Orlistato

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica)
O que é
O orlistato é uma substância destinada a tratar a obesidade.

Sua principal função é impedir a absorção de gorduras da dieta humana, reduzindo, assim, a ingestão calórica.

Orlistat funciona inibindo a lipase pancreática, uma enzima que quebra os triglicerídeos no intestino.

Sem esta enzima, os triglicerídeos da dieta são impedidos de serem hidrolisados em ácidos gordos livres e absorvíveis e são excretados sem serem digeridos.
Usos comuns
Orlistato é usado em conjunto com uma dieta reduzida em calorias para ajudar a perder peso e para ajudar a impedir que o peso perdido volte.

Também é usado em pessoas com excesso de peso que também podem ter diabetes, tensão alta, colesterol elevado ou doença cardíaca.

Orlistato impede o intestino de absorver algumas das gorduras dos alimentos.

A gordura não digerida sai do corpo através das fezes.

Orlistato está disponível para venda livre e ou com prescrição médica.
Tipo
pequena molécula
História
Sem informação.
Indicações
É indicado, em associação com uma dieta moderadamente hipocalórica, no tratamento de doentes obesos com um Índice de Massa Corporal (IMC) igual ou superior a 30 Kg/m2 ou em doentes com excesso de peso (IMC ≥28 Kg/m2) com fatores de risco associados.

O tratamento com orlistato deverá ser interrompido se, após 12 semanas, o doente não tiver perdido, pelo menos, 5% do peso corporal determinado no início do tratamento.
Classificação CFT
06.05     Inibidores enzimáticos
Mecanismo De Ação
O orlistat é um inibidor reversível das lipases.

Exerce a sua atividade terapêutica no lúmen do estômago e do intestino delgado através da formação de uma ligação covalente com o local ativo resíduo de serina das lipases gástricas e pancreáticas.

As enzimas são inativadas, e assim indisponíveis para hidrolisar a gordura na dieta, na forma de triglicérides em ácidos gordos livres e monoglicerídeos absorvíveis.

Como os triglicerídeos não digeridos não são absorvidos, o déficit calórico resultante pode ter um efeito positivo no controle de peso.
Posologia Orientativa
A dose recomendada de orlistato é de uma cápsula de 120 mg.
Administração
Tomar com água imediatamente antes, durante ou até uma hora após cada refeição principal.

Se for omitida uma refeição ou se esta não contiver gordura, a dose de orlistato deve ser omitida.

O doente deve proceder a uma dieta equilibrada do ponto de vista nutricional, moderadamente hipocalórica e em que as gorduras contribuam, aproximadamente em 30% para o valor calórico total.

Recomenda-se que a dieta seja rica em frutas e vegetais.

A ingestão diária de gorduras, de hidratos de carbono e de proteínas deve ser distribuída pelas três refeições principais.
Contraindicações
- Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos excipientes.
- Síndrome de má absorção crónica.
- Colestase.
- Aleitamento.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Efeitos secundários muito frequentes (afetam mais que 1 utilizador em cada 10):
Dor de cabeça, dor/mal-estar abdominal, necessidade urgente ou mais frequente de defecar, flatulência (gases) com descarga fecal, evacuação oleosa, fezes gordurosas ou oleosas, fezes líquidas, níveis baixos de açúcar no sangue (em alguns doentes com diabetes do tipo 2).

Efeitos secundários frequentes (afetam 1 a 10 utilizadores em cada 100): Desconforto/dor retal, fezes moles, incontinência (fezes), inchaço (em alguns doentes com diabetes do tipo 2), doenças dos dentes/das gengivas, irregularidades do ciclo menstrual, fadiga.

Também foram comunicados os efeitos secundários seguintes, mas a sua frequência não pode ser estimada a partir dos dados disponíveis: Reações alérgicas.

Os principais sintomas são: comichão, erupções na pele, pápulas (pequenas elevações dérmicas que originam comichão, sendo mais pálidas ou mais avermelhadas do que a pele envolvente), dificuldade respiratória grave, náuseas, vómitos e mal-estar.

Formação de bolhas na pele (incluindo bolhas que rebentam).

