Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

DCI com Advertência na Gravidez
O que é
A cianocobalamina (comumente conhecida como vitamina B12) é uma vitamina essencial altamente complexa, devido seu nome ao facto de conter o mineral cobalto. Essa vitamina é produzida naturalmente pelas bactérias e é necessária para a síntese de DNA e produção de energia celular.
A vitamina B12 tem muitas formas, incluindo as formas ciano-, metil-, desoxiadenosil- e hidroxi-cobalamina.
A forma ciano, é a forma mais amplamente utilizada em suplementos e medicamentos prescritos.

A vitamina B12 (cianocobalamina) é uma forma de vitamina B12 artificial.

A cobalamina também conhecida como vitamina B12 é indispensável ao crescimento, reprodução celular, hematopoiese, e síntese de nucleoproteínas e mielina, devido ao seu efeito sobre o metabolismo de metionina, ácido fólico e ácido malónico.

A vitamina B12 é usada para tratar a deficiência de vitamina B12 em pessoas com anemia perniciosa e outras condições.
Usos comuns
A Cianocobalamina é usada para tratar a deficiência de Vitamina B12 em pessoas com anemia perniciosa e outras situações.
Tipo
Molécula pequena.
História
A cianocobalamina foi inicialmente aprovado pelo FDA em 1942.
Indicações
Prevenção e tratamento de estados carenciais de vitamina B12: Situações de mal-absorção da vitamina B12 pós-gastrectomia e afecções de tipo atrófico, doença de Crohn, pós ressecção do íleo, sprue e infestações parasitárias intestinais prolongadas. Anemia Perniciosa e síndromes perniciosiformes.
Classificação CFT

04.01.02 : Medicamentos para tratamento das anemias megaloblásticas

Mecanismo De Ação
A vitamina B12 é essencial aos humanos e actua especialmente em dois sistemas enzimáticos importantes.
A forma de aminocilatedo é um cofactor da enzima mitoclondrial na mutase da metilamonil-CoA.
Esta reacção é importante para a normal distribuição do ácido gordo.
A forma de metilatedo da vitamina B12 é cofactor da síntese metionina é portanto essencial a normal divisão celular.
Na carência de metilcobalamina é também considerada causa de demielinação observada na deficiência da vitamina B12.
As perturbações neste sistema resultam num metabolismo-ADN anormal com sintomas de órgão primários com rápida divisão celular, tais como medula óssea e mucosa.
Posologia Orientativa
Conforme prescrição médica.
Administração
Vias Oral, Injectável.
Contraindicações
Não deve usar este medicamento se é alérgico a cobalto, ou se tem doença de Leber.

A Cianocobalamina pode levar a lesão do nervo óptico (e possivelmente cegueira) em pessoas com doença de Leber.

Para se certificar de que a Cianocobalamina é segura para si, informe o médico se tem:
– Qualquer tipo de infecção;
– Deficiência de ferro ou ácido fólico;
– Doença renal ou hepática, ou
– Se estiver a receber qualquer Medicação ou tratamento que afecta a medula óssea.
– Categoria C da FDA na gravidez;

Não se sabe se a Cianocobalamina irá prejudicar o feto. Informe o médico se estiver grávida ou se planeia engravidar durante o este tratamento.

A Cianocobalamina pode passar para o leite materno e pode prejudicar um bebé em crescimento. Informe o médico se estiver a amamentar um bebé.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Durante a administração de Cianocobalamina podem surgir raramente anafilaxia e febre, reacções cutâneas tais como: Urticária, exantemas e eczemas cutâneos, incluindo reacções alérgicas da pele e angioedema.
Advertências

Sem informação.

Precauções Gerais
Informe o médico ou farmacêutico se estiver a tomar, ou tiver tomado recentemente ou se vier a tomar outros medicamentos.
A absorção gastrointestinal de vitamina B12 pode ser reduzida pelos aminoglicosidos, ácido aminosalicílico, antiepilépticos, biguanidas, clorafenicol, colestiramina, sais de potássio, dopametilo e agentes antiácidos (tais como omeprazol e cimetidina).
A administração concomitante de contraceptivos orais e vitamina B12 pode provocar a diminuição da concentração plasmática da vitamina.
É muito pouco provável que esta interacção tenha significado clínico, com a Cianocobalamina, no entanto deve ser tida em consideração sempre que se efectuarem determinações plasmáticas de vitamina B12.
Cuidados com a Dieta
Sem informação.
Terapêutica Interrompida
Tome a dose assim que se lembrar. Não tome a dose esquecida se for quase hora da sua próxima dose. Não tome medicamento extra para compensar a dose esquecida.
Cuidados no Armazenamento
Conserve o medicamento à temperatura ambiente longe da humidade, calor e luz.

