Similares Químicos

Produtos com a mesma molécula e do mesmo Grupo Terapêutico

Similares Terapêuticos

Produtos do mesmo Grupo Terapêutico

Vitaminas do complexo B + Folinato de cálcio

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
Medicamentos para tratamento das anemias megaloblásticas.
Usos comuns
Uilizado na prevenção de avitaminoses.
Tipo
Sem informação.
Indicações
É uma associação de vitaminas do complexo B e folinato de cálcio e é utilizado na prevenção de avitaminoses.
Classificação CFT

04.01.02 : Medicamentos para tratamento das anemias megaloblásticas

Mecanismo de ação
Este medicamento é uma especialidade farmacêutica resultante da associação do ácido fólico (sob a forma de folinato de cálcio) e cianocobalamina (vit. B12) às vitaminas do grupo B.


Como fármacos antianémicos e eutróficos celulares quer o ácido folínico quer a cianocobalamina são factores essenciais para o metabolismo das células e, em particular, para as células do sistema hematopoiético, hepático, nervoso central e periférico.


O Ácido folínico é a forma mais estável do ácido fólico (forma coenzimática) e possui um efeito de compensação sobre os antagonistas do ácido fólico endógeno e
Exógeno, indispensável à hematopoiese.


Estudos realizados com indicadores radioativos demonstraram que o 5-formil-tetrahidrofolato (ácido folínico) é absorvido por via oral o que lhe permite a utilização como factor corrector dos efeitos de carência de folatos.

Actua em conjunto com a vitamina B12 na transformação e síntese de proteínas.

É necessária na formação dos glóbulos vermelhos, no crescimento dos tecidos e na formação do ácido desoxirribonucleico, que interfere na hereditariedade.


A Cianocobalamina (vitamina B12) intervém na síntese dos ácidos nucleicos, favorecendo a duplicação celular; funciona como factor de crescimento enquanto que as vitaminas do grupo B contribuem para a regularização da flora intestinal e concorrem para a respiração celular.

A vitamina B12 é necessária para prevenir anemia.

Auxilia a formação e longevidade das células.

Essa vitamina também é necessária à digestão apropriada, absorção dos alimentos, síntese de proteínas e metabolismo de carbohidratos e lípidos.

Além disso, a vitamina B12 previne danos aos nervos, mantém a fertilidade e promove o crescimento e desenvolvimento normais.


As vitaminas do complexo B estão indicadas nas hipovitaminoses e disvitaminoses consequentes da terapêutica antibiótica sulfamídica.

O complexo B compreende diversas substâncias que apresentam características que se diferenciamna sua estrutura química, acções biológicas e terapêuticas e no teor de suas necessidades nutricionais.

A característica em comum é que são hidrossolúveis sendo as suas fontes habituais representadas pelo fígado epelas leveduras (levedo de cerveja).

As vitaminas do complexo B são coenzimas envolvidas na produção de energia e podem ser úteis nos casos de depressão e ansiedade.

As vitaminas do complexo B devem sempre ser ingeridas juntas.


A Tiamina é o coenzima de inúmeras enzimas e possui papel chave no metabolismo glucídico.

A tiamina melhora a circulação e ajuda a produção de ácido clorídrico, a formação de sangue e o metabolismo de carbohidratos.

A tiamina afecta a energia, os problemas de crescimento e a capacidade de aprendizado e é necessária para a tonicidade muscular normal dos intestinos, estômago e coração.


A vitamina B1 é essencial para a descarboxilação oxidativa do ácido pirúvico e do ácido alfa cetoglutárico.Funciona como grupo prostético da transcetolase, que actua sobre os carbohidratos na via das pentose-fosfato.


A Riboflavina (Vitamina B2) entra no grupo prostético do FMN (flavinonucleótido) e FAD (flavinoadenina nucleótido).


A Nicotinamida (Vitamina PP) como componente do nucleótido da nicotinamida (NAD+ e NADP+) a vitamina PP está presente em inúmeras oxorredutases, enzimas que catalisam o transporte intracelular do hidrogénio.

Influencia a formação de colágénio e a pigmentação da pele provocada pela radiação ultravioleta.

No cérebro, a nicotinamida age na formação de substâncias mediadoras do impulso nervoso tais como a adrenalina, influenciando a atividade nervosa.
Posologia orientativa
Salvo prescrição médica em contrário, 1 a 2 frascos por dia.
Administração
Via oral.

A tampa-reservatório de cada frasco contém sob a forma seca (pó) a forma estável da cianocobalamina e do folinato de cálcio.


Retira-se a cápsula de plástico e pressiona-se a parte superior do êmbolo incluído na tampa de modo a provocar a queda do seu conteúdo na solução que se encontra no frasco.


Agita-se de modo a se obter a dissolução.


O conteúdo do frasco pode, assim, ser administrado tal e qual ou diluído em água ou outro líquido.

Não existe qualquer risco de dependência ou outro.

Apesar deste medicamento conter cianocobalamina (vitamina B12), não pode substituir a administração de cianocobalamina, por via parenteral no tratamento da anemia perniciosa.
Contraindicações
Hipersensibilidade a Vitaminas do complexo B e Folinato de cálcio.
Efeitos indesejáveis/adversos
É muito rara a possibilidade de intolerância gástrica.


Os produtos que contêm tiamina ou derivados podem, especialmente por via parentérica, provocar perturbações nos indivíduos que já sofreram fenómenos de hipersensibilidade.
Precauções gerais
Não existe qualquer risco no seu uso, dependência ou qualquer outro.

Apesar deste produto conter vitamina B12, não pode substituir a vitamina B12 por via parenteral usada no tratamento da anemia perniciosa.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Cuidados com a dieta
Pode tomar com alimentos e bebidas não alcoólicas.
Resposta à overdose
Procurar atendimento médico de emergência, ou ligue para o Centro de intoxicações.

Não foram descritos casos de sobredosagem.


Em caso de ingestão acidental deste medicamento, em doses altamente superiores às doses terapêuticas estabelecidas, recomenda-se que o doente se aconselhe com o seu médico assistente.
Terapêutica interrompida
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no armazenamento
Conservar a temperatura inferior a 25ºC.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e tolerância bacteriológica
Sem informação.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 08 de Setembro de 2020