Diverticulite.

Hemorragia retal (do reto).

Pode ser detetado um aumento dos níveis de algumas enzimas hepáticas em análises ao sangue.

Hepatite (inflamação do fígado).

Os sintomas podem incluir amarelecimento da pele e dos olhos, prurido (comichão), urina escura, dor de estômago e hipersensibilidade (alergia) dolorosa do fígado (manifestada por dor na parte inferior da caixa torácica, no seu lado direito), por vezes com perda de apetite.

Pare de tomar este medicamento se lhe surgirem tais sintomas e informe o seu médico.

Cálculos biliares.

Pancreatite (inflamação no pâncreas).

Nefropatia por oxalato (acumulação de oxalato de cálcio que pode conduzir a cálculos renais).
Advertências
Gravidez
Gravidez:Não se dispõe de informação útil; evitar. Risco fetal desconhecido, por falta de estudos alargados.
Aleitamento
Aleitamento:Excretado no leite; evitar.
Precauções Gerais
Nos ensaios clínicos, o tratamento com orlistato originou menor perda de peso nos doentes com diabetes do tipo 2 do que nos doentes não diabéticos.

O tratamento com medicamentos antidiabéticos deverá ser cuidadosamente monitorizado durante a administração de orlistato.

Não é recomendada a administração concomitante de orlistato e ciclosporina.

Os doentes devem ser aconselhados a respeitar as recomendações dietéticas.

A possibilidade de ocorrerem reações adversas gastrointestinais pode aumentar quando orlistato for tomado com uma dieta de elevado teor em gordura (por exemplo: numa dieta de 2000 Kcal/dia, >30% das calorias provenientes da gordura equivalem a >67 g de gordura).

A ingestão diária de gordura deverá ser distribuída pelas três refeições principais.

Se orlistato for tomado com uma refeição que apresente um teor muito elevado em gordura, a possibilidade da ocorrência de reações adversas gastrointestinais pode aumentar.

Foram notificados casos de hemorragia retal com orlistato.

Os médicos prescritores devem procurar investigar, no caso de sintomas graves e ou persistentes.

A utilização de um método adicional de contraceção é recomendado para prevenir uma possível falha da contraceção oral, que pode ocorrer no caso de diarreia grave.

Os parâmetros de coagulação devem ser monitorizados em doentes tratados concomitantemente com anticoagulantes orais.

A utilização de orlistato pode estar associada a hiperoxalúria e a nefropatia por oxalato, levando, por vezes, a insuficiência renal.

O risco está aumentado em doentes com doença subjacente crónica do rim e/ou depleção do volume.

Pode acontecer a ocorrência rara de hipotiroidismo e/ou diminuição do controlo do hipotiroidismo.

O mecanismo, embora não provado, pode envolver a diminuição da absorção de sais de iodo e/ou levotiroxina.

Doentes a tomar antiepiléticos: o orlistato pode desequilibrar o tratamento anticonvulsivante, através da diminuição da absorção dos fármacos antiepiléticos, dando origem a convulsões.
Cuidados com a Dieta
Pode ser tomado imediatamente antes ou durante uma refeição, ou até uma hora após uma refeição.
Terapêutica Interrompida
Se se esquecer de tomar o medicamento, tome-o assim que se lembrar até uma hora após a última refeição e depois continue a tomá-lo como habitualmente.

Não tome uma dose dupla.

Se se tiver esquecido de várias tomas, por favor informe o seu médico e siga as instruções que este lhe der.

Não altere a dose prescrita a não ser por indicação do seu médico.
Cuidados no Armazenamento
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Não conservar acima de 25°C-30°C.
Conservar na embalagem de origem para proteger da humidade.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.

Sibutramina + Orlistato

Observações: N.D.
Interações: Não existem dados disponíveis sobre o uso concomitante de sibutramina com orlistat.

