Vacina contra a difteria

O que é
Vacina contra a difteria é dada conjuntamente com outras vacinas. Difteria deriva do grego dipthera, couro, cabedal, uma alusão à pseudomembrana aderente visualizada na orofaringe.

É uma doença infeto-contagiosa, provocada pela bactéria Corynebacterium diphteria.

Foi uma das principais causas de morte infantil, sendo atualmente, devido à vacinação sistemática, uma doença rara em países desenvolvidos.

O contágio é feito através de gotículas de saliva, p.e. com a tosse, e os sintomas manifestam-se 1 a 5 dias depois.

A bactéria multiplica-se nas amígdalas e faringe causando: febre, dor de garganta pela amigdalite com pseudo-membrana de pus aderente e edema das estruturas da faringe que pode levar à asfixia por obstrução das vias respiratórias altas (sobretudo nas crianças) e à morte.

Existe, também, aumento do volume dos gânglios linfáticos do pescoço e se houver infeção da mucosa do nariz pode haver rinorreia.

Mais raramente pode apresentar doença cutânea, vaginal ou das conjuntivas.

A bactéria produz toxinas responsáveis pela doença neurológica e cardíaca (miocardite) que podem surgir numa fase mais avançada (1-6 semanas).

O diagnóstico é feito por cultura do pús extraído das amígdalas e o tratamento é feito com antitoxina equina (para neutralizar a toxina) e antibioticoterapia (penicilina ou eritromicina).

Atualmente já está disponível a vacina contra a difteria, que é muito eficaz.

Em Portugal faz parte do Programa Nacional de Vacinação, integrada na vacina DTP (Difteria-Tétano-Pertussis).
Usos comuns
Sem informação.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Sem informação.
Classificação CFT

N.D.

Mecanismo De Ação
Sem informação.
Posologia Orientativa
Sem informação.
Administração
Sem informação.
Contraindicações
As contra-indicações usuais para todas as vacinas: em caso de febre, doença aguda ou doença crónica progressiva, é preferível adiar a vacinação.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Sem informação.
Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
Sem informação.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Contacte o médico se não fizer uma dose de reforço.

Certifique-se que completa o esquema de vacinação.

Caso contrário poderá não ficar completamente protegida contra as doenças.
Cuidados no Armazenamento
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.

Vacina contra a difteria e o meningococo + Vacina contra a difteria

Observações: n.d.
Interações: A administração concomitante da Vacina contra a difteria e o meningococo com outras vacinas ( mas para as vacinas injectáveis administradas em locais diferentes ), nomeadamente as que a seguir se mencionam, não reduz a resposta imunológica a qualquer dos seguintes antigénios: Polio (vacina da polio inactivada e vacina da polio oral); Difteria e Tétano isoladamente ou em combinação com Pertussis, celular ou acelular; Haemophilus Influenzae tipo B (Hib) ou a combinada Sarampo, Papeira e Rubéola. Foram observadas pequenas variações dos títulos de anticorpos GMT entre os vários estudos; contudo não foi estabelecida a relevância clínica destes resultados.
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 31 de Outubro de 2019