Bacampicilina

DCI com Advertência na Gravidez
O que é
Bacampicilina é um antibiótico na classe dos medicamentos denominados penicilinas.

Combate as bactérias no corpo humano.

É usada para tratar vários tipos de infeções, como amigdalite, pneumonia, bronquite, infeções do trato urinário, gonorreia e infeções da pele.

Bacampicilina também pode ser usada para prescrição noutras patologias, aqui não listadas.
Usos comuns
Para infecções nos seguintes locais: trato respiratório superior e inferior; pele e tecidos moles; trato urinário e uretrite gonocócica aguda não complicada, quando devido a estirpes sensíveis dos seguintes organismos:
Gram-positivos: estreptococos (incluindo S.faecalis e S.pneumoniae) e estafilococos não produtores de penicilinase;
Gram-negativos: H.influenzae, N.gonorrhoeae, E.coli, P.mirabilis, Salmonella e bacilos disentéricos.
Tipo
pequena molécula
História
Sem informação.
Indicações
Para infeções nos seguintes locais: trato respiratório superior e inferior; pele e tecidos moles; trato urinário e uretrite gonocócica aguda não complicada, quando devido a estirpes sensíveis dos seguintes organismos:
Gram-positivos: estreptococos (incluindo S. faecalis e S. pneumoniae) e estafilococos não produtores de penicillinase;
Gram-negativos: H. influenzae, N. gonorrhoeae, E. coli, P. mirabilis, Salmonella e bacilos disentéricos.
Classificação CFT
n.d.     n.d.
Mecanismo De Ação
Durante a absorção a partir do tracto gastrointestinal, bacampicilina é hidrolisada por esterases presentes na parede do intestino.

É microbiologicamente activo como a ampicilina, e exerce uma acção bactericida, através da inibição da biossíntese da parede celular de mucopéptidos.
Posologia Orientativa
Dose adulta usual para infecções do tracto respiratório superior:
400 a 800 mg por via oral a cada 12 horas, durante 7 a 10 dias, dependendo da natureza e gravidade da infeção.

Dose adulta usual para infecção gonocócica não complicada:
1,6 g por via oral, mais 1 g de probenecida como uma dose única.

Dose adulta usual para Otite Média:
400 a 800 mg por via oral a cada 12 horas, durante 10 a 14 dias, dependendo da natureza e gravidade da infeção.

Dose adulta usual para Cistite:
400 mg oralmente a cada 12 horas, durante 3 a 7 dias, dependendo da natureza e gravidade da infeção.

Dose adulta usual para Pneumonia:
800 mg por via oral a cada 12 horas.
O tratamento deve continuar durante 7 dias se se suspeitar de pneumonia pneumocócica ou até 21 dias, se outros organismos forem responsáveis.

Dose adulta usual para infecção da pele ou dos tecidos moles:
400 a 800 mg por via oral, a cada 12 horas, durante 7 a 10 dias, ou de três dias após a inflamação aguda resolvida, dependendo da natureza e gravidade da infeção.

Dose Pediátrica usual para a infecção e estrutura da pele:
Crianças > 25 kg: 25 mg/kg/dia em 2 doses igualmente divididas em intervalos de 12 horas.

Dose pediátrica usual para Pneumonia:
Crianças > 25 kg: 50 mg/kg/dia em 2 doses igualmente divididas, em intervalos de 12 horas.
Administração
Via oral.
Contraindicações
Hipersensibilidade a beta-lactâmicos, mononucleose infecciosa, leucemia linfática e HIV, e risco de erupção cutânea.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Se sentir algum dos seguintes efeitos secundários graves, deve parar de tomar bacampicilina e procurar atendimento médico de emergência ou contactar imediatamente o médico:
- Rreacção alérgica (dificuldade em respirar; fechamento da garganta; urticária, inchaço dos lábios, face ou língua, erupção cutânea, ou desmaios);
- Convulsões;
- Diarreia aquosa intensa e cólicas abdominais; ou
- Hemorragia ou nódoas negras.

Outros efeitos colaterais menos graves podem ter maior probabilidade de ocorrer.

Continuar a tomar bacampicilina e falar com o médico se:
- Sentir náuseas ligeiras, vómitos, diarreia ou dor abdominal;
- Tiver manchas brancas na língua (infecção por cândida / levedura);
- Sentir comichão ou tiver corrimento da vagina (infecção vaginal levedura), ou
- Tiver a lígua preta, "cabeluda" ou feridas na boca ou língua.

Podem ocorrer outros efeitos secundários que não os listados aqui.

Deve falar com o médico sobre qualquer efeito colateral que lhe pareça invulgar ou que seja demasiado incómodo.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Todos os trimestres: B - Não há estudos adequados em mulheres. Em experiência em animais não foram encontrados riscos, mas foram encontrados efeitos colaterais que não foram confirmado nas mulheres, especialmente durante o último trimestre de gravidez.
Precauções Gerais
Tomar toda o bacampicilina que lhe foi receitada mesmo que comece a sentir melhoras.

Os sintomas podem começar a melhorar antes que a infecção esteja totalmente tratada.

Bacampicilina pode diminuir a eficácia das pílulas anticoncepcionais.

Deve usar um segundo método de controle de natalidade enquanto tomar bacampicilina para garantir proteção contra um gravidez indesejada.
Cuidados com a Dieta
Bacampicilina pode ser tomada com ou sem alimentos.
Terapêutica Interrompida
Tomar a dose assim que se lembrar.

No entanto, se estiver quase na hora da próxima dose, pular a dose que perdeu e tomar apenas a dose seguinte regularmente programada.

Não tomar uma dose dupla da medicação, salvo indicado pelo médico.

Se só perdeu uma dose, tomar o resto das doses programadas para o dia em intervalos uniformemente espaçados.
Cuidados no Armazenamento
Guardar os comprimidos em temperatura ambiente longe da humidade e calor.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.

Acetilcisteína + Bacampicilina

Observações: N.D.
Interações: A Acetilcisteína não interactua com antibióticos tais como a amoxicilina, eritromicina, doxiciclina ou bacampicilina, assim como a associação amoxicilina + ácido clavulânico.
Tomar bacampicilina exatamente como indicado pelo médico.

Se não entender as instruções, deve pedir ao farmacêutico, enfermeiro ou médico para lhas explicarem.

Tomar cada dose com um copo cheio de água.

Bacampicilina pode ser tomada com ou sem alimentos.

Bacampicilina deve ser tomada em intervalos espaçados ao longo do dia e noite para manter o nível do medicamento no sangue alto o suficiente para tratar a infecção.

Tomar todo o medicamento que foi receitado, independentemente de se começar a sentir melhor.

Os sintomas podem começar a melhorar antes que a infecção esteja totalmente tratada.

É importante tomar bacampicilina regularmente para obter o máximo benefício.

Guardar os comprimidos em temperatura ambiente longe da humidade e calor.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017