Tocilizumab

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
Tocilizumab é uma proteína feita a partir de células imunitárias específicas (anticorpo monoclonal), que bloqueia as acções de um tipo específico de proteína (citocina) denominada interleucina-6.

Esta proteína está envolvida em processos inflamatórios do organismo, e o seu bloqueio pode reduzir a inflamação no seu corpo.

Tocilizumab ajuda a reduzir os sintomas tais como a dor e o inchaço das suas articulações e pode também melhorar a sua capacidade de realização das tarefas diárias.

Tocilizumab demonstrou atrasar as lesões da cartilagem e do osso das articulações, causadas pela doença, e melhorar a sua capacidade para realizar tarefas diárias normais.
Usos comuns
Tocilizumab é utilizado no tratamento de doentes adultos com uma doença autoimune, a artrite reumatóide (AR) activa, moderada a grave, se terapêuticas prévias não surtiram o efeito desejado.

Tocilizumab é normalmente utilizado em combinação com metotrexato.

No entanto, Tocilizumab pode ser usado sozinho se o médico determinar que metotrexato não é apropriado.

Tocilizumab pode também ser utilizado para tratar a artrite reumatóide grave, activa e progressiva, em doentes adultos sem tratamento prévio com metotrexato.

Tocilizumab é utilizado para tratar crianças com AIJs.

Tocilizumab é utilizado no tratamento de crianças com 2 ou mais anos de idade com artrite idiopática juvenil sistémica (AIJs) activa, uma doença inflamatória que causa dor e inchaço em uma ou mais articulações, bem como febre e erupção na pele.

Tocilizumab é utilizado para melhorar os sintomas da AIJs e pode ser usado sozinho ou em combinação com metotrexato.
Tipo
Bioctenologia.
História
Sem informação.
Indicações
Tocilizumab, em associação com metotrexato (MTX), é indicado no:
- tratamento da artrite reumatóide (AR) grave, activa e progressiva em doentes adultos não tratados previamente com MTX.
- tratamento da AR activa, moderada a grave, em doentes adultos que tiveram uma resposta inadequada ou foram intolerantes a terapêutica prévia com um ou mais fármacos antirreumáticos modificadores da doença (DMARDs) ou antagonistas do factor de necrose tumoral (TNF).

Nestes doentes, Tocilizumab pode ser usado em monoterapia em caso de intolerância a MTX ou quando o uso continuado de MTX é inapropriado.

Tocilizumab demonstrou reduzir a taxa de progressão de lesão articular, avaliada por radiografia convencional, e melhorar a função física, quando administrado em associação com metotrexato.

Tocilizumab é indicado no tratamento da artrite idiopática juvenil sistémica (AIJs) activa em doentes com 2 ou mais anos de idade que responderam inadequadamente a terapêutica prévia com AINEs e corticosteróides sistémicos.

Tocilizumab pode ser administrado em monoterapia (em caso de intolerância a MTX ou quando o tratamento com MTX é inapropriado) ou em associação a MTX.

- Tocilizumab, em associação com metotrexato (MTX), é indicado no tratamento da artrite idiopática juvenil poliarticular (AIJp; factor reumatóide positivo ou negativo e oligoartrite estendida) em doentes com 2 ou mais anos de idade que responderam inadequadamente a terapêutica prévia com MTX.

Tocilizumab pode ser administrado em monoterapia em caso de intolerância a MTX ou quando o tratamento com MTX é inapropriado.
Classificação CFT

16.03 : IMUNOMODULADORES

Mecanismo De Ação
Tocilizumab liga-se especificamente aos receptores IL-6 solúveis e de membrana (sIL-6R e mIL-6R).

Tocilizumab demonstrou inibir a sinalização mediada por sIL-6R e mIL-6R.

A IL-6 é uma citocina pleiotrópica pró-inflamatória produzida por uma variedade de tipos de células, incluindo células T e B, monócitos e fibroblastos.

A IL-6 está envolvida em diversos processos fisiológicos, tais como activação das células T, indução da secreção de imunoglobulinas, indução de síntese de proteínas hepáticas de fase aguda e estimulação da hematopoiese.

