Cilazapril + Hidroclorotiazida

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência na Insuficiência Renal DCI com Advertência na Condução
O que é
A substância activa Cilazapril pertence a um grupo de medicamentos designados por inibidores da enzima de conversão da angiotensina (inibidores da ECA).

Os inibidores da ECA actuam através da dilatação dos vasos sanguíneos, reduzindo a pressão arterial nos vasos.

A Hidroclorotiazida pertence a um grupo de medicamentos que aumentam o débito urinário (diuréticos).

Os diuréticos ajudam o organismo a eliminar os fluidos em excesso e são utilizados em doentes com hipertensão (pressão arterial elevada).
Usos comuns
A associação Cilazapril+Hidroclorotiazida é utilizada no tratamento da hipertensão quando a pressão arterial está estabilizada com a administração simultânea das duas substâncias activas (cilazapril e hidroclorotiazida).

A substância activa Cilazapril pertence a um grupo de medicamentos designados por inibidores da enzima de conversão da angiotensina (inibidores da ECA).
Os inibidores da ECA atuam através da dilatação dos vasos sanguíneos, reduzindo a pressão arterial nos vasos.

A Hidroclorotiazida pertence a um grupo de medicamentos que aumentam o débito urinário (diuréticos).
Os diuréticos ajudam o organismo a eliminar os fluidos em excesso e são utilizados em doentes com hipertensão (pressão arterial elevada).
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Tratamento da hipertensão essencial nos doentes em que a tensão arterial foi estabilizada com os componentes administrados simultaneamente nas mesmas proporções da associação.
Classificação CFT

3.4.2.1 : Inibidores da enzima de conversão da angiotensina

Mecanismo De Ação
Cilazapril + Hidroclorotiazida é uma associação de Cilazapril (um inibidor da enzima de conversão da angiotensina) e Hidroclorotiazida (um diurético tiazídico).

Os efeitos anti-hipertensivos da associação de Cilazapril e Hidroclorotiazida são aditivos, resultando numa percentagem de resposta satisfatória em doentes hipertensos superior à que se obtém com qualquer um deles administrado isoladamente.
Cilazapril + Hidroclorotiazida é altamente efetivo no tratamento da hipertensão e o seu efeito mantêm-se durante 24 horas.

O Cilazapril é convertido no seu metabolito ativo, o Cilazaprilato, um inibidor específico de ação prolongada da ECA que suprime o sistema renina-angiotensina-aldosterona e, consequentemente, a conversão da angiotensina I inativa em angiotensina II, a qual é um potente vasoconstritor.

A Hidroclorotiazida é um diurético.
A utilização deste fármaco aumenta a atividade da renina plasmática e a secreção de aldosterona, resultando numa diminuição do potássio sérico.
O Cilazapril ao bloquear o eixo angiotensina/aldosterona atenua a perda de potássio associada à utilização do diurético.
A utilização concomitante de Cilazapril e Hidroclorotiazida resulta numa superior redução da pressão arterial por mecanismos complementares.

Eficácia
Os estudos realizados com Cilazapril + Hidroclorotiazida demonstraram que, a administração uma vez por dia de várias doses da associação de Cilazapril e Hidroclorotiazida, reduziram estatisticamente e clinicamente a pressão arterial sistólica e diastólica versus o placebo, durante 24 horas.

A combinação de várias doses originou uma redução da pressão arterial estatisticamente e clinicamente superior à de qualquer um dos dois componentes separados.
Nos doentes que não respondem à administração de 5 mg de Cilazapril em monoterapia, a adição de uma dose baixa de 12,5 mg de Hidroclorotiazida uma vez por dia, melhora substancialmente a resposta ao tratamento.
A associação é efetiva independentemente da idade, sexo ou raça.
Posologia Orientativa
A posologia normal de Cilazapril + Hidroclorotiazida é de um comprimido uma vez por dia, administrado por via oral.
Administração
Administrado por via oral.
Como a ingestão de alimentos não tem influência clinicamente significativa na absorção, Cilazapril + Hidroclorotiazida pode ser administrado antes ou depois das refeições. O medicamento deve ser sempre tomado à mesma hora.
Contraindicações
Cilazapril + Hidroclorotiazida está contra-indicado:
– em doentes com hipersensibilidade ao Cilazapril ou a qualquer um dos excipientes, ou a outros inibidores da ECA
– em doentes com hipersensibilidade às tiazidas ou a outros fármacos derivados da sulfonamida
– em doentes com história de edema angioneurótico relacionado com tratamentos anteriores com qualquer inibidor da ECA
– em doentes com anúria
– durante a gravidez e o aleitamento.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
O Cilazapril + Hidroclorotiazida é geralmente bem tolerado.
Na maioria dos casos, os efeitos indesejáveis são transitórios, ligeiros ou moderados e não requerem a suspensão do tratamento.

