Sais de Potássio

DCI com Advertência na Insuficiência Renal
O que é
Sem informação.
Usos comuns
Sem informação.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Sem informação.
Classificação CFT
n.d.     n.d.
Mecanismo De Ação
Sem informação.
Posologia Orientativa
Sem informação.
Administração
Sem informação.
Contraindicações
Hipersensibilidade às substâncias ativas.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Sem informação.
Advertências
Insuf. Renal
Insuf. Renal:Evitar utilização frequente na IR grave; maior risco de hipercaliemia.
Precauções Gerais
Sem informação.
Cuidados com a Dieta
Sem informação.
Terapêutica Interrompida
Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma que se esqueceu de tomar/aplicar.
Cuidados no Armazenamento
Manter os medicamentos fora do alcance e da vista das crianças.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Bisoprolol + Perindopril + Sais de Potássio

Observações: Num estudo de interação conduzido em voluntários sãos, não foram observadas interações entre o bisoprolol e o perindopril.
Interações: Medicamentos que induzem hipercaliemia: Alguns medicamentos ou classes terapêuticas podem aumentar a ocorrência de hipercaliemia: Aliscireno, sais de potássio, diuréticos poupadores de potássio, IECAs, antagonistas dos recetores da angiotensina- II, AINEs, heparinas, imunossupressores, tais como a ciclosporina ou tacrolímus, trimetoprim. A combinação com estes medicamentos aumenta o risco de hipercaliemia. Relacionada com o PERINDOPRIL: Diuréticos poupadores do potássio (p.ex. triamtereno, amilorido...), sais de potássio: Hipercaliemia (potencialmente fatal), especialmente em conjunto com insuficiência renal (efeitos hipercaliemicos aditivos). A associação do perindopril com os fármacos acima mencionados não é recomendada. No entanto, se o uso concomitante for no entanto indicado, devem ser usados com cuidado e com monitorização frequente do potássio sérico.

Atorvastatina + Perindopril + Amlodipina + Sais de Potássio

Observações: Não foram realizados estudos de interação medicamentosa com Atorvastatina / Perindopril / Amlodipina e outros medicamentos, embora alguns estudos tenham sido realizados com atorvastatina, perindopril e amlodipina separadamente.
Interações: Medicamentos que induzem hipercaliemia: Alguns medicamentos ou classes terapêuticas podem aumentar a ocorrência de hipercaliemia: aliscireno, sais de potássio, diuréticos poupadores de potássio, IECAs, antagonistas dos recetores da angiotensina- II, AINEs, heparinas, imunossupressores, tais como a ciclosporina ou tacrolímus, trimetoprim. A associação de Atorvastatina / Perindopril / Amlodipina com estes medicamentos aumenta o risco de hipercaliemia. Utilização concomitante NÃO RECOMENDADA: PERINDOPRIL: Diuréticos poupadores do potássio (p.ex. triamtereno, amilorida, esplerenina, espironolactona), sais de potássio: Estes medicamentos são conhecidos por induzir hipercaliemia (potencialmente fatal), especialmente em conjunto com insuficiência renal (efeitos hipercaliemicos aditivos). A combinação do Atorvastatina / Perindopril / Amlodipina com os fármacos acima mencionados não é recomendada. No entanto, se o uso concomitante for indicado, devem ser usados com cuidado e com frequente monitorização do potássio sérico.

Ácido fólico + Cianocobalamina + Iodo + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: Sais de lítio: A administração concomitante de sais de lítio e sais de potássio pode produzir hipotiroidismo, pelo que esta associação deve ser evitada. No entanto, se esta associação for necessária, pode-se co-administrar a hormona da tiróide para tratar os sintomas.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Antagonistas dos Receptores da Angiotensina II (ARA II) + Sais de Potássio

Observações: Por aumento do risco de hipercaliemia
Interações: Aumentam o risco de hipercaliemia quando associados a ARA II: - Sais de Potássio

Rosuvastatina + Perindopril + Indapamida + Sais de Potássio

Observações: n.d.
Interações: Relacionados com perindopril Uso concomitante não recomendado: Diuréticos poupadores de potássio (espironolactona, triantereno, em monoterapia ou em associação), potássio (sais): inibidores da ECA atenuam a descida de potássio induzida pelo diurético. Diuréticos poupadores de potássio tais como espironolactona, triantereno ou amilorida, suplementos de potássio ou potássio contendo sais substitutos podem provocar aumentos significativos do potássio sérico (potencialmente fatal). Se o uso concomitante for indicado devido a uma hipocaliemia documentada deve ser usado com precaução e com frequente monitorização do potássio sérico e por ECG.

