Menadiona (vitamina K3)

O que é
Menadiona ou vitamina K3 é um cetona policíclica aromática, com base em 1,4-naftoquinona, com um substituinte 2-metil.

Este composto pertence à classe de compostos orgânicos conhecidos como naftoquinonas.
Usos comuns
A função primária conhecido da vitamina K é para auxiliar na coagulação normal do sangue, mas também pode desempenhar um papel na calcificação óssea normal.
Tipo
Molécula pequena.
História
Sem informação.
Indicações
A função primária conhecido da vitamina K é para auxiliar na coagulação normal do sangue, mas também pode desempenhar um papel na calcificação óssea normal.
Classificação CFT

N.D.

Mecanismo De Ação
Menadiona (vitamina K3) está envolvido como um cofactor na pós-tradução gama-carboxilação dos resíduos de ácido glutâmico de certas proteínas no organismo.

Estas proteínas incluem a coagulação dependente de vitamina K Factores II (protrombina), VII (proconvertina), IX (factor de Natal), X (factor de Stuart), proteína C, proteína S, proteína Zv e um factor de crescimento específico detenção (Gas6 ).

Em contraste com as outras proteínas dependentes da vitamina K na cascata de coagulação do sangue, proteína C e proteína S tem funções anti-coagulantes.

As proteínas dependentes de vitamina K encontradas no osso são osteocalcina, também conhecida como proteína óssea G1a (gama-carboxiglutamato) ou BGP, e a proteína G1a matriz ou MGP.

Gama-carboxilação é catalisada pelos dependentes de vitamina K gama-carboxilases.

A forma reduzida de vitamina K, a vitamina K hidroquinona, o cofactor é efectiva para o gama-carboxilases.

Proteínas contendo gama-carboxiglutamato são chamadas proteínas de G1A.
Posologia Orientativa
Sem informação.
Administração
Sem informação.
Contraindicações
Hipersensibilidade à Menadiona (vitamina K3).
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Menadiona (vitamina K3), não é utilizado como uma forma de suplemento nutricional em vitamina K para os seres humanos, tem sido relatado causar reacções adversas, incluindo anemia hemolítica.

Doses grandes também podem causar dano cerebral.
Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
Sem informação.
Cuidados com a Dieta
Sem informação.
Terapêutica Interrompida
Não utilizar uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Neomicina + Menadiona (vitamina K3)

Observações: N.D.
Interações: A Neomicina diminui a absorção e, por vezes, aumenta a excreção de diversos nutrientes, a exemplo de hidratos de carbono (sobretudo lactose, sacarose), gorduras (por lesão da mucosa do intestino delgado, com diarreia e, se for prolongada, com menor absorção de vitaminas lipossolúveis), cálcio, ferro, magnésio, potássio, sódio, azoto, ácido fólico e vitaminas A, B6, B12, D, E e K. A Neomicina destrói parte da flora bacteriana normal, levando a diarreia, micoses oportunistas, inclusive vaginais. A suplementação com flora bacteriana normal (Lactobacillus acidophilus, Bifidobacterium bifidus, Bifidobacterium longum, e Lactobacillus casei, Saccharomyces boulardi, Saccharomyces cerevesiae), na dose de um bilião de organismos por dia, bem como a vitamina K são aconselhadas.

Oxigénio + Menadiona (vitamina K3)

Observações: Não foram descritas quaisquer interações com o Oxigénio. Descrevem-se a seguir as interações com oxigénio 100% v/v. Desconhece-se se estas poderão também estar associadas ao oxigénio 22% v/v.
Interações: Medicamentos com interacção adversa conhecida: Adriamicina, menadiona, promazina, clorpromazina, tioridazina e cloroquina. Em tecidos com elevada concentração de oxigénio, em particular, os pulmões, estes efeitos podem ser mais pronunciados.

Orlistato + Menadiona (vitamina K3)

Observações: N.D.
Interações: Vitaminas lipossolúveis: O tratamento com orlistato pode diminuir a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). Nos ensaios clínicos, a grande maioria dos doentes em tratamento com orlistato até 4 anos completos apresentou níveis de vitaminas A, D, E e K e de betacaroteno que se mantiveram dentro dos limites normais. De forma a assegurar uma nutrição adequada, os doentes em dieta de controlo de peso devem ser aconselhados a terem uma dieta rica em fruta e vegetais e devem considerar tomar um suplemento multivitamínico. Se for recomendado a toma de um suplemento vitamínico, deverá ser administrado pelo menos duas horas após a administração de orlistato ou ao deitar.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Varfarina + Menadiona (vitamina K3)

Observações: n.d.
Interações: Os compostos que reconhecidamente diminuem os efeitos da varfarina ou que habitualmente são referidos como exercendo esse efeito são: Acetomenaftona, álcool (ingestão crónica), aminoglutetimida, azatioprina, barbitúricos, carbamazepina, contracetivos orais, dicloroalfenazona, espironolactona, etclorvinol, fitomenadiona (vitamina K1), glutetimida, griseofulvina, mercaptopurina, primidona, rifampicina.

Colessevelam + Menadiona (vitamina K3)

Observações: O Colessevelam pode afetar a biodisponibilidade de outros medicamentos. Por conseguinte, quando não é possível excluir a ocorrência de uma interação medicamentosa com um medicamento administrado concomitantemente para o qual seriam clinicam ente importantes pequenas variações no nível terapêutico, Colessevelam deve ser administrado pelo menos quatro horas antes ou pelo menos quatro horas após a administração da medicação concomitante para minimizar o risco de redução da absorção dessa medicação. Para medicamentos concomitantes que exijam administração através de doses divididas, deve referir-se que a dose necessária de Colessevelam pode ser tomada uma vez por dia. Quando são administrados medicamentos nos quais as alterações nos níveis sanguíneos podem ter um impacto clinicamente significativo na segurança ou na eficácia, os médicos devem considerar a monitorização dos respetivos níveis séricos ou dos efeitos. Os estudos de interação só foram realizados em adultos.
Interações: O Colessevelam não induziu qualquer redução clinicamente significativa na absorção das vitaminas A, D, E ou K durante os estudos clínicos até um ano. Contudo, deve-se tomar precaução no tratamento de doentes com uma suscetibilidade a deficiências da vitamina K ou de vitaminas lipossolúveis, tais como doentes com má absorção. Nestes doentes recomenda-se a monitorização dos níveis das vitaminas A, D e E e a avaliação do estado da vitamina K através da avaliação dos parâmetros de coagulação e, caso seja necessário, devem ser utilizados suplementos de vitaminas.
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 31 de Outubro de 2019