Lamivudina + Dolutegravir

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI com Advertência na Condução
O que é
O dolutegravir pertence a um grupo de medicamentos antirretrovíricos chamados inibidores da integrase (INIs) e a lamivudina pertence a um grupo de medicamentos antirretrovíricos chamados análogos nucleosídeos inibidores da transcriptase reversa (NITRs).

Lamivudina + Dolutegravir não cura a infeção por VIH; mantém a quantidade de vírus no seu organismo num nível baixo. Isto contribui para manter o número de células CD4 no seu sangue. As células CD4 são um tipo de glóbulo branco e são importantes para ajudar o seu organismo no combate à infeção.
Usos comuns
Lamivudina + Dolutegravir é indicado para o tratamento da infeção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana tipo 1 (VIH-1) em adultos e adolescentes com mais de 12 anos de idade e que pesem pelo menos 40 kg, sem resistência conhecida ou suspeita à classe de inibidores da integrase, ou à lamivudina.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Lamivudina + Dolutegravir é indicado para o tratamento da infeção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana tipo 1 (VIH-1) em adultos e adolescentes com mais de 12 anos de idade e que pesem pelo menos 40 kg, sem resistência conhecida ou suspeita à classe de inibidores da integrase, ou à lamivudina.
Classificação CFT

01.03.01 : Antirretrovirais

Mecanismo De Ação
O dolutegravir inibe a integrase do VIH por ligação ao local ativo da integrase e bloqueio do passo de transferência da cadeia de integração do ácido desoxirribonucleico (ADN) retrovírico, passo que é essencial ao ciclo de replicação do VIH.

A lamivudina, via o seu metabolito ativo 5’-trifosfato (TP) (um análogo da citidina), inibe reversivelmente a transcriptase do VIH-1 e do VIH-2 através da incorporação da forma monofosfatada na cadeia de ADN vírica, resultando no término da cadeia. A lamivudina trifosfato mostra afinidade significativamente inferior para as ADN-polimerases das células do hospedeiro.
Posologia Orientativa
Adultos e adolescentes (com mais de 12 anos de idade pesando pelo menos 40 kg):
A dose recomendada de Lamivudina + Dolutegravir em adultos e adolescentes é um comprimido uma vez por dia.
Administração
Lamivudina + Dolutegravir deve ser prescrito por médicos experientes no controlo da infeção por VIH.

Via oral.

Lamivudina + Dolutegravir pode ser tomado com ou sem alimentos.
Contraindicações
Hipersensibilidade à Lamivudina ou ao Dolutegravir.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Reações alérgicas
Lamivudina + Dolutegravir contém dolutegravir. O dolutegravir pode causar uma reação alérgica grave conhecida como reação de hipersensibilidade. Esta é uma reação pouco frequente (pode afetar até 1 em 100 pessoas) em pessoas a tomar dolutegravir.

Se notar algum dos seguintes sintomas:
• erupção da pele
• temperatura elevada (febre)
• falta de energia (fadiga)
• inchaço, por vezes da face ou boca (angioedema), causando dificuldade em respirar
• dores musculares ou articulares.
→ Consulte um médico imediatamente. O médico pode decidir realizar testes para verificar o seu fígado, rins ou sangue, e pode dizer-lhe para parar de tomar Lamivudina + Dolutegravir.

Efeitos secundários muito frequentes
Estes podem afetar mais de 1 em 10 pessoas:
• dor de cabeça
• diarreia
• sentir-se enjoado (náuseas).

Efeitos secundários frequentes
Estes podem afetar até 1 em 10 pessoas:
• depressão (sentimentos de tristeza profunda e de falta de confiança)
• erupção da pele
• comichão (prurido)
• estar enjoado (vómitos)
• dor ou desconforto no estômago (dor abdominal)
• gases (flatulência)
• tonturas
• sentir-se sonolento
• dificuldades em dormir (insónia)
• sonhos anormais
• falta de energia (fadiga)
• queda de cabelo
• ansiedade
• dor nas articulações
• dores musculares.

Efeitos secundários frequentes que podem aparecer nas análises ao sangue são:
• aumento nos níveis das enzimas do fígado (transaminases)
• aumento no nível das enzimas produzidas nos músculos (creatinafosfoquinase).

