Clobetasol

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
Clobetasol é um derivado da prednisolona com alta actividade glicocorticóide e baixa actividade mineralocorticóide.

Absorvido através da pele mais rapidamente do que o fluocinonida, é usado topicamente no tratamento da psoríase, mas pode causar marcada supressão adrenocortical.
Usos comuns
Clobetasol tópico é usado para ajudar a aliviar a vermelhidão, comichão, inchaço, ou outro desconforto causado por condições da pele.

A solução e em espuma são utilizados para problemas do couro cabeludo; o creme, loção e aerossol são usados ​​para a psoríase em placas moderada a severa, e o champô é utilizado para psoríase moderada a severa do couro cabeludo.

O Clobetasol é um corticosteróide (medicamento similar à cortisona ou esteróides).
Tipo
Molécula pequena.
História
Sem informação.
Indicações
Para o tratamento tópico a curto prazo das manifestações inflamatórias e pruriginosas moderadas a severas das dermatoses que respondem a corticosteróides do couro cabeludo.
Classificação CFT

13.05 : Corticosteróides de aplicação tópica

Mecanismo De Acção
O mecanismo exacto da actividade anti-inflamatória dos esteróides tópicos para o tratamento de dermatoses que reagem a esteróides, em geral, é incerto.

No entanto, os corticosteróides são formulados para actuar pela indução de proteínas inibidoras fosfolipase A2, chamados colectivamente lipocortinas.

Postula-se que estas proteínas controlam a biossíntese de potentes mediadores da inflamação, tais como prostaglandinas e leucotrienos, por inibição da libertação de ácido araquidónico seu precursor comum.

O ácido araquidónico é libertado a partir de fosfolipídios de membrana pela fosfolipase A2.

Inicialmente, no entanto, Clobetasol, como outros corticosteróides, ligam-se ao receptor de glucocorticóides, que forma complexos, entra no núcleo da célula e modifica a transcrição genética (transrepressão / transativação).
Posologia Orientativa
A dose de Clobetasol será diferente para diferentes Pacientes. Seguir as ordens do Médico assitente.

As informações a seguir referem apenas as doses médias de Clobetasol. Se a dose do Paciente é diferente, não a mudar a não ser que o Médico assitente diga para o fazer.

A dose a tomar depende da potência do medicamento. Além disso, a quantidade a tomar por dia, o intervalo entre as doses, e a duração de tratamento, dependem do problema Médico para o qual o Paciente está a usar o medicamento.

Para vermelhidão, comichão e inchaço da pele:
Formas de dosagem tópicas (creme, gel, pomada ou):
– Adultos: Aplicar na área afectada da pele duas vezes por dia.
– Crianças de 12 a 17 anos de idade: Aplicar na área afectada da pele duas vezes por dia.
– Crianças com menos de 12 anos de idade: o uso não é recomendado.

Forma farmacêutica tópica (loção):
– Adultos: Aplicar na área afectada da pele duas vezes por dia.
– Crianças: o uso não é recomendado.

Para a psoríase em placas:
Forma farmacêutica tópica (creme):
– Adultos: Aplicar na área afectada da pele duas vezes por dia.
– Crianças com menos de 16 anos de idade: o uso não é recomendado.

Forma farmacêutica tópica (espuma):
– Adultos: Aplicar na área afectada da pele duas vezes por dia, uma vez pela manhã e outra à noite.
– Crianças de 12 a 17 anos de idade: Aplicar na área afectada da pele duas vezes por dia, uma vez pela manhã e outra à noite.
– Crianças com menos de 12 anos de idade: o uso não é recomendado.

Forma farmacêutica tópica (spray):
– Adultos: aplicar o spray na área afectada da pele duas vezes por dia.
– Crianças: o uso não é recomendado.

Problemas no couro cabeludo:
Formas farmacêuticas tópicas (solução de espuma ou couro cabeludo):
– Adultos: Aplicar à área afectada do couro cabeludo duas vezes por dia, uma vez pela manhã e outra à noite.
– Crianças de 12 a 17 anos de idade: Aplicar à área afectada do couro cabeludo duas vezes por dia, uma vez pela manhã e outra à noite.
– Crianças com menos de 12 anos de idade: o uso não é recomendado.

Por forma farmacêutica tópica (champô):
– Adultos: Aplicar à área afectada do couro cabeludo uma vez por dia.
– Crianças: o uso não é recomendado.
Administração
Via cutânea.
Contra-Indicações
Hipersensibilidade ao Clobetasol.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Contacte o Médico imediatamente se algum dos seguintes efeitos secundários ocorrerem:
Mais comum:
– Comichão ou ardor no local de aplicação.

Menos comuns:
– Sensação de ardor da pele
– Pele seca
– Rubor ou vermelhidão da pele
– Comichão, descamação, vermelhidão intensa, dor ou inchaço da pele
– Irritação da pele
– Erupção cutânea, incrustação, pele escamosa e exsudação
– Adelgaçamento da pele com fáceis ferimentos, especialmente quando usado no rosto ou onde a pele dobra em conjunto (por exemplo, entre os dedos).

Incidência desconhecida:
– Ardor, prurido e dor em áreas pilosas, ou pus na raiz dos cabelos
– Perda de cabelo
– Vermelhidão e descamação ao redor da boca
– Afinamento dos cabelos
– Desbaste, fraqueza ou definhamento da pele.

