Similares Químicos

Produtos com a mesma molécula e do mesmo Grupo Terapêutico

Similares Terapêuticos

Produtos do mesmo Grupo Terapêutico

XENETIX 350

Iobitridol

GUERBET
Medicamento com Advertência na Gravidez Medicamento com Advertência no Aleitamento Medicamento Sujeito a Receita Médica (MSRM) Clique para ver o Resumo de Grupo: XENETIX 350
O que é
Este medicamento é apenas para uso em diagnóstico.

Este medicamento é um meio de contraste uro-angiográfico radiológico iodado, (propriedades opacificantes) de baixa osmolalidade.

Usos comuns
Este medicamento é apenas para uso em diagnóstico.
Tipo
Sem informação.
Indicações
Este medicamento é apenas para uso em diagnóstico.

Para o adulto e crianças:
– Urografia intravenosa
– Tomodensitometria craniana e de corpo inteiro
– Angiografia numerizada por via intravenosa
– Arteriografia
– Angiocardiografia
– Artrografia
– Histerosalpingografia.
Classificação CFT
19.01.01 : Produtos iodados
Mecanismo de ação
Iobitridol é um produto de contraste tri-iodado, hidrossolúvel, não iónico, de baixa osmolalidade utilizado em exames uro-angiográficos.

A molécula de Iobitridol é caracterizada pela sua hidrofilia equilibrada e estável.


A investigação da tolerância geral sobre os sistemas hemodinâmico, cardiovascular, broncopulmonar, renal, neurológico, vascular e reológico demonstrou que o perfil do Iobitridol é idêntico ou superior aos de outros produtos tri-iodatos hidrossolúveis não iónicos de baixa osmolalidade.



Posologia orientativa
A dosagem é rigorosamente determinada pelo médico.
As doses devem ser adaptadas para o exame e os territórios para opacificar bem como o peso e função renal do paciente, particularmente em crianças.
Administração
Via intravenosa.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao Iobitridol.


Não existem contra-indicações absolutas à utilização de produtos de contraste tri-iodados no homem.

Na ausência de estudos específicos, a mielografia não constitui uma indicação de xenetix.


A Histerosalpingografia não está indicada no caso de gravidez.



Efeitos indesejáveis/adversos
Podem ocorrer acidentes benignos: sensação de calor, muito raramente, náuseas, vómitos e vermelhidão dos segmentos.

São reacções transitórias e sem consequências.

Manifestações mais sérias são possíveis.

Podem traduzir-se no aparecimento de reacções isoladas ou associadas, cutâneas, respiratórias, neurossensoriais, digestivas, cardiovasculares, e até mesmo colapso cardiovascular de gravidade variável, excepcionalmente associado a estado de choque e/ou paragem circulatória.

Efeitos relacionados com exames específicos:
Artrografia : durante os ensaios clínicos foi referida com alguma frequência a sensação de artralgia (4%)
Histerosalpingografia: durante os ensaios clínicos, foi referida com alguma frequência (3%) a existência de dor pélvica

Advertências
Gravidez
Gravidez:
Gravidez:Não administrar durante a gravidez
Aleitamento
Aleitamento:
Aleitamento:Está recomendado suspender o aleitamento durante alguns dias após um exame feito com Iobitridol.
Precauções gerais
Precauções
Como todos os produtos de contraste iodados, os produtos tri-iodados hidrossolúveis, não iónicos, podem induzir reacções de intolerância, ligeiras, graves ou fatais, umas vezes precoces, outras tardias.


São reacções imprevisíveis mas bastante frequentes em pacientes com antecedentes alérgicos (urticária, asma, febre dos fenos, eczema, alergias alimentares ou medicamentosas diversas), ou que tenham apresentado uma sensibilidade particular, aquando anterior exame, efectuado com um produto de contraste iodado.


Não podem ser despistadas pela prática de testes de iodo, nem actualmente, por qualquer outro teste.


Precauções particulares de utilização
Durante a realização do exame, convém assegurar:
• a vigilância médica,
• a manutenção da via de acesso venoso para tratamento sem demora, de um eventual acidente.


É aconselhada prudência nos casos de insuficiência renal e hepática simultâneas.


A restrição hídrica é inútil: é prudente manter uma diurese abundante nos insuficientes renais, diabéticos, mielomatosos, hiperuricémicos, assim como em crianças muito jovens e em indivíduos ateromatosos.


Uma pré-medicação parece ser desejável em indivíduos que apresentem elevado risco de reacção (alérgicas, intolerância aos produtos iodados).


O risco implica a disponibilidade de meios necessários a uma reanimação de urgência.

Isto aplica-se particularmente aos pacientes que recebam simultaneamente terapêutica com β-bloqueadores: a adrenalina e a perfusão vascular são neste caso, pouco eficazes.


Precauções de utilização relacionadas com a via de administração (intracavitária):
A possibilidade de uma gravidez nas mulheres em idade fértil, deve ser vigiada mediante a realização de testes e medidas apropriadas.

A exposição dos orgãos genitais femininos aos raios X deve ter sempre em conta o benefício que se possa obter relativamente ao risco a correr.


No caso de doença pélvica inflamatória ou infecção pélvica aguda, o exame de histerosalpingografia deve apenas ser unicamente realizado após uma cuidadosa avaliação da relação benefício/ risco.



Cuidados com a dieta
Consulte o médico antes de tomar qualquer alimento ou bebida antes do exame porque pode interferir com o exame.
Resposta à overdose
Procurar atendimento médico de emergência, ou ligue para o Centro de intoxicações.
Terapêutica interrompida
Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no armazenamento
Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não guardar acima de 30°C.

Conservar ao abrigo da luz.


Espectro de susceptibilidade e tolerância bacteriológica
Sem informação.

Iobitridol + Diuréticos

Observações: N.D.
Interações: Precaução de emprego com diuréticos: Em caso de desidratação provocada pelos diuréticos, é maior o risco de insuficiência renal aguda em particular aquando da utilização de importantes doses de produtos de contraste iodados. Proceder á re-hidratação do doente antes da administração do produto iodado.

Iobitridol + Metformina

Observações: N.D.
Interações: Precaução de emprego com Metformina: Acidose láctica relacionada com a insuficiência renal funcional, sendo esta induzida pela exploração radiológica num doente diabético. O tratamento pela metformina deve ser suspendido 48 horas antes da exploração e somente ser restaurado 2 dias após o referido exame.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017