Nos ensaios clínicos realizados com o Cilazapril + Hidroclorotiazida, não se observaram efeitos indesejáveis específicos da associação dos dois fármacos. Observaram-se nos doentes efeitos indesejáveis (≥2 %) que incluíam cefaleias, tonturas, fadiga e tosse.

Sangue e sistema linfático: Têm sido notificadas perturbações sanguíneas com inibidores da ECA que incluem neutropenia e agranulocitose (especialmente em doentes com insuficiência renal e com perturbações vasculares do colagéneo, tais como lupus eritematoso sistémico e esclerodermia), trombocitopenia e anemia.

Cardiopatias: Pode ocorrer hipotensão pronunciada no início da terapêutica com inibidores da ECA, particularmente em doentes com insuficiência cardíaca e em doentes com depleção de sódio ou volume.
O enfarte do miocárdio e o acidente vascular cerebral têm sido notificados e podem estar relacionados com quedas abruptas da pressão arterial em doentes com cardiopatia isquémica ou doença cerebrovascular.

Outros efeitos cardiovasculares que têm ocorrido incluem taquicardia, palpitações e dor no peito.

Doenças gastrointestinais: Foram notificados casos isolados de pancreatite, por vezes fatal, com inibidores da ECA incluindo Cilazapril + Hidroclorotiazida.

Afeções hepatobiliares: Foram notificados casos isolados de alteração da função hepática, tais como hepatite colestática com ou sem necrose e aumento das provas de função hepática (transaminases, bilirrubina, fosfatase alcalina, gama GT).

Doenças do sistema imunitário: Tal como com outros inibidores da ECA, estão descritos casos, embora raros, de edema angioneurótico em doentes tratados com cilazapril.
Uma vez que este síndroma pode estar associado ao edema da laringe, Cilazapril + Hidroclorotiazida deve ser descontinuado e, de imediato, instituir-se a terapêutica adequada sempre que a face, lábios, língua, glote e/ou laringe forem afetadas.

Afeções dos tecidos cutâneos e subcutâneas: Podem ocorrer erupções cutâneas (incluindo eritema multiforme e necrólise epidérmica tóxica) com inibidores da ECA.

Foram também notificadas fotossensibilidade, alopecia e outras reações de hipersensibilidade.
As reações de fotossensibilidade são das reações cutâneas mais frequentemente notificadas em doentes tratados com tiazidas.
Outras reações cutâneas
incluem vasculite, eritema multiforme e pseudoporfiria.

Doenças renais e urinárias: Têm sido notificados casos isolados de insuficiência renal aguda em doentes com insuficiência cardíaca grave, estenose da artéria renal ou afeções renais.

Doenças respiratórias, torácicas e do mediastino: A pneumonite aguda intersticial e o edema pulmonar agudo são complicações raras, mas potencialmente perigosas em doentes tratados com tiazidas, podendo ser devidas a reação de hipersensibilidade.

Testes laboratoriais: Foram raramente associadas alterações clínicas importantes nos testes laboratoriais padrão com Cilazapril + Hidroclorotiazida.
Foram notificadas com incidência dispersa a ocorrência de neutropenia/ leucopenia, aumento das enzimas hepáticas e diminuição do sódio sérico.
No entanto, em ensaios clínicos controlados, observou-se uma incidência total de anomalias laboratoriais mais baixa com Cilazapril + Hidroclorotiazida do que com o placebo.

Nenhum dos doentes tratados com Cilazapril + Hidroclorotiazida descontinuou o tratamento devido a anomalias laboratoriais.
Advertências
Insuf. Renal
Insuf. Renal:Associação não indicada para o tratamento de doentes com IR moderada a grave (tiazidas ineficazes para Cl cr < 30 ml/min).
Gravidez
Gravidez:Não administrar durante a gravidez
Condução
Condução:Podem ocorrer diferentes reações como tonturas e fadiga, principalmente no início do tratamento, quando se aumenta a posologia ou se altera a medicação (administração concomitante de medicamentos que potenciam a ação dos inibidores do ECA). A ocorrência destas reações pode afectar a condução de veículos.
Precauções Gerais
Cilazapril + Hidroclorotiazida não deve ser utilizado em doentes com estenose aórtica ou obstrução do fluxo de saída.

