Nitrendipina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI com Advertência na Condução
O que é
Nitrendipina é um bloqueador do canal de cálcio com ação vasodilatadora marcada.

É um agente anti-hipertensor eficaz e difere de outros bloqueadores do canal de cálcio, em que não reduz a taxa de filtração glomerular e é ligeiramente natriurético, em vez de retenção de sódio.
Usos comuns
Para além da indicação principal, que é a HTA, os bloqueadores da entrada do cálcio podem ser utilizados no tratamento da angina de peito (de esforço e espástica).

Têm também particular interesse na hipertensão da grávida.

Alguns bloqueadores da entrada do cálcio (ex: verapamilo, diltiazem) podem ser utilizados em certas perturbações do ritmo.
Tipo
Molécula pequena.
História
Sem informação.
Indicações
Na hipertensão arterial, e como vasodilatador na insuficiência coronária, angina e pós-enfarte do miocárdio.
Classificação CFT

03.04.03 : Bloqueadores da entrada do cálcio

Mecanismo De Ação
Deformando o canal, inibindo os mecanismos de propagação de controle de iões, e/ou interferir com a libertação de cálcio do retículo sarcoplasmático, Nitrendipina inibe o fluxo de cálcio extracelular através da célula do músculo liso do miocárdio e vascular membranas.

A diminuição do cálcio intracelular inibe a contração processos das células do músculo liso do miocárdio, causando dilatação das artérias coronárias e sistémicas, o aumento da oferta de oxigénio para o tecido do miocárdio, diminuição da resistência periférica total, diminuição da pressão arterial sistémica, e diminuição da pós-carga.
Posologia Orientativa
Via oral: 10 a 40 mg/dia (em média 20 mg/dia).

Nos doentes idosos e nos insuficientes hepáticos deve iniciar-se o tratamento com apenas 10 mg/dia.

Reduzir a dose na IH.
Administração
Via oral, pela manhã.
Contraindicações
Estas substâncias estão contraindicadas no choque, no enfarte agudo do miocárdio e na estenose aórtica grave.

O uso das dihidropiridinas e do diltiazem na gravidez exige precaução.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Com os bloqueadores da entrada do cálcio, especialmente com as dihidropiridinas, podem ocorrer diversos efeitos laterais tais como cefaleias, tonturas, edemas, rubor, astenia e náuseas.

É de esperar, com o uso do verapamilo e do galopamil, a ocorrência de bradicardia.

Ao invés, a nifedipina e outras dihidropiridinas podem provocar taquicardia.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Bloqueadores da entrada do cálcio: Algumas dihidropirinas e o diltiazem são teratogénicos em animais; podem inibir o parto; o risco para o feto tem de ser contrabalançado com o risco da hipertensão materna não controlada. Risco fetal desconhecido, por falta de estudos alargados.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:Evitar.
Condução
Condução
Condução:Risco de hipotensão; pode alterar a capacidade de condução.
Precauções Gerais
Reduzir a dose nos idosos na insuficiência hepática e nos hipertensos já tratados com outros anti-hipertensivos.

Gravidez (categoria C) e lactação: avaliar risco/beneficio.

Uso pediátrico não recomendado.

Efeito potencializado por outros hipotensores (b-bloqueadores e outros antagonistas do cálcio).

Glicosídios cardíacos podem necessitar de redução de dose.

Hiperatividade adrenérgica recomenda a associação com b-bloqueadores.
Cuidados com a Dieta
Pode ser administrado independentemente das refeições.
Terapêutica Interrompida
Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ácido ursodesoxicólico + Nitrendipina

Observações: N.D.
Interações: O ácido ursodesoxicólico mostrou reduzir as concentrações plasmáticas máximas (Cmax) e a área sob a curva (AUC) do antagonista do cálcio nitrendipina em voluntários saudáveis. Recomenda-se uma monitorização rigorosa dos resultados da utilização simultânea de nitrendipina e ácido ursodesoxicólico. Pode ser necessário aumentar a dose de nitrendipina. - Nitrendipina
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Nebivolol + Nitrendipina

Observações: n.d.
Interações: Interações farmacodinâmicas: As interações seguintes são as geralmente aplicáveis aos antagonistas beta-adrenérgicos. Associações a ser consideradas: Antagonistas do cálcio do tipo di-hidropiridina (Amlodipina, felodipina, lacidipina, nifedipina, nicardipina, nimodipina, nitrendipina): O uso concomitante pode aumentar o risco de hipotensão, e não pode ser excluido um aumento do risco de uma posterior deterioração da bomba ventricular em doentes com insuficiência cardíaca. - Nitrendipina
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Nebivolol + Hidroclorotiazida + Nitrendipina

Observações: n.d.
Interações: Interações farmacodinâmicas: NEBIVOLOL: As seguintes interações são as geralmente aplicáveis aos antagonistas beta-adrenérgicos. Associações a serem tidas em consideração: Antagonistas do cálcio do tipo dihidropiridina (amlodipina, felodipina, lacidipina, nifedipina, nicardipina, nimodipina, nitrendipina): O uso concomitante pode aumentar o risco de hipotensão, e não pode ser excluído um aumento do risco de uma posterior deterioração da bomba ventricular em doentes com insuficiência cardíaca. - Nitrendipina
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações da Nitrendipina
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 08 de Setembro de 2020