Similares Químicos

Produtos com a mesma molécula e do mesmo Grupo Terapêutico

Similares Terapêuticos

Produtos do mesmo Grupo Terapêutico

Sulfato ferroso + Ácido fólico

DCI com Advertência na Gravidez
O que é
Sulfato ferroso é um tipo de ferro.

Ingerimos o ferro a partir dos alimentos que comemos.

No corpo, o ferro torna-se uma parte de sua hemoglobina (HeeM o glo bin) e mioglobina (MY o glo bin).

A hemoglobina transporta oxigénio através do sangue para os tecidos e órgãos.

A mioglobina ajuda as células musculares a armazenar o oxigénio.

O Ácido fólico ajuda o corpo a produzir e manter novas células e também ajuda a impedir alterações no DNA que podem conduzir ao cancro.

Sulfato ferroso e Ácido fólico é usado para o tratamento de anemia por deficiência de ferro (ausência de células vermelhas do sangue causadas por ter muito pouco ferro no organismo).
Usos comuns
Profilaxia e tratamento da anemia da gravidez.

Tratamento da deficiência de ferro e prevenção da deficiência concomitante de ácido fólico no adulto.
Tipo
Sem informação.
Indicações
Prevenção dos défices em ferro e em ácido fólico durante a gravidez e lactação.
Classificação CFT

4.1.2 : Medicamentos para tratamento das anemias megaloblásticas

Mecanismo de ação
As necessidades de ácido fólico na gravidez podem ser satisfeitas com suplementos entre 300 e 400 microgramas por dia.

Sem esses suplementos pode desenvolver-se deficiência de folatos, levando a anemia megaloblástica, com riscos obstétricos concomitantes.

Doses superiores a 400 microgramas podem mascarar deficiência não diagnosticada de Vitamina B12.

Considerando que é pouco provável a ocorrência desta situação numa mulher grávida, a dose profilática de segurança é considerado como sendo de 350 microgramas.

Aproximadamente dois terços do ácido fólico apresentam ligação às proteinas plasmáticas.

Metade do ácido fólico armazenado no organismo encontra-se no fígado.

O ácido fólico concentra-se também no líquido cefalorraquidiano.

O ferro, um mineral essencial, é um componente da hemoglobina, mioglobina e de numerosas enzimas.

O conteúdo total de ferro no organismo é de aproximadamente 50 mg/Kg no homem e 35 mg/Kg na mulher.

O ferro encontra-se no organismo principalmente sob a forma de hemoglobina.

A reserva sob a forma de ferritina ocorre no fígado, baço e medula óssea.

Aproximadamente dois terços do conteúdo total de ferro do organismo encontra-se na hemoglobina, que é o veículo de transporte do oxigénio no sangue.

Após normalização da hemoglobina, a continuação do tratamento com ferro durante três meses ajudará a reabastecer as reservas de ferro no organismo.
Posologia orientativa
Adultos - Via oral: 1 comprimido/dia. Profilaxia e terapêutica.

Nota: 1 comprimido de 256,3 mg de sulfato ferroso contém cerca de 80 mg de ferro trivalente; 1 comprimido de 288 mg contém cerca de 90 mg de ferro trivalente; 1 comprimido de 325 mg contém cerca de 105 mg de ferro trivalente.
Administração
Sem informação.
Contraindicações
Esta associação não deve usar-se para profilaxia das malformações do tubo neural em mulheres que planeiam uma gravidez, nem para o tratamento das anemias megaloblásticas.
Efeitos indesejáveis/adversos
Náuseas, dor epigástrica, obstipação ou diarreia.
Advertências
Gravidez
Gravidez:
Gravidez:Pode ser administrado durante a gravidez.
Precauções gerais
Os comprimidos não devem ser mastigados.

Manter fora do alcance das crianças.

A intoxicação pelo ferro nos adultos é muito rara, no entanto, pode acontecer em crianças.

Em caso de sobredosagem acidental consultar um médico imediatamente.

