Cobamamida

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
A Cobamamida é uma coenzima da vitamina B12, presente em vários tecidos animais e no ser humano. É uma substância que possui a propriedade de intervir nos processos metabólicos da síntese protéica (metabolismo de proteínas), especialmente os realizados no fígado, sendo essencial para o crescimento e o eutrofismo do parênquima hepático.

É um composto anabolizante, porém diferenciado de outras substâncias de mesmo tipo, como os esteróides, por não possuir os inconvenientes deste, como virilização, pseudo hermafroditismo, ginecomastia, entre outros. Estimula o anabolismo celular ativando a síntese protéica, favorecendo o uso de glicídios e lipídios. Possui acção antianémica e age nos sistemas nervoso central e periférico, de forma neurotrófica e neuro-regeneradora.

É uma substância muito bem tolerada pelo organismo humano, sendo praticamente desprovido de efeitos colaterais. Actua nos distúrbios metabólicos do crescimento, sendo muitas vezes prescrita para pacientes pré-adolescentes com dificuldade em seu desenvolvimento.

Também utilizado por fisiculturistas como alternativa a anabolizantes esteróides, que oferecem grandes riscos à saúde.
Usos comuns
Cobamamida está indicado na prevenção e tratamento de estados carenciais de vitamina B12: situações de mal absorção da vitamina B12: pós-gastrectomia e afecções de tipo atrófico, doença de Crohn, pós resseção do íleo, sprue e infestações parasitárias intestinais prolongadas.

Cobamamida está também indicado para o tratamento das anemias perniciosas e síndromes perniciosiformes.

Cobamamida está também indicado para o tratamento de manutenção em crianças com acidúria metilmalónica.
Tipo
Molécula pequena.
História
Sem informação.
Indicações
Prevenção e tratamento de estados carenciais de vitamina B12: Situações de mal absorção da vitamina B12: pós-gastrectomia e afecções de tipo atrófico, doença de Crohn, pós resseção do íleo, sprue e infestações parasitárias intestinais prolongadas.
Anemia perniciosa e síndromes perniciosiformes.
Tratamento de manutenção em crianças com acidúria metilmalónica.
Classificação CFT

04.01.02 : Medicamentos para tratamento das anemias megaloblásticas

Mecanismo De Ação
A Cobamamida (adenosilcobalamina ou coenzima B12) é uma das formas coenzimáticas fisiológicas que a vitamina B12 apresenta no nosso organismo, possuindo todas as acções farmacológicasque caracterizam a vitamina B12.

A Cobamamida intervém em vários processos bioquímicos, nomeadamente na isomerização do L - metilmalonil CoA a Sucinil CoA, na isomerização do glutamato a Beta - metil – aspartato e na síntese de ácidos nucleicos e núcleoproteínas, em particular, a nível neuronal.

A vitamina B12 desempenha um importante papel na maturação dos eritrócitos ao nível da medula óssea.

O défice desta vitamina, que ocorre por exemplo nas situações de compromisso da sua absorção gastro-intestinal, (ex: anemia perniciosa), conduz ao aparecimento de quadros de anemia megaloblástica e a alterações neurológicas – incapacidade de produzir mielina, seguida de degenerescência gradual do axónio e das células nervosas.

A Cobamamida apresenta ainda uma acção antiálgica, especialmente nas situações de nevralgia, pensando-se que este efeito decorra de uma interferência nos mecanismos da génese da dor a nível do tronco nervoso lesado.
Posologia Orientativa
Adultos - 1 a 2 comprimidos de 2,5 mg;
Ingerir o comprimido inteiro com água.

1) Deficiência de vitamina B12: 1 mg de cianocobalamina/dia;
2) Anemia perniciosa: 1 mg de cianocobalamina/dia.

Utilização em crianças e adolescentes
Crianças dos 12 aos 15 anos - 1 comprimido de 2,5 mg por dia.