Efeitos secundários pouco frequentes
Estes podem afetar até 1 em 100 pessoas:
• inflamação do fígado (hepatite)
• tentativa de suicídio (principalmente em doentes que já tiveram anteriormente depressão ou problemas de saúde mental)
• pensamentos suicidas (principalmente em doentes que já tiveram anteriormente depressão ou problemas de saúde mental).

Efeitos secundários pouco frequentes que podem aparecer nas análises ao sangue são:
• uma diminuição no número de células sanguíneas envolvidas na coagulação (trombocitopenia)
• uma contagem de glóbulos vermelhos baixa (anemia) ou uma contagem de glóbulos brancos baixa (neutropenia).

Efeitos secundários raros
Estes podem afetar até 1 em 1000 pessoas:
• insuficiência hepática (pode incluir sinais de amarelecimento da pele e da parte branca dos olhos ou urina excecionalmente escura)
• inchaço, por vezes da cara ou boca (angioedema), causando dificuldade em respirar
• inflamação do pâncreas (pancreatite)
• destruição do tecido muscular.

Efeitos secundários raros que podem aparecer nas análises ao sangue são:
• aumento numa enzima chamada amilase.

Efeitos secundários muito raros
Estes podem afetar até 1 em 10.000 pessoas:
• acidose láctica (excesso de ácido láctico no sangue)
• adormecimento, sensação de formigueiro na pele (alfinetes, agulhas)
• sensação de fraqueza nos membros.

Efeitos secundários muito raros que podem aparecer nas análises ao sangue são:
• falência da medula óssea em produzir novos glóbulos vermelhos (aplasia pura dos glóbulos vermelhos).

Outros efeitos secundários possíveis
As pessoas a tomar terapêutica combinada para o VIH podem ter outros efeitos secundários.

Sintomas de infeção e inflamação
Pessoas com infeção avançada por VIH ou SIDA têm sistemas imunitários debilitados e estão mais predispostas a desenvolver infeções graves (infeções oportunistas). Estas infeções podem ter estado “silenciosas” e não ter sido detetadas pelo sistema imunitário enfraquecido antes do tratamento ter sido iniciado. Depois de iniciar o tratamento, o sistema imunitário torna-se mais forte, e pode atacar as infeções, o que pode causar sintomas de infeção ou inflamação.

Os sintomas normalmente incluem febre, e mais alguns dos seguintes:
• dor de cabeça
• dor de estômago
• dificuldade em respirar.
Em casos raros, à medida que o sistema imunitário se torna mais forte, este pode também atacar os tecidos corporais saudáveis (perturbações autoimunes). Os sintomas de perturbações autoimunes podem desenvolver-se muitos meses após ter iniciado a toma do medicamento para tratar a sua infeção por VIH. Os sintomas podem incluir:
• palpitações (batimento cardíaco rápido ou irregular) ou tremor
• hiperatividade (inquietação e movimentos excessivos)
• fraqueza que tem início nas mãos e nos pés e que se move em direção ao tronco.

Se tiver quaisquer sintomas de infeção ou se notar qualquer um dos sintomas acima:
→ Informe o médico imediatamente. Não tome outros medicamentos para a infeção sem o conselho do médico.

Dor nas articulações, rigidez e problemas nos ossos
Algumas pessoas a tomar terapêutica combinada para o VIH desenvolvem uma doença chamada osteonecrose. Com esta doença, partes do tecido ósseo são permanentemente afetadas, devido à diminuição do fornecimento de sangue ao osso.

As pessoas podem ter maior probabilidade de ter esta doença:
• se estiverem a tomar terapêutica combinada há muito tempo
• se também estiverem a tomar medicamentos anti-inflamatórios chamados corticosteroides
• se consomem álcool
• se os seus sistemas imunitários estiverem muito fracos
• se tiverem excesso de peso.

Os sinais de osteonecrose incluem:
• rigidez nas articulações
• mal-estar e dores (especialmente na anca, joelho ou ombro)
• dificuldade de movimentos.