Insuficiência hepática: os inibidores da ECA têm sido raramente associados a uma síndrome que se inicia com iterícia colestática e progride para necrose hepática fulminante e, algumas vezes, morte. O mecanismo desta síndrome não é conhecido.
Os doentes em tratamento com inibidores da ECA que desenvolvem iterícia ou aumento pronunciado dos valores das enzimas hepáticas, devem descontinuar o inibidor da ECA e serem seguidos pelo Médico.

Compromisso hepático: uma vez que alterações mínimas no equilíbrio de líquidos e eletrólitos podem precipitar o coma hepático, Cilazapril + Hidroclorotiazida tem de ser utilizado com precaução em doentes com compromisso da função hepática ou doença hepática.
Compromisso renal: a inibição do sistema renina-angiotensina-aldosterona com inibidores da ECA pode originar alterações na função renal em doentes cuja função renal dependa primariamente da atividade do sistema renina-angiotensina-aldosterona e provocar o aumento do nitrogénio ureíco no sangue e/ou creatinina sérica.

Embora estas alterações sejam geralmente reversíveis após a descontinuação da terapêutica com o inibidor da ECA e/ou diurético, foram notificados casos de disfunção renal grave e, raramente, insuficiência renal aguda.

Alguns doentes hipertensos sem doença vascular renal aparente pré-existente apresentaram aumentos do nitrogénio ureíco no sangue e creatinina sérica geralmente pequenos e transitórios com Cilazapril + Hidroclorotiazida.
Se tal acontecer, pode ser necessário a descontinuação da terapêutica com Cilazapril + Hidroclorotiazida.

O exame do doente hipertenso deve incluir sempre o estudo da função renal.

Neutropenia: foram raramente notificadas neutropenia e agranulocitose com inibidores da ECA. A monitorização periódica do número de leucócitos deve ser considerada em doentes com vasculopatia colagénica e doença renal (tais como lupus eritematoso sistémico e esclerodermia), ou em doentes a fazerem terapêutica imunossupressora, especialmente quando também têm um compromisso da função renal.

Potássio sérico: a hipocalemia provocada pela hidroclorotiazida é geralmente atenuada pelo efeito do Cilazapril.

Nos ensaios clínicos, raramente se observou hipercalemia nos doentes tratados com Cilazapril + Hidroclorotiazida.
Os fatores de risco para o seu desenvolvimento são a insuficiência renal, a diabetes mellitus e a utilização simultânea de diuréticos poupadores de potássio, suplementos dietéticos de potássio e/ou substitutos do sal que contenham potássio.

Estes devem ser utilizados com precaução quando associados ao Cilazapril + Hidroclorotiazida. Caso estes fatores de risco estejam presentes, poderá ser recomendável a monitorização frequente do potássio sérico.

Efeitos metabólicos e endócrinos: as tiazidas podem diminuir a excreção urinária de cálcio. As tiazidas podem causar elevação intermitente e ligeira da concentração do cálcio sérico na ausência de perturbações conhecidas do metabolismo do cálcio.
A hipercalcemia acentuada pode ser prova de hiperparatiroidismo oculto.
As tiazidas devem ser descontinuadas antes de serem efetuados os testes da função paratiroidea.

A hidroclorotiazida tem sido associada a ataques agudos de porfiria e não é considerada segura em doentes porfíricos.

Pode ocorrer hiperuricemia ou gota aguda em determinados doentes tratados com tiazidas.
O Cilazapril, um dos componentes do Cilazapril + Hidroclorotiazida atenua, contudo, o efeito hiperuricémico da hidroclorotiazida.

Diabetes: a administração de inibidores da ECA em doentes com diabetes mellitus pode potenciar a redução da glicemia pelo agente hipoglicemiante oral ou pela insulina.

Nos diabéticos, pode surgir hiperglicemia devida aos diuréticos tiazídicos.
Pode ser necessário o ajuste das doses de insulina ou dos agentes hipoglicemiantes.
A diabetes mellitus latente pode tornar-se manifesta durante a terapêutica com tiazidas.

