Oximetazolina

DCI com Advertência na Gravidez
O que é
A simpatomimética de ação direta usado como um vasoconstritor para aliviar a congestão nasal.
Usos comuns
Oximetazolina é usada para aliviar a vermelhidão devido a irritações oculares menores, tais como as causadas por resfriados, poeira, vento, poluição, pólen, natação, ou o uso de lentes de contato.

Oximetazolina está disponível sem receita médica.
Tipo
pequena molécula
História
Foi desenvolvido a partir de xilometazolina na E. Merck Darmstadt por Fruhstorfer em 1961.
Indicações
Nasal:
Conjuntivites alérgicas e sazonais.
Tratamento sintomático da congestão nasal.

Oftálmico:
É um descongestionante usado no tratamento sintomático da irritação da conjuntiva ocular.
Classificação CFT
14.01.01     Descongestionantes 15.02.03     Outros anti-inflamatórios, descongestionantes e antialérgicos
Mecanismo De Ação
A oximetazolina é uma amina simpatomimética atuação direta, o qual atua sobre os recetores alfa-adrenérgicos nas arteríolas da conjuntiva e mucosa nasal.

Ela produz vasoconstrição, resultando em diminuição da congestão conjuntival em oftálmica.

Em nasal produz constrição, resultando na diminuição do fluxo sanguíneo e diminuição da congestão nasal.
Posologia Orientativa
Nasal:
Adultos e crianças com mais de 10 anos: 1 a 2 pulverizações em cada narina 2-3 vezes por dia, no máximo.

Crianças de 6-10 anos: 1 pulverização em cada narina 2-3 vezes por dia, no máximo.

Não usar o medicamento mais do que 5-7 dias consecutivos.

Uso oftálmico:

Posologia no adulto: A posologia média é de 1 a 2 gotas, no globo ocular, 4 vezes ao dia.

A duração da sua utilização deve ser inferior a três dias.

A dose recomendada para crianças com idade superior a 6 anos é idêntica à dos adultos, de 1 ou 2 gotas 4 vezes ao dia.
Administração
Via nasal: aplicar nas narinas.

Não usar o medicamento mais do que 5-7 dias consecutivos.

Via oftálmica: Aplicar no globo ocular 4 vezes ao dia.

A ponta do aplicador não deverá tocar em qualquer superfície (incluindo o olho).

Deve-se manter o frasco bem fechado.
Contraindicações
Nasal:

- por doentes em tratamento com inibidores da monoaminoxidase (IMAOs) ou doentes que tomaram IMAOs nas 2 semanas precedentes.

- em doentes com glaucoma de ângulo fechado.

Não deve ser usado em doentes após hipofisectomia trans-esfenoidal.

- por crianças com menos de 6 anos de idade.

- em caso de hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer dos excipientes.

- quando há uma inflamação da pele e da mucosa do vestíbulo nasal e crostas (rinite sicca).

- por doentes com doença cardíaca coronária aguda ou asma cardíaca.

Oftálmico:
- Hipersensibilidade à substância ativa, cloridrato de oximetazolina ou a outros fármacos adrenérgicos
- Glaucoma de ângulo fechado.
- Crianças com idade inferior a 6 anos.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Nasal:

Pouco frequentes (1/100-1/1000): Sistema respiratório: Espirros, secura e irritação do nariz, boca e garganta.

Raros (<1/1000): SNC: ansiedade, efeito sedativo, irritabilidade, perturbações do sono em crianças.

Cardiovasculares: taquicardia, palpitações, aumento da pressão arterial.

Gerais: hiperemia reativa, cefaleias, náuseas, exantema e perturbações visuais.

A utilização por período de tempo superior ao recomendado poderá dar origem à redução da eficácia e/ou congestão por efeito rebound

Oftálmico: São efeitos indesejáveis frequentes o desconforto ocular momentâneo após aplicação do colírio, solução.

O desconforto ocular é transitório e pode ser acompanhado por ardor e irritação ocular, não representando qualquer problema.

Podem ocorrer alterações da visão, visão turva e fotofobia.

A suspensão da medicação, por vezes, pode originar o reaparecimento da sintomatologia inicial.

A continuação do tratamento por um período superior ao indicado pode originar congestão ocular crónica e agravamento sintomático.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Pode causar constrição dos vasos uterinos com redução do fluxo sanguíneo, hipóxia fetal e bradicardia. Risco fetal desconhecido, por falta de estudos alargados.
Precauções Gerais
- Deve-se tomar precaução no caso de hipertensão arterial e doença cardíaca, incluindo angina, hipertiroidismo, diabetes mellitus e hipertrofia prostática.

