Cálcio

O que é
O Cálcio é um elemento químico, símbolo Ca, de número atómico 20 (20 protões e 20 eletrões) e massa atómica 40u, é um metal da família dos alcalino-terrosos, pertencente ao grupo 2 da classificação periódica dos elementos químicos.

O cálcio é um metal alcalino-terroso, mole, maleável e dúctil que arde com chama vermelha formando óxido de cálcio e nitreto.

As superfícies recentes são de coloração branco prateado que rapidamente se tornam levemente amareladas quando expostas ao ar, finalmente com coloração cinza ou branca devido à formação de hidróxido ao reagir com a humidade ambiental.

Reage violentamente com a água para formar o hidróxido de cálcio, Ca(OH)2, com desprendimento de hidrogénio.
Usos comuns
Nutrição
O Cálcio é essencial para a transmissão nervosa, coagulação do sangue, contração muscular, atua também na respiração celular, além de garantir uma boa formação e manutenção de ossos e dentes.

Pela sua presença na formação óssea o cálcio é um dos elementos mais abundantes no corpo humano.

Outras funções:
Recentemente foi descoberto que o Cálcio ajuda na produção dos líquidos linfáticos.
Tipo
Sem informação.
História
O Cálcio foi isolado pela primeira vez em 1808, em forma impura, pelo químico inglês Humphry Davy mediante a eletrólise de uma amálgama de mercúrio (HgO) e cal (CaO).
Indicações
O Cálcio desempenha um papel vital na anatomia, fisiologia e bioquímica dos organismos e da célula, em particular em vias de transdução de sinal.

É vital na sinalização celular, contração muscular, saúde óssea, e cascatas de sinalização.
Classificação CFT
n.d.     n.d.
Mecanismo De Ação
Sem informação.
Posologia Orientativa
Necessidade diária (A ingestão diária recomendada de Cálcio varia com a idade):
– 0 a 6 meses: 210 mg/dia;
– 7 a 12 meses: 270 mg/dia;
– 1 a 3 anos: 500 mg/dia;
– 4 a 8 anos : 800 mg/dia;
– 9 a 13 anos: 1300 mg/dia;
– 14 a 18 anos: 1300 mg/dia;
– 19 a 50 anos: 1000 mg/dia;
– 51 anos ou mais: 1200 mg/dia.
Administração
Sem Informação.
Contraindicações
Hipercalcemia, hiperparatireoidismo primário, hipercalciúria grave, hipofosfatemia, sarcoidose, nefrocalcinose, nefrolitíase.

Na DRC, os compostos de Cálcio associados a outros fármacos, como vitamina D, bifosfonatos ou outras vitaminas, não devem ser administrados.

As formulações recomendadas nesta condição são o carbonato de Cálcio como suplemento ou como quelante do fósforo.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Cefaleia, hipofosfatemia, hipercalcemia, constipação, diarreia, náusea, vómito, anorexia, dor abdominal, flatulência, xerostomia.
Advertências
Precauções Gerais
Deficiência de Cálcio:
Por ser essencial para o funcionamento do organismo, quando existe deficiência de Cálcio na corrente sanguínea (por má alimentação, questões hormonais ou outros motivos) o corpo tende a repor a deficiência retirando cálcio dos ossos.

A deficiência de Cálcio pode levar a osteopenia e osteoporose, na qual os ossos se deterioram e há um aumento no risco de fraturas especialmente nos ossos mais porosos.

Também sua deficiência pode causar: agitação, unhas quebradiças, propensão a  cáries, depressão, hipertensão, insónia, irritabilidade, dormência no corpo e palpitações.

Excesso de Cálcio:
Seu excesso pode ocasionar as conhecidas "pedras" no rim, que são na verdade pequenos aglomerados de uma substância conhecida como oxalato de cálcio. Este tipo de formação é mais comum em decorrência da ingestão de cálcio de origem mineral (presente no solo e consequentemente na água de determinadas regiões) e também em alguns suplementos alimentares, já que este tipo de cálcio não é muito bem absorvido pelo organismo. Ingestão de água em quantidade suficiente ajuda evitar as pedras nos rins.