Se notar qualquer um destes sintomas:
→ Informe o médico.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:As mulheres com potencial para engravidar que estejam a tomar Lamivudina + Dolutegravir devem utilizar métodos contracetivos eficazes ao longo de todo o tratamento. Lamivudina + Dolutegravir não deve ser utilizado durante o primeiro trimestre da gravidez, exceto se não existir alternativa terapêutica.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:Recomenda-se que as mulheres infetadas por VIH não amamentem os seus lactentes sob nenhuma circunstância para evitar a transmissão do VIH.
Condução
Condução
Condução:Os doentes devem ser informados que foram notificadas tonturas e sonolência durante o tratamento com dolutegravir. O estado clínico do doente e o perfil de reações adversas de dolutegravir devem ser tidos em conta quando se considerar a capacidade do doente para conduzir ou utilizar máquinas.
Precauções Gerais
Precisa de ter conhecimento dos riscos acrescidos:
• se tem doença moderada ou grave do fígado
• se tiver antecedentes de doença do fígado, incluindo hepatite B ou C (se tiver infeção por hepatite B, não pare Lamivudina + Dolutegravir sem o conselho do médico, uma vez que a hepatite pode regressar)
• se tem um problema dos rins
→ Fale com o médico antes de utilizar Lamivudina + Dolutegravir se alguma destas situações se aplica a si. Pode necessitar de acompanhamento extra, incluindo análises ao sangue, enquanto estiver a tomar o medicamento.

Reações alérgicas
Lamivudina + Dolutegravir contém dolutegravir. O dolutegravir pode causar uma reação alérgica grave conhecida como reação de hipersensibilidade. Precisa de saber quais os sinais e sintomas importantes a que deve estar atento enquanto estiver a tomar Lamivudina + Dolutegravir.

Fique atento a sintomas importantes
Algumas pessoas que tomam medicamentos para a infeção por VIH desenvolvem outras doenças, que podem ser graves.
Estas incluem:
• sintomas de infeções e inflamação
• dor nas articulações, rigidez e problemas dos ossos.
Precisa de saber quais os sinais e sintomas importantes a que deve ficar atento enquanto estiver a tomar Lamivudina + Dolutegravir.

Proteja as outras pessoas
A infeção por VIH propaga-se por contacto sexual com alguém que tenha a infeção ou por transferência de sangue infetado (por exemplo, ao partilhar agulhas de injeção). Poderá continuar a transmitir VIH enquanto toma este medicamento, apesar de se reduzir o risco com uma terapêutica antirretrovírica eficaz. Converse com o médico sobre as precauções necessárias para evitar que infete outras pessoas.

Crianças
Este medicamento não se destina a crianças com menos de 12 anos de idade, porque não foi estudado nestes doentes.

Medicamentos antiácidos
Os antiácidos, para tratar a indigestão e a azia, podem impedir que Lamivudina + Dolutegravir seja absorvido pelo seu organismo e podem torná-lo menos eficaz.
Não tome um antiácido durante as 6 horas anteriores a tomar Lamivudina + Dolutegravir ou por pelo menos 2 horas depois de o ter tomado. Pode tomar outros medicamentos que reduzem a acidez como a ranitidina e o omeprazol ao mesmo tempo que Lamivudina + Dolutegravir.

Suplementos ou multivitamínicos de cálcio, ferro ou magnésio
Os suplementos ou multivitamínicos de cálcio, ferro ou magnésio podem impedir que Lamivudina + Dolutegravir seja absorvido pelo seu organismo e torná-lo menos eficaz.
Se tomar Lamivudina + Dolutegravir com comida, pode tomar suplementos ou multivitamínicos de cálcio, ferro ou magnésio ao mesmo tempo que Lamivudina + Dolutegravir. Se não tomar Lamivudina + Dolutegravir com comida, não tome um suplemento ou multivitamínico de cálcio, ferro ou magnésio durante as 6 horas anteriores a tomar Lamivudina + Dolutegravir ou por pelo menos 2 horas depois de o ter tomado.
Cuidados com a Dieta
Lamivudina + Dolutegravir pode ser tomado com ou sem alimentos.
Terapêutica Interrompida
Se o doente se esquecer de tomar uma dose de Lamivudina + Dolutegravir, deve tomá-la assim que possível, desde que a próxima dose não esteja prevista no prazo de 4 horas. Se a dose seguinte estiver prevista num prazo de 4 horas, o doente não deve tomar a dose esquecida e deve, simplesmente, retomar o esquema posológico habitual.
Cuidados no Armazenamento
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Lamivudina + Dolutegravir + Inibidores não nucleosídeos da transcriptase inversa (reversa) (NNRTIs)