A IL-6 tem sido implicada na patogénese de doenças, incluindo patologias inflamatórias, osteoporose e neoplasia.
Posologia Orientativa
Doentes com AR
A posologia recomendada é de 8 mg/kg de peso corporal, administradas uma vez de quatro em quatro semanas.
Não se recomenda doses superiores a 800 mg por perfusão em indivíduos com um peso corporal superior a 100 kg.

Doentes com AIJs
A posologia recomendada em doentes com idade superior a dois anos é de 8 mg/kg a cada 2 semanas em doentes com peso igual ou superior a 30 kg ou 12 mg/kg uma vez a cada 2 semanas em doentes com peso inferior a 30 kg.

A dose deve ser calculada a cada administração com base no peso corporal do doente.

Doentes com AIJp
A posologia recomendada em doentes com idade superior a 2 anos é de 8 mg/kg uma vez a cada 4 semanas em doentes com peso igual ou superior a 30 kg ou 10 mg/kg uma vez a cada 4 semanas em doentes com peso inferior a 30 kg.
A dose deve ser calculada a cada administração com base no peso corporal do doente.
Administração
O tratamento deve ser iniciado por médicos experientes no diagnóstico e tratamento da AR, AIJs ou AIJp.

Deve ser dado um Cartão de Alerta do Doente a todos os doentes tratados com Tocilizumab.

Após diluição, Tocilizumab deve ser administrado por perfusão intravenosa durante 1 hora nos doentes com AR, AIJs e AIJp.

Doentes com AR, AIJs e AIJp ≥ 30 kg
Tocilizumab deve ser diluído para um volume final de 100 ml com solução injectável de cloreto de sódio 9 mg/ml (0,9%), estéril e apirogénica, utilizando técnica asséptica.

Doentes com AIJs e AIJp < 30 kg
Tocilizumab deve ser diluído para um volume final de 50 ml com solução injectável de cloreto de sódio 9 mg/ml (0,9%), estéril e apirogénica, utilizando técnica asséptica.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao Tocilizumab.
Infecções activas, graves.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Possíveis efeitos secundários graves: informe um médico imediatamente.

Estes são frequentes: podem afectar até 1 em cada 10 utilizadores

Sinais de infecções graves:
- febre e arrepios
- bolhas na boca ou na pele
- dor de estômago

Se notar algum destes, informe o médico assim que possível.

Efeitos secundários muito frequentes:
Estes podem afectar mais de 1 em cada 10 utilizadores
- infecções do tracto respiratório superior com sintomas típicos tais como tosse, nariz entupido, corrimento nasal, dor de garganta e dor de cabeça
- níveis de gordura no sangue (colesterol) aumentados.

Efeitos secundários frequentes:
Estes podem afectar até 1 em cada 10 utilizadores
- infecção do pulmão (pneumonia)
- zona (herpes zoster)
- herpes labial (herpes simplex oral), vesículas
- infecções da pele (celulite), por vezes com febre e arrepios
- erupção na pele e comichão, urticária
- reacções alérgicas (de hipersensibilidade)
- infecção do olho (conjuntivite)
- dor de cabeça, tonturas, pressão arterial elevada
- ulceração da boca, dor no estômago
- retenção de líquidos (edema) na parte inferior das pernas, aumento de peso
- tosse, falta de ar
- diminuição do número de glóbulos brancos, demonstrada por análise ao sangue (neutropenia, leucopenia)
- testes de função do fígado anormais (aumento das transaminases)
- aumento da bilirrubina revelado por análises ao sangue.

Efeitos secundários pouco frequentes:
Estes podem afectar até 1 em cada 100 utilizadores
- diverticulite (febre, náuseas, diarreia, prisão de ventre, dor de estômago)
- zonas da boca vermelhas e inchadas
- aumento da gordura no sangue (trigliceridos)
- úlcera no estômago
- pedras nos rins
- diminuição do funcionamento da tiróide.

Efeitos secundários muito raros:
Estes podem afectar até 1 em cada 10.000 utilizadores
- níveis baixos de glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas em análises sanguíneas.
- síndrome de Stevens-Johnson (erupção cutânea na pele, que pode levar à formação grave de bolhas e descamação da pele).
Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
Fale com o médico ou enfermeiro antes de lhe ser administrado Tocilizumab.