Também seu excesso pode causar anorexia, dificuldade de memorização, depressão, irritabilidade e fraqueza muscular.

Consumir Cálcio em excesso também pode ocasionar a redução de outros minerais, como o magnésio.
Cuidados com a Dieta
Acredita-se que a cafeína contribui para a retirada de cálcio dos ossos. O ferro também se liga ao cálcio diminuindo sua absorção. Uma das funções do cálcio é diminuir a acidez do organismo.

Uma alimentação muito ácida exigirá mais cálcio portanto este tipo de alimento (como refrigerantes, pimenta, vinagre, frutas cítricas) deve ser evitado por pessoas com deficiência do mineral.

Nota: O ácido oxálico, encontrado com maior predominância na mandioca, espinafre, cenoura e rabanete, liga-se ao cálcio, portanto o consumo contínuo destes alimentos deve ser evitado em pessoas com deficiência de cálcio.
Terapêutica Interrompida
Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Armazenar à temperatura ambiente para não mais de 30 ° C e a temperatura seca.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Acetilsalicilato de lisina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Com os sais, óxidos e hidróxidos de magnésio, de alumínio e de cálcio verifica-se aumento da excreção renal dos salicilatos devido a alcalinização da urina.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Neomicina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A Neomicina diminui a absorção e, por vezes, aumenta a excreção de diversos nutrientes, a exemplo de hidratos de carbono (sobretudo lactose, sacarose), gorduras (por lesão da mucosa do intestino delgado, com diarreia e, se for prolongada, com menor absorção de vitaminas lipossolúveis), cálcio, ferro, magnésio, potássio, sódio, azoto, ácido fólico e vitaminas A, B6, B12, D, E e K. A Neomicina destrói parte da flora bacteriana normal, levando a diarreia, micoses oportunistas, inclusive vaginais. A suplementação com flora bacteriana normal (Lactobacillus acidophilus, Bifidobacterium bifidus, Bifidobacterium longum, e Lactobacillus casei, Saccharomyces boulardi, Saccharomyces cerevesiae), na dose de um bilião de organismos por dia, bem como a vitamina K são aconselhadas.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Indapamida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Associações a tomar em consideração: Cálcio (sais): Risco de hipercalcemia resultante da diminuição da eliminação urinária de cálcio.

Fosinopril + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Sais de cálcio: os diuréticos tiazídicos podem aumentar os níveis séricos de cálcio devido à diminuição da excreção. Se for necessário prescrever cálcio, os níveis séricos de cálcio devem ser monitorizados e a posologia ajustada adequadamente.

Cloreto de estrôncio (89Sr) + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A terapia com cálcio deve ser interrompida pelo menos duas semanas antes da administração do Cloreto de estrôncio (89Sr).

Ramipril + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Precauções de utilização: Sais de cálcio e produtos medicinais que incrementam o cálcio plasmático: Deve ser antecipado um aumento da concentração sérica de cálcio no caso da administração concomitante de hidroclorotiazida; consequentemente é necessário efectuar uma monitorização cuidadosa dos níveis de cálcio séricos.

Plantago ovata (sementes) + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A absorção após ingestão simultânea de outras substâncias, como minerais (p.e. cálcio, ferro, lítio, zinco), vitaminas (B12) e derivados da cumarina, pode ser retardada.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Azilsartan medoxomil + Clorotalidona + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Sais de cálcio: Os efeitos farmacológicos quer dos sais de cálcio quer da vitamina D podem ser aumentados, a níveis clinicamente significativos, quando estes são administrados juntamente com clorotalidona.

Valsartan + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Interações relacionadas com HIDROCLOROTIAZIDA: Utilização concomitante com precaução: Sais de cálcio e vitamina D: A administração de diuréticos tiazídicos, incluindo a hidroclorotiazida, com vitamina D ou com sais de cálcio pode potenciar o aumento do cálcio sérico.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Estramustina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: O leite, produtos lácteos ou medicamentos que contenham cálcio, magnésio ou alumínio, podem diminuir a absorção de Estramustina, pelo que não deverão ser administrados concomitantemente. O mecanismo responsável por esta interacção baseia-se na formação de sais insolúveis de estramustina com iões metálicos polivalentes.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ranelato de estrôncio + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Alimentos, leite e produtos derivados e medicamentos que contenham cálcio podem reduzir a biodisponibilidade do ranelato de estrôncio em aproximadamente 60-70%. Por isso, a administração de Ranelato de estrôncio e daqueles produtos deve ser separada de pelo menos duas horas.

