Doxilamina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência na Condução
O que é
A doxilamina é um anti-histamínico de primeira geração usado como um sedativo e hipnótico de curto prazo (ajuda para dormir) ou em formulações combinadas para fornecer alergia nocturna e alívio do resfriado.
Tem efeito calmante em preparações contendo os analgésicos paracetamol (acetaminofeno) e codeína.
É prescrito em combinação com vitamina B6 (piridoxina) para prevenir os enjoos matinais em mulheres grávidas.
Usos comuns
Doxilamina é usada para tratar espirros, prurido, olhos lacrimejantes e corrimento nasal provocado por alergias ou o resfriado comum.
Doxilamina também é usado como um tratamento de curto prazo para problemas de sono (insónia).
Tipo
Molécula pequena.
Indicações
Pode ser utilizado sozinho como um auxiliar de sono de curto prazo, em combinação com outras substâncias como um medicamento para alívio dos sintomas noturnos da constipacção e alergia.
Também é usada em combinação com a vitamina B6 (piridoxina) para evitar os enjoos matinais em mulheres grávidas.
Classificação CFT

02.09.01 : Ansiolíticos, sedactivos e hipnóticos

Mecanismo de ação
Tal como outros anti-histamínicos, doxilamina actua inibindo competitivamente a histamina nos receptores H1.
Também tem sedativo substancial e efeitos anticolinérgicos.
Posologia orientativa
Dose usual em adultos para a congestão nasal:
Doxilamina 5 mg comprimido oral, para mastigar: 10 mg por via oral a cada 4 a 6 horas para não exceder 6 doses por dia.

Dose pediátrica usual para a congestão nasal:
Doxilamina 5 mg comprimido oral, para mastigar:
6 aos 11 anos: 5 mg por via oral a cada 4 a 6 horas para não exceder 6 doses por dia.

De 12 anos ou mais velhos: 10 mg oralmente a cada 4 a 6 horas para não exceder 6 doses por dia.
Administração
Via oral.
Contraindicações
Não use doxilamina se:
– É alérgico à doxilamina ou outros medicamentos semelhantes
– Estiver a tomar oxibato de sódio (GHB) ou de ter tomado furazolidona ou a monoaminoxidase (MAO) (por exemplo, fenelzina) nos últimos 2 semanas
– está a amamentar
Efeitos indesejáveis/adversos
Obtenha ajuda médica de emergência se tiver algum destes sinais de reacção alérgica: urticária, dificuldade em respirar, inchaço do rosto, lábios, língua ou garganta.

Contacte o médico imediatamente se tiver algum destes efeitos secundários graves:
- Ritmo cardíaco rápido ou irregular;
- Confusão, alucinações, pensamentos ou comportamento incomum;
- Tonturas graves, ansiedade, inquietação ou nervosismo;
- Aquisição de hematomas ou hemorragias facilmente, fraqueza incomum, febre, calafrios, dores no corpo, sintomas de gripe, ou
- Urinar menos que o habitual ou não de todo.

Efeitos secundários menos graves podem incluir:
- Visão turva;
- Boca seca;
- Náuseas, dor de estômago, prisão de ventre;
- Tonturas, sonolência;
- Problemas de memória ou concentração;
- Zumbido nos ouvidos, ou
- Sentir-se inquieto ou animado (especialmente em crianças).
Advertências
Condução
Condução:
Condução:Altera significativamente a capacidade de condução.
Gravidez
Gravidez:
Gravidez:Todos os trimestres: B - Não há estudos adequados em mulheres. Em experiência em animais não foram encontrados riscos, mas foram encontrados efeitos colaterais que não foram confirmado nas mulheres, especialmente durante o último trimestre de gravidez.
Precauções gerais
Doxilamina pode provocar sonolência ou vertigens.

Não conduza, utilize máquinas ou faça qualquer outra coisa que possa ser perigosa até saber como reage a doxilamina.

Usar doxilamina sozinha, com certos medicamentos ou com álcool pode diminuir a capacidade de conduzir ou realizar outras tarefas potencialmente perigosas.

Evite beber álcool ou tomar outros medicamentos que causam sonolência (por exemplo, sedativos, tranquilizantes), enquanto tomar doxilamina.

Doxilamina irá adicionar aos efeitos do álcool e outros depressores.

Pergunte ao seu farmacêutico se tiver dúvidas sobre quais os medicamentos que são depressores.

Álcool, calor, exercício e febre podem aumentar o risco de tonturas, vertigens ou desmaios.

Para evitar esses efeitos deve sentar-se ou levantar-se lentamente, especialmente na parte da manhã.

Além disso, deve sentar-se ou deitar-se ao primeiro sinal de tontura, vertigens ou fraqueza.

Ter o cuidado para não aquecer devasiado durante o exercício físico ou quando o tempo estiver quente pois pode ocorrer insolação.

Antes de começar a tomar qualquer medicamento de venda livre, incluindo os de aplicação na pele, ler os ingredientes para ver se este também contém doxilamina.

Se isso acontecer ou se não tiver certeza, consultar o médico ou farmacêutico.

Se a insónia persistir por mais de 2 semanas, contacte o médico.

