Dupilumab

O que é
Dupilumab é um anticorpo monoclonal totalmente humano contra o recetor alfa da interleucina (IL)-4 que inibe a sinalização IL-4/IL-13, produzido em células de ovário de hamster chinês (CHO) por tecnologia de ADN recombinante.

Dupilumab é utilizado para tratar adultos com dermatite atópica moderada a grave, também conhecida por eczema atópico. Dupilumab pode ser utilizado com medicamentos para o eczema que aplica na pele ou pode ser utilizado sozinho.
Usos comuns
Dupilumab é indicado para o tratamento de dermatite atópica moderada a grave em doentes adultos que são candidatos a terapêutica sistémica.
Tipo
Biológico.
História
Sem informação.
Indicações
Dupilumab é indicado para o tratamento de dermatite atópica moderada a grave em doentes adultos que são candidatos a terapêutica sistémica.
Classificação CFT

N.D.

Mecanismo De Ação
Dupilumab é um anticorpo monoclonal humano recombinante do tipo IgG4 que inibe a sinalização da interleucina-4 e da interleucina-13.

Dupilumab inibe a sinalização da IL-4 através do recetor de Tipo I (IL-4Ra/yc) e a sinalização da IL-4 e da IL-13 através do recetor de Tipo II (IL-4Ra/IL-13Ra).

A IL-4 e a IL-13 são citocinas essenciais de tipo 2 (incluindo Th2) envolvidas na dermatite atópica.
Posologia Orientativa
A dose recomendada de Dupilumab para doentes adultos é uma dose inicial de 600 mg (duas injeções de 300 mg), seguida por 300 mg administrados em semanas alternadas sob a forma de injeção subcutânea.
Administração
O tratamento deve ser iniciado por profissionais de saúde com experiência no diagnóstico e tratamento de dermatite atópica.

Via subcutânea.

Dupilumab é administrado por injeção subcutânea na coxa ou no abdómen, excetuando na área de 5 cm à volta do umbigo.

Se for outra pessoa a administrar a injeção, também pode ser utilizada a região superior do braço.

Para a dose inicial de 600 mg, administrar duas injeções de 300 mg de Dupilumab consecutivamente em locais de injeção diferentes.

Recomenda-se que vá alternando o local de injeção. Dupilumab não deve ser injetado em pele sensível ao toque, lesionada ou que tenha equimoses ou cicatrizes.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao Dupilumab.

Dupilumab não é recomendado em crianças e adolescentes com menos de 18 anos de idade.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Dupilumab pode causar efeitos secundários graves, incluindo reações alérgicas (hipersensibilidade) muito raras; os sinais de reação alérgica podem incluir:
• febre
• sensação geral de mal-estar
• nódulos linfáticos inchados
• urticária
• comichão
• dores articulares
• erupção na pele

Se desenvolver uma reação alérgica, pare de utilizar Dupilumab e fale com o seu médico imediatamente.

Outros efeitos secundários

Muito frequentes (podem afetar mais do que 1 em cada 10 pessoas):
• reações no local da injeção (ou seja, vermelhidão, inchaço e comichão)

Frequentes (podem afetar até 1 em cada 10 pessoas):
• dor de cabeça
• secura, vermelhidão e comichão dos olhos
• comichão, vermelhidão e inchaço das pálpebras
• infeção dos olhos
• feridas herpéticas (nos lábios e pele)
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Dupilumab só deve ser utilizado durante a gravidez se o potencial benefício justificar o risco potencial para o feto.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:Tem de ser tomada uma decisão sobre a descontinuação da amamentação ou a descontinuação da terapêutica com Dupilumab tendo em conta o benefício da amamentação para a criança e o benefício da terapêutica para a mulher.
Precauções Gerais
Rastreabilidade
De modo a melhorar a rastreabilidade dos medicamentos biológicos, o nome e o número de lote do medicamento administrado devem ser registados de forma clara.

Hipersensibilidade
Se ocorrer uma reação de hipersensibilidade sistémica (imediata ou retardada), a administração de Dupilumab deve ser descontinuada imediatamente e deve ser iniciada uma terapêutica adequada. Foram comunicados casos muito raros de doença do soro/reações do tipo doença do soro em ensaios clínicos, após a administração de Dupilumab.

Infeção helmíntica
Os doentes com infeções helmínticas conhecidas foram excluídos de participar em estudos clínicos. O Dupilumab pode influenciar a resposta imune contra as infeções helmínticas ao inibir a sinalização IL-4/IL-13. Os doentes com infeções helmínticas preexistentes devem ser tratados antes de iniciarem o Dupilumab. Se os doentes contraírem a infeção enquanto estão a receber tratamento com Dupilumab e não responderem ao tratamento anti-helmintíco, o tratamento com Dupilumab deve ser descontinuado até resolução da infeção.

Acontecimentos relacionados com conjuntivite
Os doentes tratados com Dupilumab que desenvolvam conjuntivite que não se resolve após tratamento padrão devem ser submetidos a exame oftalmológico.

Asma comórbida
A segurança e eficácia de Dupilumab no tratamento da asma não foram estabelecidas. Os doentes com asma comórbida não devem ajustar ou parar os tratamentos para a asma sem consultar os respetivos médicos. Os doentes com asma comórbida devem ser cuidadosamente monitorizados após a descontinuação de Dupilumab.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Caso uma dose seja esquecida, administrar a dose logo que possível.

Em seguida, retomar a dosagem à hora marcada habitual.
Cuidados no Armazenamento
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Conservar no frigorífico (2ºC – 8ºC).