Alguns efeitos secundários podem ocorrer mas que normalmente não necessitam de atenção médica. Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento enquanto o seu organismo se adapta ao tratamento. Além disso, o Profissional de Saúde pode instrui-lo sobre as formas de prevenir ou reduzir alguns desses efeitos colaterais. Fale com o Médico se algum dos seguintes efeitos secundários persistem ou são incómodos ou se tiver quaisquer dúvidas sobre eles:

Mais comuns:
– Tosse
– Dor de garganta

Menos comuns:
– Dores no corpo
– Mudanças na coloração da pele
– Congestionamento ou tosse
– Secura ou dor de garganta
– Dor de cabeça
– Aparecimento de manchas, vermelho escuro, verruga na pele, especialmente quando usado no rosto
– Desconforto da pele
– Nariz entupido ou rinite
– Gânglios inchados no pescoço
– Dificuldade em engolir
– Cansaço ou fraqueza invulgar
– Alterações na voz

Incidência desconhecida:
– Acne ou espinhas
– Ardor e prurido da pele com bolhas vermelhas do tamanho da cabeça de alfinete
– Incremento do crescimento de cabelo na testa, costas, braços e pernas
– Clareamento da cor normal da pele
– Mitigação de áreas da pele escura tratadas
– Linhas roxas avermelhadas na braços, rosto, pernas, tronco, ou na virilha
– Amaciamento da pele
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:A administração de clobetasol durante a gravidez apenas deve ser considerada se o benefício esperado para a mãe superar o risco para o feto. Deve utilizar-se a quantidade mínima durante o menor período de tempo.
Aleitamento
Aleitamento
Aleitamento:O uso deste medicamento durante a lactação não é recomendado.
Precauções Gerais
É muito importante que o médico verifique a evolução em visitas regulares, para quaisquer efeitos indesejáveis que podem ser causados pelo Clobetasol.

Se os sintomas não melhorarem dentro de alguns dias, ou se piorarem, consulte o médico.

O uso em excesso de Clobetasol ou por um longo período pode aumentar o risco de ter problemas nas glândulas supra-renais. O risco é mais elevado para as crianças e os Pacientes que utilizam grandes quantidades durante um longo tempo.

Fale com o médico imediatamente se tiver mais de um destes sintomas enquanto estiver a usar Clobetasol: visão turva, tonturas ou desmaios, um batimento cardíaco rápido ou irregular, aumento da sede ou micção, irritabilidade, cansaço ou fraqueza.

Fale com o médico imediatamente se tem uma alergia na pele, ardor, picadas, inchaço ou irritação na pele.

Certifique-se de que o médico sabe que está a usar creme ou gel de Clobetasol. Pode precisar de parar de usar Clobetasol vários dias antes de uma cirurgia.

Não use Clobetasol em conjunto com outros medicamentos contendo corticosteróides tópicos, como a betametasona, hidrocortisona, triancinolona. Usando estes medicamentos em conjunto, podem causar efeitos indesejáveis graves.

Não use cosméticos ou outros produtos de cuidados da pele nas áreas tratadas.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Se falhar uma dose de Clobetasol, aplique-a assim que possível. No entanto, se estiver quase na hora da próxima dose, salte a dose e volte ao seu esquema posológico regular.
Cuidados no Armazenamento
Guarde o medicamento num recipiente fechado à temperatura ambiente, longe do calor, humidade e luz directa.
Evite congelamento. Armazenar a embalagem de espuma à temperatura ambiente, longe do calor e da luz directa.
Não manter Clobetasol no interior de um automóvel, onde ele poderia ficar exposto a calor extremo.
Não furar a vasilha ou atirá-la para o fogo, mesmo que a embalagem esteja vazia.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Clobetasol Itraconazol

Observações: n.d.
Interacções: Demonstrou-se que a administração concomitante com medicamentos que podem inibir a CYP3A4 (ex. ritonavir, itraconazol) inibe o metabolismo dos corticosteróides, levando ao aumento da exposição sistémica. A relevância clínica desta interacção depende da dose e da via de administração dos corticosteróides e da potência do inibidor da CYP3A4. - Itraconazol
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Clobetasol Ritonavir

Observações: n.d.
Interacções: Demonstrou-se que a administração concomitante com medicamentos que podem inibir a CYP3A4 (ex. ritonavir, itraconazol) inibe o metabolismo dos corticosteróides, levando ao aumento da exposição sistémica. A relevância clínica desta interacção depende da dose e da via de administração dos corticosteróides e da potência do inibidor da CYP3A4. - Ritonavir
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Clobetasol Inibidores do CYP3A4

Observações: n.d.
Interacções: Demonstrou-se que a administração concomitante com medicamentos que podem inibir a CYP3A4 (ex. ritonavir, itraconazol) inibe o metabolismo dos corticosteróides, levando ao aumento da exposição sistémica. A relevância clínica desta interacção depende da dose e da via de administração dos corticosteróides e da potência do inibidor da CYP3A4. - Inibidores do CYP3A4
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções do Clobetasol
Informe o Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

A quantidade de dados sobre a utilização de clobetasol em mulheres grávidas é limitada.
Os estudos em animais, com aplicação tópica de corticosteróides, revelaram toxicidade reprodutiva.
A relevância destes dados não foi demonstrada em seres humanos, contudo a administração de clobetasol durante a gravidez apenas deve ser considerada se o benefício esperado para a mãe superar o risco para o feto.
Deve utilizar-se a quantidade mínima durante o menor período de tempo.

A utilização segura de propionato de clobetasol durante a lactação não foi estabelecida.
O uso deste medicamento durante a lactação não é recomendado.
Não é conhecido se a administração tópica de corticosteróides pode resultar na absorção sistémica para produzir quantidades detectáveis de leite materno.
A administração de propionato de clobetasol durante a lactação só deve ser considerada se o benefício esperado para a mãe ultrapassar o risco para o bebé.
Se usado durante a lactação propionato de clobetasol não deve ser aplicado nas mamas para evitar a ingestão acidental pelo bebé.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Novembro de 2021