Mantenha todos os medicamentos fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.
Espectro de susceptibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Ácido para-aminosalicílico

Observações: N.D.
Interacções: Biguanidinas, ácido p-aminosalicílico, suplementos em potássio, colestiramina, colchicina, neomicina, etanol e fármacos anticonvulsiovantes têm interferido, diminuindo a absorção da cobalamina. Não há evidências de que tenham um efeito significativo na cobalamina dada como terapia. - Ácido para-aminosalicílico
Potencialmente Grave

Protóxido de azoto + Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

Observações: O Protóxido de Azoto interage de forma aditiva quando combinado com outros fármacos de ação central (e.g. opióides, benzodiazepinas e outros psicotrópicos). Estas interações têm, na prática clínica, efeitos claros na redução das doses necessárias dos outros agentes quando combinados com Protóxido de Azoto medicinal, causando menor depressão cardiovascular e respiratória e proporcionando uma recuperação mais rápida da ventilação espontânea. O Protóxido de Azoto potencia o efeito do metotrexato ao nível do metabolismo do ácido fólico. O uso de Protóxido de Azoto inativa a vitamina B12 (co-factor para a síntese da metionina) a qual interfere com o metabolismo do ácido fólico. Assim a síntese de ADN fica comprometida após administração prolongada de Protóxido de Azoto. Daqui resultam alterações megaloblásticas da medula óssea, e possível mieloneuropatia e degeneração subaguda da medula espinal.
Interacções: O uso de Protóxido de Azoto inativa a vitamina B12 (co-factor para a síntese da metionina) a qual interfere com o metabolismo do ácido fólico. Assim a síntese de ADN fica comprometida após administração prolongada de Protóxido de Azoto. Daqui resultam alterações megaloblásticas da medula óssea, e possível mieloneuropatia e degeneração subaguda da medula espinal. - Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ispagula (tegumento) + Ispagula (semente) + Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

Observações: N.D.
Interacções: Tal como com todos os fármacos que contêm agentes expansores do volume fecal, Ispagula (tegumento)/Ispagula (semente) pode atrasar ou reduzir a absorção de outros fármacos administrados concomitantemente como minerais (p. ex.: ferro, lítio, cálcio e zinco), vitaminas (vitamina B12), glicosidos cardíacos e cumarinicos. Por este motivo, recomenda-se que seja adotado um intervalo de ½ - 1 hora antes e após a administração de outros medicamentos. - Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Usar com precaução

Plantago ovata (sementes) + Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

Observações: N.D.
Interacções: A absorção após ingestão simultânea de outras substâncias, como minerais (p.e. cálcio, ferro, lítio, zinco), vitaminas (B12) e derivados da cumarina, pode ser retardada. - Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Usar com precaução

Cetoprofeno + Omeprazol + Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

Observações: N.D.
Interacções: Ligadas ao componente OMEPRAZOL: Combinações que podem ser administradas com precaução: Vitamina B12: O omeprazol pode reduzir a absorção oral de vitamina B12. Isto deve ser tomado em consideração em doentes com baixos níveis basais que estão em tratamento prolongado com omeprazol. - Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Biguanidas

Observações: N.D.
Interacções: Biguanidinas, ácido p-aminosalicílico, suplementos em potássio, colestiramina, colchicina, neomicina, etanol e fármacos anticonvulsiovantes têm interferido, diminuindo a absorção da cobalamina. Não há evidências de que tenham um efeito significativo na cobalamina dada como terapia. - Biguanidas
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Suplementos de potássio

Observações: N.D.
Interacções: Biguanidinas, ácido p-aminosalicílico, suplementos em potássio, colestiramina, colchicina, neomicina, etanol e fármacos anticonvulsiovantes têm interferido, diminuindo a absorção da cobalamina. Não há evidências de que tenham um efeito significativo na cobalamina dada como terapia. - Suplementos de potássio
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Colestiramina

Observações: N.D.
Interacções: Biguanidinas, ácido p-aminosalicílico, suplementos em potássio, colestiramina, colchicina, neomicina, etanol e fármacos anticonvulsiovantes têm interferido, diminuindo a absorção da cobalamina. Não há evidências de que tenham um efeito significativo na cobalamina dada como terapia. - Colestiramina
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Colquicina (colchicina)

