Ferritina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
A ferritina é uma proteína globular que se localiza essencialmente no fígado.

A ferritina é a mais importante proteína de reserva do ferro e é encontrada em todas as células, especialmente naquelas envolvidas na síntese de compostos férricos e no metabolismo e na reserva do ferro.

Ferritina livre, isto é, sem estar combinada com o ião ferro é chamada de apoferritina.
Usos comuns
Tratamento e prevenção de anemias ferropénicas.
Tipo
Sem informação.
História
Ferritina livre, isto é, sem estar combinada com o ião ferro é chamada de apoferritina.
Descoberta por V. Laufberger em 1934.
Indicações
Tratamento e prevenção de anemias ferropénicas.

O défice de ferro processa-se no organismo em três estágios:
Primeiro estádio: ocorre diminuição da ferritina sérica, elemento do sangue que está directamente relacionado com as reservas de ferro.

Segundo estádio: a diminuição fica por conta da concentração de ferro sérico e aumento da capacidade de ligação do ferro.

Terceiro estádio: restrição da síntese de hemoglobina, instalando-se a Anemia.

O valor da Ferritina Sérica pode ter aumento de duas a quatro vezes na presença de infecções e processos inflamatórios, o que faz diminuir o seu valor diagnóstico.
Classificação CFT

04.01.01 : Compostos de ferro

Mecanismo De Acção
A ferritina é uma macromolécula de peso molecular igual a 600.000 Dálton e formada por uma fracção polipeptídica (apoferritina), no interior da qual são encontrados até 4.000 átomos de ferro.

Em condições normais, isso pode representar 25% do ferro total encontrado no corpo.

Além disso, a ferritina pode ser encontrada sob a forma de vários isómeros.

Presente em todas as células, especialmente naquelas envolvidas na síntese de compostos que contêm ferro (precursores eritróides) e no metabolismo e reserva do ferro (hepatócitos e macrófagos).

A ferritina pode ser encontrada sob a forma de depósitos intracitoplasmáticos, inclusões lisossómicas ou como aglomerados visíveis ao microscópio (hemossiderina).

O ferro da ferritina é facilmente mobilizável quando o organismo dele necessita.

A ferritina circulante reflete directamente o nível de ferro de reserva no organismo, sendo um dos parâmetros mais importantes para diagnóstico diferencial da anemia ferropriva, detecção do excesso de ferro e avaliação do estado férrico.

A função primária da Ferritina é de acumular o ferro intracelular protegendo a célula dos efeitos tóxicos do metal livre constituindo uma reserva de ferro rapidamente mobilizável.

A maior parte da Ferritina no organismo encontra-se no fígado e nas células do sistema retículo endotelial do fígado, baço e medula óssea, quantidades menores encontram-se no coração, no pâncreas e nos rins.

Pequenas, mas significativas quantidades de Ferritina encontram-se no soro humano.
Posologia Orientativa
A dose habitual é:
Adultos:
Salvo prescrição médica em contrário

Um frasco duas vezes por dia antes das duas principais refeições.
ou
Uma cápsula duas vezes por dia antes das duas principais refeições.
Administração
Administração por via oral.

O conteúdo do frasco pode diluir-se em água de acordo com as preferências do doente.

As cápsulas devem ser tomadas em jejum, sem mastigar.

Quando surgem efeitos indesejáveis digestivos, estes podem ser minimizados passando a toma para depois das refeições, embora possa prejudicar a absorção.

A terapêutica não deve ir além de 6 meses, salvo os casos de perdas sanguíneas contínuas como em mulheres com fluxo menstrual abundante ou gravidezes repetidas e anemia ferropénica crónica.

Quando através da monitorização de hemoglobina globular se verificar a normalizacção desta, o tratamento deve manter-se por mais dois a três meses para a reposição dos depósitos.
Contra-Indicações
Hipersensibilidade à Ferritina.

As preparações à base de ferro estão contra-indicadas nos doentes com hemocromatose e hemosiderose.