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Consultar informação actualizada

Dupilumab + Vacinas vivas

Observações: n.d.
Interações: A segurança e eficácia da utilização concomitante de Dupilumab com vacinas vivas não foram estudadas.
Sem efeito descrito

Dupilumab + Vacinas inativadas

Observações: n.d.
Interações: As respostas imunes à vacinação foram avaliadas num estudo em que doentes com dermatite atópica foram tratados uma vez por semana, durante 16 semanas, com 300 mg de dupilumab. Após 12 semanas de administração de dupilumab os doentes foram vacinados com uma vacina DTPa (dependente dos linfócitos T) e uma vacina meningocócica polissacárida (independente dos linfócitos T) e as respostas imunes foram avaliadas 4 semanas mais tarde. As respostas de anticorpos com a vacina do tétano e a vacina meningocócica polissacárida foram semelhantes nos doentes tratados com dupilumab e nos doentes tratados com placebo. Não foram observadas interações adversas entre as duas vacinas não-vivas e dupilumab no estudo. Por conseguinte, os doentes a receber Dupilumab podem receber vacinações concomitantes com vacinas inativas ou não-vivas.
Sem efeito descrito

Dupilumab + Vacina contra o tétano

Observações: n.d.
Interações: As respostas imunes à vacinação foram avaliadas num estudo em que doentes com dermatite atópica foram tratados uma vez por semana, durante 16 semanas, com 300 mg de dupilumab. Após 12 semanas de administração de dupilumab os doentes foram vacinados com uma vacina DTPa (dependente dos linfócitos T) e uma vacina meningocócica polissacárida (independente dos linfócitos T) e as respostas imunes foram avaliadas 4 semanas mais tarde. As respostas de anticorpos com a vacina do tétano e a vacina meningocócica polissacárida foram semelhantes nos doentes tratados com dupilumab e nos doentes tratados com placebo. Não foram observadas interações adversas entre as duas vacinas não-vivas e dupilumab no estudo. Por conseguinte, os doentes a receber Dupilumab podem receber vacinações concomitantes com vacinas inativas ou não-vivas.
Sem efeito descrito

Dupilumab + Vacina contra o meningococo

Observações: n.d.
Interações: As respostas imunes à vacinação foram avaliadas num estudo em que doentes com dermatite atópica foram tratados uma vez por semana, durante 16 semanas, com 300 mg de dupilumab. Após 12 semanas de administração de dupilumab os doentes foram vacinados com uma vacina DTPa (dependente dos linfócitos T) e uma vacina meningocócica polissacárida (independente dos linfócitos T) e as respostas imunes foram avaliadas 4 semanas mais tarde. As respostas de anticorpos com a vacina do tétano e a vacina meningocócica polissacárida foram semelhantes nos doentes tratados com dupilumab e nos doentes tratados com placebo. Não foram observadas interações adversas entre as duas vacinas não-vivas e dupilumab no estudo. Por conseguinte, os doentes a receber Dupilumab podem receber vacinações concomitantes com vacinas inativas ou não-vivas.
Sem significado Clínico

Dupilumab + Substratos do CYP1A2

Observações: n.d.
Interações: Num estudo clínico de doentes com DA, os efeitos de dupilumab na FC de substratos do CYP foram avaliados. Os dados coligidos deste estudo não indicaram efeitos clinicamente relevantes do dupilumab na atividade das enzimas CYP1A2, CYP3A, CYP2C19, CYP2D6 ou CYP2C9.
Sem significado Clínico

Dupilumab + Substratos do CYP3A4

Observações: n.d.
Interações: Num estudo clínico de doentes com DA, os efeitos de dupilumab na FC de substratos do CYP foram avaliados. Os dados coligidos deste estudo não indicaram efeitos clinicamente relevantes do dupilumab na atividade das enzimas CYP1A2, CYP3A, CYP2C19, CYP2D6 ou CYP2C9.
Sem significado Clínico

Dupilumab + Substratos do CYP3A5

Observações: n.d.
Interações: Num estudo clínico de doentes com DA, os efeitos de dupilumab na FC de substratos do CYP foram avaliados. Os dados coligidos deste estudo não indicaram efeitos clinicamente relevantes do dupilumab na atividade das enzimas CYP1A2, CYP3A, CYP2C19, CYP2D6 ou CYP2C9.
Sem significado Clínico

Dupilumab + Substratos do CYP2C19

Observações: n.d.
Interações: Num estudo clínico de doentes com DA, os efeitos de dupilumab na FC de substratos do CYP foram avaliados. Os dados coligidos deste estudo não indicaram efeitos clinicamente relevantes do dupilumab na atividade das enzimas CYP1A2, CYP3A, CYP2C19, CYP2D6 ou CYP2C9.
Sem significado Clínico

Dupilumab + Substratos do CYP2D6

Observações: n.d.
Interações: Num estudo clínico de doentes com DA, os efeitos de dupilumab na FC de substratos do CYP foram avaliados. Os dados coligidos deste estudo não indicaram efeitos clinicamente relevantes do dupilumab na atividade das enzimas CYP1A2, CYP3A, CYP2C19, CYP2D6 ou CYP2C9.
Sem significado Clínico

Dupilumab + Substratos do CYP2C9

Observações: n.d.
Interações: Num estudo clínico de doentes com DA, os efeitos de dupilumab na FC de substratos do CYP foram avaliados. Os dados coligidos deste estudo não indicaram efeitos clinicamente relevantes do dupilumab na atividade das enzimas CYP1A2, CYP3A, CYP2C19, CYP2D6 ou CYP2C9.
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações do Dupilumab
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Dupilumab só deve ser utilizado durante a gravidez se o potencial benefício justificar o risco potencial para o feto.

Tem de ser tomada uma decisão sobre a descontinuação da amamentação ou a descontinuação da terapêutica com Dupilumab tendo em conta o benefício da amamentação para a criança e o benefício da terapêutica para a mulher.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 15 de Janeiro de 2020