Especialmente durante o primeiro mês de tratamento com um inibidor da ECA, deverão ser cuidadosamente monitorizados os níveis de glicemia no diabético previamente medicado com antidiabéticos orais ou insulina.

Cirurgia/anestesia: a utilização de inibidores da ECA em associação com fármacos anestésicos em processos cirúrgicos que conduzam a uma redução da pressão arterial pode provocar hipotensão arterial.
Se tal suceder, está indicada a administração de expansores do plasma em perfusão intravenosa ou, em caso de resistência a esta medida, perfusão de angiotensina II.

Hipersensibilidade/edema angioneurótico: tem sido notificado edema angioneurótico em doentes tratados com inibidores da ECA, incluindo Cilazapril + Hidroclorotiazida.
Com a utilização de tiazidas podem ocorrer reacções de sensibilidade em doentes com ou sem antecedentes alérgicos ou asma brônquica.

Hemodiálise/anafilaxia: apesar do mecanismo envolvido não estar definitivamente estabelecido, existe evidência clínica de que a hemodiálise com membranas de poliacrilonitrito metalil sulfato de alto fluxo (por ex. "AN69"), a hemofiltração ou a LDLaferese, se executadas em doentes sob tratamento com inibidores da ECA, incluindo o Cilazapril, podem conduzir ao aparecimento de reacções anafiláticas/anafilatóides, incluindo choque com risco de vida.
Assim, os tratamentos acima referidos devem ser evitados nestes doentes.

Além disso, podem ocorrer reacções anafiláticas em doentes em terapêutica de dessensibilização com veneno de vespa ou de abelha e que se encontrem sob tratamento com inibidores da ECA.
Assim, o tratamento com Cilazapril deve ser interrompido antes do início da terapêutica de dessensibilização.
Adicionalmente nestas circunstâncias, o Cilazapril não deve ser substituído por um beta bloqueante.

Este medicamento contém latose.
Doentes com problemas hereditários raros de intolerância à galatose, deficiência de latase ou malabsorção de glucose-galatose não devem tomar este medicamento.
Cuidados com a Dieta
Tome este medicamento antes ou após as refeições. A ingestão de alimentos não tem influência na absorção de Cilazapril+Hidroclorotiazida.
Terapêutica Interrompida
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar. Tome a dose seguinte de acordo com o esquema habitual.
Cuidados no Armazenamento
Mantenha o medicamento fora do alcance e da vista das crianças.
Conservar na embalagem de origem para proteger da humidade.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Lítio

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Lítio: Foram notificadas toxicidade e aumentos reversíveis das concentrações séricas de lítio durante a administração concomitante de lítio e inibidores da ECA. A utilização concomitante de diuréticos tiazídicos pode aumentar o risco de toxicidade do lítio e agravar o já existente risco aumentado de toxicidade do lítio com inibidores da ECA. A utilização de cilazapril com lítio não é recomendada, mas caso a associação seja necessária, deve ser realizada a monitorização cuidadosa dos níveis séricos do lítio.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Antihipertensores

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Outros agentes antihipertensores: Pode observar-se um efeito aditivo quando cilazapril / hidroclorotiazida é administrado em associação com outros agentes antihipertensores.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Diuréticos poupadores de potássio

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Diuréticos poupadores de potássio, suplementos de potássio ou substitutos do sal contendo potássio: Embora o potássio sérico permaneça geralmente dentro dos limites normais, pode ocorrer hipercaliemia em alguns doentes tratados com cilazapril. Os diuréticos poupadores de potássio (por ex. espironolactona, amilorida ou triamtereno), suplementos de potássio ou os substitutos do sal contendo potássio podem levar a aumentos significativos do potássio sérico. Por conseguinte, a associação de cilazapril com os fármacos acima mencionados não é recomendada. Caso a utilização concomitante seja indicada devido a hipocaliemia observada, estes devem ser administrados com precaução e o potássio sérico deve ser monitorizado frequentemente.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Suplementos de potássio

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Diuréticos poupadores de potássio, suplementos de potássio ou substitutos do sal contendo potássio: Embora o potássio sérico permaneça geralmente dentro dos limites normais, pode ocorrer hipercaliemia em alguns doentes tratados com cilazapril. Os diuréticos poupadores de potássio (por ex. espironolactona, amilorida ou triamtereno), suplementos de potássio ou os substitutos do sal contendo potássio podem levar a aumentos significativos do potássio sérico. Por conseguinte, a associação de cilazapril com os fármacos acima mencionados não é recomendada. Caso a utilização concomitante seja indicada devido a hipocaliemia observada, estes devem ser administrados com precaução e o potássio sérico deve ser monitorizado frequentemente.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Potássio