Captopril + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: HIDROCLOROTIAZIDA: Sais de cálcio: Níveis séricos de cálcio elevados por excreção reduzida podem ocorrer quando se administra concomitantemente com diuréticos tiazídicos.

Plasma humano + Cálcio

Observações: Desconhecem-se interações com outros medicamentos. O Plasma humano pode ser misturado com eritrócitos e plaquetas.
Interações: Soluções contendo cálcio não devem ser administradas na mesma linha de administração do Plasma humano devido à possibilidade de formação de coágulos.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Electrólitos + Cálcio

Observações: Ao prescrever Electrólitos, devem ser consideradas as potenciais interações entre este tratamento e outras terapêuticas concomitantes associadas a condições pré-existentes. A concentração sanguínea de outros medicamentos pode ser alterada durante a hemodiálise, hemofiltração e hemodiafiltração.
Interações: A vitamina D e os medicamentos que contêm cálcio podem aumentar o risco de hipercalcemia (por exemplo, carbonato de cálcio actuando como um quelante do potássio).
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cilazapril + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Interações relacionadas principalmente com a HIDROCLOROTIAZIDA: Sais de cálcio e vitamina D: A administração simultânea de hidroclorotiazida com vitamina D ou sais de cálcio pode potenciar o aumento do cálcio sérico.

Electrólitos + Glucose + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A administração concomitante de compostos contendo cálcio e/ou vitamina D pode provocar excesso de cálcio (hipercalcemia).

Levotiroxina sódica + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Resinas de troca iónica: As resinas de troca iónica, como a colestiramina, colestipol, sais de cálcio e sais de sódio do ácido sulfónico poliestireno, inibem a absorção de levotiroxina não devendo, por isso, ser administradas nas 4 a 5 horas anteriores à toma de levotiroxina sódica.

Eprosartan + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Interações potenciais relacionadas com a HIDROCLOROTIAZIDA: Administração concomitante requerendo precaução: Sais de cálcio e vitamina D: Os diuréticos tiazídicos podem aumentar os níveis de cálcio sérico devido à redução da sua excreção. Se for necessária a prescrição concomitante de cálcio ou medicamentos poupadores de cálcio (ex. terapêutica com vitamina D), deve-se monitorizar cuidadosamente os níveis séricos de cálcio e a dose de cálcio deve ser ajustada convenientemente.

Ácido acetilsalicílico + Ácido ascórbico + Cafeína + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Associações que necessitam precauções especiais de utilização: Sais, óxidos e hidróxidos de magnésio, alumínio e cálcio (tópicos gastrointestinais): Aumento da excreção renal dos salicilatos por alcalinização da urina.

Indapamida + Amlodipina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Associações a ter em consideração: Cálcio (sais de): Risco de hipercalcemia por diminuição da eliminação urinária de cálcio.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Paricalcitol + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Doses elevadas de preparações contendo cálcio ou diuréticos tiazídicos podem aumentar o risco de hipercalcemia.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Diacereína + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Antiácidos derivados de magnésio, alumínio e cálcio pode diminuir a absorção digestiva da diacereína. Em caso de utilização concomitante, deve haver um intervalo mínimo de 2 horas entre a toma destes medicamentos e a diacereína.

Frutose + Cálcio

Observações:
Interações: A Frutose se decompõe em soluções alcalinas e é incompatível com fármacos que aumentem o pH acima de 7. O cálcio forma complexos insolúveis com a Frutose em pH 7 ou maior, e é incompatível.

