Similares Químicos

Produtos com a mesma molécula e do mesmo Grupo Terapêutico

Similares Terapêuticos

Produtos do mesmo Grupo Terapêutico

ALIMTA

Pemetrexedo

LILLY
Medicamento com Advertência na Gravidez Uso Hospitalar Medicamento Sujeito a Receita Médica (MSRM) Clique para ver o Folheto Informativo:  ALIMTA
O que é
Pemetrexedo é um medicamento para o cancro que interfere com o crescimento e disseminação das células cancerosas no organismo.

Pemetrexedo é usado para tratar o cancro de pulmão de não pequenas células após outros medicamentos para o cancro terem sido tentados, sem sucesso no tratamento.

Pemetrexedo também é usado com outro medicamento chamado cisplatina para o tratamento de mesotelioma, uma forma de cancro de pulmão associada à exposição ao amianto.

Pemetrexedo também pode ser usado para fins não mencionados neste guia de medicação.
Usos comuns
Tratamento de mesotelioma maligno da pleura e certos tipos de cancro de pulmão de não pequenas células em determinados pacientes.

Pode ser usado isoladamente ou em combinação com cisplatina (outro medicamento anticancerígeno).

Pemetrexed é um agente antineoplásico antifolate. Funciona diminuindo o crescimento de células do tumor.
Tipo
pequena molécula
Indicações
Usado em combinação com cisplatina, para o tratamento do mesotelioma pleural maligno em adultos, cuja doença é inoperável ou que de outra forma não são candidatos à cirurgia potencialmente curativa.

Também é usado como monoterapia para o tratamento do cancro de pulmão de não pequenas células localmente avançado ou metastático (NSCLC) após quimioterapia anterior.
Classificação CFT
16.01.03 : Antimetabolitos
Mecanismo de ação
Pemetrexed é um antifolate que contém o núcleo-base pirrolopirimidina que exerce sua atividade antineoplásica, interrompendo processos dependentes de folato metabólicas essenciais para a replicação celular.

Em estudos in vitro demonstraram que o pemetrexed inibe a timidilato sintase (TS), di-hidrofolato redutase (DHFR), e glicinamida ribonucleótido formiltransferase (GARFT), todas as enzimas dependentes de folato envolvidos na biossíntese de novo de nucleótidos de purina e timidina.

O pemetrexed é transportada para as células pelo transportador de folato reduzido e sistema de ligação de proteínas de membrana de folato.

Uma vez na célula, pemetrexed é convertido em formas poliglutamato pela folilpoliglutamato-sintetase da enzima.

As formas poliglutamato são retidas nas células e são inibidores de TS e GARFT.

Poliglutamação é dependente do tempo e da concentração, processo que ocorre em células tumorais e, em menor extensão, nos tecidos normais.

Metabolitos poliglutamados têm uma maior semi-vida intracelular, resultando em ação prolongada do fármaco em células malignas.
Posologia orientativa
Adultos: A dose IV recomendada é de 500 mg/m2 em perfusão durante 10 minutos no dia 1 de cada ciclo de 21 dias.

Modificação de dosagem:
Adultos: IV reduzir a dose de pemetrexedo a 75% da dose anterior em pacientes com contagem de neutrófilos absolutos de nadir (ANC) inferior a 500/mm3 e plaquetas de nadir pelo menos 50 mil/mm3, plaquetas nadir menos de 50.000/mm3, sem sangramento, independentemente do nadir ANC, qualquer 3º ou 4º grau de toxicidades (exceto mucosite), qualquer necessidade de hospitalização por diarreia de 3 ou 4 grau.

Reduzir a dose em 50% da dose anterior em pacientes com plaquetas de nadir inferiores a 50.000/mm3 com sangramento independentemente do nadir ANC ou mucosite de 3º ou 4º grau.

Interrompa imediatamente se ocorrer 3º ou 4º grau de neurotoxicidade ou se o doente apresentar alguma hematológica ou não hematológica de 3º ou 4º grau após 2 reduções da dose.
Administração
Sem informação.
Contraindicações
Não use pemetrexed se:
– é alérgico a qualquer ingrediente em pemetrexed
– tem problemas renais graves
– tomou ou vai tomar palifermin no prazo de 24 horas antes ou após o uso de pemetrexed.

Contacte o seu médico ou profissional de saúde imediatamente se algum destes se aplicar a si.
Efeitos indesejáveis/adversos
Adultos: A dose IV recomendada é de 500 mg/m2 em perfusão durante 10 minutos no dia 1 de cada ciclo de 21 dias.