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Medicamentos antirretrovíricos Análogos não nucleosídeos inibidores da transcriptase reversa Etravirina sem inibidores da protease potenciados/ Dolutegravir: A etravirina sem inibidores da protease potenciados reduziu a concentração plasmática de dolutegravir. A dose recomendada de dolutegravir é de 50 mg duas vezes por dia em doentes a tomar etravirina sem inibidores da protease potenciados. Uma vez que Lamivudina + Dolutegravir é um comprimido de dose fixa, deve ser administrado um comprimido adicional de 50 mg de dolutegravir, aproximadamente 12 horas depois de Lamivudina + Dolutegravir, durante a administração concomitante com etravirina sem inibidores da protease potenciados (está disponível uma formulação separada de dolutegravir para este ajuste de dose. Lopinavir+ritonavir+etravirina/ Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. Darunavir+ritonavir+etravirina/ Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. Efavirenz/Dolutegravir: A dose recomendada de dolutegravir é de 50 mg duas vezes por dia quando administrado concomitantemente com efavirenz. Uma vez que Lamivudina + Dolutegravir é um comprimido de dose fixa, deve ser administrado um comprimido adicional de 50 mg de dolutegravir, aproximadamente 12 horas depois de Lamivudina + Dolutegravir, durante a administração concomitante com efavirenz (está disponível uma formulação separada de dolutegravir para este ajuste de dose. Nevirapina/Dolutegravir: A dose recomendada de dolutegravir é de 50 mg duas vezes por dia quando administrado concomitantemente com nevirapina. Uma vez que Lamivudina + Dolutegravir é um comprimido de dose fixa, deve ser administrado um comprimido adicional de 50 mg de dolutegravir, aproximadamente 12 horas depois de Lamivudina + Dolutegravir, durante a administração concomitante com nevirapina (está disponível uma formulação separada de dolutegravir para este ajuste de dose. Rilpivirina/Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. - Inibidores não nucleosídeos da transcriptase inversa (reversa) (NNRTIs)
Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Lamivudina + Dolutegravir + Inibidores nucleosídeos da transcriptase inversa (reversa) (NRTIs)

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Medicamentos antirretrovíricos Análogos nucleosídeos inibidores da transcriptase reversa (NITRs) Tenofovir disoproxil: Não é necessário ajuste de dose quando Lamivudina + Dolutegravir é associado com tenofovir, didanosina, estavudina ou zidovudina. Emtricitabina, didanosina, estavudina, tenofovir alafenamida, zidovudina: Não se recomenda a utilização de Lamivudina + Dolutegravir em combinação com medicamentos contendo emtricitabina, uma vez que tanto a lamivudina (em Lamivudina + Dolutegravir) como a emtricitabina são análogos da citidina (i.e. risco de interações intracelulares. - Inibidores nucleosídeos da transcriptase inversa (reversa) (NRTIs)
Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Lamivudina + Dolutegravir + Inibidores da Protease (IP)

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Medicamentos antirretrovíricos Inibidores da protease Atazanavir/Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. Atazanavir+ ritonavir/ Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. Tipranavir+ritonavir/ Dolutegravir: A dose recomendada de dolutegravir é de 50 mg duas vezes por dia quando administrado concomitantemente com tipranavir/ritonavir. Uma vez que Lamivudina + Dolutegravir é um comprimido de dose fixa, deve ser administrado um comprimido adicional de 50 mg de dolutegravir, aproximadamente 12 horas depois de Lamivudina + Dolutegravir, durante a administração concomitante com tipranavir/ritonavir (está disponível uma formulação separada de dolutegravir para este ajuste de dose. Fosamprenavir+ritonavir/ Dolutegravir: Fosamprenavir/ritonavir diminui as concentrações de dolutegravir, mas com base em dados limitados, não resultou numa diminuição da eficácia em estudos de Fase III. Não é necessário ajuste de dose. Lopinavir+ritonavir/ Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. Darunavir+ritonavir/ Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. - Inibidores da Protease (IP)
Sem efeito descrito