Telmisartan + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Sais de cálcio: Os diuréticos tiazídicos podem aumentar os níveis de cálcio no soro por redução da excreção deste mineral. Caso seja necessário prescrever suplementos de cálcio, deverá proceder-se à monitorização dos níveis de cálcio no soro e ajustar a dose de cálcio em conformidade.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Perindopril + Indapamida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Ligadas à INDAPAMIDA: Uso concomitante que requer alguns cuidados: Cálcio (sais de): Risco de aumento dos níveis de cálcio devido à redução da eliminação do cálcio na urina.

Sulfato ferroso + Ácido fólico + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Os antiácidos, os sais de magnésio e de cálcio, os fosfatos e a colestiramina, assim como o café e o chá preto, podem inibir a reabsorção do ferro.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ferrimanitol-ovoalbumina + Cálcio

Observações: Ferrimanitol ovoalbumina não deve ser administrado em simultâneo com leite e com os seus derivados.
Interações: Preparações de ferro podem diminuir a absorção de cálcio, quinolona e sais de levodopa. A toma deste medicamento será após, pelo menos, duas horas, após a administração de Ferrimanitol ovoalbumina.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Cloropromazina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Medicamentos de ação tópica intestinal: Os sais de magnésio, alumínio e de cálcio diminuem a absorção digestiva da Cloropromazinal devendo por esse motivo haver um intervalo de pelo menos 2 horas entre a administração deste tipo de substâncias e da Cloropromazina.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Doxiciclina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Sais, óxidos e hidróxidos de cálcio: diminuição da absorção digestiva das ciclinas. Tomar os antiácidos intervalados das ciclinas (mais de 2 horas, se possível).

Digoxina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: O cálcio, em particular se administrado rapidamente por via intravenosa, pode produzir arritmias sérias em doentes a tomar digitálicos.

Sulfato ferroso + Glicina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A associação deve ser evitada. As seguintes associações podem requerer o ajuste da dose: O ferro inibe a absorção de muitos medicamentos por quelação. O intervalo entre a administração do Sulfato ferroso / Glicina e dos medicamentos abaixo mencionados deve ser o mais alargado possível. Cálcio: O uso concomitante de ferro e de cálcio reduz a absorção do ferro. Sulfato ferroso / Glicina não deve ser tomado conjuntamente com alimentos e bebidas que contenham cálcio na sua composição.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Lisinopril + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Sais de cálcio: Pode ocorrer aumento dos níveis séricos de cálcio devido à diminuição da excreção quando se administra concomitantemente com diuréticos tiazídicos.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Citrato de sódio + Cloreto de sódio + Cálcio

Observações: A concentração no sangue dos fármacos filtráveis pode ser reduzida durante o tratamento. Se necessário, deve ser instituída a terapia corretiva correspondente. Não se esperam quaisquer interações medicamentosas entre os constituintes deste composto. Podem ocorrer interações apenas em caso de utilização terapêutica inadequada ou incorreta da solução. É da responsabilidade do médico determinar a compatibilidade de medicamento adicional com este medicamento, verificando a possível alteração da cor e/ou possível precipitação. Antes de adicionar um medicamento, verifique se é solúvel e estável neste medicamento.
Interações: Cálcio, que pode reduzir o efeito de anticoagulação.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Nebivolol + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Interações farmacodinâmicas: HIDROCLOROTIAZIDA: Potenciais interações relacionadas com a hidroclorotiazida: Precauções necessárias em caso de uso concomitante com: Sais de cálcio: Os diuréticos tiazídicos podem aumentar os níveis séricos de cálcio devido à redução da excreção. Em caso de necessidade de prescrição de suplementos de cálcio, deve proceder-se à monitorização adequada dos níveis séricos de cálcio e a um ajuste posológico do cálcio.

Rosuvastatina + Perindopril + Indapamida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Relacionados com indapamida Uso concomitante que requer alguns cuidados: Cálcio (sais): risco de aumento dos níveis de cálcio devido à redução da eliminação do cálcio na urina.

