Dinitrato de isossorbida

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI com Advertência na Condução
O que é
Isossorbida (dinitrato, mononitrato) é um fármaco utilizado no tratamento da angina do peito, edema agudo de pulmão e insuficiência cardíaca congestiva.

É um vasodilatador directo.

A administração do medicamento via sublingual provoca efeitos em aproximadamente 2 a 5 minutos e podem durar de 1 a 2 horas.

Por via oral ocorre de 20 a 60 minutos com duração de 4 a 6 horas.
Usos comuns
Para prevenir a angina (dor no peito) causada por doença cardíaca.

O Dinitrato de isossorbida é usado isoladamente ou associado a outros medicamentos.

O Dinitrato de isossorbida é um nitrato. Funciona por relaxamento dos vasos sanguíneos do organismo, permitindo-lhes dilatar.

Isso permite maior fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos, o que reduz o trabalho que o coração tem que fazer para bombear o sangue.

Isso reduz as necessidades de oxigénio do coração e diminui a dor no peito
Tipo
Molécula pequena.
Indicações
Angina pectoris severa (angina instável ou vasospástica)
Enfarte agudo do miocárdio
Insuficiência cardíaca esquerda aguda
Classificação CFT

03.05.01 : Antianginosos

Mecanismo de ação
Semelhante a outros nitritos e nitratos orgânicos, o Dinitrato de isossorbida é convertido em óxido nítrico (NO), um composto intermédio activo, que activa a enzima guanilato ciclase (péptido natriurético atrial receptor A).

Este estimula a síntese de guanosina 3 ', 5'-monofosfato cíclico (cGMP) que então activa uma série de proteína-quinases dependente de fosfolarizacção nas células do músculo liso, resultando eventualmente na desfosforilação da cadeia ligeira da miosina de fibras de músculo liso.

A posterior libertação de iões de cálcio resulta no relaxamento das células musculares lisas e vasodilatação.
Posologia orientativa
A dose deverá ser ajustada às necessidades do doente e deverá monitorizar-se a resposta dos parâmetros clínicos e hemodinâmicos.
Administração
Vias oral, sublingual, intracoronária, intravenosa.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao Dinitrato de isossorbida
- Insuficiência circulatória aguda (choque, colapso vascular)
- Choque cardiogénico (a menos que seja mantida, através de medidas apropriadas, uma tensão telediastólica ventricular esquerda suficientemente elevada)
- Cardiomiopatia hipertrófica obstrutiva
- Pericardite constritiva
- Tamponamento pericárdico
- Hipotensão grave (tensão arterial sistólica inferior a 90 mmHg)
- Hipovolémia severa
- Glaucoma de ângulo fechado
- Traumatismo craniano
- Hemorragia cerebral
- Anemia grave
- Durante a terapêutica com nitratos não deverão ser usados inibidores da fosfodiesterase (p. ex. sildenafil, tadalafil, vardenafil).
Efeitos indesejáveis/adversos
Doenças do sistema nervoso:
Muito frequentes: cefaleias
Frequentes: tonturas, sonolência

Cardiopatias:
Frequentes: taquicardia
Pouco frequentes: agravamento da angina pectoris

Vasculopatias:
Frequentes: hipotensão ortostática (por vezes acompanhado por bradiarritmia e síncope)
Pouco frequentes: hipotensão

Afecções dos tecidos cutâneos e subcutâneos:
Pouco frequentes: reações cutâneas de etiologia alérgica (p. ex. rash), rubor
Muito raros: angioedema, Síndrome de Steve-Johnson.
Desconhecidos: dermatite esfoliativa

Têm sido descritas respostas hipotensoras graves a nitratos orgânicos incluindo náuseas, vómitos, agitação, palidez e transpiração excessiva.
Durante o tratamento com Dinitrato de isossorbida solução injetável a 0,1% pode ocorrer hipoxémia temporária devida a uma redistribuição relativa do fluxo sanguíneo nas áreas alveolares hipoventiladas.
Particularmente nos doentes com coronariopatia isto pode levar a hipóxia do miocárdio.
Advertências
Gravidez
Gravidez:
Gravidez:Dinitrato de issosorbida apenas deve ser utilizado na gravidez se for estritamente necessário, somente por prescrição e sob vigilância contínua de um médico.
Aleitamento
Aleitamento:
Aleitamento:Deverão ser tomadas precauções especiais quando este agente for administrado em mulheres a amamentar.
Condução
Condução:
Condução:Dinitrato de issosorbida pode afectar a reactividade dos doentes de tal modo que pode comprometer a sua capacidade de conduzir ou utilizar máquinas. Este efeito é aumentado com a combinação com o álcool.
Precauções gerais
Se vai tomar Dinitrato de isossorbida por um longo período de tempo, é muito importante que o médico verifique o seu progresso em visitas regulares para se ertificar de que o Dinitrato de isossorbida está a funcionar correctamente.