Modificação de dosagem:
Adultos: IV reduzir a dose de pemetrexedo a 75% da dose anterior em pacientes com contagem de neutrófilos absolutos de nadir (ANC) inferior a 500/mm3 e plaquetas de nadir de pelo menos 50 mil/mm3, plaquetas de nadir menos de 50.000/mm3, sem sangramento, independentemente de nadir ANC, qualquer 3º ou 4º grau de toxicidades (exceto mucosite), qualquer necessidade de hospitalização ou de diarreia de 3º ou 4 grau.

Reduzir a dose de 50% da dose anterior em pacientes com plaquetas de nadir inferior a 50.000/mm3 com sangramento independentemente do nadir ANC ou de 3º ou 4º grau de mucosite.

Interrompa imediatamente se ocorrer 3º ou 4º grau de neurotoxicidade ou se o doente apresentar alguma hematológica ou não hematológica de 3º ou 4º grau de toxicidade.

Procure ajuda médica se tiver algum destes sinais de reação alérgica: urticária; dificuldade de respirar, inchaço do rosto, lábios, língua ou garganta.

Chame o seu médico imediatamente se tem:

– vómitos ou diarreia grave em curso;
– supressão da medula óssea - febre, gengivas inchadas, feridas dolorosas na boca, sintomas de constipação ou gripe, dor de garganta, pele pálida, hematomas fáceis ou hemorragias, feridas na pele, urina vermelha ou rosa, ritmo cardíaco rápido, sentir tonturas ou com falta de respiração,
– problemas nos rins - inchaço, rápido ganho de peso, pouca ou nenhuma urina;
– sinais de desidratação - sensação de muita sede ou sentir-se quente, incapaz de urinar, transpiração intensa, a pele quente e seca, ou
– reação cutânea grave - febre, dor de garganta, inchaço no rosto ou língua, ardor nos olhos, dor na pele, seguida por uma erupção vermelha ou roxa na pele que se espalha (especialmente no rosto ou parte superior do corpo) e provoca bolhas e descamação.

Efeitos colaterais comuns incluem:
– sensação de cansaço, perda de apetite, perda de peso;
– dores de estômago, náuseas, vómitos, diarreia;
– erupção cutânea ligeira, ou
– perda de cabelo.

Esta não é uma lista completa dos efeitos secundários e outros podem ocorrer.

Peça aconselhamento médico sobre os efeitos secundários.
Advertências
Gravidez
Gravidez:
Gravidez:Todos os trimestres: D - Há evidências de risco em fetos humanos. Só usar se o benefício justificar o risco potencial. Em situação de risco de vida ou em caso de doenças graves para as quais não se possa utilizar drogas mais seguras, ou se estas drogas não forem eficazes.
Precauções gerais
É muito importante que o seu médico acompanhe o seu progresso em visitas regulares para certificar-se que pemetrexed está a funcionar corretamente.

Podem ser necessários exames de sangue para verificar se há efeitos indesejáveis.

Informe o seu médico se estiver grávida antes de receber pemetrexed.

Usar pemetrexed enquanto estiver grávida pode fazer mal ao feto.

Se for uma mulher em idade fértil, deve utilizar duas formas de controle de natalidade em conjunto para evitar engravidar enquanto estiver a tomar pemetrexed.

Se ficar grávida durante o tratamento, informe o seu médico imediatamente.

É importante que fale com o seu médico imediatamente se tiver febre ou calafrios, diarreia ou feridas na boca. Estes podem ser sinais de que tem uma infeção.

Pode sentir cansaço ou fraqueza por alguns dias após o tratamento com pemetrexed.
Se tiver fraqueza severa ou cansaço, contacte o seu médico.

Pode obter vermelhidão ou feridas na boca, garganta ou lábios.
Estes sintomas podem ocorrer alguns dias após o tratamento com pemetrexed.

Pode obter uma erupção cutânea ou prurido durante o tratamento.
Estes costumam aparecer entre os tratamentos com pemetrexed e geralmente desaparecem antes do próximo tratamento.
Chame o seu médico se tiver uma erupção cutânea grave ou comichão.

Pemetrexed e cisplatina (um medicamento para o cancro), por vezes, podem causar náuseas e vómitos.

No entanto, é muito importante que continue a receber o medicamento, mesmo se começar a sentir-se mal.

Pode obter medicamentos para ajudar a controlar as náuseas e vómitos.
Fale com o seu médico se tiver algum destes sintomas.