Amlodipina + Valsartan + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Requerida PRECAUÇÃO com a utilização concomitante: HIDROCLOROTIAZIDA: Vitamina D e sais de cálcios: A administração de diuréticos tiazídicos, incluindo a hidroclorotiazida, com vitamina D ou com sais de cálcio pode potenciar o aumento do cálcio sérico. A administração concomitante de diuréticos tiazídicos poderá levar a hipercalcemia em doentes predispostos a hipercalcemia (p.ex. hiperparatiroidismo, doenças mediadas pela vitamina D ou malígnas) através do aumento de reabsorção tubular de cálcio.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ispagula (tegumento) + Ispagula (semente) + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Tal como com todos os fármacos que contêm agentes expansores do volume fecal, Ispagula (tegumento)/Ispagula (semente) pode atrasar ou reduzir a absorção de outros fármacos administrados concomitantemente como minerais (p. ex.: ferro, lítio, cálcio e zinco), vitaminas (vitamina B12), glicosidos cardíacos e cumarinicos. Por este motivo, recomenda-se que seja adotado um intervalo de ½ - 1 hora antes e após a administração de outros medicamentos.

Lactato de magnésio + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Evitar toda a administração simultânea com preparações à base de fosfatos ou de sais cálcicos, inibidores dos processos de absorção do magnésio (alimentos ricos em fitatos, oxalatos, fosfatos e fibras; inibidores da bomba de protões) a nível intestinal.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ácido alendrónico + Alfacalcidol + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: O risco de hipercalcemia é aumentado pela administração concomitante de produtos que contêm cálcio, diuréticos tiazídicos ou outros medicamentos que aumentam as concentrações sanguíneas de cálcio.

Acetato de cálcio + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: O consumo de grandes quantidades de sais de cálcio pode causar uma precipitação dos ácidos gordos ou dos ácidos biliares sob a forma de sabões de cálcio. Estes podem alterar a absorção do ácido ursodesoxicólico e do ácido chenodesoxicólico assim como de gorduras e de vitaminas lipossolúveis.

Burosumab + Cálcio

Observações:
Interações: Deve ter-se precaução ao associar-se o burosumab com medicamentos calcimiméticos (i.e. agentes que simulam o efeito do cálcio nos tecidos ativando o recetor do cálcio). A coadministração destes medicamentos não foi estudada em ensaios clínicos e poderá potencialmente exacerbar a hipocalcemia.

Amlodipina + Olmesartan medoxomilo + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Interações potenciais relacionadas com HIDROCLOROTIAZIDA: Uso concomitante que requer precaução: Sais de cálcio: Os diuréticos tiazídicos podem aumentar o cálcio sérico devido à diminuição da sua excreção. Se a prescrição de suplementos de cálcio for necessária, o cálcio sérico deve ser monitorizado e a dosagem do cálcio deve ser ajustada em conformidade.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Ciprofloxacina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Efeitos de outros produtos na ciprofloxacina: Formação de Complexos Quelantes: A administração simultânea de ciprofloxacina (oral) e fármacos contendo catiões multivalentes e suplementos minerais (ex: cálcio, magnésio, alumínio, ferro), ligandos de fosfato polimérico (ex: sevelamer), sucralfato ou antiácidos, e de fármacos altamente tamponados (ex. comprimidos de didanosina) contendo magnésio, alumínio ou cálcio, reduz a absorção de ciprofloxacina. Consequentemente, a ciprofloxacina deve ser administrada 1-2 horas antes ou, pelo menos, 4 horas depois destas preparações. Esta restrição não se aplica aos antiácidos pertencentes à classe dos bloqueadores dos receptores H2.

Xipamida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: As seguintes associações podem causar interações: Cálcio (sais): Risco de hipercalcémia por redução da excreção de cálcio pela urina.