O ferro está contra-indicado nos doentes que recebem transfusões de sangue repetidas, em pacientes com talassémia (anemia herdada geneticamente),

Anemia sideroacréstica (causada pela incapacidade da medula óssea em utilizar o ferro) e

Anemia do saturnismo (intoxicação por chumbo) as preparações orais de ferro estão contra-indicadas quando usadas concomitantemente com ferro por via parentérica.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Como todos os medicamentos, Ferritina pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Analogamente a todos os preparados que contêm ferro, doses excessivas por via oral, podem determinar perturbações gastrointestinais (diarreia, pirose, náuseas, vómitos), as quais foram reportadas frequentemente.

A administração prolongada pode provocar obstipação.

As fezes podem apresentar uma coloração escura sem significado patológico.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Pode ser administrado durante a gravidez.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:A Organização Mundial de Saúde considera a administração de medicamentos contendo ferro compatível com a amamentação.
Precauções Gerais
Após a ingestão de preparações de ferro as fezes apresentam cor negra, o que pode interferir na detecção de sangue oculto nas fezes.

Ferritina deve ser administrado com prudência e estreita vigilância clínica nos doentes com úlcera péptica, enterite regional, colite ulcerosa ou hepatite, dada a acção irritante dos sais de ferro sobre as mucosas digestivas.

Também os idosos e doentes com diverticulose ou estenoses intestinais devem ser vigiados pelo efeito obstipante do medicamento.

Ter especial precaução em doentes com insuficiência hepática.

Se não se obtém a resposta esperada é necessário repensar o diagnóstico pois há situações de hipocromia que não beneficiam com a administração de ferro como as anemias sideroacrésticas e a talassémia, correndo-se o risco de hemossiderose.

Pode também tratar-se de contínua perda oculta de sangue, o que impõe o diagnóstico correcto e o tratamento causal, ou ainda de hipo ou acloridria, mais frequentes nos idosos, sendo nestes casos necessário aumentar as doses.
Cuidados com a Dieta
É melhor tomar suplementos de ferro 1 hora antes ou 2 horas depois de tomar produtos lácteos, pão e cereais, preparações de cálcio ou antiácidos, porque esses produtos reduzem a absorção.
Terapêutica Interrompida
Em caso de omissão de uma ou mais doses, o doente deve retomar a posologia normal prescrita pelo médico.
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Não conservar acima de 25º C.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ácido gadoxético Ferritina

Observações: n.d.
Interacções: Interferência provocada por níveis elevados de bilirrubina ou ferritina nos doentes: Níveis elevados de bilirrubina ou ferritina podem reduzir o efeito de contraste hepático do Ácido gadoxético. - Ferritina
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferritina Antiácidos

Observações: A absorção do ferro é inibida pela ingestão de ovos ou leite. Café ou chá consumidos durante uma refeição ou uma hora após uma refeição podem inibir significativamente a absorção do ferro. Não foi determinado o seu significado clínico.
Interacções: A administração concomitante de antiácidos com preparados de ferro pode diminuir a absorção do ferro. Por esse motivo, as preparações orais de ferro não devem ser administradas uma hora antes ou duas horas após a ingestão de antiácidos. - Antiácidos
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferritina Tetraciclinas

Observações: A absorção do ferro é inibida pela ingestão de ovos ou leite. Café ou chá consumidos durante uma refeição ou uma hora após uma refeição podem inibir significativamente a absorção do ferro. Não foi determinado o seu significado clínico.
Interacções: O ferro inibe a absorção das tetraciclinas a partir do tracto gastrointestinal e estas inibem a absorção do ferro. Se ambos os fármacos forem receitados, as tetraciclinas devem ser administradas três horas após ou duas horas antes das preparações orais de ferro. - Tetraciclinas
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferritina Penicilamina

Observações: A absorção do ferro é inibida pela ingestão de ovos ou leite. Café ou chá consumidos durante uma refeição ou uma hora após uma refeição podem inibir significativamente a absorção do ferro. Não foi determinado o seu significado clínico.
Interacções: O ferro pode diminuir a absorção gastrointestinal das penicilaminas. Portanto, quando ambos os fármacos forem receitados, a administração deverá ser espaçada pelo menos duas horas. - Penicilamina
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferritina Quinolonas

