Dimetindeno

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento DCI com Advertência na Condução
O que é
Dimetindeno é um anti-histamínico / anticolinérgico.
É um antagonista H1 selectivo de primeira geração.
O dimetindeno é um antagonista H1 atípico de primeira geração, pois passa apenas minimamente pela barreira hematoencefálica.
O dimetindeno também é um antagonista do receptor M2.
Usos comuns
Tratamento sintomático de reacções alérgicas cutâneas: urticária e prurido associado a eczemas e dermatites, com diagnóstico médico prévio.
Tratamento sintomático do prurido de várias etiologias: prurido endógeno, doenças eruptivas, como a varicela, com diagnóstico médico prévio.
Picadas de insectos.
Tratamento sintomático da rinite alérgica perene ou sazonal com diagnóstico médico prévio.
Tipo
Molécula pequena.
História
Dimetindeno foi patenteado em 1958 e entrou em uso médico em 1960.
Indicações
O Dimetindeno está indicado para o tratamento sintomático de reacções alérgicas: urticária, alergias do tracto respiratório superior, como febre dos fenos e rinite perene, alergias a alimentos e medicamentos; prurido de diversas origens, exceto prurido devido a colestase; picadas de insectos.
Também é indicado para o prurido em doenças eruptivas de pele como varicela.
O Dimetindeno pode ainda ser utilizado como adjuvante no eczema e outras dermatoses pruriginosas de origem alérgica.
Classificação CFT

13.08.02 : Anestésicos locais e antipruriginosos

10.01.01 : Anti-histamínicos H1 sedativos

Mecanismo De Ação
O Dimetindeno é um antagonista de histamina H1 selectivos e liga-se ao receptor de histamina H1.
Isto bloqueia a acção da histamina endógena, que posteriormente leva a um alívio temporário dos sintomas negativos trazidos pela histamina.
Posologia Orientativa
Adultos e crianças com mais de 12 anos de idade: A dose usual é de 3 a 6 mg, o que corresponde a 1 a 2 comprimidos revestidos, 3 vezes por dia.

Em doentes com tendência para a sonolência, deve prescrever-se 2 comprimidos revestidos ao deitar e um comprimido revestido ao pequeno-almoço.
Administração
Adultos: a dose usual é de 3 a 6 mg, 3 vezes por dia.

Em doentes com tendência para a sonolência, deve prescrever-se 2 comprimidos revestidos ao deitar e um ao pequeno-almoço.

Crianças com idade inferior a 12 anos: recomenda-se a utilização sob a forma de gotas orais, solução.

Idosos (65 anos ou mais): pode usar-se a dose normal do adulto.
Contraindicações
Hipersensibilidade ao Dimetindeno.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
A Informação sobre reacções adversas advém dos estudos clínicos e da vigilância após comercialização.

Nos ensaios clínicos observou-se, ocasionalmente, sonolência, em especial no início do tratamento; em casos raros ocorreu desconforto gastrointestinal (incluindo náusea), secura da boca ou garganta, vertigem, excitação, cefaleia.

Em casos isolados, ocorreu edema, rash cutâneo, espasmo muscular e comprometimento respiratório, possivelmente associado à administração do fármaco.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Há referências a fibroplasia retrolental quando os anti-histamínicos foram usados nas 2 últimas semanas da gravidez. Risco fetal desconhecido, por falta de estudos alargados.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:Anti-histamínicos H1: Os anti-histamínicos sedativos no final do 3° trimestre podem causar efeitos adversos no RN. Risco fetal desconhecido, por falta de estudos alargados. Trimestre: 1º e 3º
Condução
Condução
Condução:Altera a capacidade de condução.
Precauções Gerais
Como para qualquer outro anti-histamínico, deve ter-se cuidado em caso de administração a doentes com glaucoma, obstrução do colo da bexiga (e.g. hipertrofia prostática), doença pulmonar crónica obstrutiva.
Em crianças pequenas, os anti-histamínicos podem produzir excitação.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Proteger da luz. Manter dentro da embalagem exterior.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Depressores do SNC

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Depressores do SNC
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Analgésicos Opiáceos

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Analgésicos Opiáceos
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Anticonvulsivantes

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Anticonvulsivantes
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Antidepressores (Tricíclicos)

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Antidepressores (Tricíclicos)
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Inibidores da Monoaminoxidase (IMAO)
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Antihistamínicos

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Antihistamínicos
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Antipsicóticos

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Antipsicóticos
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Ansiolíticos

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Ansiolíticos
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Hipnóticos

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Hipnóticos
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Álcool

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Álcool
Usar com precaução

Dimetindeno + Procarbazina

Observações: N.D.
Interacções: Para minimizar a depressão do SNC e a possível potenciação, a administração conjunta de procarbazina e anti-histamínicos deverá ser usada com precaução. - Procarbazina
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Dimetindeno + Antieméticos

Observações: N.D.
Interacções: O uso concumitante de duas ou mais substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC) poderá resultar no esperado aumento do efeito depressor do SNC. O que poderá causar efeitos indesejados e potencial perigo de vida. Estas substâncias incluem: Analgésicos opióides, anticonvulsivos, antidepressivos (tricíclicos e IMAO), Anti-histamínicos, antieméticos, antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos e álcool. - Antieméticos
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções do Dimetindeno
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Estudos com dimetindeno no animal não demonstraram potencial teratogénico, nem efeitos prejudiciais directos ou indirectos em relação à gravidez, desenvolvimento embrionário/fetal, parto ou desenvolvimento pós-natal.

Não está demonstrada a segurança do uso durante a gravidez humana.

Dimetindeno só deverá ser utilizado na gravidez se indicado por um médico.

É razoável assumir que o dimetindeno seja excretado no leite materno.
O uso de dimetindeno não está recomendado durante a amamentação.

Tal como outros anti-histamínicos, o dimetindeno pode diminuir o alerta mental em alguns doentes. Como tal, devem ser tomadas precauções durante a condução, na utilização de máquinas ou na realização de outras tarefas que exijam um elevado estado de alerta.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 09 de Julho de 2021