Observações: N.D.
Interacções: Biguanidinas, ácido p-aminosalicílico, suplementos em potássio, colestiramina, colchicina, neomicina, etanol e fármacos anticonvulsiovantes têm interferido, diminuindo a absorção da cobalamina. Não há evidências de que tenham um efeito significativo na cobalamina dada como terapia. - Colquicina (colchicina)
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Neomicina

Observações: N.D.
Interacções: Biguanidinas, ácido p-aminosalicílico, suplementos em potássio, colestiramina, colchicina, neomicina, etanol e fármacos anticonvulsiovantes têm interferido, diminuindo a absorção da cobalamina. Não há evidências de que tenham um efeito significativo na cobalamina dada como terapia. - Neomicina
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Etanol

Observações: N.D.
Interacções: Biguanidinas, ácido p-aminosalicílico, suplementos em potássio, colestiramina, colchicina, neomicina, etanol e fármacos anticonvulsiovantes têm interferido, diminuindo a absorção da cobalamina. Não há evidências de que tenham um efeito significativo na cobalamina dada como terapia. - Etanol
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Anticonvulsivantes

Observações: N.D.
Interacções: Biguanidinas, ácido p-aminosalicílico, suplementos em potássio, colestiramina, colchicina, neomicina, etanol e fármacos anticonvulsiovantes têm interferido, diminuindo a absorção da cobalamina. Não há evidências de que tenham um efeito significativo na cobalamina dada como terapia. Similarmente, a redução dos níveis de cobalamina sérica foi verificada em pacientes que tomam fármacos anticonvulsiovantes e em mulheres que tomam Contraceptivos orais. - Anticonvulsivantes
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Contracetivos orais

Observações: N.D.
Interacções: Similarmente, a redução dos níveis de cobalamina sérica foi verificada em pacientes que tomam fármacos anticonvulsiovantes e em mulheres que tomam Contraceptivos orais. - Contracetivos orais
Usar com precaução

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Ácido ascórbico (vitamina C)

Observações: N.D.
Interacções: O ascorbato, in vitro, pode destruir a cobalamina mas não há evidências do efeito in vivo. - Ácido ascórbico (vitamina C)
Usar com precaução

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Cloranfenicol

Observações: N.D.
Interacções: Pacientes em tratamento com cloranfenicol respondem fracamente à terapia com cianocobalamina. - Cloranfenicol
Usar com precaução

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Óxido nítrico

Observações: N.D.
Interacções: Os gás anestésico e óxido nitroso produzem oxidação irreversível da cobalamina (I) activa - na forma reduzida - em metionina e têm o mesmo efeito que administrando a cobalamina após esta estar reduzida. A acção tóxica do óxido nitroso não é superada pelas injecções de cobalamina mas pode ser atenuada pelo ácido folínico. Anestesia prolongada com óxido nitroso (superior a 4 horas) está, invariavelmente, acompanhada de hemopoiese megaloblástica a qual está auto-limitada uma vez termine a inalação do óxido nitroso. Inalações intermitentes, a longo prazo, em pessoas que se tenham tornado adictas ao seu uso (frequentemente dentistas), leva à neuropatia da cobalamina. Isto também ocorre em pacientes que tenham sido expostos ao óxido nitroso durante meses para lhes fazerem tratamentos dolorosos, como extensão de membros contraídos feita por fisioterapeutas. - Óxido nítrico
Usar com precaução

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Omeprazol

Observações: N.D.
Interacções: A capacidade do organismo absorver Cianocobalamina diminui quando se administram concomitantemente medicamentos que reduzem a acidez do estômago tais como o omeprazol e a cimetidina. Esta interferência tem maior probabilidade de ocorrência com o uso prolongado destes fármacos. - Omeprazol
Usar com precaução

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Cimetidina

Observações: N.D.
Interacções: A capacidade do organismo absorver Cianocobalamina diminui quando se administram concomitantemente medicamentos que reduzem a acidez do estômago tais como o omeprazol e a cimetidina. Esta interferência tem maior probabilidade de ocorrência com o uso prolongado destes fármacos. - Cimetidina
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Aminoglicosídeos

Observações: N.D.
Interacções: O uso de fármacos como aminoglicosídeos ou metildopa diminui os níveis de cianocobalamina, aumentando o risco de deficiência nesta vitamina. - Aminoglicosídeos
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12) + Metildopa