Use doxilamina com precaução em idosos porque eles podem ser mais sensíveis aos seus efeitos, especialmente tonturas, sedação e tontura ao levantar-se.

Doxilamina não é recomendado para uso em crianças menores de 12 anos de idade.

A segurança e eficácia neste grupo etário não foram confirmados.

Gravidez e Aleitamento: Se engravidar, fale com seu médico os benefícios e riscos da utilização doxilamina durante a gravidez.

Doxilamina é excretada no leite materno.
Não amamentar enquanto tomar doxilamina.
Cuidados com a dieta
Tome este medicamento com alimentos ou leite se sentir perturbações de estômago.
Resposta à overdose
Procurar atendimento médico de emergência ou ligar para o Centro de intoxicações.

A intoxicação pela doxilamina raramente coloca em risco a vida do doente.
A recuperação em geral é completa em 24 - 48 horas.
As reacções por sobredosagem podem variar desde depressão até estimulação do SNC, sendo os sinais mais comuns, ansiedade, excitação, sedação, delírio, convulsões, alucinações.
Outros sinais físicos que podem aparecer são, pupilas dilatadas, temperatura corporal elevada.
Também podem aparecer taquicardia e arritmia.

Visto não haver um antídoto específico para a sobredosagem por anti-histamínicos, o tratamento é sintomático e de manutenção, com a possibilidade de se utilizar: indução do vómito.
Lavagem gástrica vasoconstritores para tratar a hipotensão.
No entanto não se deve utilizar a epinefrina pois pode diminuir ainda mais a pressão arterial.
Terapêutica interrompida
Não tome uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no armazenamento
Armazenar à temperatura ambiente longe da humidade e calor.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e tolerância bacteriológica
Sem informação.
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Doxilamina + Álcool

Observações: N.D.
Interacções: O Succinato de doxilamina tem efeitos aditivos tanto com o álcool como com outros depressores do SNC (hipnóticos, sedativos). - Álcool
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Doxilamina + Depressores do SNC

Observações: N.D.
Interacções: O Succinato de doxilamina tem efeitos aditivos tanto com o álcool como com outros depressores do SNC (hipnóticos, sedativos). - Depressores do SNC
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Doxilamina + Hipnóticos

Observações: N.D.
Interacções: O Succinato de doxilamina tem efeitos aditivos tanto com o álcool como com outros depressores do SNC (hipnóticos, sedativos). - Hipnóticos
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Doxilamina + Sedativos

Observações: N.D.
Interacções: O Succinato de doxilamina tem efeitos aditivos tanto com o álcool como com outros depressores do SNC (hipnóticos, sedativos). - Sedativos
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Doxilamina + Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)

Observações: N.D.
Interacções: Os inibidores da monoamino oxidase (IMAO) prolongam e intensificam os efeitos anticolinérgicos da doxilamina. - Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Doxilamina + Anticolinérgicos

Observações: N.D.
Interacções: Pode haver potenciação dos efeitos anticolinérgicos quando se administram simultaneamente doxilamina com medicamentos anticolinérgicos. - Anticolinérgicos
Consultar informação atualizada

Doxilamina + Testes Laboratoriais/Diagnóstico

Observações: N.D.
Interacções: Pode interferir com provas cutâneas que utilizam alergenos. Recomenda-se interromper a administração no mínimo três dias antes da realização de tais provas. - Testes Laboratoriais/Diagnóstico
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Carisoprodol + Doxilamina

Observações: N.D.
Interacções: Doxilamina pode aumentar o efeito depressor do sistema nervoso central (SNC depressor) actividade do carisoprodol. - Doxilamina
Não recomendado/Evitar

Furazolidona + Doxilamina

Observações: N.D.
Interacções: Não se recomenda a utilização de furazolidona com qualquer um dos seguintes medicamentos. - Amitriptilina - Apraclonidina - Atomoxetina - Benzefetamina - Brimonidina - Bupropiona - Carbamazepina - Carbidopa - Carbinoxamina - Citalopram - Clomipramina - Ciclobenzaprina - Cipro-heptadina - Desipramina - Desvenlafaxina - Dexmetilfenidato - Dextroanfetamina - Anfepramona (Dietilpropiona) - Doxilamina - Entacapona - Escitalopram - Femoxetina - Fluoxetina - Fluvoxamina - Guanedrel - Guanetidina - Hidroxitriptofano - Imipramina - Isocarboxazida - Levodopa - Levacetilmetadol - Levomilnacipran - Maprotilina - Mazindol - Metadona - Metanfetamina - Metildopa - Metilfenidato - Milnaciprano - Mirtazapina - Nefazodona - Nefopam - Nortriptilina - Opipramol - Paroxetina - Fendimetrazina - Fenmetrazina - Fentermina - Fenilalanina - Pseudoefedrina - Reserpina - Safinamida - Selegilina - Sertralina - Sibutramina - Sumatriptano - Tapentadol - Tetrabenazina - Tranilcipromina - Trazodona - Trimipramina - Triptofano - Venlafaxina - Vilazodona - Vortioxetina - Zimeldina - Doxilamina
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções da Doxilamina
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 09 de Julho de 2021