Aliscireno + Amlodipina + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: A análise farmacocinética populacional de doentes com hipertensão não revelou quaisquer alterações clinicamente relevantes durante a exposição no estado de equilíbrio (AUC) e Cmax de aliscireno, amlodipina e hidroclorotiazida comparativamente com as terapêuticas duplas correspondentes.
Interações: Precauções com utilização concomitante: Vitamina D e sais de cálcio: A administração de diuréticos tiazídicos, incluindo a hidroclorotiazida, com vitamina D ou com sais de cálcio pode potenciar o aumento do cálcio sérico. A administração concomitante de diuréticos tiazídicos poderá levar a hipercalcemia em doentes predispostos a hipercalcemia (p. ex. hiperparatiroidismo, doenças mediadas pela vitamina D ou malígnas) através do aumento de reabsorção tubular de cálcio.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Clorotalidona + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A administração de diuréticos tiazídicos com vitamina D ou com sais de cálcio pode potenciar o aumento do cálcio sérico.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Irbesartan + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Informações adicionais sobre as interações da HIDROCLOROTIAZIDA: Quando são administrados concomitantemente, os medicamentos seguintes podem ter interações com os diuréticos tiazídicos: Sais de cálcio: Os diuréticos tiazídicos podem aumentar os níveis séricos do cálcio devido à redução da sua excreção. Se forem prescritos suplementos de cálcio ou medicamentos poupadores de cálcio (ex. terapêutica com vitamina D), recomenda-se a monitorização dos níveis séricos do cálcio e o respectivo ajuste da posologia do cálcio.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Ácido alendrónico + Colecalciferol + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Quando tomados ao mesmo tempo, é provável que os alimentos e bebidas (incluindo água mineral e gaseificada), suplementos de cálcio, antiácidos e outros medicamentos de administração oral interfiram na absorção do alendronato. Por isso, as doentes deverão esperar, pelo menos 30 minutos após a ingestão de alendronato, para poderem tomar outra medicação por via oral.

Risedronato de sódio + Cálcio

Observações: Não foram realizados estudos formais de interações, no entanto não foram identificadas quaisquer interações clinicamente relevantes com outros medicamentos durante os estudos clínicos. O risedronato de sódio não apresenta metabolização sistémica, não induz as enzimas do citocromo P450 e apresenta uma afinidade pequena na ligação às proteínas.
Interações: O uso concomitante de medicamentos que contêm catiões polivalentes (tais como cálcio, magnésio, ferro e alumínio) interfere na absorção do Risedronato de sódio.

Prednisona + Tetraciclina + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Interações com TETRACICLINA: Antiácidos, preparações com ferro e produtos lácteos: A absorção da tetraciclina é comprometida pelos antiácidos que contenham alumínio, cálcio ou magnésio, pelas preparações com ferro, zinco ou bicarbonato de sódio, ou por produtos lácteos. Desconhece-se a importância clínica da exposição sistémica reduzida à tetraciclina, uma vez que a contribuição relativa da atividade antimicrobiana sistémica versus a atividade antimicrobiana local contra o Helicobacter pylori não foi estabelecida. Por conseguinte, estes medicamentos não devem ser utilizados concomitantemente com esta associação.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Perindopril + Indapamida + Amlodipina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Uso concomitante a considerar: INDAPAMIDA: Cálcio (sais): Risco de níveis aumentados de cálcio devido a reduzida eliminação do cálcio na urina.

Dicloreto de rádio (223Ra) + Cálcio

Observações: Não foram realizados estudos clínicos de interação.
Interações: Uma vez que não se podem excluir interações com cálcio e fosfato, deve-se considerar suspender a suplementação com estas substâncias e/ou Vitamina D alguns dias antes de iniciar o tratamento com Dicloreto de rádio. A quimioterapia concomitante com Dicloreto de rádio pode ter efeitos aditivos sobre a mielossupressão. A segurança e eficácia da quimioterapia concomitante com Dicloreto de rádio não foram estabelecidas.
 Multiplos efeitos Terapêuticos/Tóxicos

Óleo de soja + Lecitina de ovo + Glicerol + Cálcio

Observações: Não são conhecidas interações.
Interações: Podem ocorrer incompatibilidades devido à adição de catiões polivalentes (ex: cálcio) especialmente em conecção com a heparina.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Prulifloxacina + Cálcio

Observações: A administração concomitante de prulifloxacina e leite resulta numa redução da curva de absorção (AUC) e redução da recuperação urinária da prulifloxacina, enquanto a ingestão de alimentos retarda e reduz os níveis plasmáticos. Nenhuma interacção clinicamente significativa foi observada no decurso do desenvolvimento clínico do Prulifloxacina quando administrado com outros produtos comummente usados no tratamento de doentes com patologias.
Interações: O tratamento concomitante com cimetidina, antiácidos contendo Al e Mg ou preparados contendo ferro e cálcio reduz a absorção do Prulifloxacina.

Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Vitamina D e sais de cálcio: A administração de diuréticos tiazídicos, incluindo a hidroclorotiazida, com vitamina D ou com sais de cálcio pode potenciar o aumento do cálcio sérico. A administração concomitante de diuréticos tiazídicos poderá levar a hipercalcemia em doentes predispostos a hipercalcemia (p. ex. hiperparatiroidismo, doenças mediadas pela vitamina D ou malígnas) através do aumento de reabsorção tubular de cálcio.

Limeciclina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A absorção das tetraciclinas pode ser afetada pela administração concomitante de sais de cálcio, alumínio, magnésio, bismuto e zinco, antiácidos, medicamentos antiulcerosos contendo bismuto, preparações contendo ferro e quinapril. A ingestão de qualquer destes medicamentos deve ser feita pelo menos 2 horas antes ou após a toma de Limeciclina.

Fosfato dissódico de glucose + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Não recomendada com Sais de cálcio IV.

Aspartato de magnésio + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Aspartato de magnésio pode ainda interagir com o álcool, originando o aumento da excreção de magnésio, e com os seguintes medicamentos: calcitriol, bloqueadores canais de cálcio, sulfonatos de cálcio, depressores do sistema nervoso central, eltrombopag, cetolac, mefloquina, metotrimetoprim, micofenolato, agentes de bloqueio neuromuscular, suplementos de fosfatos, antibióticos (quinolonas) e trentina. O cálcio (Ca2+) e o magnésio (Mg2+) não devem ser tomados concomitantemente pois competem entre si na absorção intestinal.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Acetato de zinco + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A absorção de zinco pode ser reduzida pelos suplementos de ferro e de cálcio, tetraciclinas e compostos que contenham fósforo, enquanto o zinco pode reduzir a absorção de ferro, tetraciclinas e fluoroquinolonas.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Alfacalcidol + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: O risco de hipercalcemia é aumentado pela administração concomitante com produtos à base de cálcio, tiazidas ou outros medicamentos que aumentam os níveis sanguíneos de cálcio.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Fosfato tricálcico + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A administração oral do cálcio sobretudo se associada à administração de vitamina D, aumenta a toxicidade dos digitálicos.

Fosfato tricálcico + Colecalciferol + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A absorção da tetraciclina per os pode ser reduzida com a administração oral concomitante do cálcio; a administração dos dois fármacos deve ser distanciada de pelo menos três horas. Todos os fármacos contendo cálcio ou vitamina D devem ser suspensos durante o tratamento com Fosfato tricálcico / Colecalciferol.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Clortalidona + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Em consequência da administração concomitante dos seguintes medicamentos podem ocorrer interações com Clortalidona: Sais de cálcio: A administração de diuréticos tiazídicos com vitamina D pode potencializar o aumento do cálcio sérico.

Pidolato de magnésio + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Não deve tomar simultaneamente cálcio e magnésio para evitar fenómenos de competição ao nível da absorção digestiva. No caso de tratamento simultâneo com cálcio, recomenda-se intervalar as ingestões em pelo menos 3 horas.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Acetilcisteína + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Devido ao seu possível efeito quelante, a acetilcisteína pode reduzir a biodisponibilidade de alguns sais de metais pesados tais como de ouro, cálcio ou ferro. Recomenda-se, por isso, que a administração seja realizada a horas diferentes.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Losartan + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: HIDROCLOROTIAZIDA: Quando administrados concomitantemente, os seguintes fármacos podem interferir com os medicamentos diuréticos tiazídicos. Sais de cálcio: Os diuréticos tiazídicos podem aumentar os níveis de cálcio sérico devido a diminuição da excreção. Se os suplementos de cálcio tiverem de ser prescritos, os níveis de cálcio devem ser monitorizados e a posologia do cálcio deve ser ajustada em conformidade.