Perindopril + Indapamida + Amlodipina + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: Uso concomitante não recomendado: PERINDOPRIL: Fármacos poupadores do potássio (p.ex. triamtereno, amilorida,...), potássio (sais): Hipercaliemia (potencialmente fatal), especialmente em adição a insuficiência renal (efeitos hipercaliemicos aditivos).

Felodipina + Ramipril + Sais de Potássio

Observações: A felodipina é um substrato do CYP3A4. Os dados de ensaios clínicos têm demonstrado que o duplo bloqueio do sistema renina-angiotensina-aldosterona (SRAA) através do uso combinado de inibidores da ECA, antagonistas dos recetores da angiotensina II ou aliscireno está associado a uma maior frequência de acontecimentos adversos, tais como hipotensão, hipercaliemia e função renal diminuída (incluindo insuficiência renal aguda) em comparação com o uso de um único fármaco com ação no SRAA.
Interações: Sais de potássio, diuréticos poupadores de potássio: É de prever um aumento da concentração de potássio sérico. O tratamento concomitante com diuréticos poupadores de potássio (p. ex.: espironolactona, triamtereno ou amilorida) ou com sais de potássio exige monitorização estreita do potássio sérico.

Ácido acetilsalisílico + Atorvastatina + Ramipril + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: Precauções de utilização: Sais de potássio, heparina, diuréticos poupadores de potássio e outras substâncias ativas que aumentam o potássio plasmático (incluindo antagonistas da angiotensina II, trimetoprim, tacrolímus): como pode ocorrer hipercaliemia, é necessária a monitorização frequente do potássio sérico.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cetoprofeno + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: Determinados grupos farmacoterapêuticos de medicamentos podem causar hipercaliemia, por exemplo: sais de potássio, diuréticos poupadores de potássio, inibidores de enzimas de conversão, antagonistas do recetor da angiotensina II, AINEs, heparinas (de baixo peso molecular ou não fracionadas), ciclosporinas, tacrolimus e trimetoprim. A ocorrência de hipercaliemia pode depender da presença de vários fatores coexistentes. O risco é aumentado quando as substâncias mencionadas são administradas em simultâneo.

Cetoprofeno + Omeprazol + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: Ligadas ao componente CETOPROFENO: Certas substâncias ou classes terapêuticas têm um potencial de contribuir para a ocorrência de hipercalémia: Sais de potássio, diuréticos poupadores de potássio, inibidores do enzima de conversão da angiotensina, anti-inflamatórios não esteróides (AINEs), heparinas (de baixo peso molecular ou não fraccionados), ciclosporina, tacrolímus e trimetoprim. A ocorrência de hipercalémia pode depender da existência duma combinação de factores. Este risco está aumentado pela administração combinada das substâncias acima referidas. A administração concomitante de Cetoprofeno com os seguintes produtos requer uma monitorização apertada. Se a associação não puder ser evitada, é necessária uma observação clínica cuidadosa bem como monitorização dos valores laboratoriais.
 Potencialmente Fatal

Cloreto de potássio + Cloreto de sódio + Glucose + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas com a presença de potássio: A administração concomitante da solução com um dos seguintes medicamentos pode originar uma hipercalémia fatal, particularmente em doentes com insuficiência renal (adição de efeitos de hipercalémia): - Diuréticos poupadores de potássio (só ou em combinação) (amilorida, triamtereno, espironolactona, eplerenona) - Inibidores da enzima de conversão da angiotensina (IECA) (tais como captopril, enalapril, lisinopril) - Bloqueadores dos recetores da Angiotensina II (Candesartan, telmisartan, eprosartan, irbesartan, losartan, valsartan) - Medicamentos com potássio tais como sais potássicos de penicilina - Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) (diclofenac, indometacina, piroxicam, ácido mefenâmico, celecoxib) - Heparina (inibidor da síntese de aldosterona) - Pentamidina, trimetoprim (bloqueadores dos canais de sódio) - Ciclosporina, tacrolimus (inibidores da calcineurina) - Bloqueadores β-adrenérgicos (propranolol, nadolol, atenolol) - Succinilcolina (suxametonium) (relaxante muscular)

Espironolactona + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: A utilização concomitante de espironolactona com outros diuréticos poupadores de potássio, inibidores da ECA, antagonista da angiotensina II, bloqueadores da aldosterona, heparina, heparina de baixo peso molecular, suplementos de potássio, dieta rica em potássio ou substitutos do sal que contenham potássio podem levar a hipercaliemia grave.

Perindopril + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: Alguns medicamentos ou classes terapêuticas podem aumentar a ocorrência de hipercaliemia: aliscireno, sais de potássio, diuréticos poupadores de potássio, IECAs, antagonistas dos recetores da angiotensina II, AINEs, heparinas, medicamentos imunossupressores tal como ciclosporina ou tacrolímus, trimetoprim. A associação destes medicamentos aumenta o risco de hipercaliemia. Diuréticos poupadores de potássio (por ex. triamtereno, amilorida,...), sais de potássio: Hipercaliemia (potencialmente letal), especialmente em associação com compromisso renal (efeitos hipercaliemicos aditivos). A combinação de perindopril com os fármacos acima mencionados não é recomendada. No entanto, se a utilização concomitante for indicada, devem ser usados com precaução e sob monitorização frequente dos níveis de potássio sérico.