Lamivudina + Dolutegravir + Antivíricos

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Medicamentos antirretrovíricos Outras substâncias ativas antivíricas Boceprevir/Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. Daclatasvir/Dolutegravir: O daclatasvir não alterou a concentração plasmática de dolutegravir numa extensão clinicamente relevante. O dolutegravir não alterou a concentração plasmática de daclatasvir. Não é necessário ajuste de dose. Ledipasvir/Sofosbuvir/ Lamivudina (com abacavir): Não é necessário ajuste de dose. Sofosbuvir/Velpatasvir/Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. Ribavirina: Não é necessário ajuste de dose. - Antivíricos
Sem efeito descrito

Lamivudina + Dolutegravir + Anti-infecciosos

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Medicamentos anti-infecciosos Trimetoprim /Sulfametoxazol (Cotrimoxazol)/Lamivudina (160 mg/800 mg uma vez por dia durante 5 dias/300 mg dose única): Não é necessário ajuste de dose. - Anti-infecciosos
Consultar informação actualizada

Lamivudina + Dolutegravir + Antituberculosos

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Antituberculosos Rifampicina/Dolutegravir: A dose recomendada de dolutegravir é de 50 mg duas vezes por dia quando administrado concomitantemente com rifampicina. Uma vez que Lamivudina + Dolutegravir é um comprimido de dose fixa, deve ser administrado um comprimido adicional de 50 mg de dolutegravir, aproximadamente 12 horas depois de Lamivudina + Dolutegravir, durante a administração concomitante com rifampicina (está disponível uma formulação separada de dolutegravir para este ajuste de dose. Rifabutina/Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. - Antituberculosos
Consultar informação actualizada

Lamivudina + Dolutegravir + Anticonvulsivantes

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Anticonvulsivantes Carbamazepina/Dolutegravir: A dose recomendada de dolutegravir é de 50 mg duas vezes por dia quando administrado concomitantemente com indutores metabólicos. Uma vez que Lamivudina + Dolutegravir é um comprimido de dose fixa, deve ser administrado um comprimido adicional de 50 mg de dolutegravir, aproximadamente 12 horas depois de Lamivudina + Dolutegravir, durante a administração concomitante com estes indutores metabólicos (está disponível uma formulação separada de dolutegravir para este ajuste de dose. Fenobarbital/Dolutegravir Fenitoína/Dolutegravir Oxcarbazepina/Dolutegravir: A dose recomendada de dolutegravir é de 50 mg duas vezes por dia quando administrado concomitantemente com indutores metabólicos. Uma vez que Lamivudina + Dolutegravir é um comprimido de dose fixa, deve ser administrado um comprimido adicional de 50 mg de dolutegravir, aproximadamente 12 horas depois de Lamivudina + Dolutegravir, durante a administração concomitante com estes indutores metabólicos (está disponível uma formulação separada de dolutegravir para este ajuste de dose. - Anticonvulsivantes
Sem efeito descrito

Lamivudina + Dolutegravir + Antihistamínicos

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Anti-histamínicos (antagonistas dos recetores H2 da histamina) Ranitidina: Não é necessário ajuste de dose. Cimetidina: Não é necessário ajuste de dose. - Antihistamínicos
Não recomendado/Evitar

Lamivudina + Dolutegravir + Citotóxicos

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Citotóxicos Cladribina/Lamivudina: A utilização concomitante de Lamivudina + Dolutegravir com cladribina não é recomendada. - Citotóxicos
Não recomendado/Evitar

Lamivudina + Dolutegravir + Sorbitol

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Diversos Sorbitol Solução de sorbitol (3,2 g, 10,2 g, 13,4 g)/Lamivudina: Quando possível, evitar a administração concomitante crónica de Lamivudina + Dolutegravir com medicamentos contendo sorbitol ou outros poliálcoois com ação osmótica ou álcoois monossacáridos (ex.: xilitol, manitol, lactitol, maltitol). Considerar a monitorização mais frequente da carga vírica de VIH-1 quando a administração concomitante crónica não puder ser evitada. - Sorbitol
Usar com precaução