Observações: N.D.
Interacções: O uso de fármacos como aminoglicosídeos ou metildopa diminui os níveis de cianocobalamina, aumentando o risco de deficiência nesta vitamina. - Metildopa
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cloranfenicol + Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

Observações: O cloranfenicol é metabolizado no fígado e, como tal, pode interagir com os fármacos metabolizados pelas enzimas microssomais hepáticas.
Interacções: Pode diminuir os efeitos do ferro e vitamina B12 em pacientes anémicos, reduzir a eficácia dos Contraceptivos orais e reduzir a metabolização da ciclofosfamida à sua forma activa. - Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Usar com precaução

Protóxido de azoto + Oxigénio + Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

Observações: N.D.
Interacções: Outras formas de interacção: O protóxido de azoto provoca a inativação da vitamina B12 (um co-fator da metionina sintase), que interfere com o metabolismo do ácido fólico. Deste modo, a síntese do ADN fica comprometida após administração prolongada de protóxido de azoto. Estas perturbações podem resultar em alterações megaloblásticas na medula óssea e possivelmente em polineuropatia e/ou na degeneração subaguda combinada da medula espinal. Deste modo, a administração do Protóxido de azoto/Oxigéni deve ser limitada no tempo. - Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Neomicina + Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

Observações: N.D.
Interacções: A Neomicina diminui a absorção e, por vezes, aumenta a excreção de diversos nutrientes, a exemplo de hidratos de carbono (sobretudo lactose, sacarose), gorduras (por lesão da mucosa do intestino delgado, com diarreia e, se for prolongada, com menor absorção de vitaminas lipossolúveis), cálcio, ferro, magnésio, potássio, sódio, azoto, ácido fólico e vitaminas A, B6, B12, D, E e K. A Neomicina destrói parte da flora bacteriana normal, levando a diarreia, micoses oportunistas, inclusive vaginais. A suplementação com flora bacteriana normal (Lactobacillus acidophilus, Bifidobacterium bifidus, Bifidobacterium longum, e Lactobacillus casei, Saccharomyces boulardi, Saccharomyces cerevesiae), na dose de um bilião de organismos por dia, bem como a vitamina K são aconselhadas. - Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Usar com precaução

Cloranfenicol + Colagenase + Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

Observações: n.d.
Interacções: Foram relatadas interacções entre o cloranfenicol e outras substâncias, mas, o potencial significado clínico não foi estabelecido em relação ao uso tópico da pomada de Cloranfenicol + Colagenase: São elas: Alfentanil, clorpropamida, fenitoína, tolbutamida, varfarina, fenobarbital (diminui o metabolismo dessas substâncias e aumenta sua concentração plasmática), rifampicina (aumenta o metabolismo do cloranfenicol), vitamina B12, preparações contendo ferro ou agentes mielossupressores (aumenta o grau de supressão da medula óssea). - Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Nateglinida + Cloridrato de Metformina + Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)

Observações: Dados disponíveis de estudos in vitro e in vivo indicam que a nateglinida é metabolizada principalmente pela enzima CYP 2C9 do citocromo P450 (70%) e, em menor extensão, pela CYP 3A4 (30%). A nateglinida é um potencial inibidor da CYP 2C9 in vivo, uma vez que inibe o metabolismo da tolbutamida, um substrato da CYP 2C9 in vitro. Com base nas experiências in vitro, nenhuma inibição das reações metabólicas da CYP 3A4 é observada. De uma forma geral, estes resultados sugerem um baixo potencial para interacções medicamentosas farmacocinéticas clinicamente significativas.
Interacções: Cloridrato de metformina interacções previstas a serem consideradas Efeitos da metformina sobre outros medicamentos Vitamina B12: O cloridrato de metformina tem sido associado à diminuição dos níveis séricos de vitamina B12, sem manifestações clínicas. Essa diminuição é muito raramente associada à anemia e parece ser rapidamente reversível com a descontinuação do cloridrato de metformina e/ou suplementação de vitamina B12. - Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interacções da Cianocobalamina (Cobalamina, Vitamina B12)
Informe o Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica (OTC), Produtos de Saúde, Suplementos Alimentares ou Fitoterapêuticos.

Não foram descritos quadros de hipervitaminose B12. Contudo, não estão disponíveis estudos relativos à eficácia e segurança deste medicamento na gravidez ou em mulheres a amamentar.

Cianocobalamina deve apenas ser utilizado quando os benefícios superam os ricos da sua utilização.

Não administrar na mulher grávida com anemia megaloblástica.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 09 de Julho de 2021