma destas situações se aplicaa si.

Pode necessitar de acompanhamento extra, incluindo análises sanguíneas, enquanto estiver a tomar a sua medicação.

Mesmo os doentes que não têm o gene HLA-B*5701 podem também desenvolver uma reação de hipersensibilidade (uma reação alérgica grave).

Não pode ser excluído que o abacavir possa aumentar o risco de sofrer um ataque cardíaco.
Informeo médico se tiver problemas no coração, se fumar ou se tiver outras doenças que possam aumentar o seu risco de doença cardíaca, tais como tensão arterial elevada ou diabetes.
Não pare de tomar Abacavir / Lamivudina a não ser que o médico o aconselhe a fazê-lo.

Algumas pessoas a tomar medicamentos contra a infeção pelo VIH desenvolvem outras doenças que podem ser graves.
Precisa de saber quais os sinais e sintomas importantes a que deve estar atento enquanto estiver a tomar Abacavir / Lamivudina.

A infeção pelo VIH propaga-se por contacto sexual com alguémque tenha a infeção, ou por transferência de sangue infetado (por exemplo, ao partilhar agulhas de injeção). Poderá continuar a transmitir o VIH enquanto toma este medicamento, apesar de se reduzir o risco com uma terapêutica antirretrovírica eficaz. Converse com o médico sobre as precauções necessárias para evitar que infete outras pessoas.

Informe o médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos à base de plantas e outros medicamentos obtidos sem receita médica.
Lembre-se de informar o médico ou farmacêutico se começar a tomar nova medicação enquanto estiver a tomar Abacavir / Lamivudina.

Não tome estes medicamentos com Abacavir / Lamivudina:
• emtricitabina para tratar ainfeção pelo VIH
• outros medicamentos contendo lamivudina, usados para tratar a infeção pelo VIH ou a infeção por hepatite B
• doses elevadas de trimetoprim/sulfametoxazol, um antibiótico
• cladribina, usada para tratar a leucemia de células pilosas

Avise o médico se estiver a ser tratado com algum destes medicamentos.
Alguns medicamentos interagem com Abacavir / Lamivudina

Estes incluem:
• fenitoína, para o tratamento da epilepsia. Avise o médico se estiver a tomar fenitoína. O médico poderá necessitar de vigiá-lo enquanto estiver a tomar Abacavir / Lamivudina.
• metadona, usada como um substituto de heroína. O abacavir aumenta a velocidade de eliminação da metadona do organismo. Se estiver a tomar metadona será observado para verificação dos sintomas de abstinência. A sua dose de metadona poderá ter de ser alterada. Avise o médico se estiver a tomar metadona.
• medicamentos contendo sorbitol (normalmente líquidos) e outros álcoois açucarados (como o xilitol, manitol, lactitol ou maltitol), se tomados regularmente. Informe o médico ou farmacêutico se estiver a tomar qualquer um destes.
Cuidados com a Dieta
Pode ser tomado com ou sem alimentos.

Evite beber álcool.
Terapêutica Interrompida
Em caso de esquecimento de uma dose de medicamento, esta deve ser tomada assim que se lembrar e continuar como anteriormente.

Não deve ser tomada uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.

É importante tomar regularmente pois a administração irregular poderá aumentar o risco de reação de hipersensibilidade.
Cuidados no Armazenamento
Não conservar acima de 30°C.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Abacavir + Lamivudina + Etanol

Observações: N.D.
Interações: O etanol aumenta as concentrações plasmáticas do abacavir. - Etanol
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Abacavir + Lamivudina + Isotretinoína

Observações: N.D.
Interações: A Isotretínoina aumenta as concentrações plasmáticas do abacavir. - Isotretinoína
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Abacavir + Lamivudina + Rifampicina

Observações: N.D.
Interações: A rifampicina, o fenobarbital e a fenítoina podem reduzir as concentrações plasmáticas do abacavir e lamivudina. - Rifampicina
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Abacavir + Lamivudina + Fenobarbital

Observações: N.D.
Interações: A rifampicina, o fenobarbital e a fenítoina podem reduzir as concentrações plasmáticas do abacavir e lamivudina. - Fenobarbital
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Abacavir + Lamivudina + Fenitoína

Observações: N.D.
Interações: A rifampicina, o fenobarbital e a fenítoina podem reduzir as concentrações plasmáticas do abacavir e lamivudina. - Fenitoína
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Abacavir + Lamivudina + Trimetoprim

Observações: N.D.
Interações: O cotrimoxazol (trimetoprim) aumenta em cerca de 40% as concentrações plasmáticas da lamivudina. - Trimetoprim
Consultar informação actualizada

Abacavir + Lamivudina + Ganciclovir

Observações: N.D.
Interações: O ganciclovir e o foscarneto sódico não deverão ser coadministrados sem que se consulte informação actualizada. - Ganciclovir
Consultar informação actualizada

Abacavir + Lamivudina + Foscarneto sódico

Observações: N.D.
Interações: O ganciclovir e o foscarneto sódico não deverão ser coadministrados sem que se consulte informação actualizada. - Foscarneto sódico
Sem efeito descrito

Ledipasvir + Sofosbuvir + Abacavir + Lamivudina

Observações: Quaisquer interações que tenham sido identificadas com cada uma destas substâncias ativas individualmente podem ocorrer com a associação de Ledipasvir/Sofosbuvir.
Interações: Interações entre Ledipasvir/sofosbuvir e outros medicamentos ANTIVIRICOS ANTI-VIH: INIBIDORES DA TRANSCRIPTASE REVERSA Abacavir/ lamivudina (600 mg/ 300 mg uma vez por dia)/ ledipasvir (90 mg uma vez por dia)/sofosbuvir (400 mg uma vez por dia) Não são necessários ajustes da dose de Ledipasvir/sofosbuvir ou de abacavir/ lamivudina. - Abacavir + Lamivudina
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações do Abacavir + Lamivudina
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Não se recomenda a utilização de Abacavir / Lamivudina durante a gravidez.

As mulheres que são VIH positivas não devem amamentar porque a infeção pelo VIH pode ser transmitida ao bebé através do leite materno. Uma pequena quantidade dos componentes de Abacavir / Lamivudina pode também passar para o leite materno. Se estiver a amamentar ou a pensar em amamentar: Fale com o médico imediatamente.

Abacavir / Lamivudina pode causar efeitos secundários que podem afetar a sua capacidade para conduzir ou utilizar máquinas. Fale com o médico sobre a sua capacidade para conduzir ou utilizar máquinas enquanto estiver a tomar Abacavir / Lamivudina.

O HIV pode ser transmitido ao bebé se a mãe não for tratada adequadamente durante a gravidez.

O abacavir e lamivudina não deve ser tomado em caso de doença hepática.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 08 de Setembro de 2020