- Se sentir reacções alérgicas, tais como aperto no peito, sibilos, tontura grave ou sensação de desmaio, inchaço dos lábios ou erupção na pele, durante ou após a perfusão, informe o médico de imediato.

- Se tem uma infecção de qualquer tipo, de curta ou longa duração, ou se costuma ter infecções com frequência.
Informe o médico de imediato se não se sentir bem.
Tocilizumab pode reduzir a capacidade que o seu corpo tem para combater as infecções e pode agravar uma infecção existente ou aumentar a hipótese de contrair uma nova infecção.

- Se tiver tido tuberculose informe o médico.
O médico procurará sinais e sintomas de tuberculose antes de iniciar o tratamento com Tocilizumab.
Se surgirem sintomas de tuberculose (tosse persistente, perda de peso, falta de energia, febre ligeira) ou qualquer outra infecção durante ou após o tratamento, informe o médico de imediato.

- Se tiver tido úlceras intestinais ou diverticulite informe o médico.
Os sintomas incluiriam dor de barriga e alterações inexplicáveis dos hábitos intestinais acompanhadas de febre.

- Se tiver doença do fígado informe o médico.
O médico poderá fazer-lhe um teste ao sangue para avaliar o funcionamento do seu fígado antes de utilizar Tocilizumab.

- Se qualquer doente tiver sido vacinado recentemente (doente adulto ou criança) ou planeia vacinar-se, informe o médico.
Todos os doentes, em especial crianças, devem ter a vacinação em dia antes do início da terapêutica com Tocilizumab.
Alguns tipos de vacinas não devem ser administradas durante o tratamento com Tocilizumab.

- Informe o médico se tiver cancro.
O médico decidirá se poderá receber Tocilizumab.
- Se tiver factores de risco cardiovascular, tais como pressão sanguínea aumentada e níveis aumentados de colesterol, informe o médico.
Enquanto receber Tocilizumab estes factores necessitam ser monitorizados.
- Se tem problemas da função renal moderados a graves, o médico irá monitorizá-lo(a).
- Se tem dores de cabeça persistentes.

O médico irá fazer análises ao seu sangue antes de lhe ser administrado Tocilizumab, e durante o seu tratamento, para determinar se tem um baixo número de glóbulos brancos ou plaquetas ou as enzimas do fígado aumentadas.

Crianças e adolescentes
Tocilizumab não é recomendado para utilização em crianças com menos de 2 anos de idade.

Se uma criança tiver história de síndrome de activação macrofágica (ativação e proliferação descontrolada de células sanguíneas específicas), informe o médico.
O médico decidirá se a criança ainda poderá receber Tocilizumab.
Cuidados com a Dieta
Não interfere com alimentos e bebidas.
Terapêutica Interrompida
Não é provável que se esqueça de uma dose de Tocilizumab, uma vez que é administrado pelo seu médico ou enfermeiro.
Cuidados no Armazenamento
Conservar no frigorífico (entre 2ºC a 8ºC).
Não congelar.

Manter o frasco para injectáveis dentro da embalagem exterior para proteger da luz.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Sem significado Clínico

Tocilizumab + Metotrexato

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: A administração concomitante de uma dose única de 10 mg/kg de tocilizumab com 10-25 mg MTX, uma vez por semana, não teve efeito clinicamente significativo na exposição ao MTX. A análise farmacocinética populacional não detetou qualquer efeito de MTX, de fármacos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) ou de corticosteróides na depuração de tocilizumab. - Metotrexato
Sem significado Clínico

Tocilizumab + Anti-inflamatórios não esteróides (AINEs)

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: A administração concomitante de uma dose única de 10 mg/kg de tocilizumab com 10-25 mg MTX, uma vez por semana, não teve efeito clinicamente significativo na exposição ao MTX. A análise farmacocinética populacional não detetou qualquer efeito de MTX, de fármacos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) ou de corticosteróides na depuração de tocilizumab. - Anti-inflamatórios não esteróides (AINEs)
Sem significado Clínico

