ais

Amorolfina

DCI com Advertência na Gravidez DCI com Advertência no Aleitamento
O que é
Amorolfina (ou amorolfin), é um fármaco anti-fúngico que inibe a morfolina D14 reductase e D7 D8-isomerase, que esgota o ergosterol e faz com que o ignosterol se acumule nas membranas das células fúngicas citoplasmáticas.

Comercializado como Curanail, Loceryl, Locetar e Odenil, a amorolfina está vulgarmente disponível sob a forma de verniz de unhas, contendo 5% de amorolfina como ingrediente activo.

É usada para tratar a onicomicose (infeção fúngica das unhas dos pés e mãos).

Amorolfina 5% verniz aplicada uma ou duas vezes por semana tem demonstrado uma eficácia entre 60% e 71% em dois estudos no tratamento da onicomicose da unha; as taxas de cura completa foram de 38% e 46%, três meses após a interrupção do tratamento (após seis meses de tratamento).

No entanto, os detalhes experimentais completos desses testes não estavam disponíveis e, uma vez que foram relatados pela primeira vez em 1992 não houve ensaios subsequentes.

Trata-se uma solução tópica para tratamento de infeções unha.

Os tratamentos sistémicos podem ser considerados mais eficazes.
Usos comuns
Amorolfina é utilizado para tratar infecções fúngicas das unhas.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Onicomicoses causadas por dermatófitos, leveduras e bolores sem envolvimento da matriz das unhas.
Classificação CFT

13.1.3 : Antifúngicos

Mecanismo De Ação
A substância ativa, amorolfina, pertence a uma classe química mais recente de substâncias antifúngicas. A sua ação fungistática e fungicida é principalmente baseada na alteração da biosíntese dos esteroides na membrana celular dos fungos. O teor de ergosterol reduz-se e ao mesmo tempo acumulam-se esteroides estranhos à célula.
A amorolfina tem um vasto espectro de ação antifúngico in vitro, sendo efetiva contra:
- dermatófitos: Trichophyton, Mycrosporum, Epidermophyton
- leveduras: Candida, Cryptococcus, Malassezia
- bolores: Alternaria, Hendersonula, Scopulariopsis
- dematiaceae: Cladosporium, Fonsecaea, Wangiella
- fungos dimórficos: Coccidioides, Histoplasma, Sporothrix
Com a exceção dos Actinomyces, as bactérias não são sensíveis à amorolfina. O Propionibacterium acnes é apenas ligeiramente sensível.
Posologia Orientativa
O verniz para as unhas deve ser aplicado nas unhas afetadas, das mãos ou dos pés, uma vez por semana.
A aplicação realizada duas vezes por semana pode apresentar benefícios em alguns casos
Administração
Uso cutâneo.
1. Lime a superfície da unha afetada com uma lima descartável.
Não volte a utilizar a lima.
2. Limpe a superfície da unha com uma das compressas fornecidas na embalagem ou com um pouco de algodão embebido em álcool.
3. Mergulhe a espátula, fornecida na embalagem, no verniz sem a limpar no bordo do frasco.
4. Aplique o verniz com a espátula na superfície da unha afetada.
5. Limpe a espátula com algodão embebido em álcool, antes de
a voltar a colocar no verniz para evitar a contaminação.
6. Repita os passos 1,2,3, 4 e 5 para cada unha afetada.
7. Feche o frasco após cada aplicação.
8. Deixe o verniz aplicado na unha secar durante 3 a 5 minutos.
Contraindicações
O verniz para as unhas medicamentoso não deve ser reutilizado em doentes que tenham apresentado hipersensibilidade à Amorolfina.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Efeitos secundários raros (que ocorrem em menos de 1 em 1000 pessoas)
A sua unha pode apresentar descoloração, pode soltar-se ou começar a separar-se do leito da unha.
Efeitos secundários muito raros (que ocorrem em menos de 1 em 10.000 pessoas)
Podem ocorrer uma sensação de ardor ou uma reacção alérgica cutânea (dermatite de contacto) na área em torno da unha.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Absorção sistémica muito reduzida, mas o produtor recomenda evitar; não existe informação disponível. Risco fetal desconhecido, por falta de estudos alargados.
Aleitamento
Aleitamento:Evitar; não há informação útil.
Precauções Gerais
Evitar o contacto do verniz com os olhos, ouvidos e membranas mucosas.
Os doentes com doenças subjacentes que os predisponham a infecções fúngicas das unhas devem consultar um médico relativamente ao tratamento adequado. Essas doenças incluem perturbações circulatórias periféricas, diabetes mellitus e imunossupressão.
Os doentes com distrofia das unhas e com destruição da placa ungueal devem analisar com um médico qual o tratamento adequado.
A utilização de verniz de unhas cosmético ou de unhas artificiais deve ser evitada durante o tratamento.
Dado que não existem dados clínicos, a amorolfina não é recomendada em crianças.
Cuidados com a Dieta
Não aplicável.
Terapêutica Interrompida
Se se esqueceu de aplicar Amorolfina aplique assim que se lembrar e continue a utilizar o medicamento como habitualmente.
Cuidados no Armazenamento
Manter este o medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não conservar acima de 30 °C. Proteger do calor. Manter o frasco bem fechado e na posição vertical.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.

Amorolfina + Medicamentos/Produtos de aplicação tópica

Observações: N.D.
Interações: Não existem estudos específicos que envolvam o tratamento concomitante com outros medicamentos tópicos.
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Pode utilizar o verniz para as unhas enquanto estiver a tomar outros medicamentos.
Os vernizes de unhas cosméticos ou as unhas artificiais não devem ser utilizados enquanto estiver a utilizar Amorolfina.

No entanto, em grávidas, o tratamento deve ser evitado devido à falta de experiência clínica.
Devido à falta de experiência clínica este tratamento deve ser evitado durante a amamentação.


Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 31 de Outubro de 2019