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Diuréticos poupadores de potássio, suplementos de potássio ou substitutos do sal contendo potássio: Embora o potássio sérico permaneça geralmente dentro dos limites normais, pode ocorrer hipercaliemia em alguns doentes tratados com cilazapril. Os diuréticos poupadores de potássio (por ex. espironolactona, amilorida ou triamtereno), suplementos de potássio ou os substitutos do sal contendo potássio podem levar a aumentos significativos do potássio sérico. Por conseguinte, a associação de cilazapril com os fármacos acima mencionados não é recomendada. Caso a utilização concomitante seja indicada devido a hipocaliemia observada, estes devem ser administrados com precaução e o potássio sérico deve ser monitorizado frequentemente.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Espironolactona

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Diuréticos poupadores de potássio, suplementos de potássio ou substitutos do sal contendo potássio: Embora o potássio sérico permaneça geralmente dentro dos limites normais, pode ocorrer hipercaliemia em alguns doentes tratados com cilazapril. Os diuréticos poupadores de potássio (por ex. espironolactona, amilorida ou triamtereno), suplementos de potássio ou os substitutos do sal contendo potássio podem levar a aumentos significativos do potássio sérico. Por conseguinte, a associação de cilazapril com os fármacos acima mencionados não é recomendada. Caso a utilização concomitante seja indicada devido a hipocaliemia observada, estes devem ser administrados com precaução e o potássio sérico deve ser monitorizado frequentemente.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Amilorida

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Diuréticos poupadores de potássio, suplementos de potássio ou substitutos do sal contendo potássio: Embora o potássio sérico permaneça geralmente dentro dos limites normais, pode ocorrer hipercaliemia em alguns doentes tratados com cilazapril. Os diuréticos poupadores de potássio (por ex. espironolactona, amilorida ou triamtereno), suplementos de potássio ou os substitutos do sal contendo potássio podem levar a aumentos significativos do potássio sérico. Por conseguinte, a associação de cilazapril com os fármacos acima mencionados não é recomendada. Caso a utilização concomitante seja indicada devido a hipocaliemia observada, estes devem ser administrados com precaução e o potássio sérico deve ser monitorizado frequentemente.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Triamtereno

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Diuréticos poupadores de potássio, suplementos de potássio ou substitutos do sal contendo potássio: Embora o potássio sérico permaneça geralmente dentro dos limites normais, pode ocorrer hipercaliemia em alguns doentes tratados com cilazapril. Os diuréticos poupadores de potássio (por ex. espironolactona, amilorida ou triamtereno), suplementos de potássio ou os substitutos do sal contendo potássio podem levar a aumentos significativos do potássio sérico. Por conseguinte, a associação de cilazapril com os fármacos acima mencionados não é recomendada. Caso a utilização concomitante seja indicada devido a hipocaliemia observada, estes devem ser administrados com precaução e o potássio sérico deve ser monitorizado frequentemente.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Diuréticos da ansa

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Diuréticos (tiazidas ou diuréticos da ansa): O tratamento prévio com elevadas doses de diuréticos pode resultar em depleção de volume e risco de hipotensão quando a terapêutica com cilazapril é iniciada. Os efeitos hipotensivos podem ser reduzidos através da descontinuação do diurético, pelo aumento do volume ou da ingestão de sal ou pelo início da terapêutica com uma dose baixa de cilazapril.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Diuréticos tiazídicos (Tiazidas)

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Diuréticos (tiazidas ou diuréticos da ansa): O tratamento prévio com elevadas doses de diuréticos pode resultar em depleção de volume e risco de hipotensão quando a terapêutica com cilazapril é iniciada. Os efeitos hipotensivos podem ser reduzidos através da descontinuação do diurético, pelo aumento do volume ou da ingestão de sal ou pelo início da terapêutica com uma dose baixa de cilazapril.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Antidepressores (Tricíclicos)

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Antidepressivos tricíclicos/antipsicóticos/anestésicos/narcóticos: A utilização concomitante de determinados medicamentos anestésicos, antidepressivos tricíclicos e antipsicóticos com inibidores da ECA pode resultar no aumento da redução da pressão arterial.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Antipsicóticos