Crianças:
Pó oral em saquetas: O conteúdo de uma saqueta diluído com uma colher (5 ml) de água ou de leite, uma a duas vezes por dia durante 10 dias, no início das refeições.

Prematuros e lactentes:
Pó oral em saquetas: A utilização de carteiras em lactentes e prematuros deve ser ponderada caso-a-caso, tendo em conta que neste grupo etário não existem dados suficientes de exposição ao propilparabeno. Cada saqueta contém 1 mg de propilparabeno e a posologia (uma saqueta por dia durante 20 dias, no início das refeições) deve ser ajustada tendo em conta a gravidade da doença.
Administração
Via oral.
Ingerir o comprimido inteiro com água.
As saquetas deverão ser diluídas em água ou leite.
Contraindicações
Hipersensibilidade à Cobamamida.
Reacções anafilácticas, à Cobamamida.
Ambliopia tóxica.
A cianocobalamida não deve ser administrada antes de confirmado o diagnóstico de deficiência da Vitamina B12.
Tumores malignos - a vitamina B12 pode ter uma acção sobre o crescimento de tecidos levando a taxas de multiplicação celular elevadas, o que pode permitir um desenvolvimento mais rápido dos tumores.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
A Cobamamida é geralmente muito bem tolerado sem perturbações digestivas, cutâneas ou hematológicas.
Raramente, no entanto, poderão ocorrer os seguintes sintomas:
- Prurido (comichão), alterações da pele como urticária, eritema e aparecimento de acne, choque.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Não administrar durante a gravidez
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:Se está a amamentar deve estar atenta a qualquer possível reação alérgica do seu bebé.
Precauções Gerais
A administração de doses superiores a 10 microgramas/dia pode produzir uma resposta hematológica em doentes com deficiência de folatos; o uso indiscriminado pode mascarar o diagnóstico preciso da substância em défice.

As concentrações séricas de potássio devem ser monitorizadas durante a administração inicial de cianocobalamina, dado poder ocorrer hipocaliémia, com possível arritmia cardíaca.

Caso seja necessário deve-se proceder à administração de potássio.

A resposta terapêutica à Cobamamida é afectada por infecções paralelas, urémia, deficiência em ácido fólico ou ferro, ou por fármacos com efeito supressor dos efeitos da medula óssea.

Os exames hematológicos e neurológicos devem ser efectuados com regularidade (deve ser efectuada uma avaliação antes do início da terapêutica e a monitorização da terapêutica a longo prazo através de um hemograma completo, índices eritrocitários, determinação das concentrações séricas de vitamina B12 e ácido fólico).

O risco de neoplasia gástrica é elevado em doentes com anemia perniciosa pelo que deve ser efectuada uma avaliação regular destes doentes, para determinação de uma neoplasia gástrica oculta.

A absorção da vitamina B12 que lhe está a ser administrada, pode ser influenciada por diversos medicamentos, nomeadamente, contraceptivos orais, aminoglicosidos, ácido aminossalicílico, anticonvulsivantes, biguanidas, cloranfenicol, colestiramina, cimetidina, colchicina, sais de potássio e metildopa.
Cuidados com a Dieta
Não interfere com alimentos e bebidas.
As saquetas deverão ser administradas no início das refeições.
Terapêutica Interrompida
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Deve continuar o tratamento de acordo com o esquema estabelecido.
Cuidados no Armazenamento
Não conservar acima de 25ºC

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cobamamida + Contracetivos orais

Observações: Não há registo de interações medicamentosas e outras.
Interacções: Há registos de as concentrações séricas de cobalaminas serem reduzidas na administração concomitante de Contraceptivos orais. - Contracetivos orais
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções da Cobamamida
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento.
A Cobamamida não revela efeitos nocivos sobre o feto. Portanto poderá ser utilizado quer durante a gravidez quer durante o período de amamentação.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 09 de Julho de 2021