Xilometazolina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
Xilometazolina é um fármaco descongestionante vasoconstrição nasal, que actua através da ligação aos mesmos receptores como a adrenalina.

É aplicada como uma pulverização ou como gotas no nariz para aliviar a inflamação e a congestão das vias nasais.

Liga-se aos receptores alfa-adrenérgicos para activar o sistema adrenal que causa vasoconstrição sistémica, facilitando, assim, a congestão nasal.
Usos comuns
Este medicamento é indicado para o tratamento de curta duração dos sintomas de congestão nasal com corrimento nasal causados por constipação comum ou sinusite.
Tipo
Molécula pequena
História
Sem informação.
Indicações
Tratamento sintomático temporário da congestão nasal causada por rinite ou sinusite.
Classificação CFT

14.01.01 : Descongestionantes

Mecanismo De Ação
A xilometazolina é um derivado do imidazol e tem um efeito simpatomimético.

A vaporização de xilometazolina na membrana mucosa nasal provoca uma rápida constrição vascular de longa duração.

O resultado é a redução do bloqueio nasal.

Este efeito pode justificar-se pela estimulação directa dos receptores alfa pós-sinápticos.

Desconhece-se se a xilometazolina tem algum efeito sobre os receptores beta adrenérgicos.

No tratamento da rinite alérgica, a vaporização nasal de xilometazolina é adequada apenas para utilização temporária ou para facilitar a administração de outro medicamento que tenha um efeito tópico na membrana mucosa nasal.

Os sintomas de exacerbação (edema da membrana mucosa e bloqueio), que por vezes ocorrem como resultado do uso de longa duração, podem ser causados pelo efeito de estimulação dos receptores pré-sinápticos alfa-2 do medicamento e pela redução da libertação de noradrenalina.

Os sintomas do efeito de exacerbação aparecem normalmente após 2-3 semanas de tratamento contínuo com vasoconstritores.

No entanto, a xilometazolina foi administrada a indivíduos saudáveis até 6 semanas, sem ocorrência de edema das membranas mucosas ou de taquifilaxia.

Foi observado que a xilometazolina compromete o funcionamento dos cinocílios in vitro, mas este efeito não é permanente.
Posologia Orientativa
Adultos e crianças com idade superior a 12 anos:
Uma vaporização em cada narina não mais de três vezes por dia.

Este medicamento deve ser utilizado durante um máximo de 7 dias, salvo outra indicação do médico.
Administração
Via nasal.

Para minimizar o risco de contágio de infecções, o medicamento não deve ser utilizado por mais do que uma pessoa e o vaporizador deve ser lavado após cada utilização.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao Xilometazolina

Doentes com aumento da pressão intra-ocular, especialmente em doentes com glaucoma de ângulo fechado

Doentes com inflamação seca da membrana mucosa nasal seca (Rhinitis sicca) em crianças com idade inferior a 12 anos após hipofisectomia transfenoidal ou cirurgias transnasais/transorais em que a dura-máter tenha sido exposta

Doentes a serem tratados com inibidores da monoaminoxidase (IMAO) ou que tenham feito tratamento com um IMAO nas 2 semanas anteriores, ou outros medicamentos com efeito potencialmente hipertensor em doentes com rinite atrófica ou vasomotora.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
PARE de utilizar o vaporizador e procure imediatamente ajuda médica caso sofra de alguns dos seguintes sinais de reacção alérgica:

Dificuldades em respirar ou engolir, inchaço da cara, dos lábios, da língua ou da garganta
Comichão grave na pele, com erupção na pele avermelhada ou protuberâncias

Outros efeitos secundários incluem:

Frequentes (afectam até 1 em cada 10 pessoas): sensação de queimadura ou picadas no nariz e garganta e secura do revestimento do nariz (mucosa nasal).

Raros (afectam até 1 em cada 1.000 pessoas):
dor de cabeça, aumento da tensão arterial, nervosismo, enjoos, tonturas, insónias e palpitações alterações temporárias da visão e reacções alérgicas sistémicas.

Desconhecido (a frequência não pode ser calculada a partir dos dados disponíveis): agravamento dos sintomas de congestão após parar de utilizar o medicamento.
Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
A xilometazolina, tal como os outros medicamentos do mesmo grupo, deve ser administrada com precaução em doentes que reagem fortemente aos simpatomiméticos.

A utilização destes medicamentos pode levar a, por exemplo, insónias, vertigens, tremores, arritmias ou aumento da tensão arterial.

Deve ter-se precaução no tratamento de doentes com doenças cardíacas ou vasculares, hipertensão, hipertiroidismo ou diabetes, bem como em situações concomitantes de hipertrofia da próstata e feocromocitoma.

Se o tratamento com xilometazolina tiver uma duração prolongada, os sintomas de rinite e de edema da membrana mucosa podem, por vezes, reaparecer com a suspensão.

Nestes casos, isto pode suceder devido ao fenómeno denominado “efeito rebound” provocado pela própria medicação, que pode levar a edema crónico e atrofia da membrana mucosa nasal (Rhinitis medicamentosa & Rhinitis sicca).

Para evitar esta situação, a duração do tratamento deve restringir-se ao período de tempo mais breve possível.

Todas as inflamações bacterianas nasais e paranasais devem ser tratadas de modo adequado.

Este medicamento só pode ser utilizado como tratamento de suporte temporário nas situações de rinite alérgica.
Cuidados com a Dieta
Não interfere com alimentos e bebidas.
Terapêutica Interrompida
Caso se tenha esquecido, utilize-o assim que se lembrar.

No entanto, se estiver quase na hora da sua próxima dose, não tome a dose esquecida e continue o tratamento de acordo com o previsto.
Cuidados no Armazenamento
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

O medicamento não necessita de quaisquer precauções especiais de conservação.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Não recomendado/Evitar

Xilometazolina + Antidepressores

Observações: N.D.
Interações: A utilização concomitante da xilometazolina com antidepressivos tri- ou tetracíclicos, com inibidores da monoaminaoxidase (IMAO) ou durante as duas semanas seguintes ao tratamento com inibidores da MAO não é recomendado. - Antidepressores
Não recomendado/Evitar

Xilometazolina + Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)

Observações: N.D.
Interações: A utilização concomitante da xilometazolina com antidepressivos tri- ou tetracíclicos, com inibidores da monoaminaoxidase (IMAO) ou durante as duas semanas seguintes ao tratamento com inibidores da MAO não é recomendado. - Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações da Xilometazolina
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Devido ao seu potencial efeito sistémico de vasoconstrição, este medicamento não deve ser utilizado durante a gravidez.

Este medicamento deve ser utilizado com precaução durante o aleitamento, uma vez que se desconhece se a substância activa é transferida para o leite materno.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 26 de Novembro de 2020