Hidroquinona

DCI com Advertência na Gravidez DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica)
O que é
Hidroquinona, também chamada benzeno-1,4-diol, 1-4 dihidroxibenzeno ou ainda quinol, é um composto orgânico aromático o qual é um tipo de fenol, tendo a fórmula química C6H4(OH)2.

Sua estrutura química tem dois grupos hidroxila ligados a um anel benzénico na posição para.

É um sólido granular branco na temperatura e pressão ambiente.

É o isómero 1,4 do benzenodiol, portanto, isómero da resorcina (1,3 benzenodiol) .

A hidroquinona atua através de um mecanismo duplo. Por um lado, a hidroquinona despigmenta a pele mediante a diminuição da formação de melanina, substância responsável pela pigmentação da pele. Por outro lado, incorpora uma combinação eficaz de filtros solares que previnem a repigmentação ou o escurecimento que induz a exposição solar.
Usos comuns
Hidroquinona está indicado no tratamento de hiperpigmentações cutâneas tais como melasma, cloasma (escurecimento da pele em zonas expostas ao sol), sardas (efélides), lêntigo (manchas acastanhadas) senil ou solar e hiperpigmentações residuais pós-inflamatórias.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
A Hidroquinona está indicada no tratamento de hiperpigmentações cutâneas tais como melasma, cloasma, sardas (efélides), lêntigo senil ou solar e hiperpigmentações residuais pós-inflamatórias.
Classificação CFT
13.08.05     Imunomoduladores de uso tópico
Mecanismo De Ação
A hidroquinona promove a despigmentação progressiva e reversível da pele através de um mecanismo enzimático de inibição da tirosinase, a enzima que converte a tirosina em melanina. Esta inibição altera a estrutura dos melanossomas o que pode conduzir à redução da produção ou a um aumento da degradação da melanina, ou a ambos os processos em simultâneo. Comprovou-se ainda que a hidroquinona tem efeitos necróticos sobre os melanócitos, através de danos intracelulares directos. A hidroquinona afecta unicamente a formação da nova melanina. Desta forma, o efeito de despigmentação não é imediato nem permanente; a produção de melanina é reactivada quando o tratamento com hidroquinona é interrompido
Posologia Orientativa
Adultos e crianças com idade superior a 12 anos
Iniciar o tratamento com uma aplicação diária apenas sobre a zona hiperpigmentada durante 10 a 15 dias e prosseguir com duas aplicações diárias, uma de manhã e outra à noite.
Caso não se observe melhoria ao fim de 2 meses de tratamento, este deve ser interrompido.
A duração recomendada para o tratamento é de 60 a 90 dias.
Este medicamento não deve ser utilizado em caso algum durante mais de 6 meses.
População pediátrica
A segurança de Hidroquinona em crianças com idade inferior a 12 anos de idade não foi estabelecida.
Administração
Aplicar uma fina camada de gel / creme, sobre pequenas superfícies hiperpigmentadas, evitando sempre o contacto com os olhos e mucosas.
Contraindicações
Hipersensibilidade à Hidroquinona.
Hidroquinona está contra-indicado no tratamento das hiperpigmentações químicas tais como a ocronose e degeneração colóide (milium colóide), quer sejam de origem profissional ou cosmética.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Os efeitos indesejáveis são apresentados por ordem decrescente de gravidade dentro de cada classe de frequência:
Ocasionalmente: eritema, prurido e, menos frequentemente, sensibilização cutânea. Se estas manifestações não desaparecerem ao fim de uma semana, deve suspender-se o tratamento. Em caso de tratamentos muito prolongados, poderão ocorrer reacções de hiperpigmentação cutânea.
Raramente: em tratamentos prolongados (mais de 6 meses), foram relatados casos de ocronose, principalmente em indivíduos de raça negra.
Em casos isolados foram relatadas reacções de leucodermia.
Não foram descritos efeitos adversos sistémicos.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Todos os trimestres: C - Não há estudos adequados em mulheres. Em experiências animais ocorreram alguns efeitos colaterais no feto, mas o benefício do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.
Precauções Gerais
Hidroquinona não deve ser aplicado sobre feridas abertas, mucosas, pele eczematosa, irritada ou com queimaduras solares. Evitar o contacto com os olhos e mucosas.
Em caso de contacto acidental com os olhos, deve-se lavar abundantemente com água, para evitar o possível aparecimento de manchas opacas na córnea. Em caso de contacto com os lábios, pode-se notar um sabor amargo e um ligeiro efeito anestésico.
Se a área pigmentada for muito extensa, deve ser tratada em diferentes ciclos.
Durante o tratamento com hidroquinona, é fundamental proteger a zona tratada do sol, uma vez que a mínima exposição aos raios solares poderá reactivar a produção de melanina.
Recomenda-se a utilização, durante o dia, de um protector solar com um elevado índice de protecção.
Lavar as mãos com sabonete depois da aplicação do produto, visto que a hidroquinona pode provocar manchas castanhas reversíveis nas unhas.
Este medicamento não deve ser utilizado para prevenir as queimaduras solares.
Em pessoas com pele muito escura, os efeitos da hidroquinona podem ser menos visíveis.
Em algumas pessoas, em particular nas que têm a pele sensível, podem ocorrer reacções de hipersensibilidade.
Para o prevenir, aconselha-se a aplicação de uma pequena quantidade do medicamento na parte interna do antebraço durante, pelo menos, 24 horas.
Se ocorrer uma irritação significativa, deve-se suspender a utilização deste medicamento. Em alguns casos a pele pode apresentar-se temporariamente mais escura ou irritada; se este efeito persistir, o tratamento deve ser interrompido. A despigmentação não é imediata, uma vez que a hidroquinona só interfere na formação de nova melanina, e o efeito é meramente temporário; a partir do momento em que o tratamento é interrompido, a produção de melanina é reactivada. A despigmentação pode manter-se 2 a 6 meses após terminar o tratamento. Quanto mais escuras forem as lesões, mais cedo irão repigmentar. Descontinuar o uso se o medicamento adquirir uma coloração acinzentada.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Faça uma aplicação logo que se lembre e depois continue como anteriormente. Não aplique uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de aplicar.
Cuidados no Armazenamento
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.
Manter a bisnaga bem fechada após cada aplicação.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
 Sem significado Clínico

Hidroquinona + Peróxido de hidrogénio

Observações: N.D.
Interações: A utilização concomitante da hidroquinona com peróxidos (como peróxido de hidrogénio ou de benzoílo) pode produzir uma coloração temporária da pele, devido à oxidação da substância ativa. Esta coloração temporária elimina-se com a interrupção de um destes produtos e com a lavagem da zona de aplicação com um sabonete suave.
 Sem significado Clínico

Hidroquinona + Peróxido de benzoílo

Observações: N.D.
Interações: A utilização concomitante da hidroquinona com peróxidos (como peróxido de hidrogénio ou de benzoílo) pode produzir uma coloração temporária da pele, devido à oxidação da substância ativa. Esta coloração temporária elimina-se com a interrupção de um destes produtos e com a lavagem da zona de aplicação com um sabonete suave.
 Sem significado Clínico
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

É contra-indicado durante a gravidez, pois não existem dados suficientes sobre a utilização de hidroquinona em mulheres grávidas.

Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017