Ciclobenzaprina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
A ciclobenzaprina é um relaxante do músculo esquelético e um depressor do sistema nervoso central (SNC).

A Ciclobenzaprina actua sobre o "locus coeruleus", levando ao aumento da libertação de noradrenalina, potencialmente através das fibras gama que inervam e inibem os neurónios motores alfa no corno anterior da medula espinal.

É estruturalmente semelhante à Amitriptilina, diferindo apenas por uma ligação dupla.
Usos comuns
A Ciclobenzaprina é utilizada para ajudar a relaxar certos músculos do corpo.

Ajuda a aliviar a dor, rigidez e desconforto causado por entorses ou lesões dos músculos. No entanto, a Ciclobenzaprina não substitui exercícios ou fisioterapia, ou outro tratamento que o médico possa recomendar dependendo de cada problema médico.

A ciclobenzaprina age sobre o sistema nervoso central (SNC), para produzir efeitos relaxantes musculares.

As acções sobre o SNC também podem causar alguns dos efeitos colaterais da ciclobenzaprina.
Tipo
Molécula pequena.
História
Sem informação.
Indicações
Relaxante muscular em situações dolorosas agudas, tais como a lombalgia.
Classificação CFT

02.03.02 : Ação periférica

Mecanismo De Ação
Tal como outros antidepressivos tricíclicos, a ciclobenzaprina apresenta actividade anticolinérgica, potencializacção da norepinefrina, e antagonismo de reserpina.

A Ciclobenzaprina não age directamente sobre a junção neuromuscular ou músculo, mas alivia espasmos musculares através de uma acção central, possivelmente ao nível do tronco cerebral.

A ciclobenzaprina liga-se ao receptor de serotonina e é considerado um antagonista do receptor de 5-HT2 que reduz o tónus muscular, diminuindo a actividade descendente dos neurónios serotonérgicos.
Posologia Orientativa
Adultos - Doses máximas: 60 mg/d; habitualmente 10 mg 3x/dia.
Administração
Via oral.
Contraindicações
Hipersensibilidade à substância.

utilização de IMAOs nos 14 dias anteriores ao início da terapêutica, arritmias, hipertiroidismo, IC descompensada.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Semelhantes aos da amitriptilina. Taquicardia, hipertensão, sonolência, fadiga, cefaleias, rash, urticária, visão turva, depressão da medula óssea (muito raro), leucopenia (muito raro), hipoglicémia, hiperglicémia.
Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
É muito importante que o médico acompanhe o progresso em consultas regulares.

Isso permitirá que o médico se aperceba se o medicamento está a actuar correctamente, para decidir se o deve continuar a tomar.

A ciclobenzaprina aumentará os efeitos do álcool e de outros depressores do SNC (medicamentos que abrandam o sistema nervoso, podendo causar sonolência).

Alguns exemplos de depressores do SNC são anti-histamínicos ou medicamentos para a febre do feno, outras alergias ou constipações, sedativos, tranquilizantes, ou medicamentos para o sono, medicamentos com receita médica para a dor ou narcóticos; barbitúricos; medicamentos para as crises, outros relaxantes musculares; ou anestésicos, incluindo alguns anestésicos dentais.

Consultar o médico antes de tomar qualquer medicamento dos acima mencionados, enquanto estiver a tomar ciclobenzaprina.

Não deve usar as cápsulas de libertação prolongada, se tiver usado um inibidor da MAO (IMAO) nos últimos 14 dias.

A ciclobenzaprina pode causar visão turva em algumas pessoas ou provocar sonolência, tonturas ou fazer com que se esteja menos alerta do que normalmente.

Certifique-se de que sabe como reage à ciclobenzaprina antes de conduzir, utilizar máquinas, ou fazer qualquer outra coisa que se poderia tornar perigosa se tivesse tonturas ou não estivesse alerta e capaz de ver bem.

A Ciclobenzaprina pode causar secura da boca. Para alívio temporário, ingerir doces sem açúcar ou gomas, derreter pedaços de gelo na boca, ou usar um substituto da saliva.
No entanto, se continuar a sentir a boca seca durante mais de 2 semanas, deve consultar o médico ou dentista.

A continuação de secura da boca pode aumentar as hipóteses de doenças dentárias, incluindo cárie dentária, doença periodontal, e infecções por fungos.

