Pamidronato de sódio

DCI com Advertência na Gravidez
O que é
O ácido pamidrónico, Pamidronato dissódico ou Pamidronato de sódio, é um bifosfonato contendo nitrogénio usado para prevenir a osteoporose.
O Pamidronato pertence a um grupo de medicamentos denominados bifosfonatos (bis FOS fo nayts).
Ele altera o ciclo de formação óssea e colapso no corpo.
Pamidronato é usado para tratar níveis elevados de cálcio no sangue relacionado com o cancro (também chamado de hipercalcemia maligna).
Pamidronato é também utilizado para tratar a doença de Paget do osso.
O pamidronato é usado para tratar a lesão óssea causada por certos tipos de cancro, como cancro de mama ou cancro de medula óssea.
O pamidronato não trata o cancro.
Usos comuns
O tratamento de hipercalcemia moderada a severa associada à malignidade com ou sem metástases ósseas, o tratamento de doença de Paget do osso moderada a grave, o tratamento de lesões ósseas osteolíticas do mieloma múltiplo e metástases ósseas de cancro de mama, em conjunto com a quimioterapia padrão.
Tipo
Molécula pequena.
História
Pamidronato dissódico foi patenteado em 1971 e aprovado para uso médico em 1987.
Indicações
Para o tratamento da hipercalcemia moderada ou grave associada com malignidade.
Classificação CFT

09.06.02 : Bifosfonatos

Mecanismo De Ação
O mecanismo de acção do pamidronato é a inibição da reabsorção óssea.

Pamidronato adsorve ao fosfato de cálcio (hidroxiapatite) cristais no osso e pode bloquear directamente a dissolução deste componente mineral de osso.

Estudos in vitro sugerem que a inibição da actividade dos osteoclastos contribui para a inibição da reabsorção óssea.

O pamidronato também tem como alvo sintase farnesyl pirofosfato (FPP).

Bifosfonatos contendo azoto (tal como o pamidronato, alendronato, risedronato, ibandronato e zoledronato) parecem actuar como análogos de lípidos isoprenóides difosfato, inibindo assim FPP sintase, uma enzima na via do mevalonato.

A inibição desta enzima em osteoclastos previne a biossíntese de lípidos isoprenóides (FPP e GGPP) que são essenciais para a farnesilação pós-translacional e geranilgeranilação de proteínas sinalizadoras pequena GTPase.

Esta actividade inibe a actividade dos osteoclastos e diminui a reabsorção óssea e volume de negócios.

Em mulheres na pós-menopausa, reduz a elevada taxa de renovação óssea, levando, em média, a um ganho líquido de massa óssea.
Posologia Orientativa
Hipercalcemia de malignidade moderada a severa:
Adultos:
IV: Para moderada, administrar de 60 a 90 mg como uma infusão de dose única inicial sobre 2 a 24 h. Para grave, administrar 90 mg como uma infusão de dose única inicial sobre 2 a 24 h. Para o retratamento, mesmo como terapia inicial, pelo menos 7 dias após a dose inicial.

A doença de Paget:
Adultos:
IV de 30 mg/dia como uma 4-h perfusão em 3 dias consecutivos, para uma dose total de 90 mg. Para o retratamento, mesmo como terapia inicial, quando clinicamente indicado.

Osteolíticas metástases ósseas de cancro de mama:
Adultos: IV 90 mg como uma infusão de 2 h cada 3 a 4 semanas.

Osteolíticas lesões ósseas do mieloma múltiplo:
Adultos: IV 90 mg em 4 h de infusão em uma base mensal.
Administração
Via IV.
Infusão no mínimo em 2 h.
Contraindicações
Hipersensibilidade aos bisfosfonatos.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Obtenha ajuda médica de emergência se tiver algum destes sinais de reacção alérgica: urticária, dificuldade em respirar, inchaço do rosto, lábios, língua ou garganta.

Contacte o médico imediatamente se tiver efeitos adversos graves, tais como:
– febre alta;
– dor articular, dor no osso ou dor muscular grave;
– dor incomum na coxa ou quadril;
– urinar menos que o habitual ou não urinar de todo;
– inchaço, rápido ganho de peso;
– dor ou ardor ao urinar;
– crises (convulsões);
– dor ocular, alterações na visão;
– pele pálida, sensação de tontura ou falta de ar, aumento da frequência cardíaca, dificuldade de concentração, ou
– confusão, batimento de coração irregular, sede excessiva, aumento da micção, desconforto na perna, fraqueza muscular ou sensação de coxear ou espasmos musculares.

Efeitos secundários menos graves podem incluir:
– febre baixa;
– dor de estômago, perda de apetite, náuseas, vómitos;
– prisão de ventre, ou
– dor, vermelhidão, inchaço ou um nódulo doloroso duro sob a pele ao redor do locar de administração do medicamento.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Todos os trimestres: D - Há evidências de risco em fetos humanos. Só usar se o benefício justificar o risco potencial. Em situação de risco de vida ou em caso de doenças graves para as quais não se possa utilizar drogas mais seguras, ou se estas drogas não forem eficazes.
Precauções Gerais
É importante que o médico acompanhe o seu progresso em visitas regulares depois de ter recebido a injecção de pamidronato.