Observações: A absorção do ferro é inibida pela ingestão de ovos ou leite. Café ou chá consumidos durante uma refeição ou uma hora após uma refeição podem inibir significativamente a absorção do ferro. Não foi determinado o seu significado clínico.
Interacções: A administração concomitante das preparações orais de ferro pode interferir com a absorção oral de algumas quinolonas (ciprofloxacina, norfloxacina, ofloxacina) resultando em redução nas concentrações séricas e urinárias das mesmas. Por isso, as preparações orais de ferro não devem ser administradas concomitantemente ou no período de duas horas após uma dose oral de quinolona. - Quinolonas
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferritina Ciprofloxacina

Observações: A absorção do ferro é inibida pela ingestão de ovos ou leite. Café ou chá consumidos durante uma refeição ou uma hora após uma refeição podem inibir significativamente a absorção do ferro. Não foi determinado o seu significado clínico.
Interacções: A administração concomitante das preparações orais de ferro pode interferir com a absorção oral de algumas quinolonas (ciprofloxacina, norfloxacina, ofloxacina) resultando em redução nas concentrações séricas e urinárias das mesmas. Por isso, as preparações orais de ferro não devem ser administradas concomitantemente ou no período de duas horas após uma dose oral de quinolona. - Ciprofloxacina
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferritina Norfloxacina

Observações: A absorção do ferro é inibida pela ingestão de ovos ou leite. Café ou chá consumidos durante uma refeição ou uma hora após uma refeição podem inibir significativamente a absorção do ferro. Não foi determinado o seu significado clínico.
Interacções: A administração concomitante das preparações orais de ferro pode interferir com a absorção oral de algumas quinolonas (ciprofloxacina, norfloxacina, ofloxacina) resultando em redução nas concentrações séricas e urinárias das mesmas. Por isso, as preparações orais de ferro não devem ser administradas concomitantemente ou no período de duas horas após uma dose oral de quinolona. - Norfloxacina
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferritina Ofloxacina

Observações: A absorção do ferro é inibida pela ingestão de ovos ou leite. Café ou chá consumidos durante uma refeição ou uma hora após uma refeição podem inibir significativamente a absorção do ferro. Não foi determinado o seu significado clínico.
Interacções: A administração concomitante das preparações orais de ferro pode interferir com a absorção oral de algumas quinolonas (ciprofloxacina, norfloxacina, ofloxacina) resultando em redução nas concentrações séricas e urinárias das mesmas. Por isso, as preparações orais de ferro não devem ser administradas concomitantemente ou no período de duas horas após uma dose oral de quinolona. - Ofloxacina
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferritina Cloranfenicol

Observações: A absorção do ferro é inibida pela ingestão de ovos ou leite. Café ou chá consumidos durante uma refeição ou uma hora após uma refeição podem inibir significativamente a absorção do ferro. Não foi determinado o seu significado clínico.
Interacções: O cloranfenicol pode atrasar a resposta ao tratamento com ferro. - Cloranfenicol
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferritina Ácido ascórbico (vitamina C)

Observações: A absorção do ferro é inibida pela ingestão de ovos ou leite. Café ou chá consumidos durante uma refeição ou uma hora após uma refeição podem inibir significativamente a absorção do ferro. Não foi determinado o seu significado clínico.
Interacções: A administração concomitante de vitamina C aumenta a absorção dos sais de ferro. - Ácido ascórbico (vitamina C)
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções da Ferritina
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

A utilização de Ferritina está indicada nos estados de carência de ferro que podem surgir durante a gravidez e lactação, pelo que não se tem de adoptar nenhuma precaução especial nestes casos.

De acordo com a literatura disponível, os medicamentos que contêm ferro são utilizados por muitas grávidas e por mulheres em idade fértil, sem qualquer prova de aumento de frequência de malformações ou de outros efeitos indesejáveis directos ou indirectos que tenham sido observados nos fetos.

A Organizacção Mundial de Saúde considera a administração de medicamentos contendo ferro compatível com a amamentação.

As formas orais líquidas podem colorir temporariamente os dentes de preto.
Para reduzir esta possibilidade, é aconselhável para diluir o líquido com água ou o sumo de fruta, ou tomar a conta-gotas de colocar gotas na extremidade da língua.
Em seguida, escovar os dentes com bicarbonato de sódio.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Novembro de 2021