Podem ser necessários exames de sangue para verificar se há efeitos indesejáveis.

Não tome sildenafil, tadalafil ou vardenafil, enquanto estiver a usar o Dinitrato de isossorbida.

O uso desses medicamentos, concomitantemente, pode causar visão turva, tonturas, vertigens ou desmaios.

Se estiver a tomar estes medicamentos e tiver um ataque de angina, deve ir para o hospital imediatamente.

O Dinitrato de isossorbida pode causar dor de cabeça. Essas dores de cabeça são um sinal de que o medicamento está a funcionar.

Não deixe de utilizar o medicamento ou altere a hora da toma, a fim de evitar as dores de cabeça. Se tiver dores fortes, fale com o médico.

Tonturas, vertigens ou desmaios podem ocorrer, especialmente quando se levanta rapidamente de uma posição deitado ou sentado. Levantar-se lentamente pode ajudar.

Tonturas, vertigens ou desmaios também são mais prováveis de ocorrer se ingerir álcool durante longos períodos de tempo, fizer exercício, ou se o tempo estiver quente.

Enquanto estiver a tomar Dinitrato de isossorbida, ter o cuidado de limitar a quantidade de álcool ingerido.

Além disso, use cuidados extra durante o exercício ou se tiver de ficar por longos períodos de tempo exposto ao calor.

Não deixe de utilizar Dinitrato de isossorbida sem falar primeiro com o médico.

O médico pode querer reduzir gradualmente a quantidade que está a usar antes de parar completamente.
Cuidados com a dieta
Tome, independentemente das refeições. A absorção é mais rápida com o estômago vazio.
Resposta à overdose
Procurar atendimento médico de emergência, ou ligue para o Centro de Intoxicações.

Uma sobredosagem de Dinitrato de isossorbida pode ser fatal.

Os sintomas de sobredosagem podem incluir uma intensa dor de cabeça, febre, confusão, tontura ou sensação de tontura, batimentos cardíacos rápidos, problemas de visão, náusea, vómito, dor de estômago, diarreia com sangue, dificuldade em respirar, sudorese, pele fria ou húmida, sentindo-se com tonturas, desmaios, e convulsões.
Terapêutica interrompida
Desde que o Dinitrato de isossorbida seja por vezes utilizado apenas quando necessário, o Paciente pode não estar num esquema de administração.

Se estiver a usar a medicação regularmente, tome a dose logo que se lembrar. Se a próxima dose está a menos de 2 horas, salte-a e use o medicamento no tempo programado.

Se estiver a usar o comprimido de libertação prolongada e sua próxima dose estiver a menos de 6 horas, salte a dose e use o medicamento no prazo programado.

Não use medicamento extra para compensar a dose esquecida.
Cuidados no armazenamento
Armazenar as formas orais à temperatura ambiente (cerca de 25° C).
Proteger da luz. Guarde comprimidos sublinguais, comprimidos de libertação prolongada e cápsulas à temperatura ambiente controlada (15 a 30° C).
Proteja os comprimidos sublinguais da luz e humidade.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e tolerância bacteriológica
Sem informação.
Usar com precaução

Sapropterina + Dinitrato de isossorbida

Observações: Não foram realizados estudos de interacção.
Interacções: A BH4 é um cofator para o óxido nítrico sintetase. Recomenda-se precaução durante a utilização concomitante de Sapropterina com todos os medicamentos que provocam vasodilatação, incluindo os que são administrados por via tópica, pois afectam o metabolismo ou a acção do óxido nítrico (NO), incluindo dadores de NO clássicos (p.ex. Nitroglicerina (GTN), dinitrato de isossorbida (ISDN), nitroprussiato de sódio (SNP), molsidomina), inibidores da fosfodiesterase tipo 5 (PDE-5) e minoxidil. - Dinitrato de isossorbida
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções do Dinitrato de isossorbida
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Novembro de 2021