Pode perder o apetite e um pouco de peso durante o tratamento. Fale com o seu médico se este for um problema para si.

Pemetrexed pode afetar temporariamente as suas contagens de sangue e seu médico vai fazer exames de sangue para verificar as suas contagens de sangue antes e durante o tratamento com pemetrexed.

Baixa de glóbulos vermelhos pode fazer sentir-se cansado, palidez e sentir falta de ar.

Glóbulos brancos baixos podem dar-lhe uma maior hipótese de infeção.

Se tem febre (temperatura acima de 38°C) ou outros sinais de infeção, contacte o seu médico imediatamente.

Plaquetas baixas podem dar-lhe uma maior hipótese de sangramento.
Se isso ocorrer, existem algumas precauções que podem ser tomadas, especialmente quando a sua contagem de sangue está baixo, para reduzir o risco de infeção ou hemorragia:
– Se for possível, evitar contacto com pessoas com infeções.

Fale com o seu médico imediatamente se acha que tem uma infeção ou se tiver febre ou calafrios, tosse ou rouquidão, diarreia, dor de lado ou na parte inferior das costas, feridas na boca ou dor ou dificuldade ao urinar.

– Fale com o seu médico imediatamente se notar qualquer sangramento incomum ou contusão; fezes negras, sangue na urina ou nas fezes ou manchas vermelhas na pele.

– Tenha cuidado ao usar escova de dentes, fio dentário, ou palitos.

O seu médico, dentista ou enfermeiro pode recomendar outras maneiras de limpar seus dentes e gengivas.

Fale com seu médico antes de fazer qualquer tratamento dentário.

– Não toque seus olhos ou o interior do seu nariz, a menos que tenha acabado de lavar as mãos e não tocou em nada nesse meio tempo.

– Tenha cuidado para não se cortar quando estiver a usar objetos pontiagudos, como aparelhos de barbear ou corta unhas.

– Evite desportos de contacto ou outras situações suscetíveis de ocorrerem contusões ou lesões.

Se tiver problemas renais, certifique-se o seu médico sabe que está a tomar um medicamento AINE para dor ou artrite (por exemplo, diclofenac, ibuprofeno, naproxeno, Advil®, Aleve®, Celebrex®, Voltaren®) .

Não tome outros medicamentos que não tenham sido falados com o seu médico.

Isso inclui medicamentos de venda livre, medicamentos de ervas ou suplementos vitamínicos.
Cuidados com a dieta
Sem informação.
Resposta à overdose
Procurar atendimento médico de emergência ou ligar para o Centro de intoxicações.
Terapêutica interrompida
Contacte o seu médico para instruções se perder um compromisso para a sua injeção de pemetrexed.
Cuidados no armazenamento
Guarde os frascos fechados em 15° a 30°C.

A solução reconstituída deve ser utilizada imediatamente ou no prazo de 24 horas, se for armazenado em frigorífico (2° a 8°C) ou a temperatura ambiente controlada.

Descarte a solução se não for usada dentro de 24 h.
Espectro de susceptibilidade e tolerância bacteriológica
Sem informação.

Tramadol + Dexcetoprofeno + Pemetrexedo

Observações: N.D.
Interações: A administração requer cuidado com pemetrexedo.
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Acetilsalicilato de lisina + Pemetrexedo

Observações: N.D.
Interações: Administração de pemetrexedo em doentes com função renal normal: a administração concomitante com ácido acetilsalicílico em doses anti-inflamatórias, aumenta o risco de toxicidade do pemetrexedo (devido à diminuição da depuração renal do pemetrexedo pelo ácido acetilsalicíclico). Recomenda-se a monitorização da função renal.

Pemetrexedo + Nefrotóxicos

Observações: N.D.
Interações: O pemetrexedo é eliminado primariamente na sua forma inalterada por via renal através de secreção tubular e em menor extensão através de filtração glomerular. A administração concomitante de medicamentos nefrotóxicos (por exemplo, aminoglicosidos, diuréticos de curva, compostos de platina, ciclosporinas) pode resultar num atraso da depuração do pemetrexedo. Esta combinação deve ser usada com precaução. Se necessário, a depuração da creatinina deve ser monitorizada de perto.