Lamivudina + Dolutegravir + Antiácidos

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Antiácidos e suplementos Antiácidos contendo alumínio/magnésio/ Dolutegravir: Os antiácidos contendo alumínio/magnésio devem ser tomados bem separados no tempo da administração de Lamivudina + Dolutegravir (mínimo 2 horas após ou 6 horas antes). Suplementos de cálcio/Dolutegravir (administrado em jejum) Suplementos de ferro/Dolutegravir (administrado em jejum) Multivitaminas (contendo cálcio, ferro e magnésio) /Doluteravir (administrado em jejum) - Quanto tomado com comida, Lamivudina + Dolutegravir e suplementos ou multivitamínicos de cálcio, ferro ou magnésio podem ser tomados ao mesmo tempo. - Se Lamivudina + Dolutegravir for tomado em jejum, estes suplementos devem ser tomados no mínimo 2 horas após ou 6 horas antes da administração de Lamivudina + Dolutegravir. As reduções na exposição de dolutegravir mencionadas foram observadas com a administração de dolutegravir e estes suplementos em jejum. Com alimentos, as alterações na exposição após administração concomitante com suplementos de cálcio ou ferro foram modificadas pelo efeito dos alimentos, resultando numa exposição semelhante à obtida com o dolutegravir administrado em jejum. - Antiácidos
Usar com precaução

Lamivudina + Dolutegravir + Suplementos de ferro

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Antiácidos e suplementos Antiácidos contendo alumínio/magnésio/ Dolutegravir: Os antiácidos contendo alumínio/magnésio devem ser tomados bem separados no tempo da administração de Lamivudina + Dolutegravir (mínimo 2 horas após ou 6 horas antes). Suplementos de cálcio/Dolutegravir (administrado em jejum) Suplementos de ferro/Dolutegravir (administrado em jejum) Multivitaminas (contendo cálcio, ferro e magnésio) /Doluteravir (administrado em jejum) - Quanto tomado com comida, Lamivudina + Dolutegravir e suplementos ou multivitamínicos de cálcio, ferro ou magnésio podem ser tomados ao mesmo tempo. - Se Lamivudina + Dolutegravir for tomado em jejum, estes suplementos devem ser tomados no mínimo 2 horas após ou 6 horas antes da administração de Lamivudina + Dolutegravir. As reduções na exposição de dolutegravir mencionadas foram observadas com a administração de dolutegravir e estes suplementos em jejum. Com alimentos, as alterações na exposição após administração concomitante com suplementos de cálcio ou ferro foram modificadas pelo efeito dos alimentos, resultando numa exposição semelhante à obtida com o dolutegravir administrado em jejum. - Suplementos de ferro
Usar com precaução

Lamivudina + Dolutegravir + Suplementos de cálcio

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Antiácidos e suplementos Antiácidos contendo alumínio/magnésio/ Dolutegravir: Os antiácidos contendo alumínio/magnésio devem ser tomados bem separados no tempo da administração de Lamivudina + Dolutegravir (mínimo 2 horas após ou 6 horas antes). Suplementos de cálcio/Dolutegravir (administrado em jejum) Suplementos de ferro/Dolutegravir (administrado em jejum) Multivitaminas (contendo cálcio, ferro e magnésio) /Doluteravir (administrado em jejum) - Quanto tomado com comida, Lamivudina + Dolutegravir e suplementos ou multivitamínicos de cálcio, ferro ou magnésio podem ser tomados ao mesmo tempo. - Se Lamivudina + Dolutegravir for tomado em jejum, estes suplementos devem ser tomados no mínimo 2 horas após ou 6 horas antes da administração de Lamivudina + Dolutegravir. As reduções na exposição de dolutegravir mencionadas foram observadas com a administração de dolutegravir e estes suplementos em jejum. Com alimentos, as alterações na exposição após administração concomitante com suplementos de cálcio ou ferro foram modificadas pelo efeito dos alimentos, resultando numa exposição semelhante à obtida com o dolutegravir administrado em jejum. - Suplementos de cálcio
Usar com precaução