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Antidepressivos tricíclicos/antipsicóticos/anestésicos/narcóticos: A utilização concomitante de determinados medicamentos anestésicos, antidepressivos tricíclicos e antipsicóticos com inibidores da ECA pode resultar no aumento da redução da pressão arterial. Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Anestésicos

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Antidepressivos tricíclicos/antipsicóticos/anestésicos/narcóticos: A utilização concomitante de determinados medicamentos anestésicos, antidepressivos tricíclicos e antipsicóticos com inibidores da ECA pode resultar no aumento da redução da pressão arterial.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Narcóticos

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Antidepressivos tricíclicos/antipsicóticos/anestésicos/narcóticos: A utilização concomitante de determinados medicamentos anestésicos, antidepressivos tricíclicos e antipsicóticos com inibidores da ECA pode resultar no aumento da redução da pressão arterial.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Anti-inflamatórios não esteróides (AINEs)

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) incluindo aspirina ≥ 3 g/dia: Quando os inibidores da ECA são administrados simultaneamente com fármacos anti-inflamatórios não esteroides (isto é, ácido acetilsalicílico em regimes de doses anti- inflamatórias, inibidores da COX-2 e AINEs não seletivos), pode ocorrer atenuação do efeito anti-hipertensivo. A utilização concomitante dos inibidores da ECA e AINEs pode levar a um risco aumentado de agravamento da função renal, incluindo possível insuficiência renal aguda e um aumento do potássio sérico, especialmente em doentes com função renal diminuída pré-existente. A associação deve ser administrada com precaução, especialmente nos idosos. Os doentes devem ser adequadamente hidratados e deve ter-se em consideração a monitorização da função renal após o início da terapia concomitante, e de forma periódica, posteriormente.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Ácido Acetilsalicílico

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) incluindo aspirina ≥ 3 g/dia: Quando os inibidores da ECA são administrados simultaneamente com fármacos anti-inflamatórios não esteroides (isto é, ácido acetilsalicílico em regimes de doses anti-inflamatórias, inibidores da COX-2 e AINEs não seletivos), pode ocorrer atenuação do efeito anti-hipertensivo. A utilização concomitante dos inibidores da ECA e AINEs pode levar a um risco aumentado de agravamento da função renal, incluindo possível insuficiência renal aguda e um aumento do potássio sérico, especialmente em doentes com função renal diminuída pré-existente. A associação deve ser administrada com precaução, especialmente nos idosos. Os doentes devem ser adequadamente hidratados e deve ter-se em consideração a monitorização da função renal após o início da terapia concomitante, e de forma periódica, posteriormente.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Inibidores da cicloxigenase (COX)

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) incluindo aspirina ≥ 3 g/dia: Quando os inibidores da ECA são administrados simultaneamente com fármacos anti-inflamatórios não esteroides (isto é, ácido acetilsalicílico em regimes de doses anti-inflamatórias, inibidores da COX-2 e AINEs não seletivos), pode ocorrer atenuação do efeito anti-hipertensivo. A utilização concomitante dos inibidores da ECA e AINEs pode levar a um risco aumentado de agravamento da função renal, incluindo possível insuficiência renal aguda e um aumento do potássio sérico, especialmente em doentes com função renal diminuída pré-existente. A associação deve ser administrada com precaução, especialmente nos idosos. Os doentes devem ser adequadamente hidratados e deve ter-se em consideração a monitorização da função renal após o início da terapia concomitante, e de forma periódica, posteriormente.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Simpaticomiméticos

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Simpaticomiméticos: Os simpaticomiméticos podem reduzir os efeitos antihipertensores dos inibidores da ECA.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Antidiabéticos Orais

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Antidiabéticos: Os estudos epidemiológicos sugeriram que a administração concomitante dos inibidores da ECA e medicamentos antidiabéticos (insulinas, agentes hipoglicemiantes orais) pode causar um aumento do efeito hipoglicemiante com risco de hipoglicemia. Este fenómeno parece ocorrer com maior probabilidade durante as primeiras semanas do tratamento combinado e em doentes com compromisso renal.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Insulinas

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Antidiabéticos: Os estudos epidemiológicos sugeriram que a administração concomitante dos inibidores da ECA e medicamentos antidiabéticos (insulinas, agentes hipoglicemiantes orais) pode causar um aumento do efeito hipoglicemiante com risco de hipoglicemia. Este fenómeno parece ocorrer com maior probabilidade durante as primeiras semanas do tratamento combinado e em doentes com compromisso renal.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Hipoglicemiantes