Orlistato + Ciclosporina

Observações: N.D.
Interações: Ciclosporina: Foi observada uma diminuição dos níveis plasmáticos de ciclosporina num estudo de interação fármaco-fármaco, tendo também sido relatada em vários casos, quando orlistato foi administrado concomitantemente. Esta situação pode potencialmente conduzir a uma diminuição da eficácia imunossupressora. Por conseguinte, é contraindicada a associação de Orlistato com ciclosporina. No entanto, se a utilização concomitante for inevitável, os níveis plasmáticos de ciclosporina deverão ser monitorizados com maior frequência após adição e até à interrupção de orlistato nos doentes tratados com ciclosporina. Os níveis plasmáticos de ciclosporina devem ser monitorizados até estabilização.

Orlistato + Acarbose

Observações: N.D.
Interações: Acarbose: Na ausência de estudos de interação farmacocinética, a utilização concomitante de orlistato e acarbose deve ser evitada.

Orlistato + Anticoagulantes orais

Observações: N.D.
Interações: Anticoagulantes orais: Quando a varfarina ou outros anticoagulantes orais forem administrados em associação com orlistato, os valores dos quocientes normalizados internacionais (INR) devem ser monitorizados.

Orlistato + Varfarina

Observações: N.D.
Interações: Anticoagulantes orais: Quando a varfarina ou outros anticoagulantes orais forem administrados em associação com orlistato, os valores dos quocientes normalizados internacionais (INR) devem ser monitorizados.

Orlistato + Vitaminas

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.

Orlistato + Retinol (ou vitamina A)

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.

Orlistato + Vitaminas D

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.

Orlistato + Alfatocoferol

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.

Orlistato + Tocoferol (Vitamina E)

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.

Orlistato + Fitomenadiona (Vitamina K1)

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.

Orlistato + Menadiona (vitamina K3)

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.

Orlistato + Betacaroteno

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.
 Sem significado Clínico

Orlistato + Amiodarona

Observações: N.D.
Interações: Amiodarona: Observou-se uma ligeira diminuição dos níveis plasmáticos de amiodarona quando administrada em dose única a um número limitado de voluntários saudáveis e aos quais se administrou orlistato concomitantemente. A relevância clínica deste efeito permanece desconhecida nos doentes em tratamento com amiodarona, embora possa tornar-se clinicamente relevante nalguns casos. Os doentes que estejam a receber tratamento concomitante com amiodarona, é necessário proceder-se a um reforço da monitorização clínica e por ECG.

Orlistato + Antiepilépticos (AEs)

Observações: N.D.
Interações: Antiepiléticos: Foram reportadas convulsões em doentes tratados concomitantemente com orlistato e antiepiléticos, por exemplo, valproato, lamotrigina, para os quais não pode ser excluída uma relação causal de interação. Por conseguinte, estes doentes devem ser monitorizados quanto a possíveis alterações na frequência e/ou gravidade de convulsões.

Orlistato + Valproato semisódico (ácido valpróico)

Observações: N.D.
Interações: Antiepiléticos: Foram reportadas convulsões em doentes tratados concomitantemente com orlistato e antiepiléticos, por exemplo, valproato, lamotrigina, para os quais não pode ser excluída uma relação causal de interação. Por conseguinte, estes doentes devem ser monitorizados quanto a possíveis alterações na frequência e/ou gravidade de convulsões.

Orlistato + Lamotrigina

Observações: N.D.
Interações: Antiepiléticos: Foram reportadas convulsões em doentes tratados concomitantemente com orlistato e antiepiléticos, por exemplo, valproato, lamotrigina, para os quais não pode ser excluída uma relação causal de interação. Por conseguinte, estes doentes devem ser monitorizados quanto a possíveis alterações na frequência e/ou gravidade de convulsões.

Orlistato + Levotiroxina sódica

Observações: N.D.
Interações: Levotiroxina: Pode ocorrer hipotiroidismo e/ou diminuição do controlo do hipotiroidismo. O mecanismo, embora não provado, pode envolver a diminuição da absorção de sais de iodo e/ou levotiroxina.