Se a sua condição não melhorar no prazo de duas ou três semanas, ou se piorar, deve consultar o médico.
Cuidados com a Dieta
Evitar o álcool.

Tomar com alimentos para reduzir a irritação.
Terapêutica Interrompida
Se falhar uma dose de ciclobenzaprina, esta deve ser tomada assim que possível. No entanto, se estiver quase na hora da próxima dose, saltar a dose e voltar ao esquema posológico regular.

Não duplicar doses.
Cuidados no Armazenamento
Conservar a Ciclobenzaprina à temperatura ambiente, entre 68 e 77 graus F (20 e 25 graus C).

Armazenar longe do calor, humidade e luz. Não armazenar na casa de banho.

Manter a ciclobenzaprina fora do alcance de crianças e longe de animais de estimação.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ciclobenzaprina + Álcool

Observações: N.D.
Interações: Ciclobenzaprina pode potenciar os efeitos do álcool, barbitúricos e outros depressores do sistema nervoso central. - Álcool
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ciclobenzaprina + Barbitúricos

Observações: N.D.
Interações: Ciclobenzaprina pode potenciar os efeitos do álcool, barbitúricos e outros depressores do sistema nervoso central. - Barbitúricos
Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ciclobenzaprina + Depressores do SNC

Observações: N.D.
Interações: Ciclobenzaprina pode potenciar os efeitos do álcool, barbitúricos e outros depressores do sistema nervoso central. - Depressores do SNC
Sem efeito descrito

Ciclobenzaprina + Ácido Acetilsalicílico

Observações: N.D.
Interações: Não foram notados efeitos significativos nos níveis plasmáticos ou na biodisponibilidade de Ciclobenzaprina ou do ácido acetilsalicílico, quando, em estudos clínicos, os dois medicamentos foram administrados concomitantemente em doses únicas ou múltiplas. A administração concomitante de Ciclobenzaprina e de ácido acetilsalicílico é habitualmente bem tolerada, e não têm sido observados efeitos adversos clínicos ou laboratoriais inesperados ou graves. - Ácido Acetilsalicílico
Não recomendado/Evitar

Furazolidona + Ciclobenzaprina

Observações: N.D.
Interações: Não se recomenda a utilização de furazolidona com qualquer um dos seguintes medicamentos. - Amitriptilina - Apraclonidina - Atomoxetina - Benzefetamina - Brimonidina - Bupropiona - Carbamazepina - Carbidopa - Carbinoxamina - Citalopram - Clomipramina - Ciclobenzaprina - Cipro-heptadina - Desipramina - Desvenlafaxina - Dexmetilfenidato - Dextroanfetamina - Anfepramona (Dietilpropiona) - Doxilamina - Entacapona - Escitalopram - Femoxetina - Fluoxetina - Fluvoxamina - Guanedrel - Guanetidina - Hidroxitriptofano - Imipramina - Isocarboxazida - Levodopa - Levacetilmetadol - Levomilnacipran - Maprotilina - Mazindol - Metadona - Metanfetamina - Metildopa - Metilfenidato - Milnaciprano - Mirtazapina - Nefazodona - Nefopam - Nortriptilina - Opipramol - Paroxetina - Fendimetrazina - Fenmetrazina - Fentermina - Fenilalanina - Pseudoefedrina - Reserpina - Safinamida - Selegilina - Sertralina - Sibutramina - Sumatriptano - Tapentadol - Tetrabenazina - Tranilcipromina - Trazodona - Trimipramina - Triptofano - Venlafaxina - Vilazodona - Vortioxetina - Zimeldina - Ciclobenzaprina
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações da Ciclobenzaprina
Tomar a ciclobenzaprina como indicado pelo médico.

Consultar o rótulo do medicamento para instruções exatas de dosagem.

Tomar a ciclobenzaprina por via oral com ou sem alimentos.

Se ocorrerem dores de estômago, tomar com alimentos para reduzir a irritacção do estômago.

Não parar repentinamente de tomar a ciclobenzaprina sem falar com o médico.

Se falhar uma dose de ciclobenzaprina, deve tomá-la assim que possível. Se for quase altura da próxima dose, ignorar a dose esquecida. Voltar ao esquema posológico regular.

Não tomar duas doses de uma só vez.

Esclarecer com o médico qualquer dúvida que possa ter sobre como usar a ciclobenzaprina.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 26 de Novembro de 2020