Pemetrexedo + Aminoglicosídeos

Observações: N.D.
Interações: O pemetrexedo é eliminado primariamente na sua forma inalterada por via renal através de secreção tubular e em menor extensão através de filtração glomerular. A administração concomitante de medicamentos nefrotóxicos (por exemplo, aminoglicosidos, diuréticos de curva, compostos de platina, ciclosporinas) pode resultar num atraso da depuração do pemetrexedo. Esta combinação deve ser usada com precaução. Se necessário, a depuração da creatinina deve ser monitorizada de perto.

Pemetrexedo + Diuréticos

Observações: N.D.
Interações: O pemetrexedo é eliminado primariamente na sua forma inalterada por via renal através de secreção tubular e em menor extensão através de filtração glomerular. A administração concomitante de medicamentos nefrotóxicos (por exemplo, aminoglicosidos, diuréticos de curva, compostos de platina, ciclosporinas) pode resultar num atraso da depuração do pemetrexedo. Esta combinação deve ser usada com precaução. Se necessário, a depuração da creatinina deve ser monitorizada de perto.

Pemetrexedo + Platina

Observações: N.D.
Interações: O pemetrexedo é eliminado primariamente na sua forma inalterada por via renal através de secreção tubular e em menor extensão através de filtração glomerular. A administração concomitante de medicamentos nefrotóxicos (por exemplo, aminoglicosidos, diuréticos de curva, compostos de platina, ciclosporinas) pode resultar num atraso da depuração do pemetrexedo. Esta combinação deve ser usada com precaução. Se necessário, a depuração da creatinina deve ser monitorizada de perto.

Pemetrexedo + Ciclosporina

Observações: N.D.
Interações: O pemetrexedo é eliminado primariamente na sua forma inalterada por via renal através de secreção tubular e em menor extensão através de filtração glomerular. A administração concomitante de medicamentos nefrotóxicos (por exemplo, aminoglicosidos, diuréticos de curva, compostos de platina, ciclosporinas) pode resultar num atraso da depuração do pemetrexedo. Esta combinação deve ser usada com precaução. Se necessário, a depuração da creatinina deve ser monitorizada de perto.

Pemetrexedo + Probenecida

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de substâncias que também são segregadas a nível tubular (ex.: probenecida, penicilina) pode potencialmente causar um atraso na depuração do pemetrexedo. Deve ter-se cuidado quando se combinarem estes fármacos com pemetrexedo. Se necessário, a depuração da creatinina deve ser monitorizada de perto.

Pemetrexedo + Penicilinas

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de substâncias que também são segregadas a nível tubular (ex.: probenecida, penicilina) pode potencialmente causar um atraso na depuração do pemetrexedo. Deve ter-se cuidado quando se combinarem estes fármacos com pemetrexedo. Se necessário, a depuração da creatinina deve ser monitorizada de perto.

Pemetrexedo + Anti-inflamatórios não esteróides (AINEs)

Observações: N.D.
Interações: Nos doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min), doses altas de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs, tais como o ibuprofeno > 1.600 mg/dia) e Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta (≥ 1,3 g por dia) podem diminuir a eliminação do pemetrexedo e, consequentemente, aumentar a ocorrência de acontecimentos adversos com pemetrexedo. Assim, deve haver precaução na administração de doses mais altas de AINES ou Ácido Acetilsalicílico concomitantemente com pemetrexedo a doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min). Em doentes com compromisso renal ligeiro a moderado (depuração da creatinina entre 45 a 79 ml/min), a administração concomitante de pemetrexedo com AINEs (ex., ibuprofeno) ou Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta deve ser evitada 2 dias antes, no dia da administração e 2 dias após a administração de pemetrexedo. Na ausência de dados relativos a potenciais interações com AINEs que tenham semividas prolongadas, tais como o piroxicam ou o rofecoxib, deve interromper-se a administração concomitante com pemetrexedo em doentes com insuficiência renal ligeira a moderada, pelo menos 5 dias antes da administração, no dia da administração e pelo menos 2 dias após a administração de pemetrexedo. No caso de ser necessária a administração concomitante de AINEs, os doentes devem ser monitorizados de perto no que diz respeito à toxicidade, especialmente mielossupressão e toxicidade gastrointestinal. O pemetrexedo é sujeito a uma metabolização hepática limitada. Os resultados de estudos in vitro com microssomas hepáticos humanos indicam que o pemetrexedo não parece causar inibição clinicamente significativa da depuração metabólica de medicamentos metabolizados pelo CYP3A, CYP2D6, CYP2C9 e CYP1A2.