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Antidiabéticos: Os estudos epidemiológicos sugeriram que a administração concomitante dos inibidores da ECA e medicamentos antidiabéticos (insulinas, agentes hipoglicemiantes orais) pode causar um aumento do efeito hipoglicemiante com risco de hipoglicemia. Este fenómeno parece ocorrer com maior probabilidade durante as primeiras semanas do tratamento combinado e em doentes com compromisso renal.
 Sem significado Clínico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Aurotiomalato de sódio

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Ouro: Raramente foram notificadas reações nitritóides (os sintomas incluem afrontamento facial, náuseas, vómitos e hipotensão) em doentes em terapia com ouro injetável (aurotiomalato de sódio ) e terapia concomitante com inibidores da ECA.
 Sem significado Clínico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Inibidores da Enzima de Conversão da Angiotensina (IECAS)

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Ouro: Raramente foram notificadas reações nitritóides (os sintomas incluem afrontamento facial, náuseas, vómitos e hipotensão) em doentes em terapia com ouro injetável (aurotiomalato de sódio ) e terapia concomitante com inibidores da ECA.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Digoxina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Outros: Não se observaram interações clinicamente significativas quando o cilazapril foi administrado concomitantemente com digoxina, nitratos, anticoagulantes cumarínicos e bloqueadores dos recetores H2. Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Digoxina: Uma vez que pode ocorrer hipocaliemia induzida por tiazidas durante a terapêutica com cilazapril / hidroclorotiazida, e que esta pode aumentar o risco de arritmia associado à terapia com digoxina, recomenda-se a monitorização dos níveis plasmáticos de potássio.
 Sem significado Clínico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Nitratos

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Outros: Não se observaram interações clinicamente significativas quando o cilazapril foi administrado concomitantemente com digoxina, nitratos, anticoagulantes cumarínicos e bloqueadores dos recetores H2.
 Sem significado Clínico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Anticoagulantes orais (Derivados da Cumarina)

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Outros: Não se observaram interações clinicamente significativas quando o cilazapril foi administrado concomitantemente com digoxina, nitratos, anticoagulantes cumarínicos e bloqueadores dos recetores H2.
 Sem significado Clínico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Antagonistas dos Receptores H2 da Histamina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com o CILAZAPRIL: Outros: Não se observaram interações clinicamente significativas quando o cilazapril foi administrado concomitantemente com digoxina, nitratos, anticoagulantes cumarínicos e bloqueadores dos recetores H2.

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Antiarrítmicos

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Quinidina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Hidroquinidina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Disopiramida

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Amiodarona

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Sotalol

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Dofetilida

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Ibutilida

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Tioridazina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Clorpromazina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Trifluoperazina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Sulpirida

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Tiaprida

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Haloperidol

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Droperidol

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Bepridilo

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Cisaprida

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Metilsulfato de difemanila

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Halofantrina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Cetanserina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Pentamidina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Terfenadina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Medicamentos que podem provocar torsades de pointes: Devido ao risco de hipocaliemia, a hidroclorotiazida deve ser administrada com precaução quando um doente é tratado simultaneamente com medicamentos que podem provocar torsades de pointes, tais como: Antiarrítmicos da classe IA (por exemplo quinidina, hidroquinidina, disopiramida) Antiarrítmicos da classe III (por exemplo amiodarona, sotalol, dofetilida, ibutilida) Alguns antipsicóticos (por exemplo tioridazina, clorpromazina, trifluoperazina, sulpirida, tiaprida, haloperidol, droperidol) Outros medicamentos (por exemplo bepridilo, cisaprida, difemanil, halofantrina, cetanserina, pentamidina, terfenadina).

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Relaxantes musculares

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Relaxantes musculares não despolarizantes: Os relaxantes musculares não despolarizantes não devem ser administrados simultaneamente, devido à possível intensificação e prolongamento do efeito relaxante muscular.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Sais de cálcio e vitamina D: A administração simultânea de hidroclorotiazida com vitamina D ou sais de cálcio pode potenciar o aumento do cálcio sérico.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Vitaminas D

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Sais de cálcio e vitamina D: A administração simultânea de hidroclorotiazida com vitamina D ou sais de cálcio pode potenciar o aumento do cálcio sérico.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Colestiramina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Colestiramina/colestipol: A colestiramina e o colestipol reduzem a absorção da hidroclorotiazida.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Colestipol