Mesmo que a sua condição tenha melhorado, o seu progresso deve continuar a ser vigiado.

Os resultados dos testes de laboratório ou a ocorrência de certos sintomas vão indicar se a sua condição está a regressar e se necessita de um segundo tratamento.

Usar pamidronato na gravidez pode pode provocar danos no feto.
Utilize um contraceptivo eficaz para não correr o risco de engravidar.
Se suspeita ter engravidado durante o uso do medicamento, informe o médico imediatamente.

Para os pacientes que utilizam o pamidronato de hipercalcemia (excesso de cálcio no sangue):
– o médico pode querer que siga uma dieta pobre em cálcio.

É importante informar o médico se tem um histórico de problemas com a boca ou dentes (por exemplo, doenças da gengiva).

Fale com o médico caso tenha tomado medicamentos com bifosfonatos, como o alendronato, etidronato, pamidronato, risedronato ou tiludronato, no passado.

Antes de começar a tomar pamidronato é necessário fazer um exame dentário.
É importante falar com seu médico antes de quaisquer procedimentos dentários ou cirurgias feitas enquanto está a tomar pamidronato.

Informe o médico imediatamente se tiver rigidez maxilar, inchaço, entorpecimento, dor ou um dente solto. Isso pode ser sintomas de um problema grave na mandíbula.

Informe o médico sobre quaisquer novos problemas de saúde, especialmente com os dentes ou maxilares.

Informe o médico imediatamente se tiver dor óssea severa, articular ou dor muscular depois de tomar pamidronato.

Pamidronato pode aumentar o risco de desenvolvimento de fracturas do osso da coxa.
Isto pode ser mais comum se for tomado por um longo período de tempo.
Fale com o médico imediatamente se tiver dor nas coxas, virilha ou quadris.

Não tome outros medicamentos que não tenham sido discutidos com o médico.
Isso inclui medicamentos de venda livre, medicamentos e ervas ou suplementos vitamínicos.
Cuidados com a Dieta
Sem informação.
Terapêutica Interrompida
Contacte o médico para instruções se esquecer de uma dose de pamidronato.
Cuidados no Armazenamento
Não conservar acima de 25°C.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Sem efeito descrito

Pamidronato de sódio + Citotóxicos

Observações: N.D.
Interacções: O pamidronato tem sido administrado concomitantemente com outros medicamentos anti-tumorais comuns sem que tenham ocorrido interacções. - Citotóxicos
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Pamidronato de sódio + Talidomida

Observações: N.D.
Interacções: Em doentes com mieloma múltiplo, o risco de disfunção renal pode estar aumentado quando Pamidronato é usado em combinação com a talidomida. - Talidomida
Usar com precaução

Pamidronato de sódio + Nefrotóxicos

Observações: N.D.
Interacções: Devem ser tomadas precauções quando Pamidronato é usado com outros medicamentos potencialmente nefrotóxicos. - Nefrotóxicos
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Pamidronato de sódio + Calcitonina de salmão

Observações: N.D.
Interacções: O pamidronato tem sido utilizado em associação com a calcitonina, em doentes com hipercalcemia grave, dando origem a um efeito sinérgico que se traduz por uma descida mais rápida do cálcio sérico. - Calcitonina de salmão
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Pamidronato de sódio + Calcitonina humana

Observações: N.D.
Interacções: O pamidronato tem sido utilizado em associação com a calcitonina, em doentes com hipercalcemia grave, dando origem a um efeito sinérgico que se traduz por uma descida mais rápida do cálcio sérico. - Calcitonina humana
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções do Pamidronato de sódio
Informe o médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Não existem dados adequados sobre a utilização de pamidronato em mulheres grávidas.
Os estudos em animais, não demonstram nenhuma evidência que não possa existir efeito teratogénico.
A administração de pamidronato pode representar um risco para o feto/recém nascido através da sua acção farmacológica na homeostase cálcica.
Quando administrado durante todo o período de gestação em animais, o pamidronato pode causar perturbações da mineralização óssea, especialmente nos ossos longos, causando deformações angulares.
Desconhece-se qual o risco potencial para o ser humano; pelo que o pamidronato dissódico não deve ser utilizado durante a gravidez, excepto nos casos de hipercalcemia com perigo de vida.

Uma experiencia muito limitada indica níveis de leite materno de pamidronato abaixo do limite de detecção.
Adicionalmente a biodisponibilidade oral é fraca, pelo que não é provável a absorção total de pamidronato por uma criança a amamentar.
No entanto, devido a uma experiência extremamente limitada e ao potencial do pamidronato de ter um impacto importante na mineralização do osso, não é recomendada a amamentação durante o tratamento.

Deve advertir-se os doentes que pode ocorrer sonolência e/ou tonturas após a perfusão de pamidronato dissódico, circunstância na qual não devem conduzir, utilizar maquinaria potencialmente perigosa ou efetuar actividades que podem constituir um risco devido à diminuição do estado de alerta.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 30 de Abril de 2021