Lamivudina + Dolutegravir + Multivitaminas

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Antiácidos e suplementos Antiácidos contendo alumínio/magnésio/ Dolutegravir: Os antiácidos contendo alumínio/magnésio devem ser tomados bem separados no tempo da administração de Lamivudina + Dolutegravir (mínimo 2 horas após ou 6 horas antes). Suplementos de cálcio/Dolutegravir (administrado em jejum) Suplementos de ferro/Dolutegravir (administrado em jejum) Multivitaminas (contendo cálcio, ferro e magnésio) /Doluteravir (administrado em jejum) - Quanto tomado com comida, Lamivudina + Dolutegravir e suplementos ou multivitamínicos de cálcio, ferro ou magnésio podem ser tomados ao mesmo tempo. - Se Lamivudina + Dolutegravir for tomado em jejum, estes suplementos devem ser tomados no mínimo 2 horas após ou 6 horas antes da administração de Lamivudina + Dolutegravir. As reduções na exposição de dolutegravir mencionadas foram observadas com a administração de dolutegravir e estes suplementos em jejum. Com alimentos, as alterações na exposição após administração concomitante com suplementos de cálcio ou ferro foram modificadas pelo efeito dos alimentos, resultando numa exposição semelhante à obtida com o dolutegravir administrado em jejum. - Multivitaminas
Sem efeito descrito

Lamivudina + Dolutegravir + Omeprazol

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Inibidores da bomba de protões Omeprazol: Não é necessário ajuste de dose. - Omeprazol
Sem efeito descrito

Lamivudina + Dolutegravir + Prednisona

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Corticosteroides Prednisona/Dolutegravir: Não é necessário ajuste de dose. - Prednisona
Usar com precaução

Lamivudina + Dolutegravir + Antidiabéticos

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Antidiabéticos Metformina/Dolutegravir: Para manter o controlo glicémico, deve ser considerado um ajuste de dose de metformina quando se inicia e interrompe a administração concomitante de Lamivudina + Dolutegravir. Em doentes com compromisso renal moderado deve ser considerado um ajuste de dose de metformina quando administrada concomitantemente com Lamivudina + Dolutegravir, por causa do risco aumentado de acidose láctica em doentes com compromisso renal moderado devido ao aumento da concentração de metformina. - Antidiabéticos
Usar com precaução

Lamivudina + Dolutegravir + Hipericão (Erva de S. João)

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Medicamentos à base de plantas Erva de S. João/Dolutegravir: A dose recomendada de dolutegravir é de 50 mg duas vezes por dia quando administrado concomitantemente com erva de S. João. Uma vez que Lamivudina + Dolutegravir é um comprimido de dose fixa, deve ser administrado um comprimido adicional de 50 mg de dolutegravir, aproximadamente 12 horas depois de Lamivudina + Dolutegravir, durante a administração concomitante com erva de S. João (está disponível uma formulação separada de dolutegravir para este ajuste de dose. - Hipericão (Erva de S. João)
Sem efeito descrito

Lamivudina + Dolutegravir + Contracetivos orais

Observações: Não foram realizados estudos de interações medicamentosas com a associação Lamivudina / Dolutegravir. As interações são identificadas individualmente para a Lamivudina e o Dolutegravir. Não se esperam interações medicamentosas clinicamente significativas entre dolutegravir e lamivudina.
Interações: Contracetivos orais Etinilestradiol (EE) e Norelgestromina (NGMN)/Dolutegravir: O dolutegravir não teve qualquer efeito farmacodinâmico na Hormona Luteinizante (LH), na Hormona Estimulante do Folículo (FSH) e na progesterona. Não é necessário ajuste de dose dos contracetivos orais quando administrados concomitantemente com Lamivudina + Dolutegravir. - Contracetivos orais
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações da Lamivudina + Dolutegravir
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

As mulheres com potencial para engravidar que estejam a tomar Lamivudina + Dolutegravir devem utilizar métodos contracetivos eficazes ao longo de todo o tratamento.

Lamivudina + Dolutegravir não deve ser utilizado durante o primeiro trimestre da gravidez, exceto se não existir alternativa terapêutica.

Recomenda-se que as mulheres infetadas por VIH não amamentem os seus lactentes sob nenhuma circunstância para evitar a transmissão do VIH.

Os doentes devem ser informados que foram notificadas tonturas e sonolência durante o tratamento com dolutegravir. O estado clínico do doente e o perfil de reações adversas de dolutegravir devem ser tidos em conta quando se considerar a capacidade do doente para conduzir ou utilizar máquinas.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 08 de Setembro de 2020