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Colestiramina/colestipol: A colestiramina e o colestipol reduzem a absorção da hidroclorotiazida.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Anticolinérgicos

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Anticolinérgicos: A utilização concomitante de anticolinérgicos (por exemplo atropina, biperideno) pode aumentar a biodisponibilidade da hidroclorotiazida devido à redução da mobilidade gastrointestinal e diminuição do esvaziamento gástrico.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Atropina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Anticolinérgicos: A utilização concomitante de anticolinérgicos (por exemplo atropina, biperideno) pode aumentar a biodisponibilidade da hidroclorotiazida devido à redução da mobilidade gastrointestinal e diminuição do esvaziamento gástrico.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Biperideno

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Anticolinérgicos: A utilização concomitante de anticolinérgicos (por exemplo atropina, biperideno) pode aumentar a biodisponibilidade da hidroclorotiazida devido à redução da mobilidade gastrointestinal e diminuição do esvaziamento gástrico.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Amantadina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Amantadina: A administração simultânea de amantadina e hidroclorotiazida pode aumentar as reações adversas possíveis da amantadina.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Citotóxicos

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Fármacos citotóxicos (por exemplo metotrexato, ciclofosfamida): A administração simultânea de hidroclorotiazida e fármacos citotóxicos pode diminuir a eliminação do fármaco citotóxico e aumentar consequentemente o risco de desenvolvimento de mielodepressão.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Metotrexato

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Fármacos citotóxicos (por exemplo metotrexato, ciclofosfamida): A administração simultânea de hidroclorotiazida e fármacos citotóxicos pode diminuir a eliminação do fármaco citotóxico e aumentar consequentemente o risco de desenvolvimento de mielodepressão.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Ciclofosfamida

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Fármacos citotóxicos (por exemplo metotrexato, ciclofosfamida): A administração simultânea de hidroclorotiazida e fármacos citotóxicos pode diminuir a eliminação do fármaco citotóxico e aumentar consequentemente o risco de desenvolvimento de mielodepressão.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Agentes/Meios de Contraste

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Meios de contraste contendo iodo: Em caso de desidratação provocada pela hidroclorotiazida, existe um risco aumentado de compromisso renal agudo, particularmente quando são administradas doses maiores de meios de contraste contendo iodo.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Ciclosporina

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Ciclosporina: A administração simultânea de ciclosporina e hidroclorotiazida pode aumentar o risco de desenvolvimento de hiperuricemia e complicações do tipo gota.
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Cilazapril + Hidroclorotiazida pode interagir com vários medicamentos sendo necessária particular atenção com:
– lítio (utilizado no tratamento de alguns tipos de depressão, visto que Cilazapril + Hidroclorotiazida pode aumentar o risco de toxicidade do lítio)
– outros medicamentos que diminuem a pressão arterial (devido ao efeito aditivo)
– anti-inflamatórios não esteróides (medicamentos normalmente utilizados no tratamento da dor, febre ou inflamação, uma vez que estes podem diminuir o efeito de redução da pressão arterial de Cilazapril + Hidroclorotiazida)
– antidiabéticos orais ou insulina (pode ocorrer uma diminuição acentuada da glucose sanguínea com risco de hipoglicemia).
É mais provável que este fenómeno ocorra durante as primeiras semanas de tratamento e/ou se tiver insuficiência renal.

– diuréticos poupadores de potássio, suplementos dietéticos de potássio e/ou substitutos do sal que contenham potássio (pode ocorrer um aumento do nível de potássio no sangue).

– alopurinol (usado no tratamento da gota)
– tetraciclinas (usadas no tratamento de infeções)

A mulher grávida deve ser informada do perigo potencial para o feto e não deve tomar Cilazapril + Hidroclorotiazida durante a gravidez

Cilazapril + Hidroclorotiazida não deve ser administrado à mulher lactante.

Tal como com outros inibidores da ECA, não é de esperar que Cilazapril +
Hidroclorotiazida comprometa a capacidade de efectuar actividades que requeiram muita atenção (como por exemplo a condução de veículos).

No entanto, podem ocorrer diferentes reações como tonturas e fadiga, principalmente no início do tratamento, quando se aumenta a posologia ou se altera a medicação (administração concomitante de medicamentos que potenciam a ação dos inibidores do ECA). A ocorrência destas reações pode afectar a condução de veículos ou o manuseamento de máquinas.


Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 31 de Outubro de 2019