Dimetindeno + Fenilefrina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
É um descongestionante nasal (fenilefrina) e um anti-histamínico (maleato de dimetindeno).
Usos comuns
Está indicado no tratamento sintomático de estados gripais e constipações e no alívio da congestão nasal e rinorreia.

Não interfere com a actividade dos cílios nasais.
Tipo
Sem informação.
Indicações
Tratamento sintomático de estados gripais e constipações, congestão nasal e rinorreia.
Classificação CFT

14.01.01 : Descongestionantes

Mecanismo de ação
Fenilefrina:
A fenilefrina é uma amina simpaticomimética.

Utilizada como descongestionante nasal, é um vasoconstritor de acção moderada que actua selectivamente nos receptores alfa1-adrenérgicos dos vasos de capacitância venosa das fossas nasais, produzindo uma descongestão rápida e duradoura.

Maleato de dimetindeno:
O maleato de dimetindeno é um antagonista dos receptores histamínicos H1.

Em baixas doses é um antialérgico eficaz e bem tolerado.
Posologia orientativa
O tratamento não deve exceder 3 dias, excepto por prescrição médica.

Não deve ser administrado em intervalos inferiores a 3 horas.

A dose recomendada é:
- Crianças com menos de 6 anos de idade: não recomendado.

- Crianças dos 6 aos 12 anos de idade (sob supervisão de um adulto): aplicar uma pequena quantidade de gel em cada narina o mais profundamente possível, 3 a 4 vezes ao dia.

- Adolescentes a partir dos 12 anos e adultos: aplicar uma pequena quantidade de gel em cada narina o mais profundamente possível, 3 a 4 vezes ao dia.

É aconselhável fazer a última aplicação antes de deitar.
Administração
Via cutânea.
Contraindicações
Não utilize:
- se tem alergia (hipersensibilidade) à fenilefrina, ao maleato de dimetindeno.

- se está a tomar ou se tomou nos últimos 14 dias um medicamento contendo um inibidor da monoaminoxidase (IMAO), indicado para a depressão ou outras condições psiquiátricas).

- se sofre de rinite atrófica (doença da mucosa nasal com inflamação crónica e incrustação).

- se sofre de glaucoma de ângulo fechado (pressão arterial elevada a nível ocular).

Não está recomendado em crianças com menos de 6 anos de idade.
Efeitos indesejáveis/adversos
Alguns efeitos secundários são raros (podem afectar até 1 em 1.000 pessoas): desconforto nasal, secura nasal, hemorragia nasal e queimadura no local de aplicação.
Advertências
Gravidez
Gravidez:
Gravidez:Não deve ser utilizado durante a gravidez.
Aleitamento
Aleitamento:
Aleitamento:Não deve ser utilizado durante o aleitamento.
Precauções gerais
Fale com o médico ou farmacêutico se sofre de algum dos seguintes problemas médicos:
- doença cardíaca
- hipertensão arterial
- doença da tiróide
- diabetes
- hipertrofia benigna da próstata (pode fazer retenção urinária)
- epilepsia.

Tal como outros produtos utilizados para o alívio do nariz entupido, pode originar perturbações do sono, tonturas ou tremor em doentes muito sensíveis.

Não se destina a ser utilizado nos olhos ou boca.

Deve ser administrado sob supervisão de um adulto em crianças até aos 12 anos de idade.

Precaução com outros medicamentos:
Inibidores da monoaminoxidase (IMAO), utilizados no tratamento da depressão e da doença de Parkinson: não utilize este fármaco se está a tomar, ou se tomou estes medicamentos nos últimos 14 dias.

Antidepressivos utilizados no tratamento da depressão, tal como antidepressivos tricíclicos e tetracíclicos.

Medicamentos utilizados no tratamento da hipertensão arterial, tais como os bloqueadores beta.
Cuidados com a dieta
Não aplicável.
Resposta à overdose
Procurar atendimento médico de emergência, ou ligar para o Centro de intoxicações.

A sobredosagem pode provocar efeitos simpaticomiméticos tais como palpitações, contrações ventriculares prematuras, cefaleia occipital, tremores, taquicardia ligeira, elevação da pressão arterial, excitação, insónia e palidez.

Pode ainda provocar sedação moderada, tonturas, cansaço, gastralgia, náuseas, vómitos e efeitos anticolinérgicos moderados.

A utilização de carvão e possivelmente de um laxante pode estar indicado em crianças pequenas.

Para crianças mais velhas e adultos, a administração de grandes quantidades de líquidos é, habitualmente, suficiente.

A hipertensão induzida pela fenilefrina pode ser aliviada através da administração de um bloqueador alfa-adrenérgico.
Terapêutica interrompida
Não aplique uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de aplicar.
Cuidados no armazenamento
Conservar a temperatura inferior a 30˚C.
Conservar ao abrigo da luz e do calor.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e tolerância bacteriológica
Sem informação.
Contraindicado

Dimetindeno + Fenilefrina + Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)

Observações: n.d.
Interacções: A fenilefrina está contra-indicada em doentes em tratamento com inibidores da monoaminaoxidase (IMAOs) ou que tomaram estes medicamentos nos últimos 14 dias. - Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)
Usar com precaução

Dimetindeno + Fenilefrina + Antidepressores (Tricíclicos)

Observações: n.d.
Interacções: Os vasoconstritores devem ser usados com precaução em doentes medicados com antidepressivos tricíclicos e tetracíclicos e antihipertensores tais como os bloqueadores beta-adrenérgicos, uma vez que a sua utilização concomitante pode potenciar o efeito vasopressor da fenilefrina. - Antidepressores (Tricíclicos)
Usar com precaução

Dimetindeno + Fenilefrina + Anti-hipertensores

Observações: n.d.
Interacções: Os vasoconstritores devem ser usados com precaução em doentes medicados com antidepressivos tricíclicos e tetracíclicos e antihipertensores tais como os bloqueadores beta-adrenérgicos, uma vez que a sua utilização concomitante pode potenciar o efeito vasopressor da fenilefrina. - Anti-hipertensores
Usar com precaução

Dimetindeno + Fenilefrina + Bloqueadores beta-adrenérgicos (betabloqueadores)

Observações: n.d.
Interacções: Os vasoconstritores devem ser usados com precaução em doentes medicados com antidepressivos tricíclicos e tetracíclicos e antihipertensores tais como os bloqueadores beta-adrenérgicos, uma vez que a sua utilização concomitante pode potenciar o efeito vasopressor da fenilefrina. - Bloqueadores beta-adrenérgicos (betabloqueadores)
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções do Dimetindeno + Fenilefrina
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Novembro de 2021