Ramipril + Amlodipina + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: Associadas ao ramipril Precauções de utilização Sais de potássio, heparina, diuréticos poupadores de potássio e outras substâncias ativas que aumentam o potássio plasmático (incluindo antagonistas da Angiotensina II, trimetoprim, tacrolimus, ciclosporina): Pode ocorrer hipercaliemia, sendo, por conseguinte, necessário efetuar uma monitorização cuidadosa dos níveis de potássio séricos.

Atorvastatina + Perindopril + Sais de Potássio

Observações: Não foram realizados estudos de interação medicamentosa com este medicamento e outros medicamentos, embora alguns estudos tenham sido realizados com atorvastatina e perindopril separadamente. Os dados de estudos clínicos demonstram que o duplo bloqueio do sistema renina-angiotensina-aldosterona (SRAA) através da utilização combinada de IECAs, antagonistas dos recetores da angiotensina II ou aliscireno está associado ao aumento da frequência de eventos adversos, tais como hipotensão, hipercaliemia, diminuição da função renal (incluindo insuficiência renal aguda) comparativamente com a utilização de um único medicamento que atua no SRAA.
Interações: Medicamentos que induzem hipercaliemia Alguns medicamentos ou classes terapêuticas podem aumentar a ocorrência de hipercaliemia: aliscireno, sais de potássio, diuréticos poupadores de potássio, IECAs, antagonistas dos recetores da angiotensina-II, AINEs, heparinas, imunossupressores, tais como a ciclosporina ou tacrolímus, trimetoprim. A associação de Atorvastatina + Perindopril com estes medicamentos aumenta o risco de hipercaliemia. Utilização concomitante não recomendada: Perindopril Diuréticos poupadores do potássio (p. ex. triamtereno, amilorido, esplerenina, espironolactona), sais de potássio: Estes medicamentos são conhecidos por induzir hipercaliemia (potencialmente fatal), especialmente em conjunto com insuficiência renal (efeitos hipercaliemicos aditivos). A combinação do Atorvastatina + Perindopril com os fármacos acima mencionados não é recomendada. No entanto, se o uso concomitante for indicado, devem ser usados com cuidado e com frequente monitorização do potássio sérico.

Enalapril + Lercanidipina + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: MALEATO DE ENALAPRIL: Os dados de ensaios clínicos têm demonstrado que o duplo bloqueio do sistema renina- angiotensina-aldosterona (SRAA) através do uso combinado de inibidores da ECA, antagonistas dos recetores da angiotensina II ou aliscireno está associado a uma maior frequência de acontecimentos adversos, tais como hipotensão, hipercaliemia e função renal diminuída (incluindo insuficiência renal aguda) em comparação com o uso de um único fármaco com ação no SRAA. Algumas substâncias ativas ou classes terapêuticas podem favorecer o desenvolvimento de hipercaliemia: Sais de potássio, diuréticos poupadores de potássio, inibidores da ECA, inibidores da angiotensina II, anti-inflamatórios não esteroides, heparinas (baixo peso molecular ou não fracionadas), ciclosporina, tacrolimus, trimetoprim. A ocorrência de hipercaliemia pode depender da existência de fatores de risco associados. O risco é aumentado em combinação com os medicamentos acima referidos.

Hidroclorotiazida + Amilorida + Sais de Potássio

Observações: N.D.
Interações: Através de uma administração suplementar de IECA’S poderá surgir uma queda excessiva da pressão arterial assim como uma deterioração da função renal, e por essa razão o IECA deverá ser cuidadosamente doseado. Além disso aumenta o perigo de uma hipercaliémia. O perigo de uma hipercaliémia existe igualmente com a administração simultânea de sais de potássio ou de outros medicamentos poupadores de potássio. O efeito antihipertensor e diurético pode ser reduzido através de uma administração simultânea de salicilatos ou outros anti-inflamatórios não-esteróides (p.e. indometacina).

Ramipril + Hidroclorotiazida + Sais de Potássio

Observações: n.d.
Interações: Precauções de utilização: Sais de potássio, heparina, diuréticos poupadores de potássio e outras substâncias activas que aumentam o potássio plasmático (incluindo antagonistas da Angiotensina II, trimetoprim, tacrolimus, ciclosporina): Pode ocorrer hipercaliemia; consequentemente é necessário efectuar uma monitorização cuidada dos níveis de potássio séricos.
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 10 de Março de 2016