A formulação de libertação controlada pode constituir um risco nalguns idosos ou outros doentes que sofram de atraso no trânsito intestinal.

A anemia perniciosa é rara na mulher em idade fértil e é menos provável durante a gravidez dado que a deficiência em Vitamina B12 reduz a fertilidade.

No entanto, o ácido fólico, na dose recomendada, pode ocultar as manifestações neurológicas da anemia perniciosa.

A administração da formulação de libertação controlada pode constituir um risco nalguns idosos ou outros doentes que sofram de atraso no trânsito intestinal.

Após a ingestão de preparações de ferro as fezes apresentam cor negra que pode interferir na deteção de sangue oculto nas fezes.
Cuidados com a dieta
Os comprimidos devem ser tomados em jejum, sem mastigar.
Resposta à overdose
Procurar atendimento médico de emergência ou ligar para o Centro de intoxicações.

Overdose de ferro é muito rara em adultos, mas pode ser fatal em crianças menores de seis anos de idade.

Em caso de overdose acidental de contato de um médico com urgência.

Os sinais de toxicidade pode ocorrer com alguma demora, porque é uma forma de libertação controlada.

A sobredosagem aguda de ferro pode causar náuseas e vómitos e, em casos graves, insuficiência cardíaca e morte.

Em caso de sobredosagem deve proceder para a rápida eliminação dos comprimidos ingeridos e estabelecer medidas de suporte.

Deve ser administrada uma emético imediatamente por gavagem.

Vomitar imediatamente, deve-se usar uma dose alta de uma solução salina catártico para limpar o trato intestinal.
Terapêutica interrompida
Tome a dose assim que se lembrar. Se for quase altura da sua próxima dose, ignore a dose esquecida e tome o medicamento à hora marcada. Não tome medicamento extra para compensar a dose esquecida.
Cuidados no armazenamento
Não conservar acima de 25°C, em local seco.
Espectro de susceptibilidade e tolerância bacteriológica
Sem informação.
Usar com precaução

Sulfato ferroso + Ácido fólico + Alimentos/Bebidas (Soja, fitinas, fitatos, oxalatos, taninos, pectinas)

Observações: N.D.
Interações: Os antiácidos, os sais de magnésio e de cálcio, os fosfatos e a colestiramina, assim como o café e o chá preto, podem inibir a reabsorção do ferro.

Sulfato ferroso + Ácido fólico + Tetraciclinas

Observações: N.D.
Interações: Sulfato ferroso / Ácido fólico não deve ser prescrito simultaneamente com tetraciclinas e seus derivados.
Usar com precaução

Sulfato ferroso + Ácido fólico + Antiácidos

Observações: N.D.
Interações: Os antiácidos, os sais de magnésio e de cálcio, os fosfatos e a colestiramina, assim como o café e o chá preto, podem inibir a reabsorção do ferro.
Usar com precaução

Sulfato ferroso + Ácido fólico + Magnésio

Observações: N.D.
Interações: Os antiácidos, os sais de magnésio e de cálcio, os fosfatos e a colestiramina, assim como o café e o chá preto, podem inibir a reabsorção do ferro.
Usar com precaução

Sulfato ferroso + Ácido fólico + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Os antiácidos, os sais de magnésio e de cálcio, os fosfatos e a colestiramina, assim como o café e o chá preto, podem inibir a reabsorção do ferro.
Usar com precaução

Sulfato ferroso + Ácido fólico + Colestiramina

Observações: N.D.
Interações: Os antiácidos, os sais de magnésio e de cálcio, os fosfatos e a colestiramina, assim como o café e o chá preto, podem inibir a reabsorção do ferro.
Usar com precaução

Sulfato ferroso + Ácido fólico + Fosfatos

Observações: N.D.
Interações: Os antiácidos, os sais de magnésio e de cálcio, os fosfatos e a colestiramina, assim como o café e o chá preto, podem inibir a reabsorção do ferro.
Interações do Sulfato ferroso + Ácido fólico
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 31 de Outubro de 2019