- Não exceder a dose recomendada.

- Se os sintomas piorarem ou persistirem ao fim de 3 dias, deverá consultar o médico para reavaliar a sua situação clínica.

- Deve ser usado no máximo de 7 dias consecutivos para evitar exacerbação e rinite induzida pelo medicamento.

- O conservante (cloreto de benzalcónio) presente no Sinexsensi pode causar inchaço da mucosa nasal, especialmente se usado por longos períodos.

Se houver suspeita desta reação (congestão nasal persistente), deverá ser usado, se possível, um medicamento para administração nasal que não contenha conservante.

Se não existir outro produto para administração nasal sem conservante, deverá ser considerada a utilização de outra forma de administração.
Cuidados com a Dieta
Não interfere com alimentos e bebidas.
Terapêutica Interrompida
Nasal: Não tome uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de aplicar; mas continue a utilizar o medicamento de acordo com as instruções de administração.

Oftálmico: Se se esquecer de administrar o medicamento na devida altura, espere até que perfaça o tempo para a próxima administração, ou seja, só deve colocar a dose à hora habitual de aplicação.

Não aplique uma gota extra no seu olho, com o objetivo de substituir a que se esqueceu.
Cuidados no Armazenamento
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Conservar a temperatura inferior a 25°C.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.

Loratadina + Pseudoefedrina + Oximetazolina

Observações: N.D.
Interações: Não se recomendam as seguintes associações: Outros vasoconstritores utilizados como descongestionantes nasais pelas vias oral ou nasal (fenilpropanolamina, fenilefrina, efedrina, oximetazolina, nafazolina...): risco de vasoconstrição.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Desloratadina + Pseudoefedrina + Oximetazolina

Observações: N.D.
Interações: SULFATO de PSEUDOEFEDRINA: Outros vasoconstritores utilizados como descongestionantes nasais por via oral ou nasal (fenilpropanolamina, fenilefrina, efedrina, oximetazolina, nafazolina...): risco de vasoconstrição.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Oximetazolina + Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)

Observações: Não foram realizados estudos sobre interações na população pediátrica.
Interações: A utilização concomitante de medicamentos que contêm oximetazolina e de medicamentos com um efeito hipertensivo (ex. inibidores da monoaminooxidase e antidepressivos tricíclicos) pode levar a um aumento da pressão arterial, devido à sua atividade cardiovascular.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Oximetazolina + Antidepressores (Tricíclicos)

Observações: Não foram realizados estudos sobre interações na população pediátrica.
Interações: A utilização concomitante de medicamentos que contêm oximetazolina e de medicamentos com um efeito hipertensivo (ex. inibidores da monoaminooxidase e antidepressivos tricíclicos) pode levar a um aumento da pressão arterial, devido à sua atividade cardiovascular.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Oximetazolina + Hipertensores

Observações: Não foram realizados estudos sobre interações na população pediátrica.
Interações: A sobredosagem ou a ingestão de Oximetazolina e a utilização de medicamentos com um efeito hipertensivo simultaneamente ou imediatamente antes da sua administração pode levar ao aumento da pressão arterial.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Oftálmico: Deve ser administrado com cuidado de forma a evitar a contaminação do líquido por contacto, devendo os utilizadores de lentes de contacto remover as lentes antes de aplicar o medicamento.

O uso de lentes de contacto deve ser interrompido durante todo o período de tratamento.

O uso de lentes de contacto é desaconselhado quando há sintomas de hiperemia e irritação ocular por perigo de ocorrerem situações infecciosas oculares.

A duração do tratamento não deve ser superior a três dias, sem supervisão médica pelo risco de causar congestão ocular crónica e agravamento sintomático.

A ponta do aplicador não deverá tocar em qualquer superfície (incluindo o olho).

Deve-se manter o frasco bem fechado.

Se tiver de utilizar outro medicamento para os olhos em gotas, deverá esperar pelo menos 15 minutos entre a aplicação de cada um dos medicamentos.

Este medicamento não deve ser utilizado em mulheres grávidas ou em período de amamentação.

Oftálmico: Embora estudos clínicos tenham mostrado que este fármaco não tem efeito sobre o tamanho pupilar e sobre a recessão do ponto próximo da visão distinta, será prudente para o utilizador deste colírio, a abstenção de condução ou de lidar com máquinas durante a primeira hora após a instilação do medicamento.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017