Pemetrexedo + Ácido Acetilsalicílico

Observações: N.D.
Interações: Nos doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min), doses altas de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs, tais como o ibuprofeno > 1.600 mg/dia) e Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta (≥ 1,3 g por dia) podem diminuir a eliminação do pemetrexedo e, consequentemente, aumentar a ocorrência de acontecimentos adversos com pemetrexedo. Assim, deve haver precaução na administração de doses mais altas de AINES ou Ácido Acetilsalicílico concomitantemente com pemetrexedo a doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min). Em doentes com compromisso renal ligeiro a moderado (depuração da creatinina entre 45 a 79 ml/min), a administração concomitante de pemetrexedo com AINEs (ex., ibuprofeno) ou Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta deve ser evitada 2 dias antes, no dia da administração e 2 dias após a administração de pemetrexedo. Na ausência de dados relativos a potenciais interações com AINEs que tenham semividas prolongadas, tais como o piroxicam ou o rofecoxib, deve interromper-se a administração concomitante com pemetrexedo em doentes com insuficiência renal ligeira a moderada, pelo menos 5 dias antes da administração, no dia da administração e pelo menos 2 dias após a administração de pemetrexedo. No caso de ser necessária a administração concomitante de AINEs, os doentes devem ser monitorizados de perto no que diz respeito à toxicidade, especialmente mielossupressão e toxicidade gastrointestinal. O pemetrexedo é sujeito a uma metabolização hepática limitada. Os resultados de estudos in vitro com microssomas hepáticos humanos indicam que o pemetrexedo não parece causar inibição clinicamente significativa da depuração metabólica de medicamentos metabolizados pelo CYP3A, CYP2D6, CYP2C9 e CYP1A2.

Pemetrexedo + Ibuprofeno

Observações: N.D.
Interações: Nos doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min), doses altas de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs, tais como o ibuprofeno > 1.600 mg/dia) e Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta (≥ 1,3 g por dia) podem diminuir a eliminação do pemetrexedo e, consequentemente, aumentar a ocorrência de acontecimentos adversos com pemetrexedo. Assim, deve haver precaução na administração de doses mais altas de AINES ou Ácido Acetilsalicílico concomitantemente com pemetrexedo a doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min). Em doentes com compromisso renal ligeiro a moderado (depuração da creatinina entre 45 a 79 ml/min), a administração concomitante de pemetrexedo com AINEs (ex., ibuprofeno) ou Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta deve ser evitada 2 dias antes, no dia da administração e 2 dias após a administração de pemetrexedo. Na ausência de dados relativos a potenciais interações com AINEs que tenham semividas prolongadas, tais como o piroxicam ou o rofecoxib, deve interromper-se a administração concomitante com pemetrexedo em doentes com insuficiência renal ligeira a moderada, pelo menos 5 dias antes da administração, no dia da administração e pelo menos 2 dias após a administração de pemetrexedo. No caso de ser necessária a administração concomitante de AINEs, os doentes devem ser monitorizados de perto no que diz respeito à toxicidade, especialmente mielossupressão e toxicidade gastrointestinal. O pemetrexedo é sujeito a uma metabolização hepática limitada. Os resultados de estudos in vitro com microssomas hepáticos humanos indicam que o pemetrexedo não parece causar inibição clinicamente significativa da depuração metabólica de medicamentos metabolizados pelo CYP3A, CYP2D6, CYP2C9 e CYP1A2.

Pemetrexedo + Piroxicam

Observações: N.D.
Interações: Nos doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min), doses altas de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs, tais como o ibuprofeno > 1.600 mg/dia) e Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta (≥ 1,3 g por dia) podem diminuir a eliminação do pemetrexedo e, consequentemente, aumentar a ocorrência de acontecimentos adversos com pemetrexedo. Assim, deve haver precaução na administração de doses mais altas de AINES ou Ácido Acetilsalicílico concomitantemente com pemetrexedo a doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min). Em doentes com compromisso renal ligeiro a moderado (depuração da creatinina entre 45 a 79 ml/min), a administração concomitante de pemetrexedo com AINEs (ex., ibuprofeno) ou Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta deve ser evitada 2 dias antes, no dia da administração e 2 dias após a administração de pemetrexedo. Na ausência de dados relativos a potenciais interações com AINEs que tenham semividas prolongadas, tais como o piroxicam ou o rofecoxib, deve interromper-se a administração concomitante com pemetrexedo em doentes com insuficiência renal ligeira a moderada, pelo menos 5 dias antes da administração, no dia da administração e pelo menos 2 dias após a administração de pemetrexedo. No caso de ser necessária a administração concomitante de AINEs, os doentes devem ser monitorizados de perto no que diz respeito à toxicidade, especialmente mielossupressão e toxicidade gastrointestinal. O pemetrexedo é sujeito a uma metabolização hepática limitada. Os resultados de estudos in vitro com microssomas hepáticos humanos indicam que o pemetrexedo não parece causar inibição clinicamente significativa da depuração metabólica de medicamentos metabolizados pelo CYP3A, CYP2D6, CYP2C9 e CYP1A2.