Orlistato + Amitriptilina

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Atorvastatina

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Biguanidas

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Digoxina

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Fibratos

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Fluoxetina

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Losartan

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Fenitoína

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Fentermina

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Pravastatina

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Nifedipina

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Sibutramina

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Álcool

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: Não foram observadas interações com amitriptilina, atorvastatina, biguanidas, digoxina, fibratos, fluoxetina, losartan, fenitoína, fentermina, pravastatina, Sistema Terapêutico Gastrointestinal (GITS) de nifedipina, nifedipina de libertação controlada, sibutramina ou álcool. A ausência destas interações foi demonstrada em estudos específicos de interação fármaco-fármaco.

Orlistato + Contracetivos orais

Observações: N.D.
Interações: Ausência de interações: A ausência de interação entre contracetivos orais e o orlistato foi demonstrada num estudo específico de interação fármaco-fármaco. No entanto, o orlistato pode reduzir indiretamente a disponibilidade dos contracetivos orais e conduzir a gravidezes inesperadas, nalguns casos individuais. É recomendado um método adicional de contraceção, no caso de diarreia grave.

Multivitaminas + Ácido linoleico + Lecitina + Orlistato

Observações: N.D.
Interações: Alguns fármacos podem interferir com a absorção da vitamina E como a colestiramina, colestipol, orlistato, ferro e dicumarol.
 Sem significado Clínico

Rimonabant + Orlistato

Observações: O efeito inibitório in vivo no CYP2C8 não foi estudado. Contudo, in vitro, o rimonabant demonstrou um efeito inibitório ligeiro no CYP2C8. O potencial para inibição do CYP2C8 in vivo é aparentemente baixo.
Interações: A administração concomitante de orlistato, etanol ou lorazepam não afectou significativamente os níveis plasmáticos de rimonabant.

Ácido alendrónico + Cálcio + Colecalciferol + Orlistato

Observações: n.d.
Interações: Cálcio/colecalciferol O tratamento com orlistato pode potencialmente prejudicar a absorção de vitaminas lipossolúveis (ex: vitamina D)
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ciclosporina + Orlistato

Observações: Interações medicamentosas: Encontram-se descritos de seguida os vários fármacos para os quais há relatos de interações com a ciclosporina, devidamente fundamentadas e consideradas como tendo implicações clínicas. São conhecidos vários fármacos que aumentam ou diminuem os níveis plasmáticos ou sanguíneos de ciclosporina habitualmente pela inibição ou indução de enzimas envolvidos no metabolismo da ciclosporina, em particular as enzimas do citocromo P450.
Interações: Fármacos que diminuem os níveis de ciclosporina: Barbituratos, carbamazepina, fenitoína, nafcilina, sulfadimidina iv, rifampicina, octreótido, probucol, orlistat, Hypericum perforatum (hipericão, erva de S. João), troglitazona, fenobarbital e ticlopidina.

Fluindiona + Orlistato

Observações: N.D.
Interações: Associações que requerem precauções de utilização: Orlistato: Efeito aumentado de anticoagulantes orais e risco de hemorragia. Monitorização mais frequente do INR. Ajustar a dose de anticoagulante oral durante o tratamento com orlistate e, após a sua retirada.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Ácido alendrónico + Colecalciferol + Orlistato

Observações: N.D.
Interações: O olestra, os óleos minerais, o orlistato e os sequestrantes dos ácidos biliares (por ex., colestiramina, colestipol) podem impedir a absorção de vitamina D. Pode considerar-se em cada caso, individualmente analisado, a administração de outros suplementos de vitamina D.

Lamotrigina + Orlistato

Observações: Os estudos de interação só foram realizados em adultos.
Interações: Interações envolvendo outros medicamentos: Têm sido notificadas convulsões em doentes tratados concomitantemente com orlistato e medicamentos antiepiléticos como por exemplo, valproato, lamotrigina, pelo que uma relação causal como uma interação não pode ser excluída. O orlistato pode diminuir a absorção de medicamentos antiepiléticos, levando à perda de controlo em crises. Portanto, esses doentes devem ser monitorados para possíveis mudanças na frequência e/ou gravidade das convulsões.

Nicotinato de alfatocoferol + Orlistato

Observações: N.D.
Interações: O orlistat pode interferir com a absorção do Nicotinato de alfatocoferol.
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Este medicamento só deve ser receitado a mulheres grávidas com muita precaução.

É contraindicado durante o aleitamento.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017