Olmesartan medoxomilo + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: n.d.
Interações: Interações potenciais relacionadas com HIDROCLOROTIAZIDA: Uso concomitante com precaução: Sais de cálcio: Os diuréticos tiazídicos podem aumentar os níveis séricos de cálcio devido à diminuição da sua excreção. Se a prescrição de suplementos de cálcio for necessária, os níveis séricos de cálcio devem ser monitorizados e a dosagem do cálcio deve ser ajustada em conformidade.

Pilocarpina + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Enquanto não se realizarem estudos formais de interações medicamentosas, foram utilizados os seguintes medicamentos concomitantemente em pelo menos 10% dos doentes num ou em ambos os estudos de eficácia na síndrome de Sjögren: Ácido acetilsalicílico, lágrimas artificiais, cálcio, estrogénios conjugados, sulfato de hidroxicloroquina, ibuprofeno, levotiroxina de sódio, acetato de medroxiprogesterona, metotrexato, multivitaminas, naproxeno, omeprazol, paracetamol e prednisolona. Não existiram notificações de toxicidade farmacológica durante qualquer estudo de eficácia.

Bendroflumetiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Sais de cálcio: A bendroflumetiazida reduz a excreção urinária de cálcio, por isso o risco de hipercalcemia está aumentado quando sais de cálcio são tomados em simultâneo. Os níveis séricos de cálcio devem ser monitorizados para assegurar que não se tornam excessivos.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Aliscireno + Hidroclorotiazida + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: Vitamina D e sais de cálcio: A administração de diuréticos tiazídicos, incluindo a hidroclorotiazida, com vitamina D ou com sais de cálcio pode potenciar o aumento do cálcio sérico. A administração concomitante de diuréticos tiazídicos poderá levar a hipercalcemia em doentes predispostos a hipercalcemia (p. ex. hiperparatiroidismo, doenças mediadas pela vitamina D ou malígnas) através do aumento de reabsorção tubular de cálcio.

Fluoreto de sódio + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: A absorção do flúor está relacionada com a solubilidade do composto ingerido. A absorção é, assim, inibida pelo cálcio, magnésio ou alumínio. O Fluoreto de sódio não deve, portanto, ser administrado com leite ou derivados nem com antiácidos contendo sais de cálcio, alumínio ou magnésio.

Subcitrato de bismuto potássico + Metronidazol + Tetraciclina + Cálcio

Observações: Não foram realizados estudos formais de interação com esta associação. Antes do tratamento, deve ser verificada a necessidade de outra medicação concomitante em doentes que estejam a tomar este medicamento. Apesar de não ter sido detetada qualquer interação específica com a associação, os doentes que tomem um grande número de medicamentos concomitantes têm geralmente um risco mais elevado de sofrerem efeitos indesejáveis e, por conseguinte, devem ser tratados com cuidado.
Interações: Interações com tetraciclina: Antiácidos, preparações com ferro e produtos lácteos: A absorção da tetraciclina é comprometida pelos antiácidos que contenham alumínio, cálcio ou magnésio, pelas preparações com ferro, zinco ou bicarbonato de sódio, ou por produtos lácteos. Desconhece-se a importância clínica da exposição sistémica reduzida à tetraciclina, uma vez que a contribuição relativa da atividade antimicrobiana sistémica versus a atividade antimicrobiana local contra o Helicobacter pylori não foi estabelecida. Por conseguinte, estes medicamentos não devem ser utilizados concomitantemente com esta associação.
Informe o seu Médico ou Farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Exercícios físicos que envolvam incremento de peso (ex.: alterofilismo, caminhada e basquetebol) contribuem para a fixação de cálcio nos ossos. Especialmente na adolescência (até os 22 anos), já na idade adulta os exercícios mantêm e podem aumentar a massa óssea em 1 ou 2%.

Fontes alimentares de Cálcio: Os principais alimentos fontes de cálcio são: laticínios (leite e derivados, como iogurte e queijo), hortaliças da espécie Brassica oleracea (couves): como brócolis, couve-flor, couve, repolho.

Nota: verduras verde escuras (com exceção do espinafre, devido ao alto teor de ácido oxálico).
Outros: algas marinhas, gergelim integral, amêndoas, feijões, etc.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017