Pemetrexedo + Rofecoxib

Observações: N.D.
Interações: Nos doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min), doses altas de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs, tais como o ibuprofeno > 1.600 mg/dia) e Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta (≥ 1,3 g por dia) podem diminuir a eliminação do pemetrexedo e, consequentemente, aumentar a ocorrência de acontecimentos adversos com pemetrexedo. Assim, deve haver precaução na administração de doses mais altas de AINES ou Ácido Acetilsalicílico concomitantemente com pemetrexedo a doentes com função renal normal (depuração da creatinina ≥ 80 ml/min). Em doentes com compromisso renal ligeiro a moderado (depuração da creatinina entre 45 a 79 ml/min), a administração concomitante de pemetrexedo com AINEs (ex., ibuprofeno) ou Ácido Acetilsalicílico numa dose mais alta deve ser evitada 2 dias antes, no dia da administração e 2 dias após a administração de pemetrexedo. Na ausência de dados relativos a potenciais interações com AINEs que tenham semividas prolongadas, tais como o piroxicam ou o rofecoxib, deve interromper-se a administração concomitante com pemetrexedo em doentes com insuficiência renal ligeira a moderada, pelo menos 5 dias antes da administração, no dia da administração e pelo menos 2 dias após a administração de pemetrexedo. No caso de ser necessária a administração concomitante de AINEs, os doentes devem ser monitorizados de perto no que diz respeito à toxicidade, especialmente mielossupressão e toxicidade gastrointestinal. O pemetrexedo é sujeito a uma metabolização hepática limitada. Os resultados de estudos in vitro com microssomas hepáticos humanos indicam que o pemetrexedo não parece causar inibição clinicamente significativa da depuração metabólica de medicamentos metabolizados pelo CYP3A, CYP2D6, CYP2C9 e CYP1A2.

Pemetrexedo + Anticoagulantes orais

Observações: N.D.
Interações: Interações aplicáveis a todos os citotóxicos: Devido ao risco trombótico aumentado nos doentes neoplásicos, é frequente o uso de terapêutica anticoagulante. No caso de se decidir tratar o doente com anticoagulantes orais, a elevada variabilidade do estado de coagulação entre indivíduos durante as doenças e a possibilidade de interação entre anticoagulantes orais e quimioterapia antineoplásica, requerem uma frequência aumentada da monitorização do INR (International Normalised Ratio).

Pemetrexedo + Vacina viva contra a febre amarela

Observações: N.D.
Interações: Utilização concomitante contraindicada: Vacina da febre-amarela: Risco de doença vacinal fatal generalizada.

Pemetrexedo + Vacinas de vírus atenuados

Observações: N.D.
Interações: Utilização concomitante não recomendada: Vacinas ativas atenuadas (exceto a da febre-amarela, com a qual a utilização concomitante está contraindicada): Risco de doença sistémica, possivelmente fatal. O risco está aumentado em indivíduos que já estão imunodeprimidos pela sua doença subjacente. Utilizar uma vacina inativa quando esta existir (poliomielite).
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Lornoxicam + Pemetrexedo

Observações: N.D.
Interações: Administração de lornoxicam em simultâneo com: Pemetrexedo: Os AINES podem reduzir a eliminação renal de pemetrexedo resultando num aumento da toxicidade renal, gastrointestinal e em mielosupressão.

Dexibuprofeno + Pemetrexedo

Observações: A informação desta secção é baseada na experiência já existente com o ibuprofeno racémico e com outros AINEs. Em geral, os AINEs devem ser usados com precaução, quando são administrados simultaneamente com outros fármacos que podem aumentar o risco de ulceração gastrointestinal, ou de hemorragia gastrointestinal, ou de insuficiência renal.
Interações: Precauções: Pemetrexedo: As doses elevadas de AINEs podem aumentar a concentração de pemetrexedo. Em doentes com insuficiência renal, o uso concomitante de AINEs em doses elevadas deve ser evitado, dois dias antes e dois dias após a administração do pemetrexedo.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017