Tocilizumab + Corticosteroides

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: A administração concomitante de uma dose única de 10 mg/kg de tocilizumab com 10-25 mg MTX, uma vez por semana, não teve efeito clinicamente significativo na exposição ao MTX. A análise farmacocinética populacional não detetou qualquer efeito de MTX, de fármacos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) ou de corticosteróides na depuração de tocilizumab. - Corticosteroides
Sem efeito descrito

Tocilizumab + Citocinas (ou Citoquinas)

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: A expressão de enzimas hepáticas CYP450 é suprimida por citocinas, tais como a IL-6, que estimulam a inflamação crónica. Assim, a expressão do CYP450 pode ser invertida quando se introduz uma potente terapêutica inibidora das citocinas, tal como o tocilizumab. Estudos in vitro de cultura de hepatócitos humanos demonstraram que a IL-6 causou uma redução da expressão enzimática do CYP1A2, CYP2C9, CYP2C19 e CYP3A4. O tratamento com tocilizumab normaliza a expressão destas enzimas. - Citocinas (ou Citoquinas)
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Tocilizumab + Sinvastatina

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: Num estudo em doentes com AR, uma semana após uma dose única de tocilizumab, os níveis de sinvastatina (CYP3A4) foram reduzidos em 57%, para um nível semelhante ou ligeiramente superior ao observado em indivíduos saudáveis. - Sinvastatina
Usar com precaução

Tocilizumab + Atorvastatina

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: Ao iniciar ou interromper tratamento com tocilizumab, os doentes que tomam medicamentos ajustados individualmente e metabolizados via CYP450 3A 4, 1A2 ou 2C9 (por exemplo atorvastatina, bloqueadores dos canais de cálcio, teofilina, varfarina, fenprocoumon, fenitoína, ciclosporina ou benzodiazepinas) devem ser monitorizados, pois pode haver necessidade de aumento de doses para manter o efeito terapêutico. Dada a longa semi-vida (t 1/2 ) de eliminação, o efeito de tocilizumab na actividade enzimática do CYP450 pode persistir durante várias semanas após a interrupção da terapêutica. - Atorvastatina
Usar com precaução

Tocilizumab + Bloqueadores da entrada de cálcio (antagonistas de cálcio)

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: Ao iniciar ou interromper tratamento com tocilizumab, os doentes que tomam medicamentos ajustados individualmente e metabolizados via CYP450 3A 4, 1A2 ou 2C9 (por exemplo atorvastatina, bloqueadores dos canais de cálcio, teofilina, varfarina, fenprocoumon, fenitoína, ciclosporina ou benzodiazepinas) devem ser monitorizados, pois pode haver necessidade de aumento de doses para manter o efeito terapêutico. Dada a longa semi-vida (t 1/2 ) de eliminação, o efeito de tocilizumab na actividade enzimática do CYP450 pode persistir durante várias semanas após a interrupção da terapêutica. - Bloqueadores da entrada de cálcio (antagonistas de cálcio)
Usar com precaução

Tocilizumab + Teofilina

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: Ao iniciar ou interromper tratamento com tocilizumab, os doentes que tomam medicamentos ajustados individualmente e metabolizados via CYP450 3A 4, 1A2 ou 2C9 (por exemplo atorvastatina, bloqueadores dos canais de cálcio, teofilina, varfarina, fenprocoumon, fenitoína, ciclosporina ou benzodiazepinas) devem ser monitorizados, pois pode haver necessidade de aumento de doses para manter o efeito terapêutico. Dada a longa semi-vida (t 1/2 ) de eliminação, o efeito de tocilizumab na actividade enzimática do CYP450 pode persistir durante várias semanas após a interrupção da terapêutica. - Teofilina
Usar com precaução

Tocilizumab + Varfarina

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: Ao iniciar ou interromper tratamento com tocilizumab, os doentes que tomam medicamentos ajustados individualmente e metabolizados via CYP450 3A 4, 1A2 ou 2C9 (por exemplo atorvastatina, bloqueadores dos canais de cálcio, teofilina, varfarina, fenprocoumon, fenitoína, ciclosporina ou benzodiazepinas) devem ser monitorizados, pois pode haver necessidade de aumento de doses para manter o efeito terapêutico. Dada a longa semi-vida (t 1/2 ) de eliminação, o efeito de tocilizumab na actividade enzimática do CYP450 pode persistir durante várias semanas após a interrupção da terapêutica. - Varfarina
Usar com precaução

Tocilizumab + Fenproporex (Femproporex)

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: Ao iniciar ou interromper tratamento com tocilizumab, os doentes que tomam medicamentos ajustados individualmente e metabolizados via CYP450 3A 4, 1A2 ou 2C9 (por exemplo atorvastatina, bloqueadores dos canais de cálcio, teofilina, varfarina, fenprocoumon, fenitoína, ciclosporina ou benzodiazepinas) devem ser monitorizados, pois pode haver necessidade de aumento de doses para manter o efeito terapêutico. Dada a longa semi-vida (t 1/2 ) de eliminação, o efeito de tocilizumab na actividade enzimática do CYP450 pode persistir durante várias semanas após a interrupção da terapêutica. - Fenproporex (Femproporex)
Usar com precaução

Tocilizumab + Fenitoína

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: Ao iniciar ou interromper tratamento com tocilizumab, os doentes que tomam medicamentos ajustados individualmente e metabolizados via CYP450 3A 4, 1A2 ou 2C9 (por exemplo atorvastatina, bloqueadores dos canais de cálcio, teofilina, varfarina, fenprocoumon, fenitoína, ciclosporina ou benzodiazepinas) devem ser monitorizados, pois pode haver necessidade de aumento de doses para manter o efeito terapêutico. Dada a longa semi-vida (t 1/2 ) de eliminação, o efeito de tocilizumab na actividade enzimática do CYP450 pode persistir durante várias semanas após a interrupção da terapêutica. - Fenitoína
Usar com precaução

Tocilizumab + Ciclosporina

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: Ao iniciar ou interromper tratamento com tocilizumab, os doentes que tomam medicamentos ajustados individualmente e metabolizados via CYP450 3A 4, 1A2 ou 2C9 (por exemplo atorvastatina, bloqueadores dos canais de cálcio, teofilina, varfarina, fenprocoumon, fenitoína, ciclosporina ou benzodiazepinas) devem ser monitorizados, pois pode haver necessidade de aumento de doses para manter o efeito terapêutico. Dada a longa semi-vida (t 1/2 ) de eliminação, o efeito de tocilizumab na actividade enzimática do CYP450 pode persistir durante várias semanas após a interrupção da terapêutica. - Ciclosporina
Usar com precaução

Tocilizumab + Benzodiazepinas

Observações: Os estudos de interação foram apenas realizados em adultos.
Interacções: Ao iniciar ou interromper tratamento com tocilizumab, os doentes que tomam medicamentos ajustados individualmente e metabolizados via CYP450 3A 4, 1A2 ou 2C9 (por exemplo atorvastatina, bloqueadores dos canais de cálcio, teofilina, varfarina, fenprocoumon, fenitoína, ciclosporina ou benzodiazepinas) devem ser monitorizados, pois pode haver necessidade de aumento de doses para manter o efeito terapêutico. Dada a longa semi-vida (t 1/2 ) de eliminação, o efeito de tocilizumab na actividade enzimática do CYP450 pode persistir durante várias semanas após a interrupção da terapêutica. - Benzodiazepinas
Usar com precaução

Lamivudina + Nevirapina + Zidovudina + Tocilizumab

Observações: n.d.
Interacções: Tocilizumab: Pode diminuir a concentração sérica de substratos do CYP3A4 (alto risco com indutores). Monitorizar a terapia - Tocilizumab
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções do Tocilizumab
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

As mulheres com potencial para engravidar devem utilizar contracepção eficaz durante o tratamento e até 3 meses após a conclusão do tratamento.

Tocilizumab não deve ser utilizado durante a gravidez, excepto se manifestamente necessário.

A decisão de continuar/descontinuar a amamentação ou de continuar/descontinuar a terapêutica com Tocilizumab deve ser tomada considerando o benefício da amamentação para a criança e o benefício da terapêutica com Tocilizumab para a mulher.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 05 de Março de 2021