Hidrogénio

O que é
O hidrogénio é o primeiro elemento químico da tabela periódica.
Possui o símbolo atómico H, número atômico 1 e peso atómico [1,00784; 1,00811].
Existe, sob condições normais, como um gás diatómico incolor, inodoro e insípido.
Os íons de hidrogénio são PRÓTONS.
Além do isótopo H1 comum, o hidrogênio existe como o isótopo estável DEUTERIUM e o isótopo radioativo instável TRITIUM.

O hidrogénio é o elemento mais abundante, constituindo cerca de três quartos da massa do universo. O hidrogénio encontra-se na água que cobre 70% da superfície terrestre e em toda a matéria orgânica.
O hidrogénio é o elemento mais simples no universo. É composto por um protão e por um eletrão.
O hidrogénio é o mais leve de todos os elementos e gases, sendo 14 vezes mais leve do que o ar. Uma "fuga" de hidrogénio gasoso difunde-se imediatamente no ar e não polui o solo nem as águas subterrâneas.
O hidrogénio é incolor, inodoro e não tóxico. Não produz chuva ácida, não contribui para o buraco de ozono nem produz emissões nocivas.

O hidrogénio tem a maior energia de combustão por quilo em relação a qualquer outro combustível, o que o torna mais eficiente em termos de peso do que os combustíveis usados atualmente.
O hidrogénio oferece 2 a 3 vezes mais energia do que a maioria dos outros combustíveis habituais. Combina-se prontamente com o oxigénio, libertando uma energia considerável sob a forma de calor.

Ao contrário dos combustíveis à base de carbono, o hidrogénio não produz subprodutos nocivos durante a combustão. Quando o hidrogénio é combinado com oxigénio numa célula combustível, apenas são produzidas energia e água limpa.

A reforma do gás natural através da aplicação de calor é atualmente o processo mais económico para produzir hidrogénio.
A eletrólise produz hidrogénio usando uma corrente elétrica para separar a água em hidrogénio e oxigénio.
Usos comuns
O hidrogénio é usado diariamente no estado gasoso e líquido por muitas indústrias, incluindo a indústria do petróleo, e em processos de fabrico para produzir produtos químicos, alimentares e de eletrónica.
O Towngas, um combustível usado no início do século XX, era 50% hidrogénio.
O hidrogénio é usado como combustível para o vaivém espacial da NASA.

Em muitos aspetos, o hidrogénio é o combustível perfeito. É o que apresenta a combustão mais limpa e o mais eficiente. O hidrogénio pode produzir eletricidade e a eletricidade pode produzir hidrogénio, criando um ciclo energético renovável e inócuo para o ambiente.

O hidrogénio combina-se quimicamente com a maioria dos elementos e, por isso, é utilizado como químico industrial numa vasta gama de aplicações há vários anos.
Em veículos, o hidrogénio pode utilizar-se como combustível de duas maneiras: para produzir eletricidade numa célula combustível para a opção mais ecológica; ou num motor de combustão interna, onde as emissões são, ainda assim, significativamente mais reduzidas do que com outros combustíveis.
Tipo
Sem informação.
História
Quando o universo expandiu em existência com o Big Bang, há quase 14 bilhões de anos atrás, não havia planetas, estrelas ou galáxias, houve apenas uma bola de plasma super quente inflando.
O universo arrefeceu conforme se expandiu e quarks foram os primeiros a congelar, em seguida, prótons e neutrons, posteriormente elétrons.
Depois de cerca de 380 mil anos, o hidrogénio começou a se formar.
Alguns destes átomos foram fundidos em carbono, de oxigénio, nitrogénio, ferro e todos os outros elementos.
No entanto, quando o universo tinha cerca de um bilhão de anos, 9 em cada 10 desses átomos de hidrogénio originais foram destruídos. Não se sabe exatamente quando e como os primeiros átomos de hidrogénio foram destruídos.

O gás hidrogénio, H2, foi o primeiro produzido artificialmente e formalmente descrito por T. Von Hohenheim (também conhecido como Paracelso, 1493–1541) por meio da reação química entre metais e ácidos fortes.
Indicações
O hidrogénio é usado diariamente no estado gasoso e líquido por muitas indústrias, incluindo a indústria do petróleo, e em processos de fabrico para produzir produtos químicos, alimentares e de eletrónica.
O Towngas, um combustível usado no início do século XX, era 50% hidrogénio.
O hidrogénio é usado como combustível para o vaivém espacial da NASA.

Em muitos aspetos, o hidrogénio é o combustível perfeito. É o que apresenta a combustão mais limpa e o mais eficiente. O hidrogénio pode produzir eletricidade e a eletricidade pode produzir hidrogénio, criando um ciclo energético renovável e inócuo para o ambiente.

O hidrogénio combina-se quimicamente com a maioria dos elementos e, por isso, é utilizado como químico industrial numa vasta gama de aplicações há vários anos.
Em veículos, o hidrogénio pode utilizar-se como combustível de duas maneiras: para produzir eletricidade numa célula combustível para a opção mais ecológica; ou num motor de combustão interna, onde as emissões são, ainda assim, significativamente mais reduzidas do que com outros combustíveis.
Classificação CFT
n.d.     n.d.
Mecanismo De Ação
Sem informação.
Posologia Orientativa
Sem informação.
Administração
Sem informação.
Contraindicações
Sem informação.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Sem informação.
Advertências
Precauções Gerais
O hidrogénio gera vários perigos à segurança humana, de potenciais detonações e incêndios quando misturado com o ar a ser um asfixiante em sua forma pura, livre de oxigênio.

O hidrogénio líquido é um criogénico e apresenta perigos (como congelamento) associados a líquidos muito gelados.
O elemento dissolve-se em alguns metais, e, além de esvaziar, pode ter efeitos adversos neles, como a fragilização por hidrogénio.
O vazamento de gás hidrogénio no ar externo pode espontaneamente entrar em combustão.
Além disso, o fogo de hidrogénio, enquanto sendo extremamente quente, é quase invisível, e portanto pode levar a queimaduras acidentais.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Não aplicável.
Cuidados no Armazenamento
O armazenamento em lata pressão (200 Bar), é o mais utilizado.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